Rádio Companhia

Follow Rádio Companhia
Share on
Copy link to clipboard

O Podcast do Grupo Companhia das Letras. contato: radio@companhiadasletras.com.br

Companhia das Letras


    • Jun 27, 2022 LATEST EPISODE
    • weekly NEW EPISODES
    • 54m AVG DURATION
    • 240 EPISODES


    Search for episodes from Rádio Companhia with a specific topic:

    Latest episodes from Rádio Companhia

    #196 - Clube Rádio Companhia - "Um homem só"

    Play Episode Listen Later Jun 27, 2022 75:43

    Em junho, o Clube Rádio Companhia leu "Um homem só", de Cristopher Isherwood. * Participaram da conversa: Tamiris Busato, assessora de imprensa e apresentadora deste episódio; Enrico Sera e Paulo Santana, do departamento de marketing; e Felipe Cabral, que é ator, roteirista, dramaturgo, diretor e escritor. * Em "Um homem só", George, um professor inglês de meia-idade, tenta se adaptar à rotina na ensolarada Califórnia dos anos 1960 após a morte trágica de seu jovem parceiro. Por trás de seu jeito reservado, existe um homem que observa a vida com olhos desejosos. Os corpos masculinos o atraem; a beleza acalenta seu coração dilacerado. Contudo, a sociedade repressora da época inibe a realização de seus sonhos. Ao ser publicado pela primeira vez em 1964, "Um homem" só chocou muitos leitores com seu retrato franco de um homem gay na maturidade. Considerado hoje um clássico moderno, este livro é uma narrativa comovente sobre amor e solidão. * Indicações: Cloro (Alexandre Vidal Porto): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788535931846/cloro Devassos no paraíso (João Silvério Trevisan): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788547000653/devassos-no-paraiso-4-edicao-revista-e-ampliada Gostaria que você estivesse aqui (Fernando Scheller): https://harpercollins.com.br/products/gostaria-que-voce-estivesse-aqui-fernando-scheller?variant=41815534338214 O fim de Eddy (Édouard Louis): https://www.planetadelivros.com.br/livro-o-fim-de-eddy/271512 História da violência (Édouard Louis): https://www.planetadelivros.com.br/livro-historia-da-violencia/312450 A cidade e o pilar (Gore Vidal)

    #195 - A vida e obra de Yukio Mishima - Um bate-papo com Andrei Cunha e Victor Kinjo

    Play Episode Listen Later Jun 20, 2022 64:41

    Grande admirador das tradições milenares da cultura japonesa, especialmente da conduta virtuosística dos samurais, Yukio Mishima - pseudônimo de Hiraoka Kimitake (1925-1970) - viveu a literatura como se fosse parte indissociável de sua existência. * No episódio desta semana, para falar sobre a vida e obra da figura plural e contraditória de Mishima, a Rádio Companhia conversa com Andrei Cunha, tradutor literário de japonês e professor de Língua e Literatura Japonesa, e Victor Kinjo, cantor, compositor, escritor e pesquisador. * Apresentação: Thaís Britto e Enrico Sera Edição: Paulo Junior

    #194 - 100 anos de Otto Lara Resende - Um bate-papo com Augusto Massi e Humberto Werneck

    Play Episode Listen Later Jun 12, 2022 53:44

    Em 2022, celebramos 100 anos do nascimento do jornalista e escritor Otto Lara Resende. * Para conversar sobre sua obra, a Rádio Companhia recebe Augusto Massi, que é poeta, professor, editor; e Humberto Werneck, que é jornalista, escritor e foi próximo de Otto, falecido em 1992, aos 70 anos. * Neste episódio, além de comentar a obra de Otto – os livros de contos "O lado humano", "Boca do Inferno", "O retrato na gaveta" e "As pompas do mundo", e também o romance, "O braço direito" –, Augusto e Humberto falam de seu jeito perfeccionista de lidar com as palavras e também com seu lado cronista. * Apresentação e edição: Paulo Junior

    #193 - Rádio Doc Companhia: Ana Cristina Cesar

    Play Episode Listen Later Jun 5, 2022 33:53

    Ana Cristina Cesar é a protagonista do Rádio Doc Companhia desta semana. * Poeta, tradutora, ensaísta e crítica literária, Ana C. – como era chamada por amigos – fazia parte da geração mimeógrafo, também conhecida como “os poetas marginais”. Inspirados pelos movimentos de contracultura no mundo, trouxeram o cotidiano e o coloquial para dentro da linguagem poética. Ana C. foi um dos principais nomes desse grupo. E não é exagero dizer que a obra dela moldou de alguma forma o que conhecemos hoje como poesia contemporânea. * No mês e ano em que a poeta completaria 70 anos, a Rádio Companhia fala de alguns aspectos da vida e da obra dessa mulher que revolucionou o jeito de fazer poesia no Brasil. A edição conta com a participação de nomes como Flavio Lenz, jornalista, escritor e irmão mais novo de Ana. C, Luiz Augusto Ramalho, antropólogo e ex-namorado da escritora, Raquel Valença, coordenadora de literatura do IMS, Alice Sant'Anna, editora da Companhia das Letras responsável por “Amor mais que maiúsculo” – novo livro da autora que já está em pré-venda – , e Heloisa Buarque de Holanda, organizadora da antologia “26 poetas hoje”. * O programa conta ainda com a interpretação de alguns textos de Ana C. por Ana Martins Marques, Armando Freitas Filho, nomeado pela própria Ana como “curador de sua obra”, e Marília Garcia. * Apresentação: Thaís Britto Edição: Paulo Junior

    #192 - Clube Rádio Companhia - "Norwegian Wood"

    Play Episode Listen Later May 29, 2022 59:29

    Em maio, o Clube Rádio Companhia leu "Norwegian Wood", de Haruki Murakami. * Participaram da conversa: Enrico Sera, do departamento de marketing; Luara França, editora da casa e responsável pela edicção da obra de Haruki Murakami na Companhia das Letras; e Fabio Uehara, criador da Rádio Companhia e atualmente diretor de conteúdo da Tocalivros. * Publicado originalmente em 1987, "Norwegian Wood" transformou o japonês Haruki Murakami de um autor cult à um ícone cultural. No livro, Toru Watanabe acaba de chegar a Tóquio para estudar teatro, e mora em um alojamento estudantil só para homens. Solitário, dedica seu tempo a identificar e refletir sobre as peculiaridades dos colegas. Um dia, Toru reencontra um rosto de seu passado: Naoko, antiga namorada de seu grande amigo de adolescência Kizuki, que cometeu suicídio. Marcados por essa tragédia em comum, os dois se aproximam e constroem uma relação delicada onde a fragilidade psicológica de Naoko culmina com sua internação em um sanatório. Enquanto Naoko está longe, Toru conhece a ousada e espontânea Midori. * O episódio contém spoilers e, por vezes, apresenta interferências e ruídos nos microfones por conta da gravação on-line! * Outras obras citadas: "Crocodilo" (Javier Contreras): companhiadasletras.com.br/livro/9788535932812/crocodilo "O demônio do meio-dia" (Andrew Solomon): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788535931884/o-demonio-do-meio-dia-nova-edicao "Um crime da solidão" (Andrew Solomo): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788535931839/um-crime-da-solidao "Relatos de um gato viajante" (Hiro Arikawa): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788556520487/relatos-de-um-gato-viajante "Homens sem mulheres" (Haruki Murakami): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788579624384/homens-sem-mulheres "O elefante desaparece" (Haruki Murakami): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788556520623/o-elefante-desaparece "As virgens suicidas" (Jeffrey Eugenides): https://www.companhiadasletras.com.br/livro/9788535922196/as-virgens-suicidas "Esforços olímpicos" (Anelise Chen): https://todavialivros.com.br/livros/esforcos-olimpicos "Drive my car": https://mubi.com/pt/films/drive-my-car "Burning": https://www.primevideo.com/detail/Burning/0H3D2DBW53CAHRNGKIRV5KLTDJ

    #191 - Debate de lançamento de "O terceiro excluído", de Fernando Haddad

    Play Episode Listen Later May 22, 2022 58:45

    O episódio da Rádio Companhia desta semana traz o debate que marcou o lançamento do livro “O terceiro excluído”, de Fernando Haddad. * O bate-papo foi mediado pelo editor Ricardo Teperman e contou com a participação da psicanalista Vera Iaconelli e do neurocientista Sidarta Ribeiro. * Em outubro de 2018, o então candidato à presidência da República Fernando Haddad recebeu o professor do MIT Noam Chomsky em sua casa. O Brasil vivia seu momento mais dramático desde a redemocratização e a ameaça de uma guinada autoritária não era percebida por grande parte dos eleitores. Da conversa sobre política e linguística surgiu a provocação que originou “O terceiro excluído”. * Neste estudo denso e provocador, publicado pela @editorazahar, Haddad apresenta uma nova contribuição para as teorias da emancipação humana, a partir da qual pode emergir uma abrangente linha de ação política. * Edição: Paulo Junior

    #190 - Um bate-papo com Eliana Alves Cruz sobre "Solitária"

    Play Episode Listen Later May 16, 2022 31:50

    No episódio da Rádio Companhia desta semana, a escritora e jornalista Eliana Alves Cruz fala sobre seu novo romance “Solitária” * A obra conta a história de duas mulheres negras, Mabel e Eunice, mãe e filha, que moram no trabalho, um condomínio de luxo desses encontrados em qualquer grande cidade brasileira. Eunice, a mãe, é testemunha-chave de um crime chocante ocorrido na casa dos patrões. Mabel, a filha, constrói o caminho que leva não apenas à elucidação deste crime, mas a uma mudança radical na vida das pessoas que cercam as protagonistas. * Testemunho de uma crucial mudança de sensibilidade no espírito de nosso tempo, “Solitária” dá provas do quão urgente se tornou elaborar – sem meias palavras – não apenas a história, mas as sobrevidas da escravidão colonial. * Apresentação: Thaís Britto Edição: Paulo Junior

    #189 - Rádio Doc Companhia: Dante Alighieri

    Play Episode Listen Later May 8, 2022 45:57

    #188 - Clube Rádio Companhia - "Vozes de Tchernóbil"

    Play Episode Listen Later May 1, 2022 68:27

    Em abril, o Clube Rádio Companhia leu “Vozes de Tchernóbil”, de Svetlana Aleksiévitch. * Participaram da conversa: Enrico Sera, do departamento de marketing; Tamiris Busato, assessora de imprensa da Companhia das Letras; e Pedro Telles da Silveira, professor de História Moderna e Metodologias da Pesquisa Histórica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. * No livro, escrito a partir de entrevista com mais de 500 fontes, numa apuração que durou mais de 10 anos, Aleksiévitch constrói um relato e testemunho da tragédia de Tchernóbil. Em 26 de abril de 1986, explosões seguidas de incêndio na usina nuclear de Tchernóbil, na Ucrânia - então parte da finada União Soviética -, provocou uma catástrofe sem precedentes em toda a era nuclear: uma quantidade imensa de partículas radioativas foi lançada na atmosfera da URSS e em boa parte da Europa. É por meio das múltiplas vozes - de viúvas, trabalhadores afetados, cientistas ainda debilitados pela experiência, soldados, gente do povo - que a autora reconstitui os detalhes e o destino dos indivíduos afetados pela catástrofe. * O episódio contém spoilers e, por vezes, apresenta interferências e ruídos nos microfones por conta da gravação on-line! * INDICAÇÕES Poema “Ocaso do século" (Wislawa Szymborska). Presente em “Poemas”: https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13056 “Gostaríamos de informá-lo de que amanhã seremos mortos com nossas famílias” (Philip Gourevitch): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=80047 “Hiroshima” (John Hersey): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=11512 “Ideias para adiar o fim do mundo” (Ailton Krenak): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14916 “Into Eternity”(Michael Madsen): https://www.youtube.com/watch?v=ayLxB9fV2y4 “After Fukushima: The Equivalence of Catastrophes” (Jean-Luc Nancy): https://www.amazon.com.br/dp/B00QH2U2X0/ref=dp-kindle-redirect?_encoding=UTF8&btkr=1 "Piquenique na estrada” (Arkádi e Boris Strugátski): https://editoraaleph.com.br/produto/piquenique-na-estrada/ "Ikarie XB-1" (Jindrich Polák): https://www.youtube.com/watch?v=5kuCLKsEt7o “Por que acreditamos em Primo Levi?” (Mario Barenghi): https://niej.files.wordpress.com/2016/07/04-primolevi.pdf “A última voz humana viva: uma leitua de Svetlana Aleksiévitch em um tempo de catástrofes” (Pedro Telles da Silveira): https://revistas.ufpr.br/vernaculo/article/view/49683

    #187 - Um bate-papo com Silviano Santiago sobre "Em liberdade"

    Play Episode Listen Later Apr 24, 2022 60:00

    No episódio da Rádio Companhia desta semana, o escritor Silviano Santiago fala sobre a nova edição de “Em liberdade”, livro vencedor do Prêmio Jabuti de melhor romance. * Lançado pela primeira vez em 1981, este trabalho ímpar de ficção mostra toda a potência de Santiago e continua absurdamente atual em sua crítica a um Estado que oprime e desumaniza. Misto de biografia, autobiografia, relato histórico, ensaio, crítica e romance, “Em liberdade” é uma das maiores obras da literatura brasileira dos últimos anos. A nova edição do livro é acrescida de conto inédito. * "Não sinto o meu corpo. Não quero sentir meu corpo agora, porque é pura fonte de sofrimento. Existe uma memória desses últimos acontecimentos nos braços, nas pernas, nas costas, nesta cicatriz na barriga, que quero apagar", registra o autor, narrador deste livro.

    #186 - Bate-papo sobre "Luxúria", com Stephanie Borges, Bruna Kalil Othero e Renata Correa

    Play Episode Listen Later Apr 17, 2022 63:52

    No episódio da Rádio Companhia desta semana, a tradutora e escritora Stephanie Borges, a poeta e pesquisadora Bruna Kalil Othero e a roteirista e escritora Renata Correa batem um papo sobre “Luxúria”, de Raven Leilani

    #185 - Um bate-papo com Clara Drummond sobre "Os coadjuvantes"

    Play Episode Listen Later Apr 10, 2022 17:45

    No episódio da Rádio Companhia desta semana, a jornalista e escritora Clara Drummond fala sobre seu novo livro, "Os coadjuvantes”, publicado este mês pela Companhia. * Autora dos romances “A festa é minha e eu choro se eu quiser” (2013) e “A realidade devia ser proibida'' (2015), Clara comenta no episódio sobre a protagonista da obra, Vivian, que é uma jovem curadora de trinta e poucos anos que vive entre Rio e São Paulo. * Em “Os coadjuvantes”, a personagem possui um currículo impecável que só existe por conta dos diversos trabalhos mal remunerados em instituições prestigiadas, uma vez que vive do dinheiro da família. Quando um episódio trágico faz com que sua vida se cruze com a de Darlene, uma ambulante que vende cervejas em frente a seu apartamento, o mundo de Vivian ganha um rumo sombrio e imprevisível. * Cômico e melancólico, sensível e cruel, “Os coadjuvantes” é um romance corrosivo sobre o mundo da arte, o Brasil dos privilégios e uma geração perversamente obcecada por imagem e virtude. * Apresentação e edição: Paulo Júnior Roteiro: Mateus Baldi

    #184 - Rádio Doc Companhia: Pagu

    Play Episode Listen Later Apr 4, 2022 37:31

    Militante do ideal, por toda a vida, Pagu colocou-se a serviço de ideias, ideologias e do progresso cultural, corporificando a noção de engajamento e envolvimento a um grau máximo. E sem que seu objetivo fosse ser posta em evidência, essa militância a tornou lenda. * Um dos nomes mais emblemáticos do cenário político e cultural do país, é autora de “Autobiografia Precoce”, único relato do tipo deixado por ela, e “Parque Industrial”, um romance proletário que trata dos operários no bairro paulistano do Brás. * No RÁDIO DOC COMPANHIA deste mês, trazemos detalhes sobre a trajetória da autora e desvendamos curiosidades sobre a sua vida – entre eles: a conexão da autora com Sigmund Freud e “por que Pagu?”. * Conheça o novo formato da Rádio Companhia: neste episódio especial mensal, destrinchamos os principais aspectos da vida e da obra de autores que fizeram e ainda fazem história na literatura nacional e estrangeira. * Apresentação: Thaís Britto Edição: Paulo Júnior

    #183 - Clube Rádio Companhia - "A rosa mais vermelha desabrocha"

    Play Episode Listen Later Mar 28, 2022 72:06

    Em março, o Clube Rádio Companhia leu a história em quadrinhos “A rosa mais vermelha desabrocha”, de Liv Stromqüist. * Participaram do podcast: Enrico Sera, do departamento de Marketing; Stephanie Roque, editora da Companhia das Letras; Tamiris Busato, assessora de imprensa do Grupo Companhia das Letras e Cecília Marins, quadrinista, ilustradora, jornalista e autora da reportagem em quadrinhos Parque das Luzes, obra vencedora do Prêmio Cásper Líbero. * “A rosa mais vermelha desabrocha” é uma poderosa e necessária reflexão sobre o amor na contemporaneidade. Com muito humor e inteligência, e o título emprestado de um verso da poeta norte-americana Hilda Doolittle, a obra examina as engrenagens do amor nos tempos do capitalismo tardio. A partir de histórias como a de Sócrates, que traiu Alcibíades há mais de dois mil anos, ou a de Teseu, que abandonou a amada Ariadne de uma hora para outra na ilha de Naxos, e com a ajuda de Beyoncé, do filósofo Sören Kierkegaard, dos smurfs, da namorada alucinada de Lorde Byron, de Platão, de Jabba de Star Wars, e de outros especialistas na arte de amar, a artista sueca Liv Strömquist mais uma vez desconstrói mitos e se afirma como uma das quadrinistas mais relevantes da atualidade. * INDICAÇÕES: HQ - "Minha experiência lésbica com a solidão" (Kabi Nagata): https://www.lojanewpop.com.br/minha-experiencia-lesbica-com-a-solidao HQ - "Desaplanar" (Nick Sousanis): https://veneta.com.br/produto/desaplanar/ HQ - "Paciência" (Daniel Clowes): https://grupoautentica.com.br/nemo/quadrinhos/paciencia/1453 HQ - "Três estações" (Cecília Marins): lançamento no final de 2022 HQ - "Heimat" (Nora Krug): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13793 Filme - "Medianeras: Buenos Aires na era do amor virtual" Podcast - "Just break up": https://www.justbreakuppod.com/ Pesquisadora - Valeska Zanello: https://www.instagram.com/zanellovaleska/ + https://www.youtube.com/channel/UC54qAezd5IglNA4vtBiJ2Rg * Edição: Paulo Júnior Apresentação: Enrico Sera

    #182 - Lygia Fagundes Telles e os vinte anos de "Durante aquele estranho chá"

    Play Episode Listen Later Mar 21, 2022 45:26

    Nos 20 anos de “Durante aquele estranho chá”, o episódio da Rádio Companhia desta semana fala sobre a obra e sua autora, Lygia Fagundes Telles. * A notícia da morte de Clarice, a primeira vez que leu Machado, uma tarde com Mário de Andrade, uma lembrança de Sartre e Simone de Beauvoir comendo castanhas de caju, a imagem do apartamento cheio vendo desabrochar o cinema novo, a amizade com Hilda Hilst. * Esses são só 5 dos 21 textos de “Durante aquele estranho chá”, uma coletânea de memórias e reflexões de Lygia Fagundes Telles, que voltou às livrarias recentemente e é mais uma preciosidade do nosso baú. * Para conversar sobre a autora e as nuances de sua obra, a Rádio Companhia recebe Luiz Bueno, escritor e professor de literatura da UFPR, e Socorro Acioli, escritora, jornalista e também professora de literatura. * Apresentação e edição: Paulo Júnior

    #181 - Sobre Muriel Barbery, "A elegância do ouriço" e "Uma rosa só"

    Play Episode Listen Later Mar 13, 2022 66:46

    A escritora e professora de filosofia Muriel Barbery viveu uma vida razoavelmente anônima até 2006. Naquele ano, foi publicado na França o seu segundo romance, “A elegância do ouriço”. Logo, o livro se transformou numa sensação literária, e vendeu milhões de exemplares nos mais de trinta países para onde foi traduzido. * Em 2022, a Companhia das Letras lança o novo romance de Muriel Barbery. Em “Uma rosa só”, a protagonista é uma mulher que se esconde da vida. Depois da morte do pai, um homem japonês que ela nunca conheceu, Rose precisa ir até Kyoto para ouvir a leitura do testamento e cumprir um curioso roteiro de passeios deixado pelo pai. * Para conversar sobre essas obras tão delicadas, suas referências e suas narrativas, a Rádio Companhia recebe Rosa Freire d'Aguiar, tradutora da obra de Barbery; Tamy Ghannam, influenciadora, crítica literária e fã da autora; e Camila Berto, editora da Companhia das Letras e responsável pela edição de “Uma rosa só”. * Apresentação: Thais Britto Edição: Paulo Júnior

    #180 - Uma conversa sobre Thomas Pynchon, com Antônio Xerxenesky e Paulo Henriques Britto

    Play Episode Listen Later Mar 6, 2022 36:10

    O episódio da Rádio Companhia desta semana fala sobre o vencedor do National Book Awards e renomado escritor norte-americano Thomas Pynchon. * Considerado um dos autores definitivos para compreender o século 20, Pynchon escreveu livros monumentais, alguns com mais de mil páginas, e a narrativa enciclopédica é uma característica vital em suas obras. Dois de seus livros, O leilão do lote 49 e Vineland, esgotados há um tempo, voltaram às prateleiras recentemente. * Dominados por um clima de paranoia, seus personagens se metem nos mais variados assuntos – de dirigíveis e gângsteres à contracultura dos anos 1960, passando por selos, correios clandestinos e deep web. Como se não bastasse todo o culto e fascínio que sua produção tem despertado nos últimos 60 anos, Thomas Pynchon não dá entrevistas. E com exceção de uma única foto do final dos anos 1950, ninguém nunca mais viu seu rosto. * Para tentar compreender o enigma Pynchon e seus labirintos, a Rádio Companhia desta semana recebe o escritor Antônio Xerxenesky, autor de Uma tristeza infinita, e que ministra um curso sobre o autor americano na biblioteca Lugar de Ler, e o tradutor Paulo Henriques Britto, responsável por verter para o português títulos fundamentais de Pynchon, como O arco-íris da gravidade, Mason & Dixon e Contra o dia. * Apresentação: Thais Britto Edição: Paulo Júnior

    #179 - Clube Rádio Companhia - "A trilogia de Nova York"

    Play Episode Listen Later Feb 27, 2022 61:16

    Em fevereiro, o Clube Rádio Companhia leu a premiada “A trilogia de Nova York”, vencedora do Príncipe de Asturias 2006, de Paul Auster. * Participaram do podcast: Enrico Sera, do departamento de Marketing; Tamiris Busato, assessora de imprensa do Grupo Companhia das Letras; Kelvin Falcão Klein, doutor em Teoria Literária pela Universidade Federal de Santa Catarina e Professor Adjunto da Escola de Letras da UNIRIO; e Marina Pastore, gerente de Negócios Digitais da Companhia das Letras. * Sophie Calle: https://www.perrotin.com/artists/Sophie_Calle/1#biography Entrevista do Paul Auster: https://open.spotify.com/episode/7e7lmyWOy3CItuqSePKiyC Paul Auster no Fronteiras do Pensamento: https://www.youtube.com/watch?v=Wa7tnS0rOI8 Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently (Douglas Adams): editoraarqueiro.com.br/ebooks/agencia-de-investigacoes-holisticas-dirk-gently/ 4 3 2 1 (Paul Auster): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13996 Leviatã (Paul Auster): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=11129 Vício inerente (Thomas Pynchon): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=12873 A história secreta (Donna Tartt): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=15049 Operação Shylock (Philip Roth): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=80267 Mare of Eastown (HBO): https://www.hbomax.com/br/pt/series/urn:hbo:series:GYCiC1Q8picLCfAEAAAAC Bonsai & A vida privada das árvores (Alejandro Zambra): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14958 Noite e dia desconhecidos (Bae Suh-Ae): https://www.dbaeditora.com.br/literatura/noite-e-dia-desconhecidos-8201 * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189

    #178 - Semana de 22: destaques da Jornada Modernismos

    Play Episode Listen Later Feb 20, 2022 49:52

    O episódio da Rádio Companhia desta semana traz os destaques da Jornada Modernismos! O evento reuniu vinte e oito autores de “Modernismos 1922-2022” que, divididos em sete mesas de debate, conversaram sobre a semana de 22 e seu legado. Assista a série de bate-papos completa: https://bit.ly/jornadamodernismos * No dia 13 de fevereiro de 1922, começava no Theatro Municipal de São Paulo um evento que ficaria marcado na história da cultura brasileira. A Semana de Arte Moderna foi um movimento de vanguarda que propunha renovar, experimentar e romper com o passado, trazendo novas ideias e linguagens para a arte brasileira. Cem anos se passaram e os reflexos do que aconteceu em fevereiro de 1922 seguem sendo discutidos, com direito a contradições, intrigas e polêmicas. * Saiba mais sobre “Modernismos 1922-2022”: Para celebrar o centenário, a Companhia lançou uma série de livros que voltam à semana a partir de diferentes abordagens. No título “Modernismos 1922-2022” estão reunidos vinte e nove ensaios de pesquisadores que revisitam o movimento em campos diversos. Literatura, música, artes visuais, moda, urbanismo, sexualidade, raça, gênero, política e outros temas compõem um panorama caleidoscópico da modernidade e sua fulminante mas problemática inserção na cultura brasileira * Edição: Paulo Júnior Apresentação: Thais Britto

    #177 - Uma conversa com Cristhiano Aguiar, autor de "Gótico nordestino"

    Play Episode Listen Later Feb 13, 2022 30:36

    O episódio da Rádio Companhia desta semana recebe o autor do aguardado “GÓTICO NORDESTINO”, Cristhiano Aguiar. * Em nove contos, a obra — publicada pela @editora_alfaguara — mergulha nos elementos góticos e folclóricos — buscando referências nas séries televisivas, no cinema e nos quadrinhos — para criar narrativas vibrantes e inesperadas, que fogem da prosa literária tradicional. As histórias vão desde os tempos do cangaço, passando pela ditadura militar e chegando até os ecos sombrios de um futuro próximo * “‘Gótico nordestino' se insere em lugar de destaque na nova leva de narrativas de horror, reinventando os medos atemporais a tudo que escapa da racionalidade. Cristhiano Aguiar irmana-se a nomes como Mariana Enríquez e Samantha Schweblin ao buscar uma síntese entre a cultura pop anglófona e as peculiaridades sociopolíticas de seu espaço na América Latina, produzindo uma obra de frescor e potência que mostra que o terror é a verdadeira chave para compreender a época em que vivemos.” – Antônio Xerxenesky * Apresentação e edição: Paulo Junior

    #176 - 100 anos de "Ulysses"

    Play Episode Listen Later Feb 6, 2022 62:11

    No marco dos 100 anos da publicação de "Ulysses", a importância da grande obra do irlandês James Joyce resiste à passagem do tempo. Com suas experimentações de linguagem e fluxos de consciências bastante singulares, o livro alterou as definições do que se considerava um romance e até hoje é objeto de culto por leitores ao redor do mundo. * Para comemorar o centenário da obra, a Companhia acaba de lançar uma edição especial, que, além de contar com gravuras de Robert Motherwell – feitas para uma edição especial e limitada de 1988 –, possui amplo aparato crítico com textos inéditos de Dirce Waltrick do Amarante, Fábio Akcelrud Durão, Fritz Senn, John McCourt, Sandra Guardini Vasconcelos e Vitor Alevato do Amaral; além das resenhas escritas à época do lançamento por Louis Gillet e Joseph Collins. A consagrada tradução de Caetano W. Galindo ganha agora, após dez anos de sua publicação, uma cuidadosa revisão que faz com que a já saborosa prosa ganhe ainda mais brilho. * No episódio de hoje da Rádio Companhia, o podcast da Companhia das Letras, a apresentadora Thais Britto recebe três pessoas que fizeram parte da edição especial: Caetano Galindo, que é também autor de "Sim, eu digo sim", um guia de leitura que detalha e organiza as referências presentes em "Ulysses"; Sandra Guardini, professora titular de literaturas de língua inglesa da Universidade de São Paulo (USP); e Vitor Alevato, professor de literaturas de língua inglesa na Universidade Federal Fluminense (UFF) e coordenador do grupo de pesquisa Estudos Joycianos no Brasil. * Apresentação: Thais Britto Captação e edição: Paulo Júnior * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189

    #175 - Clube Rádio Companhia - "O avesso da pele"

    Play Episode Listen Later Feb 1, 2022 56:55

    O primeiro Clube Rádio Companhia do ano discutiu “O avesso da pele”, de Jeferson Tenório. * Participaram do podcast: Enrico Sera, que apresentou o episódio; Tamiris Busato, assessora de imprensa do Grupo Companhia das Letras; Bruna Brito, do departamento de projetos digitais; o escritor, roteirista, tradutor e produtor editorial Stefano Volp; e Fernanda SIlva e Sousa, doutoranda no Programa de Teoria Literária e Literatura Comparada também pela USP. * Resenha de "O avesso da pele" por Fernanda Silva e Sousa: www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2020…-policia.shtml Marrom e Amarelo (Paulo Scott): www.companhiadasletras.com.br/detalhe.ph…o=28000141 Homens pretos (não) choram: Stefano Volp: www.amazon.com.br/Homens-pretos-ch…p/dp/6555113316/ Perder a mãe (Saidiya Hartman): bazardotempo.com.br/loja/perder-a-m…-da-escravidao/ Baratas (Scholastique Mukasonga): www.bancatatui.com.br/produtos/baratas/ As alegrias da maternidade (Buchi Emecheta): dublinense.com.br/livros/as-alegri…-da-maternidade/ Atlanta (Netflix): www.netflix.com/br/title/80123779 Insecure (HBO): www.hbomax.com/br/pt/series/urn:…dwg1cosPDWwEAAABT * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189

    #174 - Bate-papo sobre "Corpos secos", livro vencedor do prêmio Jabuti

    Play Episode Listen Later Jan 24, 2022 45:21

    O episódio da Rádio Companhia desta semana fala sobre o vencedor do Jabuti 2021 na categoria Romance de Entretenimento: “CORPOS SECOS”. * A obra, publicada pela Editora Alfaguara, narra o desenrolar de uma epidemia, causada pelo uso indiscriminado de agrotóxicos, que origina os “corpos secos”: espectros humanos que não possuem mais atividade cerebral, mas com estruturas que ainda funcionam e anseiam por sangue. Seis meses depois do início, há poucos sobreviventes, que lutam para resistir em meio ao caos. * Escrito a 8 mãos, o livro foi lançado no início de 2020, quando a pandemia ainda era — para os brasileiros — um futuro distante e improvável. * Para falar sobre o título, muito bem recebido pelo público, e o seu desenvolvimento atípico, a Rádio Companhia conversa com três dos quatro autores da obra: Luisa Geisler, Natalia Borges Polesso e Samir Machado de Machado — que escreveram a obra ao lado de Marcelo Ferroni. * Apresentação: Thaís Britto Edição: Paulo Júnior

    #173 - Uma conversa sobre Sérgio Porto e sua influência na crônica brasileira

    Play Episode Listen Later Jan 17, 2022 42:08

    Em setembro de 1953, com a criação de seu personagem (ou heterônimo) mais famoso, SÉRGIO PORTO deu o salto que o fez entrar de vez para o panteão dos grandes cronistas brasileiros. * Foi com Stanislaw Ponte Preta e seu humor corrosivo, dono de um olhar sagaz para a sociedade brasileira, que Porto publicou livros definitivos, como o “Febeapá”, “Tia Zulmira e eu” e muitos outros. * Para falar sobre a influência de Porto nos cronistas de hoje e celebrar a obra do autor, que na última semana comemoraria 99 anos, a Rádio Companhia desta semana traz o jornalista e escritor ALVARO COSTA E SILVA, também conhecido como “o Marechal” — que organizou o livro “A fina flor de Stanislaw Ponte Preta” — e GREGORIO DUVIVIER, escritor, ator, roteirista e grande fã de Porto. * Saiba mais sobre “A fina flor de Stanislaw Ponte Preta”: As crônicas reunidas pelo jornalista Alvaro Costa e Silva neste volume trazem o olhar inteligente, mordaz, afiado e debochado de uma das mentes mais brilhantes do humor brasileiro. * Apresentação e edição: Paulo Junior

    #172 - Bate-papo sobre "A pediatra", com Andréa del Fuego e Vera Iaconelli

    Play Episode Listen Later Dec 19, 2021 58:11

    Primeiro romance de Andréa Del Fuego desde o elogiado "As miniaturas", em "A pediatra" somos conduzidos por Cecília, a protagonista, enquanto ela tenta impedir o colapso de seu mundo. Escrito num ritmo frenético pela autora vencedora do Prêmio José Saramago, o romance é uma crônica divertida sobre maternidade, trabalho e o que fazer quando as ilusões parecem ruir. Pela ótica de Cecília nos aproximamos de temas tabu e mergulhamos nas diversas complexidades que o século 21 nos traz. * Para tentar desvendar os seus segredos, a Rádio Companhia recebe a sua criadora, ANDRÉA DEL FUEGO, e a psicanalista VERA IACONELLI, colunista da Folha de São Paulo. * Saiba mais sobre a obra: Cecília é o oposto do que se imagina de uma pediatra – uma mulher sem espírito maternal, pouco apreço por crianças e zero paciência para os pais e mães que as acompanham. Porém a medicina era um caminho natural para ela, que seguiu os passos do pai. Apesar de sua frieza com os pacientes, ela tem um consultório bem-sucedido, mas aos poucos se vê perdendo lugar para um pediatra humanista, que trabalha com doulas, parteiras e acompanha até partos domiciliares. Mesmo a obstetra cesarista com quem Cecília sempre colaborou agora parece preferi-lo. Ela fará, então, um mergulho investigativo na vida das mulheres que seguem o caminho do parto natural e da medicina alternativa, práticas que despreza profundamente. Em paralelo, vive uma relação com um homem casado, de cujo filho ela acompanhou o nascimento como neonatologista. E é esse menino que irá despertar sentimentos nunca antes experimentados pela pediatra. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

    #171 - Especial: 25 anos de "Graça infinita", de David Foster Wallace

    Play Episode Listen Later Dec 13, 2021 63:15

    “Graça infinita” é um dos maiores fenômenos literários recentes e, para muitos, o último grande romance do século XX. A obra máxima de David Foster Wallace foi lançada em 1996, pouco mais de uma década antes da morte do autor norte-americano. * Para marcar os 25 anos desse icônico livro de mais de mil páginas, a Rádio Companhia promove, neste domingo, uma conversa entre CAETANO W. GALINDO, tradutor da edição brasileira, DANIEL GALERA, escritor, também tradutor de Wallace e grande fã do título, e ANA CAROLINA WERNER, mestre em literatura com uma dissertação sobre a obra. * Saiba mais sobre a obra: “Graça infinita” foi o último grande romance do século XX e teve um impacto duradouro e ainda difícil de ser aferido. Ora cômico, ora doloroso, ele encapsulou uma geração ligada à ironia e ao entretenimento, mas desconectada da imaginação, da solidariedade e da empatia. No livro, seguimos os passos dos irmãos Incandenza - membros da família mais disfuncional da literatura contemporânea -, conforme tentam dar conta do legado do patriarca James Incandenza, um cientista de óptica que se tornou cineasta e cometeu suicídio depois de produzir um misterioso filme que, pela alta voltagem de entretenimento, levava seus espectadores à morte. * Apresentação e edição: Paulo Júnior

    #170 - Bob Dylan e suas letras

    Play Episode Listen Later Dec 5, 2021 48:25

    Em 2016, o Prêmio Nobel de Literatura surpreendeu a todos. Ao invés de premiar algum escritor no sentido mais tradicional da palavra, a honraria máxima da literatura mundial foi para o norte-americano Bob Dylan por criar “novos modos de expressão poética no quadro da tradição da música americana". A decisão não veio sem polêmica, mas fato é que Dylan é uma figura incontornável — e suas canções ajudaram a forjar a cultura pop do século XX. * Em 2017, a Companhia das Letras publicou o primeiro volume das letras completas do americano de Minnesota. Com tradução primorosa de Caetano Galindo, o livro trouxe ao leitor brasileiro a possibilidade de se aproximar de clássicos como "All Along The Watchtower" e "Blowin' In The Wind". Agora, em 2021, chega às livrarias o segundo volume das letras de Dylan, que compreende o período de 1975 a 2020, quando o músico lançou o seu segundo disco. * Para ajudar a decifrar Bob Dylan e suas letras, a Rádio Companhia deste domingo conversa com o escritor e jornalista Arthur Dapieve, autor de "Maracanazo: e outras histórias", vencedor do Prêmio Oceanos de 2016, e o jornalista e pesquisador Luiz Felipe Carneiro, criador do canal Alta Fidelidade no YouTube. * Apresentação: Mariana Figueiredo Captação e edição: Paulo Júnior

    #169 - Clube Rádio Companhia - "Niketche"

    Play Episode Listen Later Nov 26, 2021 52:25

    Em novembro, o Clube Rádio Companhia leu “Niketche”, de Paulina Chiziane. * Participaram do podcast: Thais Britto, que apresentou o episódio; Enrico Sera, do departamento de marketing; e a escritora, poeta e jornalista Elizandra Souza. * Outras obras citadas: A autobiografia da minha mãe (Jamaica Kincaid): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=28000697 Fique comigo (Ayobami Adebayo): https://www.amazon.com.br/Fique-comigo-Ayobami-Adebayo/dp/8595083207/ Insubmissas lágrimas de mulheres (Conceição Evaristo): https://www.editoramale.com.br/product-page/insubmissas-l%C3%A1grimas-de-mulheres Sangue negro (Noémia de Sousa): https://www.kapulana.com.br/produto/sangue-negro/ * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189

    #168 - Bate-papo sobre "A construção de mim mesma", com Letícia Lanz e Laerte

    Play Episode Listen Later Nov 21, 2021 48:38

    Para marcar e celebrar o lançamento de “A construção de mim mesma”, da psicanalista, palestrante e ativista Letícia Lanz, uma conversa especial e emocionante sobre transição de gênero foi realizada no fim de outubro. O evento contou com a participação da autora e da cartunista Larte, além da contribuição de vozes como a psicóloga Angela Autran — companheira de Letícia e que escreve o posfácio do livro — e Fernanda Pantoja, editora da obra. * Candidata à prefeitura de Curitiba em 2020, Letícia Lanz é casada, tem três filhos e cinco netos. Em “A construção de mim mesma”, ela conta a história de sua transição. A luta para se libertar das amarras de gênero começou quando ainda era criança e culminou num enfarte, cinquenta anos mais tarde. Depois de uma vida marcada pelo permanente conflito entre ser ela mesma ou a pessoa que a sociedade exigia que fosse, na cama da UTI, ela entendeu que transicionar era a única coisa a ser feita se quisesse continuar viva. * Ao narrar suas reflexões e experiências pessoais, Letícia convida o leitor a compreender o que é ser e se aceitar uma pessoa transgênera em uma sociedade ainda incapaz de conviver com as diferenças, regida pelo binarismo, em que homem e mulher são categorias determinadas a partir do órgão sexual com o qual nascemos. A construção de mim mesma é um livro sincero que se propõe a abrir novos e variados diálogos sobre diversidade, aceitação e liberdade. * Edição e apresentação: Paulo Júnior

    #167 - "Todos os contos", de Julio Cortázar, com Gustavo Pacheco e Laura J. Hosiasson

    Play Episode Listen Later Nov 14, 2021 77:54

    “A VERDADEIRA REVOLUÇÃO DE CORTÁZAR ESTÁ NOS CONTOS.” — MARIO VARGAS LLOSA * Qualquer pessoa que já se interessou por narrativas curtas, fez uma oficina de contos ou tentou entender os mecanismos internos de uma boa história, acabou se deparando com o nome dele. Julio Cortázar é inescapável: lança uma sombra por toda a literatura produzida na América Latina. São os seus contos que influenciaram gerações e gerações de brasileiros, latinos e europeus. O que os tornam tão sedutores? * No episódio deste domingo da Rádio Companhia, convidamos dois entusiastas da obra do argentino a falarem sobre essas narrativas breves que, como disse Cortázar, devem vencer por nocaute — enquanto o romance deve ganhar por pontos. Participam da edição Gustavo Pacheco, autor de "Alguns humanos" e organizador de "O conto não existe", com entrevistas de Sérgio Sant Anna, e Laura J. Hosiasson, professora da USP e especialista em literatura latino-americana. * Em dois volumes, capa dura e com mais de 1200 páginas, “Todos os contos” reúne a narrativa breve completa de Julio Cortázar, desde seus primeiros escritos em 1945 até os publicados pouco antes de sua morte, em 1984. O livro traz ainda um posfácio inédito em português sobre o Cortázar contista e dois textos seminais do autor argentino sobre a arte do conto. JÁ DISPONÍVEL. * Apresentação e edição: Paulo Júnior

    #166 - Ailton Krenak e Davi Kopenawa — O Encontro

    Play Episode Listen Later Nov 7, 2021 43:22

    No dia 23 de outubro, em celebração aos 35 anos da Companhia das Letras, dois dos maiores pensadores da atualidade conversaram sobre temas urgentes, como a destruição do meio ambiente e os sucessivos ataques aos direitos dos povos originários. * O evento contou ainda com a participação da jornalista e escritora Eliane Brum, da médica e ativista Jurema Werneck, e do escritor Milton Hatoum, que enviaram perguntas. A apresentação foi da também jornalista e escritora Bianca Santana * Conheça Ailton Krenak e Davi Kopenawa: * AILTON KRENAK nasceu em 1953. Ativista do movimento socioambiental e de defesa dos direitos indígenas, organizou a Aliança dos Povos da Floresta, que reúne comunidades ribeirinhas e indígenas na Amazônia. É comendador da Ordem de Mérito Cultural da Presidência da República e doutor honoris causa pela Universidade Federal de Juiz de Fora, em Minas Gerais. É autor de “Ideias para adiar o fim do mundo” e “A vida não é útil”. * DAVI KOPENAWA nasceu por volta de 1956, em Marakana, casa comunal situada no extremo norte do Amazonas. É presidente fundador da associação Hutukara, que representa a maioria dos Yanomami no Brasil. Foi condecorado com a Ordem do Mérito do Ministério da Cultura. * Edição do bate-papo por Laura Liuzzi

    #165 - Clube Rádio Companhia - "As viúvas das quintas-feiras"

    Play Episode Listen Later Oct 31, 2021 65:10

    “As viúvas das quintas-feiras”, de Claudia Piñeros, foi o livro lido para o Clube Rádio Companhia em outubro! * Participaram do bate-papo: Thais Britto, que apresentou o episódio; Enrico Sera, do departamento de marketing; Daniela Duarte, editora dos selos Alfaguara e Objetiva; Bruna Brito, do departamento de vendas digitais; e a jornalista Sylvia Colombo, correspondente em Buenos Aires que cobre os países da América Latina para a Folha de S.Paulo * Com estilo cinematográfico, Cláudia Piñeiro descreve, com precisão e ironia, uma classe obcecada por conforto e segurança. A história se passa no condomínio Altos de la Cascada, reservado a famílias abastadas de Buenos Aires, Argentina, e aparentemente imunes à crise econômica que abala o país. No condomínio, donas de casa se preocupam em manter a piscina e o jardim impecáveis, enquanto os homens fecham grandes negócios entre partidas de tênis. Ali, um grupo seleto de conhecidos se reúne semanalmente, longe dos olhares dos filhos, das empregadas domésticas e das esposas, que, acostumadas à exclusão periódica, se autodenominam "as viúvas das quintas-feiras". Mas o cotidiano naquele que parece ser o mundo perfeito é quebrado por um acontecimento dramático: três corpos são encontrados no fundo de uma das luxuosas piscinas. As misteriosas mortes irão revelar o lado obscuro de uma sociedade em que nada é tão perfeito quanto parece. * Outras referências citadas durante o episódio: Tua (Claudia Piñeiro): https://www.martinsfontespaulista.com.br/tua-748243/p Garotas mortas (Selva Almada): https://todavialivros.com.br/livros/garotas-mortas As coisas que perdemos no fogo (Mariana Enriquez): https://www.intrinseca.com.br/livro/752/ Distância de resgate (Samantha Schweblin): https://www.record.com.br/produto/distancia-de-resgate/ Delírio (Laura Restrepo): https://www.amazon.com.br/Del%C3%ADrio-Laura-Restrepo/dp/8535912452 Pizza con champan (Sylvina Walger): https://www.estantevirtual.com.br/livros/sylvina-walger/pizza-con-champan-cronica-de-la-fiesta-menemista/3431798633 O som ao redor: https://www.netflix.com/br/title/70245247 Big Little Lies: https://www.hbo.com/big-little-lies * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189

    #164 - "Anos de chumbo e outros contos", a estreia de Chico Buarque na forma breve

    Play Episode Listen Later Oct 23, 2021 54:24

    Nesta semana, chega às livrarias o livro "Anos de chumbo e outros contos", a estreia de Chico Buarque na narrativa curta. Ao longo de oito histórias, acompanhamos tipos característicos da sociedade brasileira. Seja num período no interior do Rio de Janeiro, ou numa interação com uma moradora de rua do Leblon, Chico Buarque se insere na melhor tradição da literatura urbana brasileira. A exemplo de "Essa gente", seu último romance, ele coloca seus personagens para extrair da cidade o máximo da crueldade e aspereza possível. * Por isso, a Rádio Companhia dessa semana traz uma programação especial: a leitura do conto Copacabana pelo autor e uma conversa entre o crítico Alejandro Chacoff, que produziu o texto que acompanhou a divulgação de "Anos de chumbo", e o jornalista Luiz Fernando Viana, autor da primeira resenha publicada no jornal O Globo. A edição também conta com a participação da jornalista e tradutora Mariana Delfini, mestre em literatura pela USP e pesquisadora da obra de Clarice Lispector, que vai falar um pouco sobre o conto "Para Clarice Lispector, com candura". * Saiba mais sobre “Anos de chumbo e outros contos”: Uma jovem e seu tio. Um grande artista sabotado. Um desatino familiar. Uma moradora de rua solitária. Um passeio por Copacabana. Um fã fervoroso de Clarice Lispector. Um casal em sua primeira viagem. Um lar em guerra. Imersos na elogiada atmosfera da ficção de Chico Buarque, caracterizada pela agudeza da observação e a oposição frequente entre o poético e o cômico, os oito contos que formam este volume conduzem o leitor pela sordidez e o patético da condição humana. Com alusões ocasionais à barbárie do presente, o autor ergue um labirinto de surpresas, em que o sexo, a perversidade, o desalento e o delírio são elementos constitutivos da trama. Em “Anos de chumbo”, Chico Buarque põe seu conhecido domínio da linguagem a serviço da concisão da forma. O resultado é arrebatador. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

    #163 - Especial 80 anos de Sérgio Sant'Anna

    Play Episode Listen Later Oct 17, 2021 57:42

    Sérgio Sant'Anna, que nos deixou em 2020, completaria 80 anos em outubro deste ano. Ele publicou mais de 20 livros em vida, passeou por todos os gêneros e formas, foi traduzido para muitas línguas e viu seus textos serem adaptados para o teatro e para o cinema. * Em agosto, foi publicado o livro que marca a despedida de Sant'Anna: “A dama de branco”. Organizado por Gustavo Pacheco, o volume é composto por dezessete contos – que tratam da solidão, da memória, do desejo e da própria escrita – e uma novela, que estava em vias de ser terminada. * No episódio deste domingo da Rádio Companhia — o podcast da Companhia das Letras —, reproduzimos um bate-papo especial em homenagem às oito décadas de Sant'Anna. André Sant'Anna, escritor, roteirista e filho de Sérgio, reúne-se com Bia Lessa, atriz e diretora, e o antropólogo, escritor e tradutor Gustavo Pacheco para falar sobre o legado do autor, referência incontornável para gerações de escritores e leitores. * Saiba mais sobre “A dama de branco”: No Rio de Janeiro do início da quarentena, o narrador passou a observar uma vizinha que saía de madrugada para dar uma volta no estacionamento a céu aberto. Embora ela não soubesse que estava sendo acompanhada, uma estranha cumplicidade se estabeleceu entre os dois, e sua presença simbolizava a promessa de um encontro arrebatador, ao mesmo tempo em que representava a morte pairando ao redor. * Apresentação e edição: Paulo Júnior

    #162 - Uma conversa sobre "Complô contra a América" e "Nêmesis", de Philip Roth

    Play Episode Listen Later Oct 10, 2021 52:18

    Um homem famoso concorre à presidência dos Estados Unidos e dá uma guinada à extrema direita, flertando abertamente com o nazismo e mergulhando a nação em um medo perpétuo ao perseguir minorias e trazer o caos social. Algo nessa história parece familiar? * Estamos falando de “Complô contra a América”, romance de 2005 em que o escritor Philip Roth imagina os Estados Unidos governados pelo aviador antissemita Charles Lindbergh. O medo perpétuo de que nos fala Philip Roth retornou pouco tempo depois em seu último livro, “Nemesis”. O romance é um retorno a Newark dos anos 40, em meio a uma epidemia de poliomielite. * No episódio deste domingo da Rádio Companhia — o podcast da Companhia das Letras —, Juliana de Albuquerque, escritora e colunista da Folha de S.Paulo, e Isadora Sinay, doutora em Literatura Judaica pela USP, refletem sobre a importância e as nuances desses dois romances que dialogam com os tempos atuais. * Saiba mais sobre “Complô contra a América”: Publicado originalmente em 2004, este romance caminha na contramão da atmosfera realista que costuma cercar a obra de Philip Roth: logo no primeiro parágrafo, o leitor se dá conta de que a ação transcorre no tempo em que o aviador Charles Lindbergh — o primeiro a atravessar o Atlântico a bordo de um avião - foi presidente dos Estados Unidos. Essa época, como se sabe, nunca existiu. O aviador é um ardoroso defensor da Alemanha nazista, um homem para quem os Estados Unidos deveriam se defender da "diluição nas raças estrangeiras". A vida da família Roth — e, potencialmente, o mundo — nunca mais será como antes.

    #161 - Clube Rádio Companhia - Nem vem

    Play Episode Listen Later Oct 3, 2021 63:38

    “Nem vem”, de Lydia Davis, foi o livro lido para o Clube Rádio Companhia em outubro! * Participaram do bate-papo: Enrico Sera, que apresentou o episódio; Thais Britto, assessora de imprensa da Companhia das Letras; Alice Sant'Anna, poeta e editora da casa; Taize Odelli, produtora de conteúdo; Branca Vianna, fundadora da @radionovelo e tradutora da obra. * Lydia Davis inaugurou um gênero literário para chamar de seu. O estilo desafia qualquer tentativa de classificação: não é exatamente poesia, nem conto, nem ficção, nem memória. “Nem vem” reúne 122 narrativas que se equilibram entre relatos de sonhos, passagens reescritas de Flaubert, cartas para gerentes de marketing, relatos de situações cotidianas, conversas entreouvidas e obituários locais. * Outras referências citadas durante o episódio: Tipos de perturbação (Lydia Davis): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13098 Eles eram muitos cavalos (Luiz Ruffato): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=87031 A fúria (Silvina Ocampo): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14506 Dez de dezembro (George Saunders): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13544 Manual da faxineira (Lucia Berlin): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13914 Como ser as duas coisas (Ali Smith): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13942 Garota, mulher, outras (Bernardine Evaristo): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14850 Poemas (2006-2014) (Luise Glück): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14997 Stoner (John Williams): https://www.amazon.com.br/Stoner-John-Williams/dp/8567861144/ A tradução literária (Paulo Henriques Britto): https://www.record.com.br/produto/a-traducao-literaria/ The chair: https://www.netflix.com/br/title/81206259 * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189

    #160 - Uma conversa sobre "Contra a moral e os bons costumes"

    Play Episode Listen Later Sep 26, 2021 73:01

    Perseguição e censura a veículos, como Lampião e Chana com Chana, fechamento dos pontos de encontro da comunidade, prisões, espancamentos e tortura. Com base na documentação dos anos de chumbo, em especial os arquivos da Comissão da Verdade, Renan Quinalha, professor, advogado e ativista, mergulhou nesses relatos e histórias para escrever “Contra a moral e os bons costumes: A ditadura e a repressão à comunidade LGBT”. * O livro, que faz parte da coleção Arquivos da Repressão no Brasil, disseca as políticas sexuais da ditadura brasileira, abordando o controle moral violento e repressivo direcionado aos grupos LGBT pelo aparato militar naqueles anos. * No episódio deste domingo da Rádio Companhia* — o podcast da Companhia das Letras —, reproduzimos um bate-papo** entre Quinalha e alguns convidados especiais: Erika Hilton, vereadora eleita pela cidade de São Paulo, James Green, historiador especializado em estudos latino-americanos, e Symmy Larrat, presidenta da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos). Com mediação da crítica literária e editora Rita Palmeira. * Por imprevistos técnicos, o Clube Rádio Companhia sobre “Nem vem — ficções”, de Lydia Davis, marcado para acontecer neste fim de semana, foi adiado. A edição, que ainda não tem previsão de publicação, deve ser lançada nas próximas semanas. * Por ter sido um evento ao vivo e on-line, alertamos para algumas falhas e possíveis intromissões no som ao longo do bate-papo.

    #159 - Especial Luiz Alfredo Garcia-Roza

    Play Episode Listen Later Sep 19, 2021 61:09

    Em 2020, quando faleceu, o escritor Luiz Alfredo Garcia-Roza foi reverenciado como grande mestre da literatura policial brasileira. A criação do delegado Espinosa, no premiado livro “O silêncio da chuva", revolucionou as narrativas de suspense publicadas no Brasil e ajudou a estabelecer as bases para uma geração de autores que seguiria suas pegadas. * Para celebrar os 85 anos do nascimento de Roza, a apresentadora da Rádio Companhia, Mariana Figueiredo (@mari_figue), recebe a escritora e psicanalista Livia Garcia-Roza, viúva do escritor, Marçal Aquino, autor de romances com “Eu receberia a pior notícia dos seus lindos lábios” e “Baixo esplendor”, além de um dos vários entusiastas e admiradores do carioca, e Mateus Baldi (@terraleste), escritor, crítico literário e editor do último livro de Roza, “A última mulher”. * * Vale anotar: NA PRÓXIMA QUINTA-FEIRA (23), estreia nos cinemas o filme de Daniel Filho inspirado em “O silêncio da chuva”. O thriller tem Lázaro Ramos (@olazaroramos) no papel do delegado Espinosa e Thalita Carauta (@thalitacarauta) como a investigadora Daia, e narra a saga dos dois personagens em solucionar o mistério que envolve a morte do executivo Ricardo, interpretado por Guilherme Fontes (@guilhermefontesofc), que é encontrado baleado sentado ao volante de seu carro, no bairro da Urca, no Rio de Janeiro. * Saiba mais sobre “O silêncio da chuva”: No centro do Rio de Janeiro um executivo é encontrado morto com um tiro, sentado ao volante de seu carro. Além do tiro, único e definitivo, não há outros sinais de violência. É um morto de indiscutível compostura. Mas isso não ajuda: ninguém viu nada, ninguém ouviu nada.O policial encarregado do caso, inspetor Espinosa, costuma refletir sobre a vida (e a morte) olhando o mar sentado em um banco da praça Mauá. No momento tem muito sobre o que refletir. De um lado, um morto surgido num edifício-garagem; de outro, a incessante multiplicação de protagonistas do drama. Tudo se complica quando ocorre outro assassinato e pessoas começam a sumir. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

    #158 - Ney Matogrosso - A biografia: um bate-papo entre Julio Maria e Ney Matogrosso

    Play Episode Listen Later Sep 12, 2021 85:36

    Ney Matogrosso acaba de completar 80 anos, e a efeméride corresponde também à conclusão do trabalho do jornalista Julio Maria que, depois de longa pesquisa e quase 200 entrevistas, lança "Ney Matogrosso: A biografia" pela Companhia das Letras. * O livro vai às camadas mais profundas da história de Ney para entregar a vida de um artista que pagou caro por defender seu direito de ser livre. * Neste episódio da Rádio Companhia, você confere um bate-papo entre biógrafo e biografado. Para celebrar a chegada da obra às livrarias e lojas on-line, a Companhia das Letras, em parceria com o Sesc Pinheiros, promoveu um encontro especial entre os dois, com mediação da apresentadora Didi Couto, que está à frente do programa Metrópolis, da TV Cultura. * Saiba mais sobre “Ney Matogrosso: A biografia”: Aliado apenas à própria intuição, Ney Matogrosso abriu um caminho único na música brasileira. Enfrentou as intransigências do pai militar e os dogmas da Igreja católica, sobreviveu aos anos de chumbo e à sombra da aids, manteve-se firme diante das promessas de riqueza do showbiz, das críticas a seu "canto de mulher" e da vigilância das censuras. O jornalista e biógrafo Julio Maria passou cinco anos perseguindo a trilha de Ney para contar a história de um dos personagens mais transformadores da cultura do país. * Apresentação e edição: Paulo Junior

    #156 - Loira suicida: uma conversa com Simone Campos e Taize Odelli

    Play Episode Listen Later Sep 6, 2021 47:10

    Em 1992, um livro de uma jovem autora californiana provocou um terremoto na literatura contemporânea. De um lado, muitos atacavam o que era visto como uma tentativa de chocar, do outro, críticos reconheceram ali uma voz original, de estilo impecável. * Marco do feminismo libertário americano, "Loira suicida", de Darcey Steinke, é uma espécie de diário no qual a jovem Jesse registra sua incursão pelos domínios mais baixos da San Francisco dos anos 1990. Filha de um ministro da igreja luterana, a protagonista do romance abre mão dos valores de classe média para seguir, ao lado do namorado bissexual, uma peregrinação por um submundo feito de drogas, bebida e sexo. * Para falar sobre as nuances e importância da obra, a Rádio Companhia desta semana traz a tradutora Simone Campos (@simon3campos) — também autora do recém lançado "Nada vai acontecer com você" — e a produtora de conteúdo Taize Odeli (@taizze). * Saiba mais sobre “Loira suicida”: Influenciada por todo um cânone de escritores marginais (Georges Bataille, Jean Genet, Alexander Trocchi, William S. Burroughs etc.) e dialogando com a literatura queer e noir dos anos 1980 e 1990 – e com autores como Virginie Despentes, Eileen Myles, Jean Rhys, Marguerite Duras, entre outros –, Darcey Steinke arma uma história a um só tempo melodramática e mordaz, honesta e intensa, em que os labirintos do desejo se chocam à euforia de uma época que parecia começar a girar irremediavelmente em falso. Um romance vigoroso sobre uma mulher e os descaminhos de uma furiosa busca por encontrar o seu lugar no mundo. * Apresentação e edição: Paulo Junior

    #156 - Clube Rádio Companhia - Maria Bonita

    Play Episode Listen Later Aug 29, 2021 75:37

    “Maria Bonita”, de Adriana Negreiros, foi o livro lido para o Clube Rádio Companhia em agosto! * Participaram do bate-papo: Thaís Britto, que apresentou o episódio; Enrico Sera, do departamento de marketing; Daniela Duarte e Stéphanie Roque, editoras da casa; a cantora e compositora Karina Buhr; e a jornalista e roteirista Melina Dalboni. * Neste livro, Adriana Negreiros constrói a biografia mais completa até então daquela que é, sem dúvidas, a mulher mais importante do cangaço. Embora a mitificação da imagem de Maria Bonita tenha escondido situações de constante violência, ela em nada diminui o caráter transgressor da Rainha do Sertão. Com o tempo, ela transformou-se em uma marca poderosa, emprestando seu nome a centenas de pousadas e restaurantes espalhados pelo Nordeste, salões de beleza, academias de ginástica, cerveja, pizza, assentamento rural, música, bandas de forró e coletivos feministas.Enquanto a companheira de Lampião viveu, no entanto, essa personagem nunca existiu. A cangaceira que teve a cabeça decepada em 28 de julho de 1938 era simplesmente Maria de Déa: uma jovem de 28 anos que morreu sem jamais saber que, um dia, seria conhecida como Maria Bonita. * Outras referências citadas durante o episódio: “Heroínas negras brasileiras” (Jarid Arraes) - https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=55211 “Redemoinho em dia quente” (Jarid Arraes) - https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=28000603 “Samuel Wainer” (Karla Monteiro) - https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14019 “Três roteiros” (Kleber Mendonça Filho) - https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14835 “Pssica” (Edyr Augusto) - https://www2.boitempoeditorial.com.br/produto/pssica-527 “Tetralogia Napolitana” (Elena Ferrante) - http://globolivros.globo.com/livros/a-amiga-genial “Carniça e a blindagem mística” (Shiko) - http://shiko.lombra.org/ “A vida nunca mais será a mesma” (Adriana Negreiros) - Em breve na pré-venda “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (Glauber Rocha) - https://globoplay.globo.com/deus-e-o-diabo-na-terra-do-sol/t/khtjg7R5GW/ Sebastião Biano - https://open.spotify.com/artist/52zZm5Rh97zITkCNzUVe4f * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189

    #155 - Lacan ainda: um bate-papo entre Betty Milan e Marco Antonio Coutinho Jorge

    Play Episode Listen Later Aug 22, 2021 41:18

    “Lacan ainda”, novo livro da psicanalista Betty Milan, que acaba de chegar às livrarias pela @editorazahar, traz um testemunho íntimo e raro da análise da própria autora com Jacques Lacan nos anos 70. A obra faz um relato dessa saga, desde a partida para França, passando pelo encontro, até o retorno ao Brasil. * Para marcar o lançamento, a Companhia das Letras promoveu um encontro entre Milan e Marco Antonio Coutinho Jorge, psicanalista, professor associado do Instituto de Psicologia da UERJ, diretor do corpo freudiano no Rio de Janeiro e responsável pelo texto da orelha do livro. * Na edição da Rádio Companhia desta semana, você confere o bate-papo imperdível de Milan e Coutinho Jorge. *⠀ Saiba mais sobre “Lacan ainda”: Neste livro, a escritora e psicanalista Betty Milan focaliza a forma revolucionária de Jacques Lacan trabalhar ―que subverteu a psicanálise, devolvendo a ela a virulência de seus primórdios ― e oferece um testemunho íntimo e raro da análise que fez com o Doutor, entre os anos de 1973 e 1978. * Vale conferir também: a série de vídeos do festival No Divã, realizado em 2020, com a participação de uma série de especialistas. Acesse: bit.ly/nodivã para ter acesso à playlist completa. * Apresentação e edição: Paulo Júnior

    #154 - Especial Carolina Maria de Jesus e Casa de alvenaria

    Play Episode Listen Later Aug 16, 2021 34:56

    Em agosto de 2021, a Companhia das Letras dá início ao projeto Cadernos de Carolina, com a recuperação dos textos de Carolina Maria de Jesus, uma das maiores autoras brasileiras de todos os tempos, e o lançamento em dois volumes de “Casa de alvenaria”. * Para celebrar a obra de Carolina e a iniciativa — fruto de um desejo de restituir a autenticidade da voz dessa grande escritora — a Rádio Companhia traz um EPISÓDIO ESPECIAL sobre a autora. Participam da edição Zezé Motta, que lê trechos de “Casa de alvenaria”, Vera Eunice de Jesus, filha caçula de Carolina, e a escritora Conceição Evaristo, que, assim como Vera, faz parte do Conselho Editorial que supervisiona o projeto. * Saiba mais sobre “Casa de alvenaria”: Com edição integral, ampliada com conteúdo inédito e refeita a partir dos manuscritos originais da autora, este primeiro volume de Casa de alvenaria abarca os meses em que Carolina Maria de Jesus morou em Osasco (SP), em 1960, após deixar a favela do Canindé. Através deste testemunho precioso que borra as fronteiras dos gêneros literários, acompanhamos a recepção de Quarto de despejo, as viagens de divulgação, o contato frequente com a imprensa e os políticos, o desenvolvimento de seu projeto literário e seu desejo de ser reconhecida como escritora. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

    #153 - Clube Rádio Companhia - Anatomia de um julgamento

    Play Episode Listen Later Jul 31, 2021 77:34

    “Anatomia de um julgamento: Ifigênia em Forest Hill”, de Janet Malcolm, foi o livro lido para o Clube Rádio Companhia em julho! * Participaram do bate-papo: Enrico Sera, que apresentou o episódio; Thaís Britto, assessora de imprensa do Grupo Companhia das Letras; Camila Berto, editora da casa; e a jornalista Fabiana Moraes, jornalista que tem pesquisas acadêmicas e reportagens voltadas para a questão da hierarquização social com foco na visibilidade de grupos vulneráveis e escreveu, entre outros, o livro “O nascimento de Joicy”. * Janet Malcolm, um dos maiores nomes do jornalismo americano, adentra outra grande história que merece ser contada. O caso parece ser muito simples: tudo leva a crer que a médica Mazoltuv Borukhova, judia ortodoxa da seita bucarana, mandou matar o marido porque perdeu a guarda da filha na separação do casal, que vivia no Queens, em Nova York. Mas para o olhar agudo e perscrutador da autora, nada é muito claro, nem exatamente o que parece. Aos poucos, Malcolm desvela a complexidade dos fatos e das pessoas, aponta para fios que permanecem soltos, sugere motivações obscuras e põe em dúvida o sistema judiciário dos Estados Unidos. * Outras referências citadas durante o episódio: O jornalista e o assassino (Janet Malcolm): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=80175 A mulher calada (Janet Malcolm): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=80185 Ela disse (Jodi Kantor e Megan Twohey): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14802 O fim do homem soviético (Svetlana Aleksiévitch): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14084 Luanda, Lisboa, Paraíso (Djaimilia Pereria de Almeida): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14333 O olho mais azul (Toni Morrison): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=11431 O nascimento de Joicy (Fabiana Moraes): https://www.amazon.com.br/Nascimento-Transexualidade-Jornalismo-Rep%C3%B3rter-Personagem/dp/8560171703/ Tornar-se Palestina (Lina Meruane): https://www.relicarioedicoes.com/livros/tornar-se-palestina-lina-meruane/ Praia dos Ossos: https://www.radionovelo.com.br/praiadosossos/ The People v. O. J. Simpson - American Crime Story: https://www.netflix.com/br/title/80083977 How to Get Away With Murder: https://www.netflix.com/br/title/80024057 The Newsroom: https://www.hbobrasil.com/series/detail/the-newsroom/13698/hbo224615 The Good Wife (Paramount Plus) * Para fazer comentários e sugestões, entre em contato pelo e-mail radio@companhiadasletras.com.br ou pelo WhatsApp (11) 94292-7189.

    #152 - Lili: um bate-papo com Noemi Jaffe e Christian Dunker

    Play Episode Listen Later Jul 26, 2021 54:17

    Em fevereiro de 2020, aos 93 anos, falece Lili, sobrevivente do Holocausto, mãe de três filhas e viúva. Sua doença vinha se estendendo há tempos, mas isso não faz com que a dor de sua partida seja menor. * Em "Lili", Noemi Jaffe relata os primeiros dias após a perda da mãe, indo fundo em suas lembranças e seus anseios para produzir uma história sobre a morte, mas também sobre o que fica depois dela. * Para marcar o lançamento do livro, o episódio da Rádio Companhia desta semana traz um bate-papo entre a autora e o psicanalista Christian Dunker. Eles conversam sobre os aspectos mentais e emocionais que envolvem “Lili: Novela de um luto”. * O papo foi ao ar ao vivo no canal da Companhia das Letras no YouTube, no dia 22 de julho. * Saiba mais sobre “Lili”: Ao trazer a morte da mãe para o centro deste relato, Noemi Jaffe, uma das principais vozes da literatura brasileira, expõe de forma brutal as feridas do luto e o que é possível fazer para vivê-lo. * Apresentação: Paulo Júnior Edição: Paulo Júnior

    #151 - Djamila Ribeiro lê trecho exclusivo de seu novo livro: Cartas para minha avó

    Play Episode Listen Later Jul 17, 2021 16:07

    Neste episódio da Rádio Companhia, o podcast da Companhia das Letras, os leitores escutam um trecho inédito do novo livro de Djamila Ribeiro, “Cartas para minha avó”. * Testemunho pungente e sensível sobre ancestralidade, feminismo e antirracismo na criação de filhos, a obra memorialística chega às livrarias e lojas on-line no dia 30 de julho. Nela, Ribeiro expõe, pela primeira vez, detalhes de sua infância e adolescência, relato que se dá na forma de cartas a sua saudosa avó Antônia – carinhosa e amorosa, conhecedora de ervas curativas e benzedeira muito requisitada. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

    #150 - O caderno rosa de Lori Lamby: um bate-papo com Vera Iaconelli e Amara Moira

    Play Episode Listen Later Jul 11, 2021 64:34

    Aos sessenta anos de idade, quatro décadas depois de estrear como poeta e inconformada com a tímida recepção de sua obra, Hilda Hilst tomou uma atitude radical. Deliberadamente, ela se despediu de uma literatura que chamou de “séria” para escrever “adoráveis bandalheiras”. * “O caderno rosa de Lori Lamby”, que acaba de ganhar uma nova edição pela Companhia das Letras, chegou em 1990 para chocar e provar que Hilda estava decidida a desafiar o mercado editorial. O livro deu início à chamada “trilogia obscena” da autora. * O episódio da Rádio Companhia desta semana traz Vera Iaconelli, psicanalista, mestre e doutora em Psicologia pela USP, que escreveu o posfácio da nova versão, e Amara Moira, travesti, feminista, doutora em Crítica Literária pela Unicamp, para falar sobre a obra de Hilst. No bate-papo, elas destrincham aspectos literários e psicológicos na narrativa — impactante e controversa para crítica, para os antigos admiradores da autora e para possíveis novos leitores. * Aviso: a conversa não é adequada para pessoas menores de 16 anos e apresenta conteúdo sensível e sexual. * Saiba mais sobre “O caderno rosa de Lori Lamby”: A narradora, Lori, é uma menina de oito anos que decide se prostituir, com o consentimento dos pais, e registrar tudo – tudo mesmo – em seu diário. Com humor ácido e autoconsciência brutal, ela relata os desenlaces da sedução e o prazer que o dinheiro lhe traz. Não à toa, a premissa escandalosa rendeu as mais diversas e enfáticas interpretações dos críticos e continua despertando a ávida curiosidade dos leitores. No posfácio a esta edição, a psicanalista Vera Iaconelli destaca como Hilda Hilst, ao questionar nossas certezas e ultrapassar o limite da razão, escreveu uma obra que impressiona pela ousadia e atualidade. * Apresentação: Paulo Júnior Edição: Paulo Júnior

    #149 - Dom: um bate-papo com Tony Bellotto e Breno Silveira

    Play Episode Listen Later Jul 4, 2021 60:04

    No romance “Dom”, lançado em 2020, Tony Bellotto conta não apenas a trajetória de um jovem fora da lei, mas a história de um país marcado por profundas desigualdades sociais, de uma guerra às drogas que parece infinita, de uma máquina estatal cujos agentes corruptos rivalizam com aqueles que já perderam ou estão prestes a perder as esperanças. * Em junho deste ano, estreou a série homônima no Amazon Prime Video, estrelada por Gabriel Leone e Flávio Tolezani. Com 8 episódios de uma hora de duração, a produção já é um sucesso, não só no Brasil, mas também no mundo. * O episódio da Rádio Companhia desta semana apresenta um bate-papo entre Tony Bellotto e o diretor da série, Breno Silveira. Eles conversam sobre o desenvolvimento dos projetos, além de semelhanças entre o livro e a série. O papo foi ao ar ao vivo no canal da Companhia das Letras no YouTube, no dia 18 de junho. * Saiba mais sobre “Dom”: Neste romance, Tony Bellotto narra a história alucinante de Pedro Dom, jovem de classe média que se tornou chefe de uma quadrilha de roubo de residências no Rio de Janeiro dos anos 2000. À medida que descortina o panorama dramático da vida de Pedro, em especial sua relação com o pai – um agente da polícia aposentado que durante anos trabalhou no combate ao tráfico e fez parte do Esquadrão da Morte na ditadura –, a narrativa de Bellotto alcança um ritmo vertiginoso, de impacto profundo. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

    #148 - Clube Rádio Companhia - Vermelho, branco e sangue azul

    Play Episode Listen Later Jun 28, 2021 69:44

    #LeiaComOrgulho: “Vermelho, branco e sangue azul”, de Casey McQuiston, foi o livro escolhido para o Clube Rádio Companhia de junho, Mês do Orgulho LGBTQIA+! * Além dos leitores que enviaram comentários sobre o título, participaram do bate-papo: Thaís Britto, que apresentou o episódio; Enrico Sera, do departamento de marketing; Latoya Mendes, do departamento de Negócios Digitais; Antonio Castro, editor da Editora Seguinte; Pedro Rhuas, cantor e autor do livro “Enquanto não te encontro”, que chega em breve às livrarias e lojas on-line pela Seguinte; e Mayra Sigwalt, autora do livro “O que encontramos nas chamas”, curadora no @turistaliterario e booktuber no “All about that book”. * “Vermelho, branco e sangue azul” acompanha Alex Claremont-Diaz, que se tornou o novo queridinho da mídia norte-americana quando sua mãe foi eleita presidenta dos Estados Unidos. Bonito, carismático e com personalidade forte, Alex tem tudo para seguir os passos de seus pais e conquistar uma carreira na política, como tanto deseja. Mas quando sua família é convidada para o casamento real do príncipe britânico Philip, Alex tem que encarar o seu primeiro desafio diplomático: lidar com Henry, irmão mais novo de Philip, o príncipe mais adorado do mundo, com quem ele é constantemente comparado ― e que ele não suporta. * Este episódio contém spoilers e, por vezes, apresenta interferências e ruídos nos microfones por conta da gravação on-line! * Outras referências citadas durante o episódio: Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo (Benjamin Alire Sáenz): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=55045 De olho nela (Kate Stayman-London): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=88358 Enquanto eu não te encontro (Pedro Rhuas): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=55214 Sempre em frente (Rainbow Rowell): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=55199 Conectadas (Clara Alves): https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=55180 Heartstopper (Alice Oseman): em breve pela Seguinte Última parada (Casey McQuiston): em breve pela Seguinte O que encontramos nas chamas (Mayra Sigwalt): https://www.amazon.com.br/que-encontramos-nas-chamas-ebook/dp/B08P3R6HDY O mar me levou a você (Pedro Rhuas): https://www.amazon.com.br/gp/product/B08W9XM3VD/ Sua alteza real (Rachel Hawkins): https://www.amazon.com.br/Sua-Alteza-Real-Royals-2/dp/6588131038/ Minha versão de você (Christian Lauren): https://www.amazon.com.br/Minha-Vers%C3%A3o-Voc%C3%AA-Christina-Lauren/dp/8593911056/ Will e Will (David Levithan com John Green): https://www.record.com.br/produto/will-e-will-um-nome-um-destino/ The Bold Type: https://www.netflix.com/br/title/80176085 Veep: https://www.hbo.com/veep Retrato de uma jovem em chamas: https://www.telecine.com.br/filme/Retrato_de_Uma_Jovem_em_Chamas_20266 Special: https://www.netflix.com/pt/title/80987458 Pose: https://www.netflix.com/br/title/80241986 Eu me importo: https://www.netflix.com/br/title/81350429 Jodie Comer lê um trecho de carta escrita por Vita Sackvile-West para Virginia Woolf: https://www.youtube.com/watch?v=W8q55YaYLV4

    #147 - "Nada vai acontecer com você": um bate-papo com Simone Campos

    Play Episode Listen Later Jun 20, 2021 25:43

    O romance “Nada vai acontecer com você”, recém lançado pela Companhia das Letras, de Simone Campos, apresenta um eletrizante suspense psicológico sobre como um segredo é capaz de transformar a relação entre duas irmãs. Escritora e tradutora, a autora estreou na literatura aos 17 anos e desde então experimentou diferentes formas narrativas. * Para falar sobre o desenvolvimento da obra, de sua carreira e sobre como chegou ao gênero de seu livro mais recente, o episódio da Rádio Companhia desta semana recebe Simone Campos. Diretamente da Califórnia, onde vive atualmente, ela também fala sobre linguagem, experimentação literária e os desafios da pandemia. *⠀ Saiba mais sobre “Nada vai acontecer com você”: É uma sexta-feira como outra qualquer. Até o instante em que Lucinda recebe uma mensagem misteriosa perguntando se sabe onde está Viviana, sua irmã. Deve ser alarme falso, pensa. Contudo, o insistente silêncio da caçula desperta um pressentimento, e pouco a pouco a preocupação se revela legítima. Lucinda dá início a uma desesperada busca por pistas. Quando ela mergulha na intimidade da irmã, descobre muito mais do que poderia supor. * Apresentação: Paulo Júnior Edição: Paulo Júnior

    #146 - "O último gozo do mundo", por Bernardo Carvalho e Camila von Holdefer

    Play Episode Listen Later Jun 13, 2021 98:50

    As distâncias e os pontos de contato entre o pessoal e o coletivo, entre a narrativa individual e a histórica, ocupam o centro de “O último gozo do mundo”, novo livro de Bernardo Carvalho, publicado pela Companhia das Letras em maio. * Podemos distinguir as causas dos efeitos? O que restou de humanidade num Brasil dominado pela morte? Podemos ter um projeto comum de futuro sem um relato coerente do passado? Essas são algumas das questões levantadas pelo autor ao longo da obra. * Para falar sobre esses e outros pontos tocados pela narrativa eletrizante de “O último gozo do mundo”, a Rádio Companhia recebe nesta semana Bernardo Carvalho e a crítica literária Camila von Holdefer. Eles conversam também sobre as outras obras do autor, a literatura e o papel dela nos debates atuais da sociedade, escrita, processos e muito mais. * O episódio completo está disponível no SoundCloud, iTunes, Deezer, Spotify ou no seu agregador de podcast favorito: bit.ly/podcastradiocompanhia. Link também nos stories! * Saiba mais sobre “O último gozo do mundo”: A história de uma professora de sociologia que vê seu casamento desmoronar pouco antes do início de uma pandemia global. Uma distopia com ares de fábula e manifesto. Presa de um tempo em que "a leitura do mundo tornou-se descontínua e episódica", a protagonista desta novela parte, com o filho pequeno, numa jornada para um retiro no interior profundo do Brasil. Lá, mora um homem que passa a prever o futuro depois de ter sobrevivido ao vírus ameaçador. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

    Claim Rádio Companhia

    In order to claim this podcast we'll send an email to with a verification link. Simply click the link and you will be able to edit tags, request a refresh, and other features to take control of your podcast page!

    Claim Cancel