Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil

Follow Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil
Share on
Copy link to clipboard

Programação de qualidade em podcasts

Central3 Podcasts


    • Dec 15, 2022 LATEST EPISODE
    • weekly NEW EPISODES
    • 1h 5m AVG DURATION
    • 240 EPISODES


    More podcasts from Central3 Podcasts

    Search for episodes from Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil with a specific topic:

    Latest episodes from Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil

    #196: O Sistema Único de Saúde, com Paulo Capel Narvai

    Play Episode Listen Later Dec 15, 2022 85:14


    Luís Brasilino conversa com o professor de Saúde Pública Paulo Capel Narvai, autor do livro “SUS: uma reforma revolucionária” (https://bit.ly/3FUFDQ1), lançado neste ano pela editora Autêntica. A obra traça a história do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil e debate seus desafios e potencialidades. Falamos sobre a saúde pública no país quando não era gratuita e universal, as disputas travadas na criação do sistema único durante a constituinte, os principais gargalos e a questão do financiamento, o papel dos planos de saúde privados, o impacto da pandemia de Covid-19, as expectativas para o governo Lula e muito mais! Paulo é professor titular sênior de Saúde Pública na USP, professor convidado de várias universidades no Brasil e no exterior e é autor de mais de duzentas obras sobre saúde pública. Foi consultor do CNPq, da Capes e da Fapesp, além de editor e assessor de revistas científicas e diretor e assessor em vários níveis do sistema de saúde, incluindo o Ministério da Saúde. Ativista desde os anos 1970, foi um dos articuladores do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde, participou da Associação Paulista de Saúde Pública e vem atuando na Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) desde sua fundação, em 1979. Trilha: Del Feliz e Margareth Menezes, “Xote da vacina”; e Milton Nascimento, “Coração de estudante” (Milton Nascimento e Wagner Tiso).

    #195: A dívida pública no Brasil, com Sandra Quintela

    Play Episode Listen Later Dec 9, 2022 58:53


    Luís Brasilino recebe a economista Sandra Quintela, organizadora do livro “Brasil, 200 anos de (in)dependência e dívida” (disponível para download em https://bit.ly/3FaNOGg), lançado em novembro pela Rede Jubileu Sul Brasil. A obra apresenta a dívida pública como a espinha dorsal do sistema capitalista, um tema estruturante para entender os rumos do desenvolvimento do Brasil. Conversamos sobre a relação entre dependência e endividamento, a criação de um passivo com Portugal como condição para a Independência em 1822 e como isso foi um padrão que se repetiu em toda a América Latina, as consequências do endividamento que impulsionou o milagre econômico durante a ditadura, a centralidade do debate da dívida nos anos 1980 e 1990, a troca da dívida externa pela interna, relação dívida/PIB e teto de gastos, a primeira passagem de Lula pela Presidência, o que esperar do novo mandato e muito mais! Links: Rosa Luxemburgo, “A acumulação do capital” (https://bit.ly/3Hko1OB); curso Boitempo, “Luta de classes e financeirização: o papel da dívida” (https://bit.ly/3h5VFx1); Aspásia Camargo “A epopeia do saneamento” (https://bit.ly/3HkqlVH); Renovação da licença da Ternium exclui a população e ignora violações ambientais (https://bit.ly/3UHE24n); 7 medidas para a próxima presidência enfrentar o sistema da dívida pública (https://bit.ly/3FdrZps). Trilha: Beth Carvalho, “Saco de feijão” (Francisco Santana); e Beija Flor de Nilópolis, Ludmilla e Neguinho da Beija Flor, “Brava Gente! O Grito dos Excluídos no Bicentenário da Independência” (Beto Nega, Diego Oliveira, Diogo Rosa, Julio Assis, Léo do Piso e Manuel Castro - Manolo).

    #194: História da maconha no Brasil, com Jean Marcel Carvalho França

    Play Episode Listen Later Dec 1, 2022 52:36


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com o historiador Jean Marcel Carvalho França, autor do livro “História da Maconha no Brasil” (http://bit.ly/3GALFWU), que neste ano ganhou uma reedição publicada pela editora Jandaíra. Lançada originalmente em 2015, a obra apresenta a história da maconha desde o seu surgimento até os dias atuais no Brasil, mostrando como o canabismo foi incorporado em nossa sociedade ao longo dos anos. Falamos sobre os usos da maconha ao longo da história humana e sua chegada ao Brasil, a associação da planta com a população negra, o papel da classe médica na transformação do canabismo em um problema social, o processo de criminalização, as consequências da proibição, a relação contra a contracultura, o recente declínio do proibicionismo e muito mais. Trilha: Ella Fitzgerald, “Got to get you into my life” (John Lennon e Paul McCartney); e Bezerra Da Silva, “Se Leonardo dá vinte” (Bezerra da Silva, G. Martins e Walter Coragem).

    #193: Racismo e luta política no Brasil, com Edson Lopes Cardoso

    Play Episode Listen Later Nov 25, 2022 55:55


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o professor e ativista do movimento negro Edson Lopes Cardoso, autor do livro “Nada os trará de volta: escritos sobre racismo e luta política” (http://bit.ly/3TZjGD8), lançado em maio pela Companhia das Letras. A obra reúne 151 textos publicados ao longo de quase quarenta anos com análises sobre as muitas faces do racismo no Brasil e o papel do Movimento Negro. Conversamos sobre violência policial, genocídio da população negra, as conquistas da Constituição de 1988, ações afirmativas, o racismo na imprensa e muito mais. Bacharel em Letras, mestre em Comunicação e doutor em Educação, Edson foi editor dos jornais Irohin, Raça & Classe e do Jornal do Movimento Negro Unificado. Atualmente é coordenador do Ìrohìn – Centro de Documentação e Memória Afro-Brasileira e autor de diversos livros, entre eles, “Bruxas, espíritos e outros bichos” e “Negro, não”. Trilha: Jorge Ben Jor, “Balança Pema”; e Chico Buarque e Hamilton de Holanda, “Que tal um samba?” (Chico Buarque).

    #192: Empresariado e ditadura no Brasil, com Pedro Campos e Rafael Brandão

    Play Episode Listen Later Nov 17, 2022 55:04


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com os historiadores Pedro Campos e Rafael Brandão, organizadores, com Renato Lemos, do livro “Empresariado e ditadura no Brasil” (https://bit.ly/3SRSbfq), lançado em 2020 pela Consequência Editora. A obra analisa a participação de empresários brasileiros no regime autoritário não apenas como apoiadores dos militares, mas como formuladores da atuação do Estado naquele período. Falamos sobre o governo João Goulart e os motivos que levaram as classes dirigentes a participar do golpe, a construção de uma ordem empresarial no Brasil pós-1964, a atuação de setores fundamentais como a construção civil, os bancos e a imprensa, o apoio de empresas estrangeiras, a colaboração na perseguição política, a repressão contra os sindicatos e o que mudou de lá para cá na visão na visão do empresariado a respeito da importância da democracia. Pedro é doutor em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e professor do Departamento de História e do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); e Rafael é doutor em História pela UFF e professor visitante do Departamento de Ciências Humanas e do Programa em Pós-graduação em História Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Ambos são coordenadores do Laboratório de Economia e História e do Grupo de Trabalho Empresariado e Ditadura no Brasil. Trilha: Chico Buarque, “Acorda amor”; e Gonzaguinha, “Pequena memória para um tempo sem memória (A legião dos esquecidos)”.

    #191: Vale S.A., extração de minério e de trabalho, com Thiago Aguiar

    Play Episode Listen Later Nov 10, 2022 75:57


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o sociólogo Thiago Aguiar, autor do livro “O solo movediço da globalização: trabalho e extração mineral na Vale S.A.” (https://bit.ly/3bXDt66), lançado em 2022 pela Boitempo. A obra traz uma detalhada pesquisa sobre a atuação da Vale no Brasil e no Canadá e analisa a inserção brasileira no capitalismo internacional nas últimas décadas, as transformações nas relações de trabalho e a reestruturação das operações da mineradora. Falamos sobre a criação da Vale em 1942 e sua trajetória na industrialização do país, a privatização em 1997, o impacto do boom das commodities na década de 2000, a compra da mineradora canadense Inco em 2006, os reflexos dessas transformações sobre os trabalhadores, a histórica greve dos mineradores canadenses em 2009, a atuação dos fundos de pensão, os crimes ambientais e muito mais! Doutor em Sociologia pela USP, onde também realizou pesquisa de pós-doutorado, Thiago foi pesquisador visitante na Universidade da Califórnia e é pesquisador no Departamento de Sociologia da Unicamp e no Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania da USP e autor de “Maquiando o trabalho: opacidade e transparência numa empresa de cosméticos global” (Annablume, 2017). Trilha: Beto Guedes e Joyce Moreno, “Rio Doce” (Beto Guedes, Ronaldo Bastos e Tavinho Moura); e Belchior, “Já fui brasileiro” (Belchior e Carlos Drummond de Andrade).

    #190: A história do PT e a volta de Lula à Presidência, com Celso Rocha de Barros

    Play Episode Listen Later Nov 7, 2022 47:52


    Luís Brasilino recebe o sociólogo Celso Rocha de Barros, autor do livro “PT, uma história” (https://bit.ly/3t1nk4d), lançado em outubro pela Companhia das Letras. A obra reconstrói a trajetória do mais amado e mais odiado partido da história brasileira, que acaba de voltar à Presidência com Luiz Inácio Lula da Silva. Conversamos sobre a votação de 30 de outubro, as características organizativas e programáticas do Partido dos Trabalhadores e as transformações pelas quais passou desde os anos 1980, o impacto do êxito inesperado e da quase vitória em 1989, a eleição de 2002 e a experiência no poder, a projeção de Lula e do lulismo, os casos de corrupção, a posição do PT em Junho de 2013, o estelionato eleitoral do segundo mandato de Dilma Rousseff e o impeachment, a ida para a oposição e a resiliência do partido e as expectativas para o retorno ao Palácio do Planalto. Links: Pedro Floriano Ribeiro, “Dos sindicatos ao governo” (https://bit.ly/3T0B1eC); Juarez Guimarães, “Collor, Lula e a Comuna de Paris” (https://bit.ly/3DC0GVj); Malu Gaspar, “A organização” (https://bit.ly/3U4gBCL); Marco Aurélio Garcia, perfil na revista Piauí (https://bit.ly/3T32Piq); e Pedro Fernando Nery, “Lula precisa ser mais radical. Não menos” (https://bit.ly/3sWJmW4). Trilha: Simone, “Tô voltando” (Maurício Tapajós e Paulo Cesar Pinheiro); e Grupo Revelação, “Tá escrito” (Xande de Pilares, Gilson Bernini e Carlinhos Madureira).

    #189: Perseguições a evangélicos e a disputa no meio religioso nestas eleições, com Magali Cunha

    Play Episode Listen Later Oct 28, 2022 46:55


    Relatos de ataques e perseguições a evangélicos não alinhados com a candidatura de Jair Bolsonaro vêm se somando nesta reta final das eleições. Para entender este contexto e discutir formas de neutralizar essas agressões, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a jornalista e doutora em Ciências da Comunicação Magali Cunha. Ela é colaboradora do Conselho Mundial de Igrejas e pesquisadora do Instituto de Estudos da Religião (Iser), além de ser editora-geral do Coletivo Bereia, canal de checagem de notícias falsas focado no meio religioso, e autora, entre outros, dos livros “Mídia, religião e cultura: percepções e tendências em perspectiva global” e “Religião no noticiário: marcas de um imaginário exclusivista no jornalismo brasileiro”. Conversamos sobre o avanço do fundamentalismo religioso no Brasil, o uso do medo para conquistar votos, a instrumentalização da moral religiosa, a onda de assédios contra evangélicos não bolsonaristas, os ataques contra a Igreja Católica, a atuação de Damares Alves e Michelle Bolsonaro, a ligação de Bolsonaro como o satanismo e a pedofilia, a campanha durante os cultos no fim de semana das eleições, a reação dos evangélicos progressistas e muito mais. Link: Não bote fé nas fake news #01 (https://bit.ly/3Svgmix). Trilha: Gilberto Gil, “Andar com fé”; e Clara Nunes, “Juízo final” (Elcio Soares e Nelson Cavaquinho).

    O plano de Guedes para o salário mínimo, com Pedro Rossi

    Play Episode Listen Later Oct 26, 2022 11:59


    A Folha de S.Paulo divulgou na última quarta-feira, dia 19, o que seria um plano econômico do ministro da Economia Paulo Guedes para ser apresentado após as eleições. Entre os pontos está a desindexação do salário mínimo e dos benefícios previdenciários. Neste episódio extra, mais curto que o Guilhotina tradicional, conversamos com o economista Pedro Rossi, professor do Instituto de Economia da Unicamp e pesquisador do Centro de Estudos de Conjuntura e Política Econômica. Ele explica a medida e analisa a política de reajuste do salário mínimo, de Lula a Bolsonaro.

    #188: A economia, de Lula a Bolsonaro, e um projeto para o Brasil, com Juliane Furno

    Play Episode Listen Later Oct 20, 2022 67:12


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a economista Juliane Furno, autora do estudo “Um projeto para o Brasil: diagnóstico e saídas para a economia brasileira” (disponível para download em https://bit.ly/3DcnjRc), lançado em setembro pelo Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa (Iree). A publicação analisa a conjuntura econômica brasileira desde 2003 e aponta saídas para a superação da crise atual. Conversamos sobre as características gerais da economia brasileira e sua inserção internacional, o crescimento vivido nos anos Lula e a relação disso com o boom das commodities, a contradição entre os ótimos indicadores sociais e a desaceleração econômica no primeiro mandato de Dilma, o debate sobre os motivos (arrocho vs. aumento de gastos) que detonaram a crise econômica atual, o fracasso da “ponte para o futuro” de Temer e a continuidade dessa política durante o governo Bolsonaro, as lições da pandemia, propostas concretas para um projeto de país e muito mais. Mestre e doutora em desenvolvimento econômico pela Unicamp, Juliane é economista-chefe do Centro de Estudos de Economia do Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa (Iree). Links: OIT: emprego não tem relação com legislação trabalhista (https://bit.ly/3DeLSg2); Defesa do desemprego para combater a inflação (http://glo.bo/3EZV1KT); e Globonews: recessão e desemprego derrubam inflação e devolvem poder de compra (http://glo.bo/3VN4iM8). Trilha: Plebe Rude, “Até quando esperar” (Philippe Seabra, André X e Gutje); e Francisco, el Hombre, “Tá com dólar, tá com Deus” (Juliana Strassacapa, Rafael Gomes da Silva, Sebastian Piraces Ugarte, Mateo Piraces Ugarte e Andrei Kozyreff).

    #187: Guerra digital, eleições e as armas da extrema direita, com Letícia Cesarino

    Play Episode Listen Later Oct 13, 2022 57:44


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a antropóloga Letícia Cesarino, autora do livro “O mundo do avesso: verdade e política na era digital” (https://bit.ly/3g3Gqnp), que será lançado ainda em outubro pela Ubu Editora. A obra lança mão da dimensão técnica para analisar a ascensão do populismo, a pós-verdade, o negacionismo e o conspiracionismo. Conversamos sobre as eleições no Brasil e a disputa no espaço digital, as transformações ocorridas entre os pleitos de 2018 e 2022, o papel das grandes plataformas no crescimento da extrema direita, a expansão dos negacionismos, o descrédito do sistema de peritos e da ciência como impulsionadores do bolsonarismo, teorias da conspiração e muito mais. Letícia é professora do Departamento de Antropologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), mestre em Antropologia Social pela Universidade de Brasília (UnB) e doutora em Antropologia na Universidade da Califórnia, Berkeley. Links: Wendy Chun, sobre temporalidades de crise permanente: “Updating to Remain the Same” (https://bit.ly/3esv1gl), e sobre hegemonia invertida: “Discriminating Data” (https://bit.ly/3VAcTSy). Trilha: The Rolling Stones, “Sympathy for the Devil” (Keith Richards e Mick Jagger); e The Rolling Stones, “Salt of the Earth” (Keith Richards e Mick Jagger).

    #186: Extrema direita, bolsonarismo, polarização e eleições, com Rodrigo Nunes

    Play Episode Listen Later Oct 7, 2022 79:44


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com o filósofo Rodrigo Nunes, autor do livro “Do transe à vertigem: ensaios sobre bolsonarismo e um mundo em transição” (https://bit.ly/3UZqqmj), lançado neste ano pela Ubu Editora. A obra reúne textos escritos entre setembro de 2019 e fevereiro de 2022 sobre a ascensão da extrema direita e as polarizações políticas da última década e aponta os principais fatores que levaram o país até aqui. Falamos sobre o conceito de bolsonarismo, as relações entre neoliberalismo e ascensão da extrema direita, o papel da ideologia empreendedora, polarização política, as derrotas da esquerda em 1964 e 2018, Junho de 2013, as eleições deste ano e muito mais.Rodrigo é graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal de Pelotas, mestre em Filosofia pela PUC do Rio Grande do Sul e doutor em Filosofia pelo Goldsmiths College, Universidade de Londres. Realizou pós-doutorado na PUC do Rio Grande do Sul e na Brown University e desde 2013 atua como professor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio. Links: Michel Foucault, “Em defesa da sociedade: Curso no Collège de France” (https://amzn.to/3CxmJgn). Trilha: Baden Powell, “Canto de Ossanha” (Baden Powell e Vinícius de Moraes); e Sérgio Ricardo, “Olá”.

    #185: Assédio institucional: autoritarismo e desconstrução do Estado, com José Celso Cardoso Jr. e Monique Florencio de Aguiar

    Play Episode Listen Later Sep 29, 2022 71:58


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o economista José Celso Cardoso Jr. e a antropóloga Monique Florencio de Aguiar, organizadores, com Frederico Barbosa da Silva e Tatiana Lemos Sandim, do livro “Assédio institucional no Brasil: avanço do autoritarismo e desconstrução do Estado”, lançado em maio e publicado pela Editora da Universidade Estadual da Paraíba, em parceria com a Associação dos Funcionários do Ipea. A obra, disponível para download em: https://bit.ly/3xW4XAT, reúne reflexões e estudos de campo que identificam no assédio institucional um método do governo Bolsonaro para destruir políticas públicas e acelerar processos de “desrepublicanização” e “desdemocratização” do Estado e da sociedade brasileiros. Falamos sobre o conceito de assédio institucional e sua diferença em relação ao assédio moral, o assédio como método do governo e projeto político, os impactos nas instituições de fomento à ciência e em outras áreas da administração pública federal, o clima de medo, mecanismos de opressão para moldar a burocracia, a destruição da democracia e neoliberalismo, perspectivas pós-eleitorais e muito mais.José Celso é doutor em Desenvolvimento pelo Instituto de Economia da Unicamp e desde 1997 é técnico de planejamento e pesquisa do Ipea. Atualmente, exerce a função de presidente da Afipea-Sindical, o Sindicato Nacional dos Servidores do Ipea.Monique é graduada em Ciências Sociais, mestre e doutora em Antropologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui pós-doutorado pela UFRJ e pela Unesp, integra o Laboratório de Cultura, Etnicidade e Desenvolvimento da UFRJ e é professora visitante na Universidade Federal de Alagoas (Ufal).Links: Guilhotina #77 – João Cezar de Castro Rocha (https://bit.ly/3xVKqMu); Guilhotina #86 – Carla Borges e Tatiana Merlino (https://bit.ly/3DXYFnR); Mapa da censura – Movimento Mobile (https://bit.ly/3Sgu61l); Pesquisa SouCiência: Mais ricos são os mais favoráveis a cortes no financiamento da ciência e universidades (https://bit.ly/3Sh8QZ3); e Nota Técnica 1556/2020 da CGU (https://bit.ly/3UGfPMX). Trilha: BaianaSystem, Elza Soares e Virgínia Rodrigues, “Libertação” (Russo Passapusso); e The Fireman, “Sing the changes” (Paul McCartney).

    #184: A normalização da extrema direita e os quatro anos de Bolsonaro, com Jorge Chaloub

    Play Episode Listen Later Sep 22, 2022 58:24


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o cientista político Jorge Chaloub para uma conversa sobre a ascensão da extrema direita no Brasil e os quatro anos de governo Bolsonaro. Professor do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora, Jorge dedica-se à pesquisa sobre a direita no Brasil, pensamento político-social brasileiro, teoria política, política brasileira e relações entre política, economia e direito e é co-organizador dos livros “Democracy and Brazil: Collapse and Regression” e “A Nova República em crise”, ambos de 2020. Falamos sobre a perda de espaço da direita tradicional para a direita radicalizada, o papel da imprensa na normalização desses pensamentos extremistas, a banalização do golpe e o bolsonarismo, a luta no plano cultural e o papel de Olavo de Carvalho, violência política e expressões do fascismo, a campanha de Bolsonaro contra as urnas eleitorais, o futuro da extrema direita e do bolsonarismo e muito mais. Trilha: Chinaina, “Entre coronéis”; e Lily Allen, “Fuck You” (Greg Kurstin e Lily Allen).

    Ocupação da Amazônia pelo mercado #02: Ferrogrão e a luta dos povos e comunidades tradicionais

    Play Episode Listen Later Sep 21, 2022 52:46


    Novo episódio especial do Guilhotina em parceria com a Terra de Direitos analisa o projeto de construção da Ferrogrão e a resistência dos povos e comunidades tradicionais. A ferrovia, concebida para o transporte de grãos, prevê conectar, ao longo de 900 quilômetros, Sinop, no Mato Grasso, ao estado do Pará. Para apresentar os impactos da obra e a luta das populações atingidas, Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com Pedro Martins, assessor jurídico e coordenador do programa Amazônia da Terra de Direitos; Alessandra Korap, liderança indígena do povo Munduruku; Mariel Nakane, economista do Instituto Socioambiental; Doto Takak Ire, da etnia Kayapó; e Edna Castro, professora emérita da Universidade Federal do Pará. Acompanhe no seu tocador de podcasts favorito! Para mais informações, acesse: terradedireitos.org.br.

    #183: Experiências do exílio, com Jean Wyllys e Marcia Tiburi

    Play Episode Listen Later Sep 15, 2022 48:21


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o jornalista e ex-deputado federal Jean Wyllys e a professora de filosofia e feminista Marcia Tiburi, autores do livro “O que não se pode dizer: experiências do exílio” (https://bit.ly/3ByUYn7), lançado em agosto pela editora Civilização Brasileira. A obra reúne cartas trocadas entre eles em que compartilham a experiência, involuntária, de viver fora do Brasil nestes anos de governo Bolsonaro. Conversamos sobre os motivos que os levaram a deixar o país, a perseguição promovida pelo MBL, as ameaças de morte, a adaptação ao exílio, a xenofobia e a ascensão da extrema direita também na Europa, as expectativas para as eleições de 2022, o retorno ao Brasil e muito mais. Jean é mestre em Letras e Linguística, pesquisador da Open Society Foundation, professor-visitante na Universidade de Harvard e doutorando em Ciência Política na Universidade de Barcelona. Autor de cinco livros, entre os quais “O que será” (publicado pela Objetiva, em 2019), ativista de direitos humanos, em especial na área dos direitos da comunidade LGBTQIA+, vencedor de prêmios internacionais por sua atuação intelectual e política e membro da lista das cinquenta pessoas que mais defendem a diversidade no mundo feita pela revista The Economist.Mestre e doutora em Filosofia e graduada em Filosofia e Artes Plásticas, Marcia é autora de vários ensaios, entre eles “Como conversar com um fascista”, “Feminismo em comum” e “Complexo de vira-lata”, além dos romances “Uma fuga perfeita é sem volta” e “Sob os pés, meu corpo inteiro”, tema do episódio número 9 do Guilhotina (https://bit.ly/3xn3Utf). Atualmente, Marcia é professora na Universidade Paris 8Links: Marcia Tiburi, “O homem ao lado de Salman Rushdie” (https://bit.ly/3DDySBB); entrevista Jean Wyllys para Carla Juliano, da Folha de S.Paulo (https://bit.ly/3eMRg0m); depoimento de Fernando Grostein para a Piauí (https://bit.ly/3QzWwl6); artigos Larissa Bombardi no Diplo (https://bit.ly/3BFk3gp, https://bit.ly/3BCTlF1, https://bit.ly/3QGR0xh e https://bit.ly/3BbdYH6); e “[Ricardo Rao,] Colega de Bruno Pereira vive exilado na Europa” (https://bit.ly/3U8gVk3).Trilha: Jean Goldenbaum, “3rd mov. from ‘The Universe shall conspire to love' Concerto”; e Jorge Drexler, “Asilo (feat. Mon Laferte)”.

    #182: Lula e o Brasil nos últimos 40 anos, com Clara Ant

    Play Episode Listen Later Sep 9, 2022 70:32


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a arquiteta Clara Ant, autora do livro “Quatro décadas com Lula: o poder de andar junto” (https://bit.ly/3KRsxUI), lançado em agosto pela editora Autêntica. Clara assessorou o ex-presidente Lula nas campanhas eleitorais e nas Caravanas da Cidadania de 1991 a 2002, foi assessora especial da Presidência da República entre 2003 e 2010 e atuou de 2011 a 2017 como diretora do Instituto Lula, onde hoje é conselheira. Além disso, ela foi professora de Planejamento Urbano na PUC-Campinas, vice-presidenta da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas, fundadora e uma das primeiras mulheres dirigentes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e, pelo PT, foi deputada estadual de São Paulo de 1987 a 1991 e líder da bancada do partido na Constituinte paulista de 1987 a 1988. No livro, e neste episódio, ela relembra sua trajetória de mais de quatro décadas de luta pela democracia e pela justiça social, a qual se mistura com a história do Brasil, do regime autoritário aos dias de hoje. Trilha: Jair Rodrigues, “Disparada” (Geraldo Vandré e Théo De Barros); e Elis Regina, “Sai dessa” (Ana Terra e Natan Marques).

    #181: Bolsonaro e a destruição da democracia no Brasil, com Heloisa Starling e Newton Bignotto

    Play Episode Listen Later Sep 1, 2022 55:18


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com a historiadora Heloisa Starling e o filósofo Newton Bignotto, autores junto com o cientista político Miguel Lago do livro “Linguagem da destruição: a democracia brasileira em crise” (https://bit.ly/3B2P51s), publicado em abril pela Companhia das Letras. A obra investiga a atuação do bolsonarismo e seu plano de poder pautado pela destruição, em especial da democracia, mas de todas as instituições baseadas no espírito da Constituição de 1988. Conversamos sobre o reacionarismo materializado na atual ascensão da extrema direita, os valores e os ideais da base bolsonarista, a utopia regressiva que a move, a noção de “cidadão de bem”, as dimensões de implementação do fascismo, o papel das forças armadas, a perspectivas de golpe e a importância das eleições. Heloisa é historiadora, cientista política e professora titular-livre da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É autora, entre outros, de “Os senhores das Gerais”, “Lembranças do Brasil”, “Brasil: uma biografia”, escrito em parceria com a Lilia Schwarcz, “República e democracia: impasses do Brasil contemporâneo” e “Ser republicano no Brasil colônia”. Newton é professor titular aposentado de Filosofia da UFMG e pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Defendeu sua tese de doutorado sobre Maquiavel, na Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais, em Paris, e é autor, entre outros, de “Golpe de Estado: história de uma ideia” e “O Brasil à procura da democracia: da proclamação da república ao século XXI”. Links: Matheus Leitão, “Órgãos de inteligência suspeitam de ataques no 7 de setembro” (https://bit.ly/3AIwWnU); e Angela Alonso e Paulo Markun, “Ecos de Junho” (https://bit.ly/3cDsW00). Trilha: Paulinho da Viola, “Dança da solidão”; e Chico Buarque e Maria Bethânia, “Notícia de jornal” (Haroldo Barbosa e Luis Reis).

    #180: A democracia no Brasil, de 2013 ao governo Bolsonaro, com Marcos Nobre

    Play Episode Listen Later Aug 25, 2022 56:40


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o filósofo Marcos Nobre, que está lançando novo livro pela editora Todavia, “Limites da democracia: de junho de 2013 ao governo Bolsonaro” (https://bit.ly/3Am2ujr). A obra analisa a conjuntura brasileira nos últimos dez anos e detalha o processo de degradação da democracia, que vive um processo decisivo nestas eleições. Conversamos sobre Junho de 2013, operação Lava Jato, novas esquerdas e novas direitas, ascensão da extrema direita, pemedebismo, desmonte das instituições democráticas, a base e o partido digital bolsonarista, a oposição progressista e as perspectivas para as eleições. Marcos é professor do Departamento de Filosofia da Unicamp, presidente do Cebrap e autor de “A teoria crítica”, “Imobilismo em movimento”, “Como nasce o novo”, “Ponto final, a guerra de Bolsonaro contra a democracia”, entre outros livros. Trilha: Gotan Project, “Epoca” (Philippe Cohen Solal, Eduardo Makaroff e Christoph H. Müller); e Tom Zé, “Vai (menina amanhã de manhã)”.

    #179: Extrema direita, bolsonarismo e eleições 2022, com Isabela Kalil

    Play Episode Listen Later Aug 18, 2022 58:06


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a antropóloga Isabela Kalil, professora da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) e pesquisadora da extrema direita e do bolsonarismo. Conversamos sobre a vitória de Bolsonaro em 2018, as mudanças ocorridas da eleição passada para esta, os impactos da pandemia e dos negacionismos, redes sociais, os eleitores indecisos, o estrago provocado pela desinformação sobre as urnas eletrônicas, as ameaças escondidas no 7 de setembro e na reta final de campanha e muito mais! Além de professora da FESPSP, Isabela é doutora em Antropologia pela Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora do Núcleo de Etnografia Urbana da FESPSP, do Laboratório de Etnografia Digital e do Observatório da Extrema Direita e foi pesquisadora visitante na Universidade Columbia, em Nova York. Trilha: Zélia Duncan, “Cuide-se bem” (Guilherme Arantes); e Johnny Hooker, “Touro”.

    Ocupação da Amazônia pelo mercado #01: Barcarena e os impactos socioambientais da mineração

    Play Episode Listen Later Aug 15, 2022 54:55


    Novo especial do Guilhotina, realizado em parceria com a Terra de Direitos, analisa a ocupação da Amazônia pelo mercado. Neste episódio conversamos sobre os impactos socioambientais da atuação de duas grandes mineradoras, a Hydro Alunorte e a Imerys Capim, em Barcarena, no nordeste do Pará. Para isso, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem Arivaldo Moraes Brandão, do Quilombo São Sebastião do Burajuba; Rosa Acevedo, professora e pesquisadora do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará; Sandra Amorim, presidente da associação da comunidade quilombola Sítio São João; Selma Corrêa, assessora jurídica da Terra de Direitos; e Aurélio Borges, coordenador administrativo da Coordenação das Associações das Comunidades Remanescentes de Quilombos do Pará, a Malungu. Para mais informações, acesse: terradedireitos.org.br.

    #178: Eleições 2022, um momento histórico, com Josué Medeiros

    Play Episode Listen Later Aug 11, 2022 50:33


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com o cientista político Josué Medeiros, professor adjunto do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ele é um dos coordenadores do Observatório Político e Eleitoral (Opel) - ao lado de Jorge Chaloub, Mayra Goulart, Pedro Lima e Thais Aguiar -, iniciativa de três grupos de pesquisa da UFRJ e da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), que, entre outras ações, está produzindo desde maio boletins mensais de acompanhamento do processo eleitoral brasileiro deste ano. Conversamos sobre a disputa entre democracia e autoritarismo nas eleições de 2022, o fracasso da terceira via, as principais razões das intenções de voto em Lula e Bolsonaro, o impacto da PEC do Desespero e da campanha nas redes sociais, a decisiva última semana antes da votação, o peso de uma vitória petista no primeiro turno, a carta pela democracia e muito mais! Além de professor na UFRJ, Josué é coordenador do Núcleo de Estudos sobre a Democracia Brasileira da mesma universidade, membro do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UFRRJ, pesquisador do Laboratório de Eleições, Partidos e Política Comparada e doutor em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, com doutorado-sanduíche na Universidade de Paris 3. Trilha: Ben E. King e Stan Applebaum, “Stand by Me” (Ben E. King, Jerry Leiber e Mike Stoller); e Courtney Barnett, “If I Don't Hear from You Tonight”.

    #177: Raça e gênero no Brasil, com Flavia Rios

    Play Episode Listen Later Aug 4, 2022 66:22


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a socióloga Flávia Rios, doutora e mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo, professora adjunta da Universidade Federal Fluminense (UFF) e pesquisadora do Afro Cebrap. Ela foi pesquisadora visitante na Universidade de Princeton e é organizadora, junto com Márcia Lima, do livro “Por um feminismo afro-latino-americano”, que reúne escritos de Lélia Gonzalez. Conversamos sobre a contribuição do movimento negro na Constituição de 1988, o processo de adoção das ações afirmativas, os resultados e os próximos desafios das políticas de cotas, a reação da extrema direita, o impacto da atual conjuntura de desdemocratização na produção de desigualdade, a relação da esquerda brasileira com a questão racial, o protagonismo do movimento negro nos protestos contra o governo Bolsonaro, a expectativa para as eleições de outubro e muito mais. Trilha: Clementina de Jesus, Geraldo Filme e Tia Doca, “Canto XIV”; e Gilberto Gil, “A mão da limpeza”.

    #176: Militância e conjuntura política no Brasil, com Valerio Arcary

    Play Episode Listen Later Jul 28, 2022 63:38


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o professor e historiador Valerio Arcary, autor do livro “Ninguém disse que seria fácil” (https://bit.ly/3J5pebn), lançado em junho pela Boitempo. A publicação reúne uma série de textos sobre a militância de esquerda no Brasil escritos em um período marcado por consecutivas derrotas, ascensão da extrema direita e perdas de direitos da classe trabalhadora. Conversamos sobre as relações que se estabelecem entre amigos, camaradas, adversários e inimigos na luta política, unidade e divisão das forças populares, a equivocada cruzada moral de parte da militância, renovação das direções, violência política e segurança das organizações progressistas, o papel de Lula e do PT, as redes sociais, eleições de 2022 e muito mais! Membro da direção nacional do Psol, Valerio é professor titular aposentado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, doutor em história pela Universidade de São Paulo e autor, entre outros, de “O martelo da história” (Sundermann, 2016). Trilha: Atahualpa Yupanqui, “Los Hermanos”; BNegão e Seletores de Frequência, “Enxugando gelo”.

    #175: Discurso de ódio e redes sociais, com Luiz Valério Trindade

    Play Episode Listen Later Jul 21, 2022 48:43


    Bianca Pyl e Luís Brasilino entrevistam o sociólogo Luiz Valério Trindade, autor do livro “Discurso de ódio nas redes sociais” (https://bit.ly/3v4MccR), lançado neste ano pela Editora Jandaíra. A obra analisa esse tipo de violência, que vitima principalmente mulheres negras, demonstrando como Facebook, Twitter, YouTube e Instagram, além de disseminar, também lucram com ela. Conversamos sobre o conceito de discurso de ódio, a formação do racismo no Brasil e a construção da identidade nacional, o padrão de beleza branco feminino, a reprodução das opressões de raça e gênero no ambiente digital, a discriminação como fonte de lucro, formas de enfrentar o discurso de ódio e muito mais. Doutor em Sociologia pela University of Southampton, Luiz pesquisa representação social de minorias étnicas em meios de comunicação em massa, análise crítica de humor depreciativo, estudos críticos étnicos e raciais e análise de discursos de ódios nas redes sociais. Trilha: Caetano Veloso e Gilberto Gil, “Haiti”; e Luedji Luna, “Um corpo no mundo”.

    #174: Armas de fogo e aumento da violência no Brasil, com Bruno Langeani

    Play Episode Listen Later Jul 14, 2022 53:28


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o advogado Bruno Langeani, autor do livro “Arma de fogo no Brasil: gatilho da violência” (https://bit.ly/3yvoqsT), lançado em 2021 pela Editora Telha. A obra traça um panorama da utilização das armas de fogo no Brasil e analisa os impactos na segurança pública das recentes flexibilizações da posse e do porte. Falamos sobre o poder de sedução das armas de fogo para o crime, a ineficiência de revólveres e pistolas como instrumentos de defesa, o risco de acidentes, suicídios e violência doméstica, o mercado ilegal de armas, as consequências da liberalização promovida pelo governo Bolsonaro, caminhos para reduzir a violência e muito mais. Advogado pelo Mackenzie e bacharel em Relações Internacionais pela PUC-SP, Bruno é mestre pela Universidade de York, atuou na gestão de projetos e planejamento na Prefeitura de São Paulo por oito anos e foi coordenador de Controle de Armas de Fogo do Instituto Sou da Paz, onde ocupa o cargo de gerente. Notícias citadas no episódio: “SP: Ataque em ônibus deixa ao menos 3 passageiros mortos em Piracicaba” (https://bit.ly/3ORxdKR); “Arsenal avaliado em R$ 1,8 milhão, com 26 fuzis e outras armas, é apreendido no Grajaú” (http://glo.bo/3a09adR); e “Armas do PCC apreendidas tinham sido compradas com licença para colecionador” (https://bit.ly/3NAZvrP). Trilha: João Bosco e Aldir Blanc, “Duro na Queda”; e RZO, “As armas que matam” (Helio Barbosa dos Santos e Jeferson dos Santos Vieira).

    #173: Ditadura e a expansão dos motéis no Brasil, com Ciça Guedes e Murilo Fiuza de Melo

    Play Episode Listen Later Jul 7, 2022 56:28


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem os jornalistas Ciça Guedes e Murilo Fiuza de Melo, autores do livro-reportagem lançado em 2021 “Os motéis e o poder: da perseguição pelos agentes de segurança ao patrocínio pela ditadura militar” (https://bit.ly/3OAl7Wx). A investigação conta a história de como a ditadura militar financiou a construção e a consolidação do atual modelo de motéis no Brasil. Conversamos sobre como a expansão rodoviária favoreceu a inauguração de motéis pelo país, o modelo de hospedagem destinada ao sexo que havia até então, a contradição entre o moralismo dos militares e o financiamento desses estabelecimentos, as características únicas dessas instalações no Brasil, os motéis como palco de flagrantes promovidos pelos militares contra políticos de oposição, as mudanças promovidas na vida sexual pela expansão do setor e muito mais. Jornalista desde 1988, Ciça também é graduada em Economia e trabalhou em O Dia, Folha de S.Paulo, Jornal do Brasil, O Globo e na GloboNews. Murilo é jornalista desde 1991, formado em História e foi repórter do Jornal do Brasil, O Estado de S. Paulo e Folha de S.Paulo. Juntos, eles publicaram em 2014 “O caso dos nove chineses” e, em 2019, “Todas as mulheres dos presidentes”. Trilha: The Bangles, “Eternal flame” (Billy Steinberg, S. Hoffs e Tom Kelly); e Alcione, “Rio antigo (Como nos velhos tempos)” (Chico Anysio e Nonato Buzar).

    #172: Racismo brasileiro, com Ynaê Lopes dos Santos

    Play Episode Listen Later Jun 30, 2022 66:23


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com a historiadora Ynaê Lopes dos Santos, autora do livro “Racismo brasileiro: uma história da formação do país” (https://bit.ly/3HJC2Um), lançado em junho pela Todavia. O trabalho analisa as relações sociais do período colonial até os dias de hoje, mostrando como a história do racismo é a própria história do Brasil. Falamos sobre a invasão dos portugueses e sobre como estes já escravizavam africanos antes mesmo da sua chegada, a naturalização da violência colonial e da escravização, a expansão do tráfico humano após a Independência, os motivos que levaram à abolição, a relação entre os ideais Iluministas e o racismo científico, a eugenia e o florescimento da República, a valorização da mestiçagem da Era Vargas, a precarização da formação de professores durante a ditadura militar e sua relação com o racismo, as contradições entre a ampliação de direitos e a chancela da lógica racista na Constituição de 1988 e o uso da discriminação racial como ferramenta política pela extrema-direita atual. Doutora em história social pela Universidade de São Paulo, Ynaê é professora no Instituto de História da Universidade Federal Fluminense. É autora de “Além da senzala: arranjos escravos de moradia no Rio de Janeiro (1808-1850)” e “História da África e do Brasil afrodescendente”. Trilha: Leci Brandão, “Zé do Caroço”; e Emicida, Majur e Pabllo Vittar, “AmarElo (Sample: Sujeito de sorte - Belchior” (DJ Duh, Emicida e Felipe Vassão).

    #171: A burguesia brasileira de Lula a Bolsonaro, com André Flores Penha Valle e Pedro Felipe Narciso

    Play Episode Listen Later Jun 23, 2022 60:17


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem os cientistas políticos André Flores Penha Valle e Pedro Felipe Narciso, organizadores do livro “A burguesia brasileira em ação: de Lula a Bolsonaro” (https://bit.ly/3tyjJLR), lançado em 2021 pela Enunciado Publicações. A obra analisa as posições e as agendas defendidas nas últimas duas décadas pelas principais organizações patronais do país. Conversamos sobre as relações entre o agronegócio e os governos petistas num momento de alta das commodities, a adesão desse setor ao bolsonarismo e os conflitos com a questão ambiental, a disputa pelos recursos do pré-sal, o neodesenvolvimentismo e a expansão da construção civil, os impactos da Operação Lava Jato, o papel das indústrias durante o impeachment de Dilma Rousseff, as idas e vindas do setor financeiro em relação aos governos petistas, a unificação da burguesia no governo Temer, a posição das patronais na conjuntura atual, a perspectiva para as eleições e muito mais! André é graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e mestre e doutorando em Ciência Política na Unicamp. Ele é autor da dissertação de mestrado “Divisão e reunificação do capital financeiro: do impeachment ao governo Temer”, tema do episódio 119 aqui do Guilhotina. E o Pedro é bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mestre em Sociologia pela Federal de Pelotas (UFPel) e doutorando em Ciência Política na Unicamp. Ele é autor da dissertação de mestrado “O pré-sal em disputa: petróleo e burguesia no segundo governo Lula”. Ambos são editores da revista Cadernos Cemarx. Link: Danilo Enrico Martuscelli, “Crises políticas e capitalismo neoliberal no Brasil” (https://bit.ly/3Oce7iB). Trilha: Queen, “Killer Queen” (Freddie Mercury); e Silvio Rodríguez, “Sueño com serpientes”.

    #170: Lava Jato e a erosão da democracia, com Fábio Kerche e Marjorie Marona

    Play Episode Listen Later Jun 16, 2022 55:45


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com os cientistas políticos Fábio Kerche e Marjorie Marona, autores do livro “A política no banco dos réus: a Operação Lava Jato e a erosão da democracia no Brasil” (https://bit.ly/3zCp88u), lançado em abril pela editora Autêntica. A obra percorre a trajetória da Operação Lava Jato e analisa seus impactos na criminalização da política. Falamos sobre as alterações institucionais produzidas a partir da Constituinte de 1988 que permitiram o surgimento de uma operação como a Lava Jato, as medidas de exceção adotadas, o papel da imprensa e a criminalização da política, a partidarização da operação, os abalos ao sistema político como um todo, a influência nas eleições de 2018, a participação de Sergio Moro no governo Bolsonaro, o combate à corrupção pela gestão atual, as informações reveladas pela Vaza Jato e pela Operação Spoofing e muito mais! Fábio é doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo e professor do Departamento de Estudos Políticos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio); e a Marjorie é bacharel em Direito e doutora em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), instituição na qual é professora do Departamento de Ciência Política. Trilha: The Wailers, “Get up, stand up” (Bob Marley e Peter Tosh); e João Gilberto, “O pato”.

    Não bote fé nas fake news #05: O combate à desinformação

    Play Episode Listen Later Jun 13, 2022 59:07


    Último episódio da série “Não bote fé nas fake news” explora diferentes formas para combater a desinformação. Para isso, Bianca Pyl e Luis Brasilino conversam com Ana Regina Rêgo, professora associada do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Piauí, ex-presidenta da Federação Brasileira das Associações Científicas e Acadêmicas da Comunicação e idealizadora da Rede Nacional de Combate à Desinformação. Antes da entrevista ouvimos o relato de Roseline Santana, mais conhecida como Mãe Rosa de Oxum, vítima de fake news em Vitória da Conquista, na Bahia. E, antes de terminar, acompanhamos a mensagem da nossa parceira na produção deste especial, a pastora da Igreja Presbiteriana Unida (IPU) e diretora da CESE, Sonia Gomes Mota.A série “Não bote fé nas fake news”, parceria do Guilhotina com a CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço, analisa o fenômeno da desinformação e seus impactos entre as comunidades de fé. Para entender como o fundamentalismo religioso age por meio da desinformação e quais seus objetivos políticos, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem convidadas e convidados que pesquisam, atuam e que foram vítimas dessa fábrica de manipulação. Acompanhe em cinco episódios, publicados sempre às segundas-feiras. Gravação, edição e sonorização: Rádio Tertúlia. Saiba mais em diplomatique.org.br/fakenews.

    #169: Como chegamos até aqui, com Vladimir Safatle

    Play Episode Listen Later Jun 10, 2022 39:00


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o filósofo Vladimir Safatle. Ele está relançando, pela editora Vestígio, o livro “Só mais um esforço: como chegamos até aqui ou como o país dos ‘pactos', das ‘conciliações', das ‘frentes amplas' produziu seu próprio colapso” (https://bit.ly/3NEMxdt). Conversamos sobre a relação da conjuntura brasileira com o contexto latino-americano, a contradição entre a consolidação do neoliberalismo e a ascensão dos governos progressistas na região, o sucesso da extrema direita em se apresentar como alternativa ao sistema e a ascensão de Bolsonaro no Brasil, lulismo, Junho de 2013 e a importância da esquerda recuperar a sua radicalidade. Graduado e mestre em Filosofia pela USP, Safatle é doutor em Filosofia pela Universidade de Paris VIII e professor titular do Departamento de Filosofia da USP e do Instituto de Psicologia da mesma universidade e coordena, ao lado de Christian Dunker e Nelson da Silva Júnior, o Laboratório de Pesquisas em Teoria Social, Filosofia e Psicanálise. Entre seus livros publicados estão: “Maneiras de transformar mundos: Lacan, política, emancipação”; “Dar corpo ao impossível: o sentido da dialética a partir de Adorno”; “O circuito dos afetos: corpos político, desamparo e o fim do indivíduo”; e “Cinismo e falência da crítica”. Trilha: Secos & Molhados, “Sangue latino” (João Ricardo e Paulinho Mendonça); e Moacir Santos, “Coisa Nº 10” .

    Não bote fé nas fake news #04: Como a internet e as redes sociais favorecem a divulgação de mentiras

    Play Episode Listen Later Jun 6, 2022 52:57


    O quarto episódio da série “Não bote fé nas fake news” analisa como a internet e as redes sociais favorecem a divulgação de mentiras. Para isso, Bianca Pyl e Luis Brasilino acompanham o depoimento de Jaciara Ribeiro, filha da ialorixá baiana Gildásia dos Santos e Santos, que foi a inspiração para a criação do Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, dia 21 de janeiro. O episódio traz ainda entrevista com o sociólogo Sérgio Amadeu, professor da Universidade Federal do ABC, pesquisador de redes digitais e criador do podcast Tecnopolítica.A série “Não bote fé nas fake news”, parceria do Guilhotina com a CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço, analisa o fenômeno da desinformação e seus impactos entre as comunidades de fé. Para entender como o fundamentalismo religioso age por meio da desinformação e quais seus objetivos políticos, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem convidadas e convidados que pesquisam, atuam e que foram vítimas dessa fábrica de manipulação. Acompanhe em cinco episódios, publicados sempre às segundas-feiras. Gravação, edição e sonorização: Rádio Tertúlia.

    #168: A ideologia elitista, com Jessé Souza

    Play Episode Listen Later Jun 2, 2022 54:42


    Bianca Pyl e Luís Brasilino entrevistam o sociólogo Jessé Souza, autor do livro “Brasil dos humilhados: uma denúncia da ideologia elitista” (https://bit.ly/3Ns2OCN), lançado no fim de abril pela Civilização Brasileira. A obra é uma segunda versão da publicação “A tolice da inteligência brasileira”, de 2015, e denuncia o pensamento social brasileiro dominante. Conversamos sobre o papel da ideologia hegemônica em naturalizar as desigualdades, a crítica de Jessé aos historiadores e sociólogos Sérgio Buarque de Hollanda e Raymundo Faoro, a construção da narrativa que coloca a corrupção política como principal problema e particularidade do Brasil, a transmutação do racismo científico do século XIX no culturalismo dos dias de hoje, a teoria crítica sobre o Brasil elaborada por Jessé e muito mais. Graduado em Direito e mestre em Sociologia pela Universidade de Brasília, doutor em Sociologia pela Universidade de Heidelberg e pós-doutor em Psicanálise e Filosofia na The New School of Social Research, Jessé foi, de 2015 a 2016, presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e, desde 2017, é professor de Sociologia da Universidade Federal do ABC. Além de artigos e ensaios publicados em vários idiomas, é autor de mais de vinte livros, entre os quais “A ralé brasileira”, “Os batalhadores brasileiros”, “A elite do atraso” e “A classe média no espelho”, tema do episódio #3 do Guilhotina (https://bit.ly/3xbovRR). Trilha: Paulinho da Viola, “Vai dizer ao vento”; e Gonzaguinha, “Eu apenas queria que você soubesse”.

    Não bote fé nas fake news #03: Desinformação e pandemia entre os povos indígenas

    Play Episode Listen Later May 30, 2022 49:59


    O terceiro episódio da série “Não bote fé nas fake news”, fala sobre a desinformação espalhada por grupos religiosos entre povos indígenas durante a pandemia, em especial as mentiras envolvendo falsas consequências da vacinação. Para isso, Bianca Pyl e Luis Brasilino acompanham o depoimento de Clarice Tukano, da Terra Indígena do Alto Rio Negro, e conversamcom a jornalista e antropóloga Mariana Mandelli, coordenadora de comunicação do Instituto Palavra Aberta, uma organização da sociedade civil que tem como objetivo a defesa da liberdade de expressão e a responsabilidade na comunicação. Leia aqui o artigo citado no episódio: “Fake news e desinformação levam indígenas a recusarem vacina” (https://bit.ly/3ljmOuG). A série “Não bote fé nas fake news”, parceria do Guilhotina com a CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço, analisa o fenômeno da desinformação e seus impactos entre as comunidades de fé. Para entender como o fundamentalismo religioso age por meio da desinformação e quais seus objetivos políticos, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem convidadas e convidados que pesquisam, atuam e que foram vítimas dessa fábrica de manipulação. Acompanhe em cinco episódios, publicados sempre às segundas-feiras. Gravação, edição e sonorização: Rádio Tertúlia.

    #167: O sistema de justiça criminal, com Fábio Mallart

    Play Episode Listen Later May 26, 2022 59:55


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o sociólogo Fábio Mallart, autor do livro “Findas linhas: circulações e confinamentos pelos subterrâneos de São Paulo” (disponível para leitura online em: https://bit.ly/3lxX8ui), lançado no fim de 2021 pela editora Etnográfica Press. A obra, fruto da sua tese de doutorado, reflete a trajetória de Fábio como pesquisador do sistema criminal, com pesquisa de campo em diversos espaços institucionais, como a Fundação Casa, presídios e hospitais de custódia e tratamento psiquiátrico. Falamos sobre a relação entre engajamento político e pesquisa acadêmica, as condições desumanas das instituições carcerárias, como as violações não constituem exceções mas sim a regra para o funcionamento desse modelo, o sistema enquanto ferramenta para o controle de corpos e as diferentes tecnologias colocadas em prática para isso, o horizonte abolicionista e muito mais. Mestre em Antropologia e doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo, Fábio é pesquisador de pós-doutorado do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e professor visitante do curso de pós-graduação em Sociologia da Fundação Escola de Sociologia e Política. É autor de “Cadeias dominadas: a Fundação CASA, suas dinâmicas e as trajetórias de jovens internos”. Artigos do Diplo citados no episódio: “As pílulas e a prisão: produção e gestão do sofrimento” (http://bit.ly/2N2B7DD) e “Vidas matáveis, morte em vida e morte de fato” (https://bit.ly/3yTDJMz). Trilha: Plebe Rude, “Proteção” (Philippe); e Neil Young, “Powderfinger”.

    Não bote fé nas fake news #02: O uso da mentira nas eleições

    Play Episode Listen Later May 23, 2022 41:12


    Neste segundo episódio da série “Não bote fé nas fake news”, os jornalistas Bianca Pyl e Luis Brasilino conversam sobre as relações entre desinformação e eleições com a Rosely Morais Sampaio, uma das coordenadoras da Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito em Minas Gerais. A organização é uma das responsáveis pelo projeto de checagem “Mentiras do Éden”, especializado em notícias que envolvem o mundo religioso. O episódio traz também o testemunho de Wesley Teixiera, evangélico e liderança da Coalizão Negra por Direitos e do Movimento Negro Unificado, alvo de fake news e outros ataques quando se candidatou ao cargo de vereador no Rio de Janeiro em 2020. Em pauta, a forte disseminação de fake news entre grupos evangélicos, os tipos de mentira que circulam nessas comunidades, formas de dialogar e sensibilizar uma população que foi alvo de tantas campanhas de ódio nos últimos anos, as movimentações nos grupos de WhatsApp prevendo as eleições deste ano, o combate às fake news no período eleitoral e os impactos da desinformação para a democracia.A série “Não bote fé nas fake news”, parceria do Guilhotina com a CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço, analisa o fenômeno da desinformação e seus impactos entre as comunidades de fé. Para entender como o fundamentalismo religioso age por meio da desinformação e quais seus objetivos políticos, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem convidadas e convidados que pesquisam, atuam e que foram vítimas dessa fábrica de manipulação. Acompanhe em cinco episódios, publicados sempre às segundas-feiras. Gravação, edição e sonorização: Rádio Tertúlia.

    #166: Militares e política no Brasil, com Rodrigo Lentz

    Play Episode Listen Later May 19, 2022 60:12


    Bianca Pyl e Luís Brasilino conversam com o cientista político Rodrigo Lentz, autor do livro “República de segurança nacional: militares e política no Brasil” (https://bit.ly/3FzOyV7), publicado em abril pela coleção Emergências, da Fundação Rosa Luxemburgo e da editora Expressão Popular. A obra investiga como as Forças Armadas têm influenciado as políticas de Estado brasileiras, desde a sua formação no período colonial até o protagonismo retomado no governo Bolsonaro. Falamos sobre a relação ora de subordinação, ora de protagonismo dos militares com as classes dominantes; a participação castrense em importantes marcos históricos do país, como a Proclamação da República, os golpes de 1964 e 2016 e a redemocratização; o debate a respeito da atuação em conflitos externos ou internos; a presença de membros progressistas nas Forças Armadas ao longo do século XX e o processo de homogeneização ideológica dos militares até os dias de hoje; a relação com os Estados Unidos e o projeto nacional; a tensão entre golpismo e legalismo nas vésperas do golpe de 1964; o legado da doutrina de segurança nacional nos governos civis pós-1985; a participação no governo Bolsonaro e muito mais! Rodrigo é doutor em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e advogado, com graduação na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). Pesquisa sobre o pensamento político dos militares brasileiros e a justiça de transição, com artigos científicos, capítulos de livros, artigos de opinião e entrevistas. Foi consultor da Organização das Nações Unidas (Pnud), coordenador da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça e membro da 8ª Pesquisa Legislativa Brasileira (FGV/Oxford). Atualmente integra o grupo de pesquisa “Democracia e Sociedade” (Demodê/Unb), é pesquisador sênior do observatório sobre Defesa e Soberania Nacional do Instituto Tricontinental de Pesquisa Social e professor convidado do curso de Especialização em Direitos Humanos e Políticas Públicas da Unisinos. Links: episódios do Guilhotina comentados durante a entrevista: João Roberto Martins Filho (https://bit.ly/3L2T5kb); Ana Penido e Miguel Stedile (https://bit.ly/3PdvHnu); e Luis Felipe Miguel (https://bit.ly/3ytV2n3). Trilha: Cuscobayo, “O Brasil vai acabar” (Rafael Froner); e BaianaSystem e BNegão, “Reza forte” (BNegão, Marcelo Monteiro Santana e Roosevelt Ribeiro de Carvalho).

    Não bote fé nas fake news #01: Fundamentalismo religioso, internet e a divulgação de mentiras

    Play Episode Listen Later May 16, 2022 58:11


    Neste episódio de estreia da série “Não bote fé nas fake news”, parceria do Guilhotina com a CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço, vamos acompanhar a história da pastora Romi Bencke, secretária-geral do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), alvo de mentiras espalhadas por extremistas religiosos por conta de sua participação em audiência pública realizada no Senado em 2019 e na Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021. Participa também a professora Magali do Nascimento Cunha, doutora em Ciências da Comunicação pela USP, colaboradora do Conselho Mundial de Igrejas, coordenadora do Grupo de Pesquisa Comunicação e Religião da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – INTERCOM e editora-geral do Coletivo Bereia, canal de checagem de fatos especializado em religião. Ela fala sobre os circuitos de notícias falsas divulgadas entre comunidades de fé, a relação entre o avanço do neoliberalismo e dos fundamentalismos com a crise da democracia, a instrumentalização desses extremismos, as mentiras espalhadas pela extrema direita para atingir seus objetivos político-partidários, a resistência organizada entre evangélicos contra o ultraconservadorismo e os caminhos para sensibilizar os cristãos diante da política de ódio colocada em prática pelo governo atual.A série “Não bote fé nas fake news” analisa o fenômeno das fake news e seus impactos entre as comunidades de fé. Para entender como o fundamentalismo religioso age por meio da desinformação e quais seus objetivos políticos, Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem convidadas e convidados que pesquisam, atuam e que foram vítimas dessa fábrica de manipulação. Acompanhe em cinco episódios, publicados sempre às segundas-feiras. Gravação, edição e sonorização: Rádio Tertúlia.

    #165: Violência doméstica: histórias de opressão às mulheres, com Bianca Alves e Ticiana Oppel

    Play Episode Listen Later May 13, 2022 57:48


    Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem a advogada Bianca Alves e a relações-públicas e empreendedora cultural Ticiana Oppel, autoras do livro “Violência doméstica: histórias de opressão às mulheres” (https://bit.ly/3JUCqyL), lançado em 2021 pela Dita Livros. O trabalho constrói, a partir de relatos de vítimas de violência doméstica, um panorama dos avanços e retrocessos dessa questão no país e aponta caminhos para o seu enfrentamento. Falamos sobre como o isolamento social provocado pelo novo coronavírus impulsionou o número de agressões, a tipificação da violência doméstica no Brasil e os avanços proporcionados pela Lei Maria da Penha, os três estágios do ciclo da violência (tensão, explosão e reconciliação), as mulheres negras como as principais vítimas, a reação do movimento feminista, o impacto da Lei do Feminicídio, os traços comuns dos agressores, a questão financeira como mecanismo de controle, a reprodução do machismo e da violência através das gerações, as redes de apoio às vítimas e as formas de denunciar a violência doméstica. Bianca é formada em Direito, coordena o grupo de trabalho de enfrentamento à violência doméstica da OAB-RJ e preside a Comissão de Direito Penal e Processo Penal da Associação Brasileira de Advogados do Rio de Janeiro. Além disso, ela é autora do canal informativo Justiça Delas, voltado aos direitos das mulheres, tem duas irmãs e cresceu com a avó materna em casa. Formada em comunicação social, Ticiana atua há mais de vinte anos como profissional da comunicação e da cultura. É a mais velha de quatro irmãs e tem grande admiração pela trajetória das mulheres de sua família. Trilha: Elza Soares, “Maria da Vila Matilde” (Douglas Germano); e Natalia Lafourcade, “Derecho de Nacimiento (feat. Los Macorinos)”.