Podcasts about sociologia

  • 617PODCASTS
  • 1,759EPISODES
  • 39mAVG DURATION
  • 5WEEKLY NEW EPISODES
  • Jan 12, 2023LATEST

POPULARITY

20152016201720182019202020212022

Categories



Best podcasts about sociologia

Show all podcasts related to sociologia

Latest podcast episodes about sociologia

Debate da Super Manhã
Drogas, legalizar ou não?

Debate da Super Manhã

Play Episode Listen Later Jan 12, 2023 53:03


Debate da Super Manhã: No debate desta quinta-feira (12), o comunicador Wagner Gomes conversa com os convidados sobre as possíveis implicações da criminalização ou legalização das drogas na segurança pública e na saúde das pessoas. Participam, o Psiquiatra, psicanalista, Especialista e Pesquisador na área de Álcool e outras Drogas, Evaldo Melo, o Doutor em Sociologia, especialista em Políticas Públicas de Segurança, e Coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas de Segurança da Universidade Federal de Pernambuco - NEPS/UFPE, José Luiz Ratton e o Deputado Estadual (PT), João Paulo.

BORA FILOSOFAR
A INDÚSTRIA CULTURAL NO BRASIL E A FORMAÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL

BORA FILOSOFAR

Play Episode Listen Later Jan 11, 2023 20:09


O Assunto
A incubadora de terroristas no Brasil

O Assunto

Play Episode Listen Later Jan 10, 2023 29:51


Durante pelo menos seus 4 anos de mandato, Jair Bolsonaro (PL) incentivou o golpismo entre seus apoiadores, numa série de abusos que expôs milhares de brasileiros aos riscos da pandemia e sequestrou a data da Proclamação da Independência do país. Como reação ao resultado das urnas em 2022, grupos bolsonaristas questionaram a legitimidade do processo eleitoral, bloquearam estradas e fizeram campanas em frente a quartéis das Forças Armadas – uma escalada autoritária que culminou no mais grave atentado contra o Estado Democrático de Direito, neste domingo. Para explicar como este movimento radical se estruturou no Brasil, Natuza Nery conversa com a antropóloga Isabela Kalil, coordenadora do Observatório da Extrema Direita e do curso de Sociologia e Política da Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Neste episódio: - Isabela descreve as três principais características da “extrema direita contemporânea” e o papel do “apito de cachorro” na lógica de mobilização desses grupos; - Para ela, o golpismo pode entrar em uma nova fase “pós-bolsonarista”: um movimento menos numeroso em relação a apoiadores, mas com “maior grau de violência e radicalidade”; - A antropóloga descreve a movimentação em redes da horda bolsonarista e como o discurso "dúbio" do ex-presidente é combustível para o processo de “dissonância cognitiva” de seus apoiadores.

Online – Revista Pesquisa Fapesp
Diagnóstico, acervo, dentes

Online – Revista Pesquisa Fapesp

Play Episode Listen Later Jan 7, 2023 55:00


Podcast aborda o avanço tecnológico dos exames genéticos, a digitalização de documentos de interesse público e a sombra da desigualdade racial na saúde bucal

Autores e Livros
O legado de Alceu Amoroso Lima (Tristão de Ataíde) - 1ª parte - AUTORES E LIVROS DOSE EXTRA 018 - 03/01/2023 - O LEGADO DE ALCEU AMOROSO LIMA (TRISTÃO DE ATAÍDE)

Autores e Livros

Play Episode Listen Later Jan 3, 2023 22:10


O destaque dessa semana do Autores e Livros – Dose Extra é o escritor, filósofo social, crítico literário e professor, Alceu Amoroso Lima (1893-1983), também conhecido pelo pseudônimo de "Tristão de Ataíde". Membro da Academia Brasileira de Letras, eleito em 1935, e um dos fundadores da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Alceu Amoroso Lima tem um legado importante e fundamental formação política e cultural do Brasil. Entre suas principais obras estão Introdução à Economia Moderna (1930), Preparação à Sociologia (1931), Problemas da burguesia (1932), Introdução ao direito moderno (1933), No limiar da Idade Nova (1935), O Espírito e o Mundo (1936), Idade, Sexo e Tempo (1938), Três ensaios sobre Machado de Assis (1941), O existencialismo (1951), A segunda revolução industrial (1961) e Memórias improvisadas (1973)." Para falar então um pouco de Alceu Amoroso Lima, o programa conversou com Xikito Ferreira, neto de Alceu A. Lima, autor de Histórias de meu avô Tristão — A biografia de Alceu Amoroso Lima (Editora Azulsol).

revista piauí
#233: PT, (mais) uma história

revista piauí

Play Episode Listen Later Dec 30, 2022 64:52


Neste programa especial de fim de ano, Fernando de Barros e Silva, José Roberto de Toledo e Thais Bilenky recebem Celso Rocha de Barros, doutor em Sociologia pela Universidade de Oxford, colunista da Folha de S. Paulo e autor do livro "PT, uma história", da Companhia das Letras. Na conversa, os quatro falam sobre o passado, o presente e o futuro do Partido dos Trabalhadores, desde a sua fundação, na década de 1980, até os dias atuais. Para acessar reportagens citadas nesse episódio: https://piaui.co/foro233 ​​​​​​​​​​Assista aos bastidores da gravação: https://piaui.co/ftprivilegiado​ ​​​​​Aqui, uma playlist com todos os episódios do Foro: https://piaui.co/playlistforo​ ​​​​​​​​​​O Foro de Teresina é o podcast de política da revista piauí, que vai ao ar todas as sextas-feiras, a partir das 11h. O programa é uma produção da Rádio Novelo para a revista piauí. Ouça também os outros podcasts da piauí: o Maria vai com as outras, sobre mulheres e mercado de trabalho (https://piaui.co/playlistmaria​​​​​​​​​), e A Terra é redonda, sobre ciência e meio ambiente (https://piaui.co/playlistaterra​​​​​​). Ficha técnica: Apresentação: Fernando de Barros e Silva, José Roberto de Toledo e Thais Bilenky Convidado: Celso Rocha de Barros Coordenação geral: Évelin Argenta Direção: Marcos Amorozo Edição: Évelin Argenta e Tiago Picado Produção: Marcos Amorozo Apoio de produção: Clara Rellstab Produção musical, finalização e mixagem: João Jabace Música tema: Wânya Sales e Beto Boreno Identidade visual: João Brizzi Ilustração: Fernando Carvall Teaser (Foro Privilegiado): Marcos Amorozo Distribuição: Marcos Amorozo Coordenação digital: Juliana Jaeger e FêCris Vasconcellos Checagem: João Felipe Carvalho Para falar com a equipe: forodeteresina@revistapiaui.com.br

Fora da Curva
O futuro da democracia | T10E39

Fora da Curva

Play Episode Listen Later Dec 30, 2022 51:14


Depois de passar por tantos golpes no campo político e ver a ascensão da extrema direita no Brasil, parte da população entende que a eleição do presidente Lula (PT), pode inaugurar um período de virada entre um governo que representa a extrema-direita e outro que pretende fortalecer o Estado Democrático de Direito. Participantes: Maria Bethânia Ávila: Dr. em Sociologia, pesquisadora do SOS Corpo, integrante do GT CLACSO "Feminismo, Resistências e Emancipação" e ativista da Articulação de Mulheres Brasileiras e da Articulação Feminista Mercosul. Carmela Zigoni: Dr. em Antropologia Social e assessora do INESC. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/foradacurva/message

Foro de Teresina
#233: PT, (mais) uma história

Foro de Teresina

Play Episode Listen Later Dec 30, 2022 64:49


Neste programa especial de fim de ano, Fernando de Barros e Silva, José Roberto de Toledo e Thais Bilenky recebem Celso Rocha de Barros, doutor em Sociologia pela Universidade de Oxford, colunista da Folha de S. Paulo e autor do livro "PT, uma história", da Companhia das Letras. Na conversa, os quatro falam sobre o passado, o presente e o futuro do Partido dos Trabalhadores, desde a sua fundação, na década de 1980, até os dias atuais. Acesse os links citados neste episódio: https://piaui.co/foro233  Envie sua mensagem para o Correio Elegante no nosso e-mail: forodeteresina@revistapiaui.com.br

Fora da Curva
Quais os desafios do novo governo na segurança pública? | T10E38

Fora da Curva

Play Episode Listen Later Dec 27, 2022 54:12


Mais de 554 mil novas armas foram cadastradas na Polícia Federal e Exército somente nos últimos dois anos, graças às novas regras definidas por Bolsonaro. Enfrentar o armamento sem controle, que acabou. favorecendo o crime organizado, e encontrar outras saídas para garantir a segurança pública, em meio à resistência dos setores bolsonaristas nas polícias, é um dos desafios mais complexos do novo Governo. Participantes: José Luiz Ratton: Professor de Sociologia e Coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Crime, Violência e Políticas Públicas de Segurança (NEPS) – UFPE. Edna Jatobá: Coord. Executiva do GAJOP. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/foradacurva/message

Gap Filosófico
A Sociologia de EXÚ《《 《《 Ivan Poli 《《 Gap《《 Filosófico ( Completo) #exu #epistemologiasafricanas

Gap Filosófico

Play Episode Listen Later Dec 26, 2022 134:41


Pix; gapfilosofico@gmail.com telegram https://t.me/GAPFILOSOFICO

Fora da Política Não há Salvação
A sociedade brasileira após Bolsonaro | com Angela Alonso | 159

Fora da Política Não há Salvação

Play Episode Listen Later Dec 24, 2022 63:37


O Brasil é um país com uma tradição de violência política. Nela se inscrevem as recentes manifestações golpistas promovidas por bolsonaristas, inconformados com o resultado da eleição presidencial. Elas são, contudo, apenas uma das manifestações atuais desse problema. A violência política encontrou em nossa sociedade, violenta, um terreno fértil para se desenvolver. E isso seguirá um traço distintivo de nosso país. O que vai ficar na sociedade brasileira depois das eleições e depois que assumir o novo governo, como herança destes anos bolsonarescos? Que tradição violenta é essa e que outros episódios de nossa história são manifestações dela? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Angela Alonso, socióloga, professora do Departamento de Sociologia da USP e pesquisadora do CEBRAP, o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Angela Alonso tem também uma coluna quinzenal na Folha de S. Paulo, na qual discute temas da conjuntura política e social brasileira. Twitter de Angela Alonso: @angelaalonso115 As músicas deste episódio são "God Rest Ye Merry Gentlmen" do DJ Williams, e "Kazoom", de Quincas Moreira. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Vanessita, Cris Souza, Ricardo Teixeira da Silva, e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

Due di denari
La paghetta perfetta

Due di denari

Play Episode Listen Later Dec 23, 2022


Con l'ultimo appuntamento prima del Natale diamo il via ad una serie di puntate speciali nel corso delle quali ci chiederemo che anno è stato questo 2022, affrontando i temi a noi più cari con alcuni tra i nostri migliori ospiti di valore mondiale e tanti consigli di lettura. La nostra Agenda del Risparmio 2023, ad esempio, può essere il vostro taccuino per annotare entrate e uscite, conti e spese e poi dare di tanto in tanto un'occhiata alle informazioni e consigli che abbiamo messo qua e là tra le settimane. Il denaro è presente nella vita degli individui sin da quando sono piccoli: nelle fiabe che ascoltano, nei film che vedono, nei discorsi che si fanno in famiglia e nei messaggi che circolano sui social network. Molti genitori, però, dichiarano di non sentirsi preparati (o di non riuscire) a educare i figli a sviluppare un buon rapporto con il denaro e un giusto livello di competenze finanziarie. Dare la paghetta o non darla? Vuole rispondere a questa domanda il libro La paghetta perfetta, come educare i figli all'uso del denaro. Ospitiamo nei nostri studi l'autrice: Emanuela Rinaldi, Professoressa Associata di Sociologia dei processi culturali e comunicativi presso l'Università degli Studi di Milano-Bicocca.

Artribune
Vincenzo Trione e Ivana Pais - Contemporaneamente a cura di Mariantonietta Firmani

Artribune

Play Episode Listen Later Dec 22, 2022 76:00


In questo audio il prezioso incontro con Vincenzo Trione storico dell'arte e Ivana Pais sociologa. L'intervista è in Contemporaneamente di Mariantonietta Firmani, il podcast pensato per Artribune.In Contemporaneamente podcast trovate incontri tematici con autorevoli interpreti del contemporaneo tra arte e scienza, letteratura, storia, filosofia, architettura, cinema e molto altro. Per approfondire questioni auliche ma anche cogenti e futuribili. Dialoghi straniati per accedere a nuove letture e possibili consapevolezze dei meccanismi correnti: tra locale e globale, tra individuo e società, tra pensiero maschile e pensiero femminile, per costruire una visione ampia, profonda ed oggettiva della realtà. Vincenzo Trione e Ivana Pais ci parlano di ricerca dell'altrove, connessioni, imprese epiche, ed anche di problemi, trasformazioni e relazioni. Un clima leggero e creativo in un incontro davvero intenso e ricco di contenuti. L'innovazione parte dalla riforma del sistema delle carriere interne della classe dirigente. Lo studio dei cambiamenti sociali si evolve con la società stessa, mettendo in luce la forza innovativa dell'umanità. A fronte di una enorme disponibilità di informazioni, l'acquisizione di conoscenza implica ricerca e capacità di approfondire, e molto altro.ASCOLTA L'INTERVISTA!!GUARDA IL VIDEO!! su Youtube https://youtu.be/H55pKOYrnYk BREVI NOTE BIOGRAFICHE DEGLI AUTORIVincenzo Trione ordinario di Arte e media e di Storia dell'arte contemporanea presso l'Università IULM di Milano, dove è preside della Facoltà di Arti e turismo. Dal 2020 è presidente della Scuola dei beni e delle attività culturali. Collabora con il “Corriere della Sera”, ha curato mostre in musei italiani e stranieri e il Padiglione Italia della LVI Biennale di Venezia 2015. Direttore dell'Enciclopedia Treccani dell'Arte Contemporanea, ha curato volumi di Alberto Savinio, Roberto Longhi, Mimmo Rotella e Umberto Eco. Inoltre è autore di monografie su Apollinaire, Soffici e de Chirico. Tra i suoi libri: “Effetto città. Arte cinema modernità” 2014; “Contro le mostre” con Tomaso Montanari 2017; “L'opera interminabile. Arte e XXI secolo” 2019. Ed anche “Artivismo. Arte, politica, impegno” 2022; ha ricevuto il Premio Roma 2016, e il Premio-giuria Viareggio 2016, 2020, 2022.Ivana Pais ordinario di Sociologia economica nella Facoltà di Economia dell'Università Cattolica del Sacro Cuore di Milano. Membro del Consiglio Direttivo dell'Associazione Necchi, di “Cattolica per il Terzo Settore”, e del comitato di selezione dei progetti del Contamination Lab. Referente accademico per il tavolo “Milano City School”.La sua principale ricerca è sull'economia di piattaforma e il lavoro digitale. Direttrice di TRAILab - Transformative Action Interdisciplinary Laboratory. È anche principal investigator del progetto WePlat - Welfare systems in the age of platforms: drivers of change for users, providers and policy makers. Inoltre è membro di Comitati editoriali: Casa Editrice Egea, Università Bocconi,; Rivista scientifica di fascia A “Sociologica”; European Training Foundation. Ed ancora, è nel comitato scientifico di autorevoli fondazioni: Fondazione Welfare Ambrosiano; Fondazione Unipolis di Unipol; Steering Committee Platform Economy di Assolombarda. Social Innovation Academy di Fondazione Triulza; Nesta Italia; Fondazione PIC di LegaCoop.

Filosoficamente Incorreto
Conceito de Geração segundo a Sociologia

Filosoficamente Incorreto

Play Episode Listen Later Dec 22, 2022 6:33


Conceito de Geração segundo a Sociologia --- Send in a voice message: https://anchor.fm/pedro-mendes-ju00fanior/message

Estadão Notícias
Simone Tebet: dentro ou fora do novo governo?

Estadão Notícias

Play Episode Listen Later Dec 20, 2022 23:26


Simone Tebet (MDB-MS) pode acabar ficando sem nenhum ministério do futuro governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os petistas têm rejeitado o nome da senadora para assumir pastas ligadas a área social, que é um desejo da congressista para se fortalecer para as próximas eleições. A ideia de Lula e do PT era que Tebet aceitasse a pasta da Agricultura, pela sua ligação com o agronegócio, principalmente, do Centro-Oeste do País. No entanto, a senadora, que tem apoio do seu partido MDB, gostaria de um ministério com importância e força popular. Essa disputa interna tem desgastado a relação dos petistas com Simone Tebet. O MDB já reclamou para o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), sobre a sede do PT por ministérios, que está inviabilizando uma frente ampla dentro do novo governo. Alckmin garantiu que a senadora será ministra, só não cravou em que pasta. Afinal, qual será o futuro de Simone Tebet no novo governo? Quem perde mais caso se confirme sua ausência na Esplanada dos Ministérios? No ‘Estadão Notícias' de hoje, vamos conversar sobre o assunto com a cientista política, e professora de pós- graduação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo e pesquisadora da PUC-SP, Tathiana Chicarino. O ‘Estadão Notícias' está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência. Apresentação: Emanuel Bomfim Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte  Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.See omnystudio.com/listener for privacy information.

NEXP
Angústia Nerd #48 - João Parra

NEXP

Play Episode Listen Later Dec 12, 2022 51:19


João Parra é Bacharel e Mestre em Marketing e Ciências Sociais, e ainda se dedica ao Doutorado em Sociologia na Universidade Estadual de Londrina. O autor chegou ao podcast para contar sobre seu livro: Milícia.com: o crime organizado na era das startups, seu primeiro romance. Além da obra apresentada, João Parra contou detalhes da vida pessoal, carreira e partilhou opiniões sobre o universo da literatura. Mediação: Klaus Simões e Nicolas Kieling

Online – Revista Pesquisa Fapesp
Arenas, sementes, predadores

Online – Revista Pesquisa Fapesp

Play Episode Listen Later Dec 10, 2022 64:04


Podcast discute a evolução de pesquisas sobre o futebol no Brasil, o uso de caroços do açaí como fonte de energia e a redução da diversidade de tubarões no litoral catarinense

Observatório Feminino
Observatório Feminino discute direitos da população carcerária no Brasil

Observatório Feminino

Play Episode Listen Later Dec 5, 2022 25:51


O Observatório Feminino deste domingo (4) mergulha na discussão sobre os direitos da população carcerária no Brasil a partir do lançamento do curso “Cadê meus direitos?”. Participa do episódio Ludmila Ribeiro, professora associada no Departamento de Sociologia e pesquisadora no Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública da UFMG.

il posto delle parole
Daniele La Corte "Il boia e la contessa"

il posto delle parole

Play Episode Listen Later Dec 1, 2022 27:39


Daniele La Corte"Il boia e la contessa"Fusta Editorehttps://fustaeditore.it/shop/Il boia e la contessa è un romanzo che prende le mosse dalla storia italiana.Silvia Ceirano, figlia dell'imprenditore cuneese che ha dato origine all'avventura automobilistica in Italia poi inglobata nella FIAT, diventa contessa di Villafranca-Soissons sposando a soli diciotto anni Eugenio di Carignano, un Savoia di seconda fascia.La storia si concentra per gran parte nel periodo compreso fra l'8 settembre 1944 e il 25 aprile 1945 sviluppandosi tra Torino e Alassio, dove la brillante contessa continua a dare feste, nel suo dorato mondo pur nel disastro della guerra. La sua vita, fra champagne e serate eccitanti, culmina quando inizia una relazione con il capitano nazista Gerhard Dosse, che andrà a vivere con lei, a Villa Ceirano. Lì vicino, ad Albenga, echeggiano le urla dei civili torturati dai tedeschi, aiutati da un italiano, un sadico chiamato il ‘Boia'.Poi, tutto precipita.Sua sorella Ida, che vive a Vicoforte, è una fervente antifascista, amica di antifascisti, e suo figlio milita fra i partigiani.Il dramma è inevitabile.La contessa Silvia Ceirano, amante e convivente dello spietato capitano Dosse, dovrà scegliere. Alla fine della guerra ci sarà la resa dei conti, anche per la ex contessa Silvia Ceirano di Villafranca-Soissons.Quale è stata la sconvolgente verità di quei giorni crudeli?L'intensità drammatica del romanzo si fonde con la Storia per dare vita a un affresco intenso sul piano umano, imperdibile su quello storico.La scheda finale, che ricolloca le persone nel loro reale perimetro storico, sconvolge e inquieta.Daniele La Corte giornalista professionista e scrittore. Giunge al suo nono libro dopo aver lavorato per le più prestigiose testate ita-liane, da Il Secolo XIX a il Corriere della Sera, da la Repubblica a La Stampa ad Avvenire. Laureato in Sociologia si dedica alla ricerca storica legata alla seconda guerra mondiale, attività che gli ha permesso di svelare episodi inediti, raccontandoli poi in forma di romanzo storico. L'attività giornalistica più che quarantennale lo ha portato a interessarsi di fatti di cronaca di rilevanza nazionale e internazionale. Ha ricoperto incarichi nell'Ordine dei Giornalisti e nel Sindacato. Per due volte è stato tra i vincitori del Premio “Il Cronista dell'Anno” e nel 2002 è stato insignito dell'onorificenza della Repubblica Francese “Chevalier de l'Ordre des Arts e des Lettres”. Nel 2019 ha ottenuto menzione di merito al “Premio Gozzano”. Recentemente è stato eletto Coordinatore del Comitato Scientifico dell'Istituto Storico della Resistenza e dell'Età Con-temporanea della provincia di Imperia.IL POSTO DELLE PAROLEAscoltare fa Pensarehttps://ilpostodelleparole.it/

Radio FSC
Intraviste - Massimiliano Panarari: la stampa influenza l'opinione pubblica?

Radio FSC

Play Episode Listen Later Dec 1, 2022 4:38


Religare - Conhecimento e Religião
Globalização religiosa

Religare - Conhecimento e Religião

Play Episode Listen Later Nov 29, 2022 23:28


Flávio Senra entrevista Cristina Maria de Castro sobre globalização religiosa no programa Religare - Conhecimento e Religião. A convidada é professora do Depto. de Sociologia da UFMG. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/flaviosenra/message

Imagina Se Pega no Olho
Ep 98 - Antissemitismo

Imagina Se Pega no Olho

Play Episode Listen Later Nov 25, 2022 92:26


Uma palavra se tornou bastante frequente nas redes sociais nos últimos anos, em especial neste Brasil imerso em bolsonarismo. Uma palavra que muita gente não sabe o que significa mas também uma palavra que quer dizer algo que muita gente comete sem sequer perceber, da direita e da esquerda, perpetuando estereótipos e preconceitos. A palavra é ANTISSEMITISMO - e a gente bateu um ótimo papo com o professor Michel Gherman a respeito. Michel é professor de Sociologia da UFRJ, pesquisador do Centro de Estudos do Antissemitismo da Universidade Hebraica de Jerusalém, e também autor do recém-lançado livro "O não judeu judeu: a tentativa de colonização do judaísmo pelo bolsonarismo". O assunto principal da semana começa a partir do minuto 20, mais ou menos. Antes disso, a gente faz rapidinho o nosso giro da semana com as notícias sobre política, economia, comportamento e afins. E no final, temos as dicas culturais da semana. Para ouvir, acesse www.imaginasepeganoolho.com.br ou então procure seu feed favorito em https://linktr.ee/imaginasepeganoolho (link tá na bio!) #antissemitismo #antisemitism #judeu #judeus #judaísmo #hebraico #jew #jews #jewish #hebrew #teoriasdaconspiração #extremadireita #nazismo #fascismo

Autores e Livros
Livro aborda relação entre racismo e capitalismo no Brasil

Autores e Livros

Play Episode Listen Later Nov 22, 2022 21:43


O sociólogo Wagner Miquéias Damasceno discute no livro "Racismo, escravidão e capitalismo", publicado pela editora Mireveja, a associação entre opressão racista e exploração da mão de obra, as ideologias de dominação e a participação dos negros e negras no mercado de trabalho. O Autores e Livros – Dose Extra conversou com o autor sobre a obra. Na entrevista, Damasceno aborda suas relações com a acumulação primitiva do capital, as ideologias racistas no Brasil, as relações entre cor/raça da população brasileira e trabalho, tratando das múltiplas formas de escravidão no Brasil. O autor também comenta a pauta atual sobre a luta contra o racismo no país, vinculada à luta contra a violência às diversas minorias. Damasceno divide a obra em quatro capítulos, abordando a escravidão negra e suas relações com a acumulação primitiva do capital, as ideologias racistas no Brasil, as relações entre cor/raça da população brasileira e trabalho e o marxismo diante questão racial, passando por temas como a Guerra Civil dos Estados Unidos e a revolução no Haiti. A questão da formação social brasileira também é discutida. Entre outros aspectos, a obra denuncia a ideologia do branqueamento no pensamento de autores como Sílvio Romero, João Batista Lacerda, Oliveira Vianna e Nina Rodrigues, apresentando as convergências e divergências entre eles. Sobre o abolicionismo e seus desdobramentos, coloca na berlinda ninguém menos que Joaquim Nabuco. Acerca do mito da democracia racial, revisa as análises de Gilberto Freyre. E não se furta à discussão com autores contemporâneos. O sociólogo Ricardo Antunes, orientador de Damasceno e uma das maiores autoridades brasileiras na Sociologia do Trabalho, assinala: “é exatamente desse ponto central que o livro parte: o racismo, impregnado que está na pragmática da burguesia predadora que aqui existe e persiste, não foi responsável pela criação do capitalismo. Ao contrário, trata-se do exato inverso: foi o capitalismo gestado no processo de exploração colonial que criou e fez expandir o racismo”. É dele o texto de orelha do livro. A apresentação é assinada por Cláudia Durans, doutora em Serviço Social e docente do Curso de Serviço Social da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde também integra o Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas.

Il Podcast del Giardino
Globalizzazione Ed Educazione

Il Podcast del Giardino

Play Episode Listen Later Nov 21, 2022 22:49


Audio tratto dal video YouTube globalizzazione ed educazione.

il posto delle parole
Vincenzo Susca "Tecnomagia"

il posto delle parole

Play Episode Listen Later Nov 21, 2022 23:22


Vincenzo Susca"Tecnomagia"Estasi, totem e incantesimi nella cultura digitaleMimesis Edizionihttps://www.mimesisedizioni.it/La tecnomagia ordita da streamer, tiktoker, memer e influencer – tra le pieghe e le piaghe del capitalismo neo-liberale – ci strega, costringe e vampirizza, al contempo assembrando corpi, calamitando emozioni, risvegliando passioni arcaiche e innescando visioni futuriste.All'apice della sua storia, ogni tecnica assume sempre una risonanza magica dai tratti stupefacenti e spaventevoli, accompagnati dall'obsolescenza di ciò che essa si lascia dietro. Nell'epoca attuale tale processo investe l'essere umano, divenuto l'oggetto, e non il soggetto, di una metamorfosi che trascende e supera le sue qualità razionali, biologiche e sociali.La panoplia di emoji, troll, fake world, story, creepypasta, challenge, nude e avatar nei flussi del Web, così come la proliferazione di vecchi e nuovi feticci nella vita quotidiana, rivelano una verità insorgente nel nostro tempo: la tecnologia cessa di essere l'arte del logos e non si manifesta più come una mera serie di strumenti grazie ai quali risolvere problemi, svolgere compiti e agire sul mondo. Essa si trasforma – su Instagram, Tik Tok, Twitch o OnlyFans – in una tecnomagia atta a favorire la comunione di comunità, macchine, forme organiche e inorganiche intorno a passioni, icone e totem, nell'ambito di catene senza fili di cui l'individuo non è più l'attore principale. La tecnomagia è una danza sulle rovine, l'estasi nel cuore della distopia.Vincenzo Susca è professore associato di Sociologia dell'immaginario all'Università Paul-Valéry di Montpellier e ricercatore al Ceaq (Sorbonne). McLuhan Fellow all'Università di Toronto, è il direttore editoriale dei Cahiers européens de l'imaginaire. Tra i suoi libri: Transpolitica (Milano 2008), con D. de Kerckhove; Gioia Tragica (Milano 2010, Parigi 2011, Barcellona 2012); Les Affinités connectives (Parigi 2016). È l'autore, con A. Béhar, della pièce teatrale Angelus Novissimus (2014).IL POSTO DELLE PAROLEAscoltare fa Pensarehttps://ilpostodelleparole.it/

Entrevistas - Show da Cidade
ARISTÓTELES VELOSO- DOUTOR EM SOCIOLOGIA, PROFESSOR E PESQUISADOR DAS RELAÇÕES RACIAIS E DAS RELIGIÕES DE MATRIZES AFRICANA E AFRO-BRASILEIR

Entrevistas - Show da Cidade

Play Episode Listen Later Nov 21, 2022 25:30


Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil
#191: Vale S.A., extração de minério e de trabalho, com Thiago Aguiar

Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil

Play Episode Listen Later Nov 10, 2022 75:57


Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o sociólogo Thiago Aguiar, autor do livro “O solo movediço da globalização: trabalho e extração mineral na Vale S.A.” (https://bit.ly/3bXDt66), lançado em 2022 pela Boitempo. A obra traz uma detalhada pesquisa sobre a atuação da Vale no Brasil e no Canadá e analisa a inserção brasileira no capitalismo internacional nas últimas décadas, as transformações nas relações de trabalho e a reestruturação das operações da mineradora. Falamos sobre a criação da Vale em 1942 e sua trajetória na industrialização do país, a privatização em 1997, o impacto do boom das commodities na década de 2000, a compra da mineradora canadense Inco em 2006, os reflexos dessas transformações sobre os trabalhadores, a histórica greve dos mineradores canadenses em 2009, a atuação dos fundos de pensão, os crimes ambientais e muito mais! Doutor em Sociologia pela USP, onde também realizou pesquisa de pós-doutorado, Thiago foi pesquisador visitante na Universidade da Califórnia e é pesquisador no Departamento de Sociologia da Unicamp e no Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania da USP e autor de “Maquiando o trabalho: opacidade e transparência numa empresa de cosméticos global” (Annablume, 2017). Trilha: Beto Guedes e Joyce Moreno, “Rio Doce” (Beto Guedes, Ronaldo Bastos e Tavinho Moura); e Belchior, “Já fui brasileiro” (Belchior e Carlos Drummond de Andrade).

il posto delle parole
Matteo Pietropaoli "La società dell'estinzione"

il posto delle parole

Play Episode Listen Later Nov 7, 2022 30:42


Matteo Pietropaoli"La società dell'estinzione"LIberazione dell'essere umano da se stessoOrthotes Editricehttps://www.orthotes.com/L'odierna civiltà globale, rappresentata innanzitutto dalle società più avanzate in termini di organizzazione e produzione, di diritti sociali e civili, di conoscenze e tecnologie, è arrivata nel secondo millennio dopo Cristo e nel quinto dalle Piramidi in prossimità della sua più elevata conquista: la liberazione dell'essere umano da se stesso, ossia l'estinzione.Sebbene questa possa sembrare una boutade o un divertissement, o altre parole francesi che evochino lo scherzo in maniera colta, quanto viene qui esposto non vuole prendere in giro nessuno. Piuttosto si vuole far notare come il massimo processo di liberazione del singolo uomo o donna (e già questa distinzione dice tanto) condurrà nel prossimo futuro all'estinzione della specie, o almeno, in primo luogo, della società umana cui ci si è abituati da alcune centinaia di anni. Il che, a detta dell'autore, non è un dramma ma appunto un processo, a un tempo inevitabile, di maturazione d'autonomia e sviluppo individuale a livelli mai eguagliati prima.L'obiettivo della “liberazione” dell'essere umano, che va di pari passo con il processo di individualizzazione, sembra infatti il punto d'arrivo di quelle grandi società originate dal processo di civilizzazione, persino antico, una volta venuto fuori dal tribalismo (Mesopotamia, Egitto, Sudamerica etc.). Sebbene anche le singole tribù primordiali o contemporanee siano in un certo modo delle società, e come si vedrà anzi sono state sempre caratterizzate da un tema culturale molto profondo, intrecciato com'è al tema naturale che i moderni invece distinguono, qui non ci si riferisce a ciò quando si parla di “società dell'estinzione”. Forse la specie umana sopravviverà, magari tramite un neotribalismo o in uno stadio a un tempo selvaggio e mitico rinnovato, ma bisognerà vedere quale ecosistema sarà rimasto per essa.Matteo Pietropaoli (Roma 1985), dottore di ricerca in Filosofia presso la “Sapienza” Università di Roma, nel 2018 consegue l'ASN a professore di II fascia in Filosofia teoretica. Nel corso delle sue ricerche trascorre periodi presso la Sorbonne Université de Paris, la Martin-Luther-Universität Halle-Wittenberg e la Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg. Autore di numerosi saggi su riviste scientifiche, oltre che di libri e traduzioni, dal 2018 al 2021 ha lavorato come consulente politico-legislativo per il MIUR e la Camera dei Deputati. Attualmente insegna Sociologia politica presso la Link Campus University di Roma.IL POSTO DELLE PAROLEAscoltare fa Pensarehttps://ilpostodelleparole.it/

Online – Revista Pesquisa Fapesp
Desmatamento, evolução, memória

Online – Revista Pesquisa Fapesp

Play Episode Listen Later Nov 5, 2022 63:59


Podcast discute as razões do aumento de emissões de gases estufa na Amazônia, as estratégias de camuflagem na natureza e a trajetória de uma pesquisa que virou documentário premiado

Salón de Moda
Leer la moda: nuestros libros recomendados

Salón de Moda

Play Episode Listen Later Nov 1, 2022 28:04


Muchas personas apasionadas por la moda empiezan a aprender sobre ella a través de la lectura: tal vez con alguno de los miles de libros escritos sobre Coco Chanel o los de imágenes que celebran el trabajo de distintas personas, marcas y medios de la industria. Pero en este capítulo queremos hablar de los libros que abordan la moda desde un punto de vista más académico, con contenido más crítico, basado en investigación y análisis de la moda como fenómeno sociocultural. En esta ocasión, Laura Beltrán-Rubio, Sandra Mathey García-Rada y Jeniffer Varela Rodríguez hablamos de nuestros favoritos y aquellos que nos marcaron.Referencias:Amy Odell, Ana: The Biography (Londres: Atlantic Books, 2022).Ashley Mears, Pricing Beauty: The Making of a Fashion Model (University of California Press, 2011).Dana Thomas, Fashionopolis, (Nueva York : Penguin Press, 2019).Elizabeth Wilson, Adorned in Dreams, (Londres: I.B. Tauris, 1985).Francesca Granata, Fashion Criticism: An Anthology (Londres, Bloomsbury Academic, 2021).Frederic Godart, Sociologia de la moda, (Buenos Aires: Edhasa, 2012).Frederic Godart, Penser La Mode (Paris: Editions du Regard, 2011). Gilles Lipovetsky, El imperio de lo efímero: la moda y su destino en las sociedades modernas (Barcelona: Anagrama, 2004).Lyneise E. Williams, Latin Blackness in Parisian Visual Culture, 1852-1932, (Londres: Bloomsbury, 2019).Orsola de Castro, Loved Clothes Last: How the Joy of Rewearing and Repairing Your Clothes Can Be a Revolutionary Act, (Nueva York, Penguin Life, 2021).Rosario Inés Granados Salinas, ed., Painted Cloth: Fashion and Ritual in Colonial Latin America (Austin, TX: Tower Books, 2022).Tanisha C. Ford, Dressed in Dreams: A Black Girl's Love Letter to the Power of Fashion (Nueva York: St. Martin's Press, 2019). Tim Gunn y Ada Calhoun, Tim Gunn's Fashion Bible: The Fascinating History of Everything in Your Closet (Nueva York: Gallery Books, 2013). Yuniya Kawamura y Jung-Whan Marc de Jong, Cultural Appropriation in Fashion and Entertainment (Londres: Bloomsbury, 2022).Encuéntranos en:http://www.modadospuntocero.com/p/salon-de-moda-podcast.html@moda2_0 @culturasdemoda @coventrendlab#SalonDeModaAgradecemos a Fair Cardinals (@faircardinals) por la música, a Jhon Jairo Varela Rodríguez por el diseño gráfico y a Maca Rubio por la edición del audio.

Estadão Notícias
A vitória de Lula e os desafios do novo governo

Estadão Notícias

Play Episode Listen Later Oct 31, 2022 29:11


O Brasil presenciou, neste domingo (30), a disputa presidencial mais acirrada desde a sua redemocratização. Um pleito que foi marcado por uma polarização histórica, fake news nas redes sociais, batalha religiosa e episódios de violência. Ao final da apuração dos votos, Lula teve mais de 60 milhões de votos, contra 58 milhões de Jair Bolsonaro. Após ser libertado da carceragem da Polícia Federal (PF), em 2019, o petista já dizia sobre o seu desejo de disputar mais uma vez a presidência do País, e enfrentar aquele que ele chamou de “mal para a democracia”. Mas Lula pegará um Brasil bem diferente daquele que deixou, em 2010. O Congresso Nacional, em 2013, estará repleto de partidos de direita, com predomínio das legendas do Centrão, que conquistaram a maioria das cadeiras da Câmara e do Senado em disputa. Os presidentes das duas Casas, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG), desejaram sorte para os eleitos, e o desejo de pacificação do País. Na edição de hoje do podcast ‘Estadão Notícias', vamos analisar os resultados das urnas com Luiz Bueno - professor de Filosofia da FAAP e Coordenador do Núcleo de Filosofia Política do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da PUC-SP e com Tathiana Chicarino, Cientista Política. Professora de pós- graduação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência. Apresentação: Emanuel Bomfim Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg, Gabriela Forte, Alex Braga, Ana Clara Praxedes e Zeca Ferreira. Sonorização/Montagem: Vitor ReisSee omnystudio.com/listener for privacy information.

Canal do Slow
TAVERNA: Entrevista Michele Luz | POR QUE o Bolsonarismo é TÃO POPULAR? 01

Canal do Slow

Play Episode Listen Later Oct 28, 2022 129:59


Como explicar a popularidade do bolsonarismo? Como um político do baixo clero, que sempre esteve nos bastidores, recebeu tantos holofotes e engajou tantos seguidores pelo país? No episódio de hoje, conversaremos com a incrível Michele Luz, que mergulhou na sua tese de doutorado "o bolsonarismo à luz das teorias contemporâneas do populismo", para entendermos melhor essa questão. Se preparem pra essa baita entrevista, que o papo será muito bom! Mini bio da Michele: Doutora em Ciência Política pelo Instituto de Filosofia, Sociologia e Política da Universidade Federal de Pelotas (IFISP/UFPel) com período sanduíche (PDSE/CAPES) junto ao Centre for Applied Philosophy, Politics and Ethics (CAPPE), University of Brighton, Reino Unido. Mestra em Ciência Política (2017) e Bacharela em Ciências Sociais (2015) pela mesma Instituição. Membro do Grupo de Pesquisa "Ideologia e Análise de Discurso (IdAD/UFPel)" e do Projeto "Transnational Populism" (CAPPE/University of Brighton). Pesquisa nas áreas do populismo, teoria do discurso, redes sociais e comunicação política ✌ Inscreva-Se ✔ Curtir ✔ Compartilhar✔ Comentar ✔ A sobrevivência do projeto depende do apoio de vocês! Participe da nossa comunidade de apoiadores e ganhe vários benefícios! ✅ APOIA SE: https://apoia.se/canaldoslow ✅ PATREON: https://www.patreon.com/canaldoslow ✅ PADRIM: https://www.padrim.com.br/canaldoslow Para contribuições avulsas:

Uno, nessuno, 100Milan
Il concetto divisivo di sovranità alimentare

Uno, nessuno, 100Milan

Play Episode Listen Later Oct 25, 2022


Il concetto di sovranità alimentare che il nuovo Governo ha voluto affiancare alla dicitura del ministero delle Politiche agricole non smette di creare discussioni tra chi si dice felice che finalmente abbia trovato uno spazio istituzionale e chi lo ritiene invece un pericolo. Che cosa si intende per sovranità alimentare? Ne parliamo in questo appuntamento insieme a Mario Calabresi e aDomenico Perrotta professore associato in Sociologia dei processi economici e del lavoro presso l'Università degli Studi di Bergamo. Nella seconda parte di trasmissione invece diamo spazio a una sentenza della Cassazione che di fatto vieta di mettere piede a scuola a un professore che ha intessuto una relazione consenziente con una studentessa 17enne. Non potrà piu' insegnare

Rádio Gaúcha
Valdinei Ferreira, professor, doutor em sociologia e pastor

Rádio Gaúcha

Play Episode Listen Later Oct 21, 2022 19:54


Valdinei Ferreira, professor, doutor em sociologia e pastor titular da Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo

Urbanidades
#76 - Divulgação científica em diferentes mídias e linguagens

Urbanidades

Play Episode Listen Later Oct 14, 2022 47:17


No quarto episódio da série especial do Centro de Estudos da Metrópole (CEM-USP) "Na cozinha da pesquisa", Bianca Freire-Medeiros recebe Daniela Manica, Luana Motta e Marcia Lima para conversarem sobre as possibilidades de divulgação científica, utilizando diferentes linguagens e mídias. Daniela Manica é pesquisadora do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp e coordena o podcast Mundaréu. Luana Motta é professora do Departamento de Sociologia da UFSCAR e é editora responsável pelo blog da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS). Marcia Lima é professora do Departamento de Sociologia da USP e pesquisadora do CEBRAP, onde coordena o Núcleo Afro, Núcleo de Pesquisa e Formação em Raça, Gênero e Justiça Racial. Visite o nosso site: https://urbandatabrasil.fflch.usp.br/

24 Mattino
La giornata in 24 minuti del 10 ottobre

24 Mattino

Play Episode Listen Later Oct 10, 2022


L'apertura di giornata, con le notizie e le voci dei protagonisti. Di nuovo risse ed aggressioni tra i giovani. A Roma le cronache degli ultimi giorni ne sono piene. La scorsa settimana scorribande di giovanissimi in un centro commerciale nel bolognese. Ne parliamo con Franco Prina che insegna Sociologia giuridica e della devianza all'Università di Torino. Si occupa di devianza e delinquenza minorile e ha svolto il ruolo di giudice onorario presso il Tribunale per i minorenni di Torino.

il posto delle parole
Giorgia Galante "Il peso del colore"

il posto delle parole

Play Episode Listen Later Oct 5, 2022 13:58


Giorgia Galante, Arianna Santero"Il peso del colore"Lavoratrici afrodiscendenti in Italia: un'analisi intersezionaleGabrielli Editorihttps://www.gabriellieditori.it/l peso del colore sviluppa prospettive essenziali sulla nozione di intersezionalità attraverso le storie lavorative di donne afrodiscendenti in Italia. Intreccia teorie su disuguaglianze, welfare, immigrazione e lavoro con studi culturali, postcoloniali e di genere. Con il suo ricco materiale empirico esplora come donne originarie dall'Africa subsahariana e dal Corno d'Africa creino nuove pratiche e significati di appartenenza oltre i confini. La complessità delle interconnessioni tra migrazioni femminili, carriere lavorative, famiglia e attivismo mette in discussione le immagini stereotipate delle donne afrodiscendenti come oppresse e invita a riformulare i dibattiti sulle pari opportunità e gli interventi per l'inclusione.Giorgia Galante, nata a Verona nel 1995, è dottoressa in Relazioni Internazionali (MENA Politics). Durante i suoi studi universitari, nelle città di Trento, Torino e Lione, si è interessata particolarmente alle Migrazioni, ambito che ha osservato e analizzato in modo multidisciplinare, combinando saperi di diversi insegnamenti come quelli delle scienze politiche, del diritto, dell'economia, della sociologia, dell'antropologia e degli studi di genere. Impegnata nel sociale e nel mondo del volontariato, collabora attualmente con diverse realtà del terzo settore.Arianna Santero, nata a Asti nel 1982, è ricercatrice in Sociologia presso il Dipartimento di Culture, Politica e Società dell'Università di Torino. Si occupa di famiglie, processi migratori, conciliazione famiglia-lavoro, istruzione e politiche sociali. Fa parte del comitato di redazione della rivista “il Mulino”. Tra le sue pubblicazioni “Fathers, Childcare and Work. Cultures, Practices and Policies” (con R. Musumeci, Emerald, 2018) e “Portami con te lontano. Istruzione dei giovani e mobilità sociale delle famiglie migranti” (il Mulino, 2021).IL POSTO DELLE PAROLEAscoltare fa Pensarehttps://ilpostodelleparole.it/

il posto delle parole
Tommaso Ariemma "Festival dei Luoghi Comuni"

il posto delle parole

Play Episode Listen Later Oct 4, 2022 11:50


Tommaso Ariemma"Festival dei Luoghi Comuni"https://www.festivaldeiluoghicomuni.it/Festival dei Luoghi Comuni, Cuneo11 ottobre ore 18.30Le città come personaggio in più nelle nuove narrazioni seriali: da Hawkins (Strangers Things) a Milano (Bang Bang Baby), passando per Napoli (L'Amica Geniale).Tommaso AriemmaAlessandro MariIn collaborazione con Scuola HoldenLe abbiamo sempre considerate eterne, oppure come puro sfondo delle narrazioni. Immobili o semplicemente passive. Ma le città sono creature viventi, che vivono e che muoiono, e che soprattutto cambiano. A volte si tratta di un cambiamento repentino, come quello di Hawkins, città immaginaria della serie cult Stranger Things. Un cambiamento che fa da innesco alla storia. Altre volte si tratta di un cambiamento lento, che segue la trasformazione dei personaggi, come accade al Rione Luttazzi nella Napoli della serie L'amica geniale. La capacità di oltrepassare alcune sue zone sancisce, addirittura, la maturazione delle inseparabili amiche protagoniste. Altre volte, ancora, la città diventa una vera e propria macchina del tempo per differenti generazioni di spettatori e specchio della loro stessa trasformazione, come accade nella Milano degli anni Ottanta di Bang Bang Baby, con il suo immaginario pop (e come accade del resto anche nella Hawkins di Stranger Things). Le nuove serie tv, capaci di sfruttare al meglio la dimensione del tempo e la trasformazione dei personaggi, si rivelano particolarmente efficaci nel restituire vita alle città e alle loro sfaccettature nell'epoca dell'omologazione urbana, delle smart city apparentemente tutte uguali e connesse. Dialogheranno su un'esperienza urbana e narrativa tutta da riscoprire Tommaso Ariemma, filosofo esperto di serie tv e studioso degli anni Ottanta e lo scrittore Alessandro Mari, narratore e direttore delle produzioni creative di Scuola Holden.Tommaso Ariemma è docente di Estetica e di Sociologia dell'arte presso l'Accademia di Belle Arti di Lecce. I suoi interessi si concentrano prevalentemente sui fenomeni della cultura di massa come nuovi media e serie tv. A queste ultime ha dedicato numerosi volumi, tra cui La filosofia spiegata con le serie tv, (Mondadori 2017), Platone Showrunner. Regole filosofiche per scrivere la serialità (Dino Audino 2022) e Dark media. Cultura visuale e nuovi media (Meltemi 2022).IL POSTO DELLE PAROLEAscoltare fa Pensarehttps://ilpostodelleparole.it/

Scientificast
Scarafaggi fortunati

Scientificast

Play Episode Listen Later Oct 3, 2022 60:56


La puntata di questa settimana trova ai microfoni una coppia di conduttori inedita: Anna e Luca. E inedito è anche l'approccio. Sia i due conduttori, sia l'inviato esterno escono dalla loro comfort zone parlando di argomenti esterni al loro principale campo di studi.Luca lancia la puntata riportando una notizia folkloristica di ingegneria elettronica direttamente dal RIKEN, un centro di ricerca in Giappone dove Anna a lavorato e dove Marco Casolino lavora tuttora.I ricercatori al RIKEN hanno sviluppato un circuito che può essere applicato al torace degli scarafaggi (vivi) per poi telecomandare i loro movimenti. Il progetto dei ricercatori è di usare questo sistema per cercare nelle macerie vittime dei terremoti poichè gli scarafaggi possono passare anche dove noi esseri più grossi non potremmo.Nell'esterna Andrea intervista la dottoressa Marianne Moedlinger, archeologa ed esperta metallurgista che ci parla dei sui suoi studi sui bronzi antichi.Tornati in studio dopo una barza di Luca, brutta come poche, Anna parla di un modello creato da tre fisici italiani che cerca di rispondere alla domanda: esiste la meritocrazia nel successo?Spoiler alert, la risposta sembra essere no. Il modello mostra in modo piuttosto netto come sia la fortuna a determinare i nostri successi nel lungo termine. Il talento, e le nostre caratteristiche personali, propongono i ricercatori, potrebbero piuttosto modificare la probabilità di riuscire a sfruttare in modo efficace degli eventi fortunati.Ciò detto, il modello testa un tipo di successo materiale, come la quantità di soldi accumulati, ma non parla di felicità, soddisfazione, o benessere mentale. Quello che si propone è la necessità di ridefinire la relazione automatica che la nostra società fa tra successo e talento.

Estadão Notícias
A vitória do bolsonarismo no 1º turno

Estadão Notícias

Play Episode Listen Later Oct 3, 2022 28:55


Para quem esperava uma eleição mais previsível, neste domingo, se enganou. O resultado das urnas mostrou um voto muito diferente das pesquisas eleitorais. A aguardada vitória no primeiro turno de Lula (PT) não veio, longe disso, o petista ficou apenas 5% à frente do atual presidente. Agora, o pleito será decidido no próximo dia 30 de outubro. Mas o bolsonarismo pode comemorar, não apenas pelo feito de levar Jair Bolsonaro (PL) para o segundo turno, mas também por conseguir eleger vários apoiadores do presidente, tanto para governador, como para senador. Um dos exemplos foi Cláudio Castro (PL), que venceu no Rio de Janeiro. Já em São Paulo, além de levar seu candidato Tarcísio de Freitas (REP) para o segundo turno, conseguiu emplacar o astronauta Marcos Pontes no Senado. Para o PT, sobrou a esperança de ter obtido mais votos que Bolsonaro e uma possível conquista de votos de Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB). Além disso, Lula confirmou o seu amplo favoritismo no Nordeste e tem a missão de melhorar seu desempenho no Sul e Sudeste. Na edição de hoje do podcast ‘Estadão Notícias', vamos analisar os resultados das urnas com Luiz Bueno - professor de Filosofia da FAAP e Coordenador do Núcleo de Filosofia Política do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da PUC-SP e com Tathiana Chicarino, Cientista Política. Professora de pós- graduação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência. Apresentação: Emanuel Bomfim Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte. Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.See omnystudio.com/listener for privacy information.

Estadão Notícias
As novas ameaças de Putin e o risco de uma guerra nuclear

Estadão Notícias

Play Episode Listen Later Sep 22, 2022 26:00


O mundo está em pânico com a mais nova ameaça de utilização de armas nucleares por parte de uma das nações mais importantes do planeta. O presidente russo, Vladimir Putin, disse que usará seus artefatos, caso os EUA, e os aliados da Ucrânia, interfiram na sua investida para anexar territórios ucranianos à Rússia. Além disso, Putin ordenou a convocação de 300 mil reservistas para defender esses territórios, e evitar que os ucranianos continuem a avançar sobre tropas russas. A Ucrânia já afirmou que não vai reconhecer qualquer referendo de anexação de territórios ucranianos por parte dos russos. Após as declarações sobre uso de armas nucleares, a reação das principais autoridades do mundo foi imediata. Na ONU, o presidente americano, Joe Biden, disse que Moscou estava fazendo ameaças "irresponsáveis" de uso de armas nucleares. Já Emmanuel Macron, presidente da França, afirmou que aqueles que estão em silêncio diante da situação, são cúmplices de Putin. Afinal, quais os riscos de uma guerra nuclear após as ameaças de Putin? Podemos entrar definitivamente em uma terceira guerra mundial? No episódio desta quinta-feira, 22, vamos conversar com o professor de Relações Internacionais da Sociologia e Política- Escola de Humanidades (FESPSP) e do Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU-SP), Bernardo Wahl. O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência. Apresentação: Emanuel Bomfim Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg, Gabriela Forte e Ana Luiza Antunes. Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.See omnystudio.com/listener for privacy information.

SobreTudo
VOCÊ MATARIA ALGUÉM?

SobreTudo

Play Episode Listen Later Sep 9, 2022 30:19


Caaaaro ouvinte que nos ouve com seu ouvido! Em outras circunstâncias você seria capaz de matar alguém? Nós temos certeza que sim. E hoje neste episódio filosófico, vamos explicar porque todos os seres humanos tem o potencial de serem uma máquina mortífera. Vem ouvir!Sobretudo é um Original da Pod360Apresentadores: Lucas Salles, Daniel Curi e Fabiana RibeiroDireção Executiva: Marcos Chehab e Tiago BiancoDireção de Conteúdo: Felipe LobãoRoteiro: Lucas SallesProdução: Débora Wajnberg SardelliEdição e sound design: André Assunção

il posto delle parole
Chiara Saraceno "Festival Filosofia" Povertà educativa

il posto delle parole

Play Episode Listen Later Sep 6, 2022 22:05


Chiara Saraceno"Festival Filosofia"https://www.festivalfilosofia.it/Festival Filosofia, SassuoloVenerdì 16 settembre 2022, ore 18:00Lezione Magistrale di Chiara SaracenoPovertà educativaUna lesione all'art. 3 della CostituzioneCosa si intende per povertà educativa? Quale riflessione costituzionale, sociale e morale solleva?Chiara Saraceno ha insegnato Sociologia della famiglia presso l'Università di Torino, è professoressa emerita presso il Wissenschaftszentrum für Sozialforschung di Berlino, nonché membro onorario del Collegio Carlo Alberto di Torino. Si è occupata di mutamenti familiari e politiche della famiglia, della condizione femminile con particolare attenzione per la questione dei tempi di lavoro, di sistemi di welfare e delle politiche di contrasto alla povertà. Consulente dell'Unicef, dell'Ue, dell'Ocse e di altri organismi internazionali, dal 1999 al 2001 ha presieduto la commissione d'indagine sull'esclusione sociale presso la Presidenza del Consiglio dei Ministri. Tra le sue opere recenti: I nuovi poveri. Politiche per le disuguaglianze (con P. Dovis, Torino 2011); Il welfare. Modelli e dilemmi della cittadinanza sociale (Bologna 2013); Eredità (Torino 2013); Il lavoro non basta. La povertà in Europa negli anni della crisi (Milano 2015); Mamme e papà. Gli esami non finiscono mai (Bologna 2016); L'equivoco della famiglia (Roma-Bari 2017); Quando avere un lavoro non basta a proteggere dalla povertà (Firenze 2020); La povertà in Italia. Soggetti, meccanismi, politiche (con D. Benassi, E. Morlicchio, Bologna 2022).Chiara Saraceno, David Benassi, Enrica Morlicchio"La povertà in Italia"Il Mulino Editorehttps://www.mulino.it/Soggetti, meccanismi, politicheIl libro esplora le dimensioni strutturali della povertà nel nostro paese in un'ottica comparata. La povertà è un fenomeno multidimensionale, prodotto dall'interazione di una pluralità di elementi e non legato soltanto alla mancanza di lavoro. Ne sono corresponsabili, in Italia, la crescente precarietà del mercato del lavoro, i bassi tassi di occupazione femminile, la frammentazione e l'eterogeneità del sistema di protezione sociale, la scarsa e diseguale disponibilità di servizi di conciliazione famiglia-lavoro, le forti differenze territoriali. Un quadro reso ancora più difficile dalle due crisi che hanno caratterizzato i primi vent'anni del secolo, quella finanziaria del 2008 e quella pandemica. In assenza di politiche che agiscano sull'intero complesso di questi fattori, il solo aumento dell'occupazione non è sufficiente ai fini di una riduzione della povertà.IL POSTO DELLE PAROLEAscoltare fa Pensarehttps://ilpostodelleparole.it/

Estadão Notícias
Cara de 2º turno? O potencial de votos de Lula e Bolsonaro

Estadão Notícias

Play Episode Listen Later Aug 23, 2022 22:41


O conjunto recente de pesquisas eleitorais mostra um cenário estabilizado na disputa presidencial, com um leve crescimento do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas intenções de voto. O ex-presidente Lula (PT), porém, não tem perdido pontos e mantido um patamar que lhe possibilita sonhar com uma vitória ainda no primeiro turno. O estreitamento se dá no campo fora da polarização, que já arregimentou cerca de 30% das preferências e, hoje, mal chega a 10%. Isso é sinal de que o primeiro turno terá, de fato, cara de segundo?A última pesquisa realizada por telefone BTG Pactual/Instituto FSB pesquisas, mostra Lula na liderança com 45%, na pesquisa estimulada. O percentual do petista é o mesmo registrado pelo instituto na sondagem da semana passada. Em segundo lugar, oscilando positivamente dois pontos, está o presidente Jair Bolsonaro, com 36%. A pesquisa também mostrou o efeito do Auxílio Brasil “turbinado”.  Bolsonaro tem 31% das intenções de voto entre os beneficiários do Auxílio Brasil, programa que substituiu o Bolsa Família. No levantamento anterior, ele tinha 24% neste grupo. Lula segue à frente nas intenções de voto desse segmento, com 52%. Mas já chegou a ter 73%. O espaço para grandes mudanças está cada vez menor nesta campanha presidencial? Teremos, de fato, um segundo turno já no primeiro? Que papel podem cumprir candidatos como Ciro Gomes e Simone Tebet? No episódio do podcast desta terça-feira, 23, vamos falar sobre o que deve acontecer nas próximas semanas com o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, para isso convidamos Tathiana Chicarino, Cientista Política e professora da Fundação Escola de Sociologia e Política de SP.   O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência. Apresentação: Emanuel Bomfim Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Gabriela Forte  Montagem: Moacir BiasiSee omnystudio.com/listener for privacy information.

ResumoCast | Segunda Temporada
T4 #05 Decisões de alto impacto | Uranio Bonoldi

ResumoCast | Segunda Temporada

Play Episode Listen Later Aug 22, 2022 32:09


Temporada 4 do ResumoCast Assista à entrevista completa com a autora no nosso estúdio em São Paulo. https://youtu.be/7t74pODKBng Quer comprar esse livro? Faça uma busca na loja do ResumoCast na Amazon https://www.resumocast.com.br/amazon Para se tornar um Triber apoiador do ResumoCast, visite https://www.resumocast.com.br/apoiase ______________ "O sociólogo Ulrich Beck elaborou sobre como a sociedade contemporânea se tornou a Sociedade do Risco. Ele afirma que a sensação de onipresença do risco vem de processos de tomada de decisão realizados com base em conhecimentos passados e que o atual contexto os torna obsoletos. O também sociólogo Manuel Castells adiciona que a sociedade conectada em rede aumenta o sentimento de incerteza. Ambos afirmam que o risco é algo que se decide correr, destacando a relevância dos processos decisórios: o indivíduo toma decisões sobre como enfrentá-lo, avaliando probabilidades. Nesse ambiente, o trabalho de Uranio Bonoldi, consultor e professor, reflete questões contemporâneas, com observações de realidades individuais e organizacionais, e incorpora cruciais dilemas éticos e morais que o indivíduo, hoje, enfrenta. Situações como a queda de um avião, um incêndio incontrolável, uma empresa poluidora ou outra que precifica vidas são examinadas como o resultado das teias de decisões com que cada ator contribuiu nesses processos. Você, leitor, tem em mãos um livro precioso para orientar suas escolhas e decisões de vida, carreira e negócios."— Mônica R. de Carvalho – Doutora em Estudos Globais pela Sophia University (Japão) e professora de Finanças e Sociologia das Organizações na Fundação Dom Cabral e na SKEMA Business School"Uranio nos provoca a refletir, assumir a responsabilidade sobre o impacto que nossas decisões causam em todos a nossa volta e nos apresenta uma metodologia simples, poderosa e profunda. Seu livro é atual e essencial para este momento de mudanças aceleradas em que vivemos."— Carla Weisz é autora dos livros O Dono da História e Vá à Luta e coautora de Segredos do Sucesso"Somos resultado de nossas decisões de ontem, assim como nosso meio reflete essas atitudes e ações. Seremos sempre desafiados a tomar decisões difíceis e de alto impacto. Este livro te preparará para esses momentos."— João Cordeiro é autor dos livros Accountability, Desculpability e Culturability"Decisões pessoais e de negócios, sobre carreira, em particular, já estarão bem encaminhadas sempre que você tiver clareza de propósito predefinida. E assegurar qualidade às suas decisões requer metodologia estruturada, com roadmap e guidelines, o que faz desta obra leitura obrigatória."— Oscar Boronat é conselheiro de empresas e coordena o Programa Avançado para Conselheiros do IBGCEntre para o Clube do Livro: https://www.resumocast.com.br/apoiase

Urbanidades
#73 - As fraternidades folclóricas bolivianas em São Paulo, com Vinicius Mendes

Urbanidades

Play Episode Listen Later Aug 10, 2022 47:56


No episódio 73 do Urbanidades, Bruno Vieira Borges, Isis Fernandes e João Freitas recebem Vinicius Mendes para conversar sobre o artigo "Dançando pela cidade: fraternidades folclóricas bolivianas em São Paulo", publicado pela Périplos: Revista De Estudos Sobre Migrações em 2021. Vinicius conta como as festas promovidas pelas fraternidades folclóricas bolivianas são dinamizadoras de movimentos, não somente de pessoas, mas também objetos, ideias, narrativas e capitais. Vinicius Mendes é mestre pelo Programa de Pós-Graduação de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/USP) e membro do grupo de pesquisa Mobilidades, Teorias, Temas e Métodos (MTTM).

Rádio Escafandro
71: Por que votam no mito?

Rádio Escafandro

Play Episode Listen Later Jul 13, 2022 60:58


Depois de três anos e meio do pior governo desde a redemocratização, cerca de 30% dos brasileiros ainda pretendem votar em Jair Bolsonaro. Neste episódio, usamos ferramentas da psicologia social e da neurociência para tentar explicar o que move os bolsonaristas irredutíveis.Entrevistado do episódioDavi CarvalhoCientista social, divulgador científico e doutorando em Ciência Política na Unicamp, com estágio doutoral no Center for Brain, Biology and Behavior - CB3 da Universidade de Nebraska-Lincoln, EUA. Episódios relacionados31: Profundezas da rede – Capítulo 1: O Tabuleiro32: Profundezas da rede – Capítulo 2: As Peças33: Profundezas da rede – Capítulo 3: O Jogo69: Grana acima de tudo70: Os generais e o cerco a Brasília Ficha técnicaTrilha sonora tema: Paulo GamaMixagem: João Victor CouraDesign das capas: Cláudia FurnariTrilha incidental: Blue DotsConcepção, apresentação, roteiro, e edição: Tomás Chiaverini