Search for episodes from BMJ Consultoria with a specific topic:

Latest episodes from BMJ Consultoria

Disputa Presidencial, Debate de SP e União Europeia

Play Episode Listen Later Sep 16, 2022 40:09


A campanha de reeleição do Presidente Jair Bolsonaro à Presidência tem como uma das principais barreiras a relação do candidato com o eleitorado feminino. Mesmo com a mudança notável no tom do candidato durante o podcast Collab no início da semana, um novo episódio envolvendo a jornalista Vera Magalhães acendeu um alerta para como a violência vem sendo atrelada à política brasileira. Para comentar esses e outros destaques da semana, convidamos para esse episódio nossos consultores Érico Oyama, Raquel Alves, Theresa Hoe e Vito Villar. Nossos especialistas comentam como está o clima político entre os presidenciáveis e entre os candidatos aos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, que estão na contagem regressiva para as Eleições 2022. Durante um debate na TV Cultura entre candidatos ao governo de São Paulo, o deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos) deferiu agressões à jornalista Vera Magalhães, e colocou novamente em destaque a postura de Bolsonaro e seus apoiadores em relação às mulheres, eleitorado muito importante para a campanha de reeleição. O Deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PL-SP), se posicionou contra o ocorrido, assim como o candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), que participou do debate e que contava com Douglas como um de seus convidados. Nossos consultores também comentam outras movimentações importantes como o anúncio do apoio independente da ex-ministra Marina Silva à candidatura do ex-presidente Lula da Silva (PT) à Presidência. Analisamos os impactos dessa aproximação e o desempenho dos principais colocados nas últimas pesquisas de intenção de votos. Confira também neste episódio as alterações na chapa de reeleição de Cláudio Castro, atual governador do Rio de Janeiro, que precisou trocar seu candidato a vice-governador. Por fim, nossos consultores comentam algumas mudanças que a União Europeia deverá aplicar na importação de produtos oriundos de desmatamento para os países do Bloco. Dentre as principais alterações, destacam-se diversos commodities produzidos pelo Brasil, como carnes suínas, bovinas, carvão vegetal e milho. Além dos impactos dessa nova medida para os produtores brasileiros, você também vai conferir outras medidas que a União Europeia vai implementar para diminuir a dependência de energias fósseis e nucleares, e atingir a meta de uso de energia renovável. Confira nossa análise sobre todos esses temas neste episódio!

7 de Setembro, Piso de Enfermagem, Reino Unido

Play Episode Listen Later Sep 9, 2022 45:18


O Brasil celebra neste ano 200 anos de Independência. Na intenção de demonstrar força política, o Presidente Jair Bolsonaro convocou seus apoiadores a participar das manifestações de 7 de Setembro. As expectativas estavam em torno de novas declarações explícitas ao Supremo Tribunal Federal e a outros poderes. Mas o tom foi outro. Para comentar, reunimos neste episódio nossos consultores Amanda Roza, Lucas Fernandes, Nicholas Borges e Raquel Alves. Para nossos especialistas, Bolsonaro conseguiu o que queria: reuniu multidões e arrematou muitas pessoas para os eventos de campanha que aconteciam paralelamente aos da Independência. O Presidente chegou a criticar a Corte, mas substituiu o tom usado em 2021 para um de ganho de forças para vencer as eleições. Apesar da importância do bicentenário, poucas figuras políticas participaram das concentrações, como os presidentes das casas legislativas, Rodrigo Pacheco e Arthur Lira. Saiba como essas informações podem ser lidas durante o ano eleitoral e quais os impactos o 7 de Setembro pode gerar na disputa entre os principais candidatos à Presidência da República. Outro destaque da semana que você confere neste episódio foi a suspensão da Lei 14.434/2022, que garantia o reajuste do piso salarial de enfermagem no Brasil. O texto foi aprovado recentemente e estabelece um salário-base para enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras. Apesar da medida ser amplamente defendida por esses profissionais, algumas entidades de Saúde recorreram ao Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender a lei com a alegação de que o novo piso impactaria negativamente nos caixas públicos dos estados, municípios e nas contas de unidades de saúde particulares. A medida está sendo analisada pelos ministros da Corte e a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 7222 tem como relator o ministro Luís Roberto Barroso. Por fim, nossos consultores comentam a chegada da nova primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, e as expectativas para a Família Real inglesa com o falecimento da Rainha Elizabeth II. A cerimônia de posse de Truss foi o último evento oficial no qual a Rainha Elizabeth participou. A nova primeira-ministra foi escolhida pelo Partido Conservador, que comanda o país, para substituir Boris Johnson, que renunciou ao cargo em julho. Saiba quais os desafios que Liz Truss deve enfrentar ao assumir a posição e quais mudanças devem ocorrer no cenário político do Reino Unido após esses fatos. Confira a análise dos nossos especialistas para ficar informado!

Debate, Pesquisas Eleitorais e Congresso Nacional

Play Episode Listen Later Sep 2, 2022 39:43


A exatamente um mês da realização do primeiro turno das Eleições de 2022, a corrida entre os presidenciáveis fica cada vez mais intensa. No último domingo (28), os candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Felipe D'Avila (NOVO) e Soraya Thronicke (União Brasil) participaram do primeiro debate presidencial televisionado. O encontro já começou a refletir no cenário eleitoral, e esse é um dos temas analisados neste episódio. Participam do bate-papo dessa semana nossos consultores Carlos Müller, Érico Oyama, Fernanda César e Raquel Alves. Além de analisarem os principais momentos do debate e o desempenho dos candidatos, nossos especialistas comentam também a repercussão do encontro e os impactos nas estratégias de campanha. Os principais colocados nas pesquisas de intenção de votos, o Presidente Bolsonaro e Lula, tiveram participações razoáveis. Entretanto, em um determinado momento, Bolsonaro fez críticas a uma jornalista, e acabou virando alvo dos outros participantes e dos expectadores nas redes. Os candidatos Simone Tebet e Ciro Gomes foram os candidatos com citações mais positivas, na avaliação da Band, uma das organizadoras do debate. Segundo um levantamento qualitativo do Datafolha, para 43% dos eleitores indecisos, a candidata do MDB foi a melhor debatedora. Ciro Gomes foi bem avaliado por 22% dos entrevistados, enquanto Lula e Bolsonaro tiveram 10% das menções cada. Nossos consultores avaliam também as pesquisas eleitorais e as mudanças no cenário. Nos bastidores, as equipes de Lula e Bolsonaro avaliam as próximas participações, já que o desempenho de ambos não gerou muitos resultados. Além disso, nossos consultores comentam também as últimas atividades no Congresso Nacional. Nas últimas semanas, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal se concentraram em votar as medidas provisórias que corriam risco de perder o prazo de validade antes das Eleições de 2022. Os parlamentares evitaram votar pautas mais sensíveis, já que grande parte tentará reeleição ou concorrerá a novos pleitos. Dentre os projetos votados, destacam-se a Medida Provisória 1118, que dispõe sobre o ICMS sobre combustíveis, na Câmara dos Deputados, e a aprovação no Senado do Projeto de Lei que derruba o Rol Taxativo da Agência Nacional da Saúde (ANS). Confira todos os destaques neste episódio!

Sabatina Candidatos, PGR e Campanhas Eleitorais Site

Play Episode Listen Later Aug 26, 2022 56:55


As campanhas eleitorais já se iniciaram e, nesta semana, o Jornal Nacional, da Rede Globo, realizou uma série de entrevistas com os principais candidatos na corrida à Presidência da República. As entrevistas repercutiram bastante, e para comentar esse e outros destaques da semana, convocamos o time de Análise Política da BMJ. Neste episódio, nossos consultores Bernardo Nigri, Érico Oyama, Lucas Fernandes e Raquel Alves analisam as participações do Presidente Jair Bolsonaro (PL), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Ciro Gomes (PDT). Bolsonaro abriu a série e, pela primeira vez desde sua eleição, foi aos estúdios Rede Globo. O que chamou a atenção foi o tom que o Presidente abordou, bem diferente de quando fala com seu eleitorado. Uma das falas mais marcantes foi, ao ser indagado por William Bonner, dizer que vai respeitar o resultado das Eleições de 2022. "Serão respeitadas as urnas desde que as eleições sejam limpas e transparentes", afirmou. Ciro Gomes participou na terça-feira (23), adotou uma postura mais técnica e tentou se diferenciar de Bolsonaro e do ex-presidente Lula da Silva (PT). Ciro apontou os erros que ambos cometeram nas suas gestões e disse que é uma alternativa para o País. Já Lula foi o terceiro candidato a participar da sabatina. Ele abordou temas como economia e respondeu questões sobre os escândalos de corrupção durante a gestão do PT no governo federal. Ele garantiu que em um futuro governo, as instituições vão ter independência para investigar casos de corrupção. Nossos consultores analisam neste episódio os destaques de cada participação, a repercussão nas redes sociais e os impactos nos desempenhos de cada candidato. Outro tema que você confere nesse episódio é a recente operação da Polícia Federal contra um grupo de empresários investigados por defenderem um golpe de Estado em favor do Presidente Jair Bolsonaro. A ação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes e gerou desentendimentos com a Procuradoria-Geral da República (PGR), que alegou não ter sido notificada de maneira correta. As apreensões apontaram algumas conversas envolvendo o procurador-geral da República, Augusto Aras. A ação aconteceu após a participação de Bolsonaro na Rede Globo. Nossos especialistas comentam o desenvolvimento da investigação e a repercussão política. Confira também como os últimos acontecimentos estão influenciando nas campanhas e as expectativas para o início da propaganda eleitoral gratuita. Esse episódio está imperdível, confira nossa análise!

Posse de Moraes e Início das Campanhas Eleitorais

Play Episode Listen Later Aug 19, 2022 48:19


Nesta semana, a posse do ministro Alexandre de Moraes no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além de ser marcado por um discurso de defesa da democracia e do processo eleitoral brasileiro, foi também o primeiro encontro do Presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A ocasião foi emblemática dado o contexto político em que ocorreu. Nossos consultores Érico Oyama, Fernanda César e Vinícius Colli analisam os detalhes neste episódio. O comando do TSE é uma posição extremamente importante, principalmente com o cenário visto nas últimas eleições. Em seu discurso, Moraes defendeu fortemente a urna eletrônica, criticou a disseminação de informações falsas (fake news) e afirmou que liberdade de expressão não é "liberdade de destruição da democracia". A cerimônia reuniu mais de dois mil convidados no plenário da Corte, entre eles, além de Bolsonaro e Lula, os ex-presidentes Dilma Rousseff, Michel Temer e José Sarney. Vale relembrar que, em seu governo, Bolsonaro diversas vezes criticou o papel do Poder Judiciário e das urnas eletrônicas. A cerimônia também oficializou a posse do ministro Ricardo Lewandowski como vice-presidente do TSE. Também nesta semana, foi oficializada o início das campanhas eleitorais para as Eleições de 2022. Nossos especialistas comentam os primeiros dias de campanhas dos principais colocados na disputa à Presidência da República. Bolsonaro esteve em Juiz de Fora, onde foi alvo de um atentado em 2018, enquanto Lula, Simone Tebet (MDB) e Ciro Gomes (PDT) participaram de atos em São Paulo. Já nas primeiras horas, os eleitores foram bombardeados no Twitter por mais de 400 mil postagens de candidatos a vários pleitos em todo o Brasil. Nossos consultores analisam as primeiras movimentações e comentam neste episódio o desempenho dos candidatos nas redes sociais. Você também confere uma breve análise sobre os perfis dos candidatos no Congresso Nacional. Na Câmara dos Deputados, cerca de 83% dos deputados federais estão em busca da reeleição, enquanto no Senado Federal somente 12 dos 27 senadores que encerram o mandato este ano vão entrar na disputa. Nossos consultores analisam as mudanças esperadas com as eleições, tanto nas presidências das comissões como em relatorias de projetos importantes que tramitam nas casas. Confira o nosso bate-papo dessa semana. Está imperdível!

Judiciário, IPCA, Colômbia

Play Episode Listen Later Aug 12, 2022 53:58


O Supremo Tribunal Federal está votando uma mudança importantíssima para políticos já condenados que desejam se candidatar nas Eleições de 2022. A Lei de Improbidade Administrativa sofreu algumas alterações em 2021, e agora a Corte vai decidir o alcance do novo texto. O resultado poderá trazer algumas mudanças no cenário político e para comentar esse e os outros destaques da semana, convidamos nossos consultores Bernardo Nigri, Lucas Fernandes, Mauro Cazzaniga e Raíssa Ornelas para este bate-papo. A mudança no texto da Lei de Improbidade fez com que a pauta retornasse ao Supremo Tribunal para decidir se os já condenados poderiam recorrer ou não às decisões. A principal alteração foi em relação à exigência de dolo (intenção) do agente público para configurar improbidade. Mas como alguém comete um crime de improbidade sem querer? Essa discussão está causando algumas discordâncias entre os ministros da Corte. Além da votação, nossos especialistas também comentam as mudanças no Judiciário, como a eleição da ministra Rosa Weber para presidir o Supremo Tribunal Federal (STF) e a saída do ministro Edson Fachin do Tribunal Superior Eleitoral, que será sucedido pelo ministro Alexandre de Moraes. Já no cenário econômico, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho apresentou o melhor resultado mensal dos últimos 40 anos. A deflação foi influenciada principalmente pelo setor de transportes que teve a queda mais intensa (-4,51%). Este setor foi muito impactado pela recente redução nos preços dos combustíveis, além de fazer parte do grupo de beneficiados pelos programas sociais mais recentes do Governo Federal. Você vai entender como esses números afetam os preços e o poder de compra da população brasileira também neste episódio. Por fim, nossos consultores comentam uma mudança histórica na Colômbia. Gustavo Petro é o primeiro presidente de esquerda na história colombiana e sucederá o conservador Iván Duque. O presidente eleito propõe fortalecer o Estado, transformar o sistema de saúde e de pensões, além de suspender a exploração petroleira para dar espaço às energias limpas. Petro será o primeiro ex-guerrilheiro a dirigir uma força armada de cerca de 400 mil militares e policiais em meio ao conflito com grupos armados financiados pelo tráfico de drogas e mineração ilegal. Confira todos esses destaques neste episódio!

Taiwan, Semana de Esforço Concentrado e Rol Taxativo

Play Episode Listen Later Aug 5, 2022 42:11


Como se não bastasse o mundo assistir os meses de conflito entre a Rússia e a Ucrânia, os Estados Unidos, mais uma vez, podem se envolver em uma guerra. O motivo foi a visita de Nancy Pelosi, presidente dada Câmara dos Representantes dos EUA, a Taiwan. A ilha enfrenta diversos desentendimentos com a China que não aceita sua independência. Para analisar esse tema e os destaques na política nacional dessa semana, convidamos nossos consultores Carlos Müller, Fernanda César, Gabriela Bolcero e Josemar Franco para este episódio. Você vai entender o histórico de tensão entre a China e a ilha de Taiwan e como a visita da congressista norte-americana prejudicou ainda mais as relações dos Estados Unidos com o país asiático. Para o governo chinês, mesmo que essa movimentação não tenha sido feita em conjunto com o Presidente Joe Biden, ela foi considerada uma "provocação". Os desentendimentos se arrastam há décadas porque a China considera que a ilha é parte de seu país, mas Taiwan busca sua independência. A visita provocou alguns ensaios de ataques nucleares e a população de Taiwan começa a se preparar para uma guerra. Pequim anunciou o congelamento da cooperação com Washington em questões-chave, como meio ambiente e segurança, e cancelou reuniões militares com os EUA. O governo chinês também anunciou sanções econômicas contra Pelosi e sua família. Além dos desdobramentos internacionais, nossos consultores comentam o resultado da primeira semana de esforço concentrado na Câmara dos Deputados. A movimentação foi planejada para discutir e votar medidas importantes antes do início do período eleitoral, quando muitos parlamentares retornam aos seus estados para se dedicar às campanhas. Dentre as pautas discutidas, foram aprovadas a Medida Provisória (MP) 1108/22, que regulamenta o teletrabalho, e a MP 1109/22, que institui relações trabalhistas alternativas para vigorar durante estado de calamidade. Além dos resultados dessa semana no Legislativo, você também confere neste episódio a avaliação dos nossos especialistas sobre a aprovação do fim do rol taxativo para planos de saúde na Câmara dos Deputados. O Projeto de Lei (PL) 2033/22 derruba o caráter taxativo do rol de procedimentos médicos e estabelece hipóteses de cobertura de exames e tratamentos de saúde que não estejam incluídos na lista de procedimentos e eventos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O Projeto segue para o Senado e poderá ser votado na semana de esforço concentrado da Casa, que ocorre de 8 a 12 de agosto. Confira todos esses destaques neste episódio!

Convenções partidárias: Bolsonaro, Lula e Terceira via

Play Episode Listen Later Jul 29, 2022 50:37


Com a realização das convenções partidárias o cenário eleitoral ganha nomes, coligações e alianças. Nesta semana os principais cotados para a disputa à Presidência da República oficializaram as candidaturas. São eles: o Presidente Jair Bolsonaro (PL), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a senadora Simone Tebet (MDB), e Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Ceará. Neste episódio, reunimos o nosso time de Análise Política para comentar as convenções desses candidatos e o cenário político, que cada vez mais se concentra nas eleições. Participam deste bate-papo Érico Oyama, Lucas Fernandes, Nicholas Borges e Raquel Alves. Em um evento realizado no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, o Partido Liberal oficializou a candidatura de Bolsonaro à reeleição junto com o general Braga Netto como candidato a vice-presidente. O discurso de Jair Bolsonaro foi marcado por declarações diretas ao Supremo Tribunal Federal, e, sem citar diretamente, a Lula. Já as palavras da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, foram um dos destaques do evento. Michelle é uma das maiores apostas para reduzir a rejeição de Bolsonaro entre as mulheres e os jovens. Nossos especialistas analisam os pontos mais importantes do evento e comentam a repercussão do discurso da primeira-dama nas redes sociais, juntamente com um levantamento realizado pela BMJ Digital. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve sua candidatura oficializada pelo PT com a federação partidária Brasil da Esperança em um evento realizado no Centro de São Paulo. Essa é a sexta vez que o petista se candidata à Presidência. No evento, também foi aprovada a coligação com o PSB, o Solidariedade e a federação PSOL-Rede, além da oficialização de Geraldo Alckmin como candidato a vice-presidente. De acordo com as últimas pesquisas, Lula tem se mantido em primeiro lugar nas intenções de voto, mas tem grandes desafios para vencer as Eleições de 2022 e os nossos consultores comentam quais são neste episódio. Na terceira via o cenário ainda é incerto. Em meio a um partido dividido, o MDB oficializou em uma convenção virtual a candidatura à Presidência da senadora Simone Tebet sem um nome para vice-presidente. Anteriormente, as lideranças do partido anunciaram apoio ao ex-presidente Lula e chegaram a pedir a intervenção de Michel Temer em uma tentativa de adiar a convenção. Na outra ponta, Ciro Gomes é o candidato à Presidência pelo PDT e tenta romper a polarização da política entre Bolsonaro e Lula, que estão à frente nas pesquisas de intenção de voto. Ciro foi ministro da Fazenda no governo Itamar Franco e ministro da Integração Nacional, de 2003 a 2006, no governo de Lula. Todo esse cenário é analisado e comentado por nossos consultores neste episódio. Confira!

Bolsonaro, Embaixadores, Reino Unido e Gasolina

Play Episode Listen Later Jul 22, 2022 48:05


A redução nos preços da gasolina pegou de surpresa a população brasileira. Essa é a primeira vez no ano em que a Petrobras anuncia uma diminuição dos valores. O Presidente Jair Bolsonaro comemorou, já que a pauta é crítica para a sua reeleição. Entretanto, na mesma semana, uma reunião com embaixadores estrangeiros colocou o Bolsonaro em maus lençóis. Esses e outros temas são analisados por nossos consultores Bernardo Nigri, Lucas Fernandes, Luciana Rodrigues e Tito Sá, neste episódio. A queda ocorreu devido à baixa nos preços do petróleo no mercado internacional e ficou em torno de 4,9%, o equivalente a R$0,20, valor suficiente para trazer alívio para o bolso do consumidor brasileiro. A reação otimista de Bolsonaro reflete o esforço do Presidente em, além de tentar baixar o preço dos combustíveis, reduzir também os impactos na inflação e na sua popularidade em pleno ano eleitoral. A movimentação coincidiu com a recente promulgação da PEC dos Benefícios, que instituiu Estado de Emergência no país, e que, entre outros benefícios, vai pagar um auxílio combustível para caminhoneiros e taxistas. Entenda neste episódio como a redução vai afetar o mercado e quais os impactos políticos esperados nos próximos meses. Apesar da boa notícia para o Presidente Bolsonaro, um encontro com embaixadores pode ter prejudicado a imagem brasileira com os outros países. Bolsonaro realizou um encontro com chefes de missão diplomática de dezenas países no Palácio da Alvorada para apresentar teorias sobre a segurança das urnas eletrônicas e colocar em dúvida o sistema eleitoral brasileiro. Em um determinado momento, Bolsonaro também foi incisivo sobre a atuação dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). Algumas autoridades militares não compareceram ao evento, o que enfraquece os rumores de um cenário de apoio a uma intervenção militar, caso Bolsonaro seja derrotado nas eleições. O encontro gerou reações de alguns embaixadores, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e de aliados do Presidente. Você confere os detalhes neste episódio. Por fim, saiba como está sendo a saída do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que deixa o cargo após uma sequência de escândalos. Boris foi criticado pelas medidas iniciais para conter a COVID-19 no Reino Unido, também foi multado pela polícia por violar as restrições em um dos piores momentos da pandemia, e está sendo investigado por realizar festas inapropriadas em seu escritório. A saída de Johson ocorre após uma série de demissões em massa de membros aliados do governo. Com isso, em meio a uma crise econômica e a maior inflação do país em 40 anos, Johnson anunciou sua saída. O novo primeiro-ministro do Reino Unido deve ser anunciado em setembro, e nossos especialistas comentam os impactos dessas movimentações para o Brasil neste episódio.

LDO, PEC dos Benefícios e Congresso Nacional

Play Episode Listen Later Jul 15, 2022 41:37


Apontada por alguns especialistas como “eleitoreira”, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 1/2022, apelidada como PEC dos Benefícios, foi aprovada nesta semana no Congresso Nacional. São esperados diversos impactos com a nova PEC, principalmente econômicos, e analisamos esse e outros destaques do Congresso Nacional neste episódio. Convidamos nossos consultores Daniel Contreira, Fernanda César e Gabriela Santana para comentar sobre a tramitação da PEC dos Benefícios, e também sobre a votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2023, que gerou muitas divergências entre os parlamentares, assim como a retirada da impositividade das Emendas de Relator da LDO. Em decisão inédita, o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco, realizou a votação da LDO (PLN 5/2022) antes de finalizar os vetos. Votar a LDO costuma ser a última atividade da Casa antes do recesso parlamentar, que se iniciará em 18 de julho. Outro ponto crítico foi a retirada da impositividade das emendas RP 9, chamadas de “orçamento secreto”, que podem chegar a R$ 19 bilhões em 2023. Já na votação da PEC dos Benefícios, um apagão suspendeu a votação na Câmara dos Deputados, que foi finalizada apenas no dia seguinte. A Proposta estabelece Estado de Emergência no país para ampliar o pagamento de benefícios sociais até o fim do ano. Dentre eles, destacam-se o aumento do Auxílio Brasil, que passará a ser de R$ 600, aumento do vale-gás para cerca de R$ 120, além da criação de um auxílio de R$ 1 mil para os transportadores autônomos. No total, os benefícios devem custar R$ 41,2 bilhões do Orçamento, e nossos consultores analisam todos os impactos neste bate-papo. Por fim, comentamos a visita do pré-candidato à Presidência da República e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, na residência oficial em Brasília. Acompanhados da bancada do Partido dos Trabalhadores e senadores da oposição, Lula e Pacheco falaram sobre a defesa da democracia, a confiança nas urnas eletrônicas e nas eleições de outubro. A reunião tranquilizou os parlamentares sobre a atuação do Congresso para garantir a democracia no processo eleitoral e assegurar a posse do próximo presidente eleito. Nossos consultores analisam os impactos políticos desses e outros destaques que movimentaram o Congresso Nacional. Confira!

Eleições em SP, Vetos e PEC dos Benefícios

Play Episode Listen Later Jul 8, 2022 40:46


A poucos meses das eleições, as movimentações políticas ficam cada vez mais intensas. Enquanto a nível federal a base do governo tenta aprovar a PEC dos Benefícios e a oposição derruba alguns vetos presidenciais importantes, a disputa eleitoral no Estado de São Paulo começa se definir. Para comentar esses temas, convidamos para este episódio nossos consultores Carlos Müller, Fernanda César, Mauro Cazzaniga e Theresa Hoe. Em São Paulo, com a desistência do apresentador José Luiz Datena (PSC) em concorrer ao Senado, Márcio França (PSB), que pretendia se candidatar ao Governo do Estado, deve oficializar sua candidatura para senador nos próximos dias. Houve uma tentativa de suplência entre França e Gilberto Kassab, presidente do PSD, que visava ocupar o cargo caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se elegesse e desse a França um ministério. Entretanto, nesta semana, o PSD oficializou apoio a Tarcísio de Freitas (Republicanos), candidato do Presidente Bolsonaro a governador de São Paulo, o que inviabiliza uma aliança com o PT. Essas e outras movimentações importantes no estado são analisadas neste episódio. No âmbito federal, você vai conferir os destaques da última sessão de deliberação de vetos presidenciais no Congresso Nacional. A votação sobre as leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2 foram marcadas pela presença de diversos artistas. A movimentação atrasou as discussões dos demais temas e alguns vetos ficarão para a próxima semana, como o Marco Legal da Geração Distribuída, a Lei de Incentivos à Reciclagem e o Marco Legal das Ferrovias. Também nesta semana, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, fez a leitura de cinco pedidos de Comissões Parlamentar de Inquérito (CPIs), incluindo a que vai analisar as recentes denúncias de corrupção no Ministério da Educação. Apesar disso, por decisão da maioria dos líderes partidários, as CPIs só serão instaladas efetivamente após as eleições. Ainda no Legislativo, nossos consultores comentam a tramitação da PEC dos Benefícios, matéria que consolida as redações de duas Propostas de Emenda à Constituição (PECs), a de nº 15/22 e 1/22. O texto foi aprovado no Senado e enviado para a Câmara dos Deputados, que aprovou o parecer em comissão especial e enviou ao plenário. Entretanto, por falta de quórum, a votação foi adiada para a próxima semana por decisão do presidente da Casa, Arthur Lira. A PEC prevê o reconhecimento do estado de emergência em 2022 e viabiliza um pacote de R$ 41,25 bilhões em auxílios fora do teto de gastos a três meses das eleições. O tema vem sendo alvo de muitas negociações entre os parlamentares pela complexidade e seus possíveis efeitos no cenário eleitoral. Esse e outros destaques da semana são analisados por nossos consultores neste episódio. Confira!

Plano Safra, Caixa e PEC Kamikaze

Play Episode Listen Later Jul 1, 2022 49:21


Nesta semana, ao passo que o Governo Federal lançava o Plano Safra 2022/2023, 36% maior que o anterior; o Presidente Bolsonaro tentava lidar com os últimos escândalos do governo, como a prisão de um ministro e denúncias de assédio sexual contra um de seus indicados. Mas como esses acontecimentos, somados à aprovação da PEC Kamikaze, podem impactar o cenário eleitoral em outubro? Para analisar esses fatos, participaram deste episódio nossos consultores Fernanda César, Karina Tiezzi, Leon Norking e Raquel Alves. Você vai saber como foi o lançamento do Plano Safra e como estavam os ânimos políticos durante o evento, que reuniu o Presidente Jair Bolsonaro, ministros e personalidades importantes do setor. Nossos especialistas explicam os principais pontos do novo Plano, que promete garantir a safra brasileira e a segurança alimentar, aliado ao compromisso de Vladimir Putin com Bolsonaro, no qual o presidente russo garante o envio de fertilizantes para o Brasil. Também esta semana, o Presidente compareceu ao evento "Diálogo da Indústria" promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a fim de aproximar os candidatos à Presidência com o setor. Entretanto, Bolsonaro utilizou a ocasião para mudar seu discurso político sobre a corrupção em seu governo, movimentação que reflete preocupação com dois grandes escândalos nas últimas semanas: a denúncia de desvio de verbas do MEC, com a prisão do ministro Milton Ribeiro; e, mais recentemente, denúncias de assédio sexual contra o ex-presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que deixou o cargo dias após a divulgação das acusações. Enquanto isso, a base governista no Congresso Nacional tenta aprovar a chamada “PEC Kamikaze", que substitui a PEC dos Combustíveis (PEC 16), e prevê gastos de R$ 41,2 bilhões em medidas para auxílio à população e a algumas categorias profissionais. Há menos de três meses das Eleições, pela Lei Eleitoral, a medida poderia ser aplicada apenas em 2024. Por isso, os parlamentares tentam também instituir o Estado de Emergência para garantir a vigência da PEC já nessas eleições, condição que permitiria a criação dos benefícios. Você também vai conferir neste episódio como foi a audiência pública na Câmara dos Deputados sobre o PL 4391/21, que regulamenta o Lobby no Brasil. Nosso CEO, Wagner Parente, participou do encontro juntamente com outras entidades importantes do setor para discutir com os parlamentares a importância do Projeto. Confira neste episódio todos esses acontecimentos junto com a análise dos nossos consultores, que avaliam os impactos para a população e os possíveis efeitos na corrida eleitoral.

CPI do MEC, Combustíveis e Datafolha.

Play Episode Listen Later Jun 24, 2022 37:54


Na última quarta-feira (22), a notícia da prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, agitou o cenário político. Ribeiro está sendo investigado por uma operação da Polícia Federal que apura desvio de verbas do Ministério da Educação (MEC) após vazamento de áudios, em março deste ano, que indicam um suposto favorecimento a indicações de pastores para liberação de verbas. Como reação ao caso e à prisão do ex-ministro, senadores federais de oposição ao governo federal apresentaram um pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias. Nesta quinta-feira (23), o líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues, anunciou que conseguiu coletar as 27 assinaturas necessárias para instalar a CPI, mas aguarda conseguir mais três assinaturas para protocolar o pedido na próxima semana. No episódio dessa semana, nossos consultores Érico Oyama, Fernanda César e Leon Rangel analisam as chances de instalação da CPI, além das demais repercussões do caso no Congresso Nacional. E essa não foi a única movimentação sobre CPI no Legislativo nessa semana: após a renúncia do presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, aumentou a pressão por parte do presidente Jair Bolsonaro pela instauração de uma comissão, na Câmara dos Deputados, para investigar a Petrobras e os preços dos combustíveis adotados pela estatal. Para os nossos especialistas, a ideia deve seguir sem grande força na Câmara, já que este é um ano eleitoral e os parlamentares devem estar mais dedicados ao trabalho junto às suas bases de apoio, visando a reeleição. Para driblar o impacto eleitoral dos altos preços dos combustíveis, o governo federal estuda aumentar o Auxílio Brasil, ainda que isso signifique um recuo da compensação aos estados pelo corte do ICMS incidente sobre os combustíveis.  Confira ainda os principais destaques e a visão dos nossos consultores sobre a nova pesquisa Datafolha, que mostra um cenário estável entre Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro no primeiro turno. Os novos dados apontam uma redução de um ponto percentual na diferença entre os principais candidatos à Presidência, que agora é de 19 pontos, em comparação com a pesquisa divulgada no último mês. Por fim, nosso consultor de Infraestrutura analisa brevemente como os aumentos consecutivos do diesel têm inquietado a categoria dos caminhoneiros, que tem levantado ameaças de nova greve.  Confira esses temas e as análises de conjuntura de nossos especialistas no episódio dessa semana!

Cúpula das Américas, PT e Regulamentação do Lobby

Play Episode Listen Later Jun 10, 2022 37:57


Depois de 28 anos desde a última edição realizada nos Estados Unidos, a Cúpula das Américas reuniu, nesta semana, em Los Angeles, líderes de alguns países americanos. Dentre eles o Brasil, que teve o primeiro encontro bilateral entre Joe Biden e Jair Bolsonaro. Para comentar o evento e outros destaques da semana, participam deste episódio nossos consultores Gabriela Santana, Lucas Fernandes, Nicholas Borges e Raquel Alves. A 9ª edição da Cúpula, antes mesmo de começar, já causava desconforto entre alguns líderes. Isso porque Cuba, Nicarágua e Venezuela ficaram de fora do evento. Essa exclusão provocou instabilidade diplomática no continente e foi criticada pelos presidentes do Chile, Gabriel Boric, e da Argentina, Alberto Fernández. A intenção dos EUA ao sediar o evento é construir uma cooperação entre os países americanos para aumentar a produção de alimentos e fertilizantes, setores diretamente atingidos pelos conflitos entre Rússia e Ucrânia. Além disso, Biden planeja reestabelecer as relações com esses países, que ficaram abaladas após o governo de Donald Trump. Você vai conferir os principais destaques do evento com a análise dos nossos especialistas neste episódio. Enquanto Bolsonaro tenta reverter a imagem de isolamento internacional do Brasil na Cúpula, a política nacional se concentra nas Eleições de 2022. Nesta semana, a equipe encarregada pela redação do programa de governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), se concentrou em incorporar as propostas dos aliados ao texto preliminar. O grupo é formado por dois representantes de cada um dos sete partidos que compõem a aliança encabeçada pela chapa Lula-Alckmin. Nossos consultores analisam alguns pontos do documento divulgado, como a revogação do teto de gastos e da reforma trabalhista, o fortalecimento dos sindicatos sem a volta do imposto sindical, entre outros. Por fim, você também confere neste episódio o aquecimento das discussões sobre a regulamentação do lobby no Brasil com a apresentação de um novo Projeto de Lei sobre o tema, o PL 1535/2022, de autoria do deputado Carlos Zarattini (PT/SP), que regulamenta a profissão. O texto é fruto da discussão do PL 1202/2007, que chegou a ser discutido no plenário da Câmara em 2018, mas não obteve acordo para ser votado. Essa nova proposta deve tramitar conjuntamente ao Projeto de Lei 4391/21, do Poder Executivo, que também regulamenta a atividade e é inspirada nas recomendações da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), colegiado do qual o Brasil está em processo de acessão. A proposta do governo era, até então, a mais importante sobre o assunto, e será debatida em breve em uma Audiência Pública. Confira todos esses temas no episódio dessa semana!

COVID-19, REIQ e 100 dias de guerra na Ucrânia

Play Episode Listen Later Jun 3, 2022 32:03


Neste fim de semana, os ataques russos à Ucrânia chegam aos 100 dias. Apesar do peso histórico, os conflitos impactam, principalmente, a economia mundial. Esse é um dos temas analisados por nossos consultores Bruna Rizzolo, Lucas Fernandes, Luan Madeira e Theresa Hoe neste episódio. A economia, que começava a se recuperar depois de dois anos de pandemia, está passando por mais um desafio: os efeitos da guerra. A Rússia é um dos maiores exportadores de bens como o petróleo, gás, trigo e metais; além de ser um importante fornecedor de alimentos para a Europa e a Ásia. Na outra ponta, a Ucrânia é uma das principais produtoras de milho e óleo de girassol. Ambos os países têm peso relevante no mercado internacional e, por isso, nosso time de Comércio Internacional preparou um relatório exclusivo para os clientes BMJ sobre o assunto. Neste episódio, nossos consultores comentam os principais pontos da análise e trazem um resumo de tudo o que você precisa saber sobre a guerra. Enquanto isso, aqui no Brasil, após a flexibilização das medidas sanitárias, alguns estados brasileiros estão enfrentando um novo aumento no número de casos de COVID-19. A chamada “quarta onda” começou logo após o Ministério da Saúde decretar o fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) no Brasil. Com isso, foram atualizadas as medidas de prevenção e controle contra a doença, como o uso de máscara. Essa movimentação também foi seguida pelos governadores. A capital de São Paulo registrou aumento de 251,8% no total de internados com coronavírus em leitos de enfermaria e de UTI na rede municipal no último mês. Confira neste episódio os estados que estão enfrentando a nova alta e os impactos para a população. Por fim, no Legislativo brasileiro, uma pauta importante para o setor químico foi votada pelos parlamentares. Nesta semana, a Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1095/21, que altera os incentivos tributários para a indústria química e petroquímica no âmbito do Regime Especial da Indústria Química (REIQ). No Senado, a matéria recebeu seis emendas. Porém, ao voltar para a Câmara para a apreciação dos deputados, o relator do projeto, deputado Alex Manente (Cidadania/SP), alterou a redação e excluiu cinco propostas do Senado. Para entidades representativas, a nova redação traz insegurança jurídica. Nossos especialistas explicam os principais pontos da proposta e como isso impactará as empresas e profissionais que atuam no ramo. Confira nosso episódio!

Davos, Terceira Via e Câmara dos Deputados

Play Episode Listen Later May 27, 2022 53:58


A pandemia global, a guerra na Ucrânia, as crises geoeconômicas e as mudanças climáticas: esses foram os principais temas discutidos durante o Fórum Econômico Mundial (FEM), conhecido por suas reuniões anuais em Davos, Suíça. Para comentar a participação do Brasil no evento e os principais destaques da semana, convidamos neste episódio, nossos consultores Bernardo Nigri, Carlos Müller, Lucas Fernandes e Raquel Alves. Após dois anos de pandemia, o evento foi realizado presencialmente e reuniu líderes políticos, empresariais, culturais e sociais para discutirem questões globais e encontrarem soluções para os desafios mais urgentes. O Brasil mais uma vez foi representado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que afirmou ter percebido um clima menos hostil com a delegação brasileira em comparação com a edição de 2019, quando foi questionado sobre as políticas ambientais do Brasil. Durante um painel sobre como gerenciar a dívida pública global, o ministro falou sobre a agenda de reformas do Brasil, inflação, a acessão do Brasil à OCDE, e afirmou que o país está pronto para receber investimentos em energia limpa. Nossos especialistas comentam o saldo do evento para o governo brasileiro e os próximos desafios. Enquanto isso, a política nacional gira em torno das Eleições de 2022. A terceira via, formada pelos partidos MDB, PSDB e Cidadania, continua em um impasse sobre a candidatura única. Nesta semana, o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou oficialmente sua desistência na corrida presidencial. Ele havia ganhado as prévias tucanas, mas com a união dos três partidos, perdeu apoio para lançar sua pré-candidatura. Agora, apesar de ser apontada como principal opção, a senadora Simone Tebet (MDB) precisa conquistar mais eleitores já que, segundo algumas pesquisas de intenção de votos, apresenta um baixo desempenho. Por fim, analisamos as negociações em torno das eleições da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, que ocorreram nesta semana. A 1ª vice-presidência ficou com o deputado Lincoln Portela (PL-MG); a 2ª Secretaria com o PT, que indicou o deputado Odair Cunha (PT-MG); e a vaga de 3º secretário foi ocupada pela deputada Geovania de Sá (PSDB-SC). Você vai entender como foram as negociações entre os deputados e os partidos para a votação e como essa nova formação vai impactar as próximas discussões na Casa. Além disso, nossos especialistas comentam as pautas mais relevantes no Congresso essa semana, como o Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/22, que prevê um teto de 17% para o ICMS dos combustíveis e da energia elétrica. Confira os destaques da semana em nosso episódio!

Terceira Via, Eletrobras, STF e Bolsonaro

Play Episode Listen Later May 20, 2022 45:50


O aguardado dia 18 de maio chegou. Entretanto, a terceira via ainda não entrou em consenso sobre qual nome representará o PSDB, o MDB e o Cidadania. Com as eleições cada vez mais próximas, os partidos estão sendo pressionados, e esse é um dos temas analisados neste episódio. Nossos consultores Érico Oyama, Fernanda César, Vinícius Colli e Vinícius Teixeira analisam o impasse na terceira via. Recentemente, foi encomendada uma pesquisa para avaliar qual candidato seria mais viável para a candidatura, que apontou o nome da senadora Simone Tebet (MDB). Porém, o PSDB vem sendo pressionado pelo ex-governador João Doria, que exige que o partido respeite o resultado das prévias tucanas, que o elegeu como o candidato do partido. A crise na sigla é visível e pode impactar o acordo de candidatura única costurado entre os partidos, e os nossos especialistas avaliam essas movimentações. Enquanto isso, na agenda de privatizações do governo, o Tribunal de Contas da União aprovou nesta semana o processo da Eletrobras. A estatal é responsável por quase um terço da capacidade de geração de energia do Brasil. Com a privatização, o governo pretende obter R$ 67 bilhões, divididos entre outorgas pagas à vista à União, um depósito à CDE (Conta de Desenvolvimento Energético) e investimentos na bacia do rio São Francisco. Nossos consultores analisam as primeiras movimentações do novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e os impactos da privatização para a população. Também nesta semana, o ministro Dias Toffoli do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou a ação movida pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) contra o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news. Bolsonaro acusa o ministro de abuso de autoridade após ter sido incluído no inquérito. Em sua decisão, Toffoli afirmou que nenhum dos atos do magistrado apontados por Bolsonaro constitui crime. Nossos consultores avaliam os efeitos dessa movimentação na relação entre o Palácio do Planalto e os demais Poderes, e os impactos na retórica do Presidente que busca reeleição. Confira nossa avaliação sobre os principais acontecimentos da semana neste episódio!

Chapa Lula-Alckmin, Inflação e Ministério de Minas e Energia

Play Episode Listen Later May 13, 2022 52:01


Nesta semana, as movimentações políticas se intensificaram com o lançamento da chapa Lula-Alckmin no último sábado (7). Já o Presidente Jair Bolsonaro fez mais uma troca ministerial, dessa vez no comando Ministério de Minas e Energia, como um aceno aos eleitores, já que os preços dos combustíveis e a inflação vêm preocupando políticos e a população. Mas essa movimentação trará algum resultado imediato? Para comentar os destaques dessa semana, participam deste episódio nossos consultores Érico Oyama, Fernanda César, Leon Rangel e Lucas Fernandes. A BMJ esteve presente no evento de lançamento da pré-candidatura de Lula (PT), que ocorreu no último sábado (8) em São Paulo, para sentir o termômetro político. Em um discurso de justificativa para seus apoiadores para a união com Geraldo Alckmin (PSB), Lula fez acenos aos eleitores indígenas e evangélicos, pregou o resgate da soberania nacional, defendeu a Petrobras e falou em prol da criação de empregos e do combate à fome. Bolsonaro, por sua vez, ainda não formalizou sua pré-candidatura, mas está comparecendo em diversos eventos falando com tom de candidato. O Presidente participou de uma feira no Paraná na quarta-feira (11), no qual a BMJ também acompanhou de perto. Com um discurso a fim de minimizar a alta da inflação e o valor dos combustíveis, Bolsonaro justificou dizendo que são reflexos da guerra e das restrições da pandemia (lockdown). No mesmo dia de participação, Bolsonaro exonerou Bento Albuquerque do comando do Ministério de Minas e Energia. A decisão foi mais um aceno político para a sua base eleitoral e para a sociedade. O novo ministro, Adolfo Sachsida, em menos de dois dias no cargo já entregou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, um pedido de estudo sobre a privatização da Petrobras. Nossos consultores analisam todas essas movimentações e apresentam o perfil do novo ministro, quais os principais desafios que o setor de Energia deve enfrentar, e quais melhorias podem ser alcançadas em tempo hábil antes das Eleições. Confira os destaques da semana em nosso episódio!

BMJ Entrevista | Larissa Amorim

Play Episode Listen Later May 10, 2022 46:01


Neste episódio comandado por nosso consultor de Infraestrutura, Victor Figueiredo, e nossa consultora de Sustentabilidade, Débora Jacintho, entrevistamos a Secretária de Sustentabilidade do Ministério da Infraestrutura, Larissa Amorim. Nossa entrevistada comentou os principais assuntos do setor de Infraestrutura no Brasil. Larissa é graduada em Engenharia Florestal e mestre em Ciências Florestais pela Universidade de Brasília (UnB). Ao longo de sua trajetória profissional, atuou como consultora para diversas empresas da área ambiental, foi Coordenadora de Meio Ambiente no Centro de Planejamento Oscar Niemeyer/UnB e trabalhou no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), principalmente nas áreas correlacionadas ao setor de infraestrutura. Nesta entrevista falamos sobre as ações e temas que o Ministério da Infraestrutura tem desenvolvido para conscientizar e internalizar a cultura da sustentabilidade no setor, além dos principais projetos que tramitam no Congresso Nacional dentro dessa temática, como o Projeto de Lei (PL) 2159/2021, que estabelece normas gerais para o licenciamento ambiental no Brasil, e a aprovação do PL 3729/2004 que, depois de 17 anos de tramitação, criou a Lei Geral de Licenciamento Ambiental. Também comentamos as principais dificuldades que o setor de Infraestrutura vem enfrentando, as soluções que o Ministério tem proposto e as ações brasileiras para cumprir as metas de redução de emissão de carbono brasileiras e implementar o mercado de carbono. Confira nosso bate-papo com Larissa Amorim e conheça sua atuação nos setores de Sustentabilidade e Infraestrutura.

Pauta-bomba, Medidas Trabalhistas, Racismo na Câmara Municipal de SP

Play Episode Listen Later May 6, 2022 43:24


Em uma semana conturbada no Congresso Nacional, alguns temas importantes foram alvos de discussões entre os parlamentares. Com a aproximação das eleições, o cenário político se volta para pautas que afetam diretamente a população. Para comentar os destaques da semana, convidamos nossos consultores Gabriela Santana, Lucas Fernandes, Nicholas Borges e Rodrigo Alencar. Nossos especialistas analisam a aprovação do novo piso salarial para a categoria de profissionais de Enfermagem, que deve ir à sanção presidencial. Um dos pontos mais importantes que não foi descrito na proposta aprovada na Câmara dos Deputados é a fonte de custeio. De onde sairá a verba para os reajustes e quais serão os impactos fiscais? Esta pergunta reacende a discussão entre o Legislativo e o Executivo sobre o furo no teto de gastos, e você vai entender quais as expectativas para os próximos meses. Nossos consultores também comentam as discussões sobre a Reforma do Imposto de Renda, que voltou a ser articulada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e pelo presidente da Câmara dos Depurados, Arthur Lira (PP-AL). Ainda, você vai saber nossa análise sobre o novo pacote de medidas trabalhistas anunciadas pelo Presidente Jair Bolsonaro nesta semana. As ações demonstram um interesse de Bolsonaro em captar públicos minoritários na sua base eleitoral, como mulheres e jovens. Dentre as medidas, destaca-se um maior estímulo para a contratação de mulheres com filhos de até cinco anos, no qual o governo permitirá que as trabalhadoras usem dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar a creche dos filhos e fazer cursos de capacitação. E a criação do Projeto Nacional de Incentivo à Contratação de Aprendizes, com 100 mil novas vagas para jovens, que ampliará o prazo do contrato de aprendizagem de dois para três anos, ou quatro anos em casos específicos. Por fim, nossos consultores analisam um recente caso de racismo dentro da Câmara Municipal de São Paulo. Durante uma sessão híbrida da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga empresas de aplicativo, o microfone do vereador Camilo Cristófaro (PSB) vazou dizendo a frase “é coisa de preto” na frente dos outros parlamentares. O ocorrido reacendeu as discussões sobre a candidatura de pessoas negras nos partidos, o racismo estrutural, as falhas em penalizar esse tipo de crime, além da falta de representatividade de pessoas pretas em cargos públicos. Confira os destaques da semana em nosso episódio!

Comissões Permanentes e Indulto de Daniel Silveira

Play Episode Listen Later Apr 29, 2022 31:36


Em 2021, a divulgação de um vídeo no qual o deputado federal Daniel Silveira (PTB/RJ) faz apologia ao AI-5 e defende o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) colocou o parlamentar bolsonarista na mira da Corte. Após um ano, Daniel Silveira foi condenado a 8 anos e nove meses de prisão. Entretanto, um dia após a condenação, o Presidente Jair Bolsonaro concedeu perdão da pena por meio de um decreto. Neste episódio, convidamos nossos consultores Fernanda César, Marcella Pellegrini e Vinícius Colli para analisar os detalhes do indulto, o posicionamento do Supremo Tribunal Federal, e os principais destaques das eleições das comissões permanentes da Câmara dos Deputados. Com o perdão de Bolsonaro, a condenação de Silveira foi cancelada e com isso o deputado federal não perdeu seu mandato e os direitos políticos. Os partidos Rede Sustentabilidade, o PDT, o Cidadania e PSOL entraram com uma ação no STF pedindo a anulação do indulto. A ministra Rosa Weber é a relatora da ação, enquanto o ministro Alexandre de Moraes aguarda esclarecimentos da defesa do deputado sobre a graça. Considerada por alguns parlamentares como institucional, a decisão de Bolsonaro provocou diversas reações na Câmara dos Deputados, que realizou nesta semana as eleições das comissões. Mesmo assim, o parlamentar foi eleito, por unanimidade, vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, além de ser indicado para compor outras cadeiras. Silveira integra, na condição de titular, as Comissões de Esporte e Cultura e obteve vaga como suplente na de Educação. O deputado também foi indicado para ser membro titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Dentre as distribuições partidárias, o União Brasil foi a sigla que mais levou cadeiras, incluindo a presidência da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), uma das comissões mais expressivas dentro da Casa. Outro destaque foi o comando da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que será presidida pelo deputado Covatti Filho (PP-RS), autor do chamado “PL do Veneno”, e a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, que ficará com o deputado bolsonarista Giacobo (PL-PR). Nossos especialistas explicam como as novas distribuições vão influenciar na agenda de pautas da Câmara dos Deputados e nas relações entre os parlamentares. Confira as análises dos nossos consultores sobre esses assuntos nesse episódio!

Fim da pandemia, IPI e novas regras no preço de transferência

Play Episode Listen Later Apr 20, 2022 37:02


Na noite de domingo (17), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou em rede nacional o fim do estado de "emergência sanitária nacional" por causa da COVID-19 no Brasil. A mudança deve se concretizar nos próximos dias com a publicação de um ato normativo. Entretanto, como elas vão impactar o país e a vida da população? Nossos consultores Fernanda César, Luan Madeira e Rodrigo Alencar comentam este e outros temas no episódio desta semana. Na prática, a decisão coloca fim às medidas impostas no início da pandemia, mas não representa o fim da pandemia em si, já que essa mudança é de responsabilidade da Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas apesar de ter sido sinalizada pelo Presidente Jair Bolsonaro, a mudança deve afetar 2.000 normas importantes em todo o país, como a possibilidade de comprar medicamentos e insumos médicos sem licitação. Por isso, o assunto vem sendo estudado com cautela e nossos especialistas comentam os principais pontos. Confira também neste bate-papo como funcionarão as mudanças no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), publicadas por meio de um decreto nesta semana. A medida valerá para quase todos os produtos e entrará em vigor em 1º de maio. Você vai entender quais devem ser os impactos da redução para o mercado e para os consumidores brasileiros. Ainda, nossos consultores comentam a sinalização do Ministério da Economia, que planeja publicar, em breve, alterações nos preços das transferências empresariais em operações de compra e venda de bens, direitos e serviços entre as partes relacionadas. A mudança visa reduzir as incompatibilidades do Brasil com as normas adotadas pela Organização pela Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), já que o país está em processo de acessão. Confira os destaques da semana em nosso episódio!

BMJ Entrevista – Juliana Pires

Play Episode Listen Later Apr 19, 2022 60:32


Um dos principais mecanismos de proteção adotados pelos países são as barreiras comerciais. Elas se configuram de diversas formas como leis, regulamentos ou práticas governamentais que impõem restrições ao comércio exterior. Além de servirem como mecanismos de proteção aos produtores locais, eles também auxiliam na regulamentação do comércio internacional realizado pelo país. Atualmente, o Brasil adotou alguns modelos como o Acordo sobre Barreiras Técnicas ao Comércio (TBT) e exigências técnicas, sanitárias e fitossanitárias. Além disso, existem mecanismos estabelecidos pela Organização Mundial do Comércio (OMC) e pelo Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Para falar sobre o tema, convidamos para esta edição do BMJ Entrevista Juliana Pires, Coordenadora-Geral de Convergência Regulatória e Barreiras às Exportações do Ministério da Economia. Juliana possui graduação em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (1993) e mestrado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (2004). Atua na área de Relações Internacionais, com ênfase em comércio internacional, negociações internacionais, MERCOSUL, cooperação técnica, acordos internacionais, integração regional e vigilância sanitária. Neste episódio, nossa entrevistada comenta sua ampla experiência na esfera pública, como sua passagem pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério de Desenvolvimento, indústria e Comércio Exterior (MDIC). Confira também como tem sido a atuação do Ministério da Economia na agenda de cooperação regulatória e barreiras em terceiros mercados. Além das ações que estão sendo realizadas, a entrevistada comenta sobre a importância de inserir o setor privado nessas negociações e aponta como é possível identificar e reportar essas medidas ao governo. Entenda mais sobre o assunto em nossa entrevista com Juliana Pires.

Comissões Permanentes e Corrida Eleitoral

Play Episode Listen Later Apr 14, 2022 35:32


Passados o fim do período de janela partidária e de desincompatibilização dos cargos, os parlamentares seguem agora para uma importante fase do processo legislativo, a divisão das presidências das comissões permanentes entre os partidos, e esse é um dos temas deste episódio. Para comentar esse e outros destaques, convidamos para o bate-papo nossos consultores Érico Oyama, Fernanda César e Letícia Mendes. Nesta semana, a Câmara dos Deputados se concentrou nas articulações para a distribuição das comissões e as indicações dos deputados que vão presidir. O presidente da Casa, o deputado Arthur Lira (PP-AL), afirmou que já foi fechado um acordo entre as siglas e que bastam apenas alguns ajustes para a conclusão. Até agora, já estão confirmadas a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para o União Brasil, a comissão de agricultura com o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, e a comissão de Meio Ambiente para o PP. Nossos especialistas também comentam outros destaques e pontos importantes nas negociações, e como essa movimentação pode atingir as eleições presidenciais. Além disso, você também vai conferir as últimas novidades entre os candidatos à Presidência da República. Um ponto que chamou atenção foi o encontro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com o MDB. O encontro teve o objetivo de reforçar os argumentos a favor de sua candidatura, principalmente devido aos palanques no Nordeste e em alguns estados onde o PT já construiu articulações para as eleições de outubro. Enquanto isso, continua incerta a situação dos candidatos da “terceira via”. Crescem os rumores sobre a desistência de João Doria e sobre a possibilidade da candidatura de Simone Tebet se concretizar. A intenção do PSDB, MDB e União Brasil é escolher uma candidatura única com objetivo de romper a polarização entre Bolsonaro e Lula. Os partidos se reuniram essa semana, e você vai conferir a análise dos nossos consultores sobre o cenário eleitoral, além dos impactos da “CPI do MEC” e as divisões das comissões da Câmara.

Fake News, Sabatinas no Senado e Secretarias Estaduais

Play Episode Listen Later Apr 8, 2022 57:30


Nesta semana, a Câmara dos Deputados votou o requerimento de urgência sobre o Projeto de Lei nº 2.630/2020, mais conhecido como o "PL das Fake News". Com o placar de 249 votos a favor e 207 contra, o pedido foi rejeitado pelos deputados. Para comentar a votação e outros destaques da semana, convidamos para este episódio nossos consultores Carlos Müller, Fernanda César, Gianluca Benvenutti e Larissa Lima. O PL das Fake News vem sendo discutido desde 2020. O tema foi bastante criticado nas últimas eleições. Por isso, a intenção do relator, deputado Orlando Silva (PDdoB), era de que a urgência fosse aceita e que a tramitação do projeto fosse mais célere, podendo já vigorar nas eleições deste ano. Entretanto, além da bancada governista e dos deputados aliados do Presidente Jair Bolsonaro, o PL tem mais alguns desafios. Isso se deve a alguns pontos importantes no texto, como a imunidade parlamentar, a remuneração de conteúdos jornalísticos e o tratamento das informações dos usuários pelas big techs e redes sociais. Esse último ponto vem sofrendo bastante rejeição e fez com que o PL fosse alvo de um manifesto assinado pelo Facebook, Instagram, Google, Mercado Livre e Twitter. Nossos especialistas também comentam o esforço concentrado no Senado Federal para as votações das indicações feitas pela Presidência da República para agências reguladoras nas áreas de mineração, telecomunicações, saúde e economia. Em um dia foram aprovados 20 novos diretores para a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Agência Nacional de Mineração (ANM), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Você vai entender como é feita a votação e os principais nomes aprovados nesta semana. Por fim, nossos consultores analisam as recentes trocas nas secretarias estaduais, que foram afetadas pela janela partidária e a desincompatibilização de alguns secretários e governadores, que deixaram seus cargos para iniciar as campanhas eleitorais. As trocas foram intensas em alguns estados, como em São Paulo, que teve 40% da composição da Assembleia Legislativa alterada, mudando o cenário de lideranças entre os partidos. Confira também o panorama em outros estados neste episódio.

Mudanças nos Ministérios, Petrobrás e Medidas Sanitárias

Play Episode Listen Later Apr 1, 2022 49:51


Nesta semana terminam dois períodos importantes para as eleições: a janela partidária e o prazo de desincompatibilização. Com isso, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a troca de dez ministros que deixam os cargos para disputarem as eleições deste ano. Para comentar esse e outros assuntos, trazemos neste episódio nossos consultores Fernanda César, Leonardo Nunes, Nicholas Borges e Vinícius Teixeira. Na lista dos que deixam as pastas estão a ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos; Tarcísio de Freitas, de Infraestrutura; Onyx Lorenzoni, do Trabalho e Previdência; Marcos Pontes, da Ciência e Tecnologia; Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional; Tereza Cristina, da Agricultura; Flávia Arruda, da Secretaria de Governo; João Roma, da Cidadania; Gilson Machado, do Turismo; e Braga Netto, do Ministério da Defesa. Todas as mudanças acataram a vontade do Presidente Bolsonaro e os novos ministros são nomes que já faziam parte de suas respectivas pastas ou que eram de órgãos ligados aos ministérios. Nossos consultores comentam como essas mudanças vão impactar as próximas eleições, além de analisarem as trocas partidárias que ocorreram entre esses nomes. A maioria se filiou ao novo partido de Bolsonaro, o Partido Liberal (PL). Também neste episódio, você vai entender os impactos de movimentações importantes envolvendo o valor dos combustíveis. Após vários aumentos, o Governo anunciou mais uma troca no comando da Petrobras. O presidente Joaquim Silva e Luna será substituído por Adriano Pires, fundador do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). No Legislativo, a Comissão Mista de Orçamento aprovou o Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 2/22, que permite a redução de tributos sobre o diesel e o gás sem necessidade de compensar a perda de arrecadação. A proposta segue para votação do Plenário do Congresso e nossos especialistas explicam quais os efeitos políticos e econômicos são esperados a partir dessas mudanças. Por fim, com o avanço da vacinação e a diminuição nos casos e mortes por COVID-19, o Ministério da Saúde já sinaliza flexibilizações nas medidas sanitárias, como a exigência da declaração de saúde de viajantes e a obrigatoriedade do uso de máscaras em repartições públicas. Apesar disso, o ministro Marcelo Queiroga afirmou que não pretende decretar o "fim da pandemia" de COVID-19 no Brasil nos próximos dias. Confira a análise dos nossos especialistas neste episódio!

BMJ Entrevista Verônica Sanchez

Play Episode Listen Later Mar 29, 2022 41:16


Neste episódio entrevistamos a secretária de Fomento e Parcerias com o Setor Privado (SFPP) do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Verônica Sanchez, para falar sobre as medidas econômicas que estão auxiliando os setores de Infraestrutura e Energia do Brasil. Nossa convidada também atuou na Subchefia de Articulação e Monitoramento da Casa Civil da Presidência da República onde planejou, coordenou e monitorou as atividades ligadas à geração e transmissão de energia elétrica incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em nossa conversa, Verônica, que é especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério da Economia, comentou sua experiência na área e falou sobre o Programa de Parcerias de Investimentos - PPI, que busca a ampliação da infraestrutura do país por meio de parcerias com o setor privado e na estratégia de desestatização. Além dessa pauta, também aborda alguns programas do MDR, como o Programa Águas Brasileiras, o Fundo de Desenvolvimento Regional Sustentável e a Parceria Público-Privada (PPP), esse último gerido pelo Ministério da Economia. Nesta entrevista você também vai entender como foi a estruturação do Marco Legal do Saneamento, as melhorias para a população, e os principais pontos da Política Nacional de Mobilidade Urbana para o setor de infraestrutura. Confira nosso bate-papo comandado por nossos consultores Victor Brandão e Victor Hugo Figueiredo e conheça melhor a atuação de Verônica Sanchez.

Crise no MEC, filiação de Alckmin e vetos no Congresso

Play Episode Listen Later Mar 25, 2022 38:41


Participantes: Érico Oyama Fernanda César Lucas Fernandes Theresa Hoe     Na última terça-feira (22), o vazamento de um áudio do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, instaurou uma crise no Ministério da Educação (MEC). Na gravação, divulgada inicialmente pelo jornal Folha de S. Paulo, o ministro afirma que, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, a pasta prioriza prefeituras indicadas por dois pastores para repasses de verba. Segundo a denúncia, os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura não têm cargo no MEC e atuam em um esquema informal de obtenção de verbas. O caso entrou na mira da Procuradoria-Geral da República, que pediu ao Supremo Tribunal Federal a abertura de inquérito.   No novo episódio do BMJ Podcast, os consultores Érico Oyama, Fernanda César, Lucas Fernandes e Theresa Hoe analisam as denúncias e repercussões do caso. O suposto balcão político no Ministério da Educação incluía repasses para municípios indicados por políticos do centrão, principal base de apoio do presidente Jair Bolsonaro, e pelos dois pastores, que estão sendo acusados de pedir propina para diversas prefeituras em troca dos repasses do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Nossos consultores também apontam os efeitos que a crise pode ter na campanha eleitoral de Jair Bolsonaro.   Além disso, nosso time de especialistas debate a oficialização da entrada de Geraldo Alckmin no PSB, após evento de filiação na última quarta-feira (23). Faltando pouco mais de seis meses para as eleições presidenciais, o movimento de Alckmin era um dos mais esperados no xadrez eleitoral. Agora, se dá praticamente como definitiva a formação da chapa Lula-Alckmin para concorrer ao espaço no Palácio do Planalto. Contudo, vale destacar que, se os acordos entre o PT e o PSB já amadureceram no âmbito federal, ainda faltam definição e concordância entre os partidos para apoiar um candidato único em uma das disputas centrais nos estados: o governo de São Paulo. Nossos consultores comentam sobre as perspectivas no impasse entre a candidatura para governador de Márcio França, pelo PSB, ou de Fernando Haddad, pelo PT.   Por fim, confira neste episódio os principais destaques da semana no Legislativo, incluindo os resultados da sessão de vetos do Congresso Nacional.

Reforma tributária, Combustíveis e Corrida Eleitoral

Play Episode Listen Later Mar 18, 2022 51:18


Adiada mais uma vez, a Reforma Tributária fica cada vez mais distante de ser aprovada em 2022. O tema ainda está sendo discutido pelos senadores no formato de Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a PEC 110/2019. Para comentar esse e outros assuntos, nosso bate-papo desta semana será com os nossos consultores Érico Oyama, Gabriela Rosa, Lucas Fernandes e Victor Freitas. A PEC discutida no Senado Federal faz uma série de mudanças com o objetivo de simplificar o sistema tributário. Um dos pontos que mais dificulta a votação da proposta é a substituição do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) pelo Imposto Seletivo (IS), chamado de "imposto do pecado". Esse tema vem causando certa preocupação entre os senadores, já que pode prejudicar a competitividade dos fabricantes estabelecidos na Zona Franca de Manaus (ZFM) e reduzir o volume do produto da arrecadação repassado aos Estados e Municípios. Também neste episódio você vai saber quais os próximos passos do PL 1472/2021 e do PLP 11/20. O Projeto de Lei 1472/21 cria um sistema de bandas de preços, que limitará a variação dos preços dos combustíveis e estabelece um auxílio de até R$300,00 mensais para motoristas autônomos de baixa renda. Já o Projeto de Lei Complementar 11/20 foi sancionado pelo Presidente Jair Bolsonaro e deu origem à Lei Complementar 192/22, sancionada nesta semana. A nova Lei prevê a incidência única do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis nacionais e importados. Você também vai conferir como foram as últimas movimentações da corrida eleitoral. Eduardo Leite precisa decidir se vai para o PSD e deixar o governo do Rio Grande do Sul até o fim de março. O União Brasil, PSDB e MDB estudam lançar uma candidatura única para a Presidência. A filiação de Alckmin ao PSB deve ser selada em breve, assim como a candidatura à vice juntamente com Lula. Além disso, a candidatura de Sergio Moro corre risco de não acontecer com a saída do MBL do Podemos e com a crise causada pelo deputado Arthur do Val. Nossos especialistas explicam como e quando essas mudanças entrarão em vigor e seus impactos no cenário eleitoral de 2022. Confira os destaques da semana em nosso episódio!

Decretos de Bolsonaro e Janela Partidária

Play Episode Listen Later Mar 11, 2022 34:31


Nesta semana, foi celebrado o Dia Internacional da Mulher, e em uma tentativa de reverter seus índices de rejeição com o público feminino, o presidente Jair Bolsonaro lançou um “pacote de bondades” para as mulheres. Para falar sobre esse e outros destaques, nosso bate-papo será com as nossas consultoras Fernanda César, Gabriela Santana e Letícia Mendes. A movimentação de Bolsonaro é vista como uma estratégia de aceno para o eleitorado feminino. Foram três decretos assinados: o decreto 10.987/2022, que institui o programa Mães do Brasil, gerando políticas públicas voltadas à proteção de gestantes e à maternidade; o decreto 10.988/202, que institui o programa Brasil para Elas, que busca estimular o empreendedorismo feminino; e o decreto 10.989/2022, que regulamenta a Lei 14.214/2021 e institui o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, tema que foi vetado por Bolsonaro em 2021. Nossas especialistas analisam esses programas e a estratégia do Presidente visando a campanha de reeleição. Confira também neste episódio como foi a segunda semana de movimentações da janela partidária. Os parlamentares poderão mudar de legenda sem perder o mandato vigente até o dia 2 de abril. Com a criação do União Brasil, partido que surge da fusão entre o Partido Social Liberal (PSL) e o Democratas, as movimentações devem ser intensas. Nesta semana, o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (MG), desistiu de sua candidatura à Presidência da República, enquanto o Partido dos Trabalhadores sinalizou que lançará a candidatura de Lula com o vice Geraldo Alckmin no início de abril, após o fim da janela partidária. Já na chapa de Bolsonaro, crescem as expectativas de que Tereza Cristina, ministra da Agricultura, seja sua vice após ela anunciar sua filiação ao Partido Progressista (PP). Por fim, nossas consultoras trazem uma análise geral sobre a aprovação do PL 1472/21 e do PLP 11/20, ambos relacionados aos combustíveis. Confira nosso episódio!

BMJ Entrevista Marina Barki

Play Episode Listen Later Mar 8, 2022 41:12


As organizações mundiais têm metas ambiciosas de sustentabilidade para os próximos anos e com isso as finanças verdes vêm ganhando destaque entre as empresas. Para comentar o assunto, convidamos para o BMJ Entrevista profissional de Relações Públicas com mais de 15 anos de experiência em relações institucionais e governamentais , Marina Barki. Ao longo de sua carreira, nossa convidada trabalhou na Embaixada Britânica e esteve à frente da estratégia de política doméstica do Foreign & Commonwealth Office (FCDO). Atualmente, Marina lidera a agenda de relações com stakeholders da Climate Bonds Initiative (CBI), uma organização internacional sem fins lucrativos focada em investidores, que trabalha exclusivamente na mobilização do mercado e na geração de mudanças climáticas. Em nossa entrevista você vai entender mais como os green bonds ou títulos verdes podem ser utilizados em projetos de infraestrutura e energia. Saiba também quais as melhorias que o Decreto 10.387/20 trouxe para o setor. Com essa norma, projetos de infraestrutura que gerem benefícios ambientais ou sociais relevantes serão considerados prioritários para o governo. Nossa convidada também explica como as organizações podem fazer esses investimentos e como o governo está se mobilizando para auxiliar o mercado. Confira nossa entrevista para conhecer mais o setor e seus benefícios para o Brasil.

Rússia vs Ucrânia: impactos no Agro e em Energia

Play Episode Listen Later Mar 4, 2022 36:14


Em pouco mais de uma semana desde o início dos ataques da Rússia à Ucrânia, o mercado começa a sentir os impactos da guerra. Aqui no Brasil, o posicionamento “indeciso” do governo vai na contramão de diversos outros países. Além disso são esperados efeitos maiores nos setores de Agro e Energia. Dando continuidade ao último episódio, convidamos nesta semana os consultores Anna Marszolek, Bernardo Nigri, Fernanda César e Karina Tiezzi para analisarem os impactos da guerra no Brasil. Você vai conferir as atualizações sobre os ataques e como as entidades internacionais estão agindo para retaliar a Rússia. Enquanto o presidente Bolsonaro afirma que o país tem uma postura neutra em relação aos ataques, o vice-presidente Hamilton Mourão condena duramente a guerra, assim como o representante do Brasil na ONU, o embaixador Ronaldo Costa Filho. Nos primeiros dias de guerra, o barril de petróleo chegou a mais de 110 dólares. Esse aumento vai impactar diretamente no preço dos combustíveis em um momento que a gasolina já chega a custar em algumas cidades brasileiras mais de R$7,00 o litro. A escalada se deve ao temor das sanções à Rússia e que elas prejudiquem o fornecimento de energia para o restante do mundo. Já no agro, os impactos serão um reflexo de quanto tempo os ataques vão durar. A guerra deve afetar principalmente o suprimento da demanda de commodities. A Rússia e a Ucrânia ocupam posições de destaque na produção e, principalmente, na exportação de trigo e milho. Nossos especialistas explicam como essa defasagem pode afetar o agronegócio e a vida do consumidor brasileiro neste episódio. Confira!

Rússia vs Ucrânia e destaques do Congresso

Play Episode Listen Later Feb 25, 2022 37:37


Após meses de muita tensão e ameaças por parte do governo russo, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, autorizou nesta semana o início de uma operação militar no leste da Ucrânia. As consequências dessa guerra serão globais e vão atingir diversos continentes e países e o Brasil pode ser um deles. Neste episódio especial, reunimos nossos consultores Érico Oyama, Fernanda César, Leandro Barcelos e Nicholas Borges para discutirem e analisarem os motivos desse conflito e como os países estão se movimentando para solucioná-lo. A principal preocupação da Rússia envolve uma herança histórica e cultural. Na visão de Putin, a entrada da Ucrânia na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), que vem sendo analisada desde 2021, deixaria a Rússia cercada por uma forte influência do Ocidente. Apesar da discussão ser complexa, nossos consultores explicam neste bate-papo alguns pontos importantes para o Brasil e que podem atingir a população brasileira. Atualmente, a Rússia responde por 0,6% das exportações do Brasil, mas a visita do presidente Bolsonaro há algumas semanas ao país demonstra que o governo brasileiro quer melhorar esse número. No Brasil, o Congresso Nacional teve uma agenda repleta de discussões e pautas importantes. Uma delas foi a leitura do novo relatório do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) da Reforma Tributária no Senado Federal, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 110/2019. Entre as principais alterações ao relatório inicial está a duplicação do período de transição dos atuais tributos para o Imposto de Bens e Serviços (IBS), para estados e municípios, anteriormente prevista em 20 anos e agora fixada em 40. Nossos consultores explicam os próximos passos da Reforma e trazem tudo o que você precisa saber sobre o conflito entre Rússia e Ucrânia, contexto histórico e impactos econômicos. Confira!

Bolsonaro na Rússia, Anvisa e Regras Trabalhistas para Gestantes

Play Episode