Podcasts about mesmo

Share on
Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Reddit
Copy link to clipboard
  • 3,311PODCASTS
  • 7,914EPISODES
  • 27mAVG DURATION
  • 5DAILY NEW EPISODES
  • Jan 10, 2022LATEST

POPULARITY

20122013201420152016201720182019202020212022


Best podcasts about mesmo

Show all podcasts related to mesmo

Latest podcast episodes about mesmo

Bibotalk - Todos os podcasts
Sobrecarga Feminina, Papéis domésticos, e uma empresa chamada lar – Artesanias 6

Bibotalk - Todos os podcasts

Play Episode Listen Later Jan 10, 2022 95:44


Imaginem uma empresa complexa e cujo gerenciamento tomasse 24 horas diárias e os 7 dias da semana de seu CEO. Esta empresa se chama casa e todos nós que curtimos viver com um teto sob nossas cabeças depende dessa empresa e de seu bom gerenciamento. Mesmo a mulher que não atua fora de casa apresenta […] O conteúdo de Sobrecarga Feminina, Papéis domésticos, e uma empresa chamada lar – Artesanias 6 é uma produção do Bibotalk - Teologia é nosso esporte!.

Podcast Iluminação Diária
#589 - Mesmo com isso, você pode continuar a sofrer

Podcast Iluminação Diária

Play Episode Listen Later Jan 4, 2022 12:11


Comunidade Online para simpatizantes budistas começarem no Budismo do ZERO: https://tutoriasobrebudismo.com.br

Inglês Nu E Cru Rádio
978 - Como viajar e aprender inglês ao mesmo tempo

Inglês Nu E Cru Rádio

Play Episode Listen Later Jan 4, 2022 10:27


{REPLAY} Muitas pessoas pensam que viajar é a única maneira de realmente aprender um idioma. Mas a maioria dos alunos não aprende da maneira mais eficaz possível quando estão viajando. Neste episódio, falamos sobre como maximizar seu aprendizado de inglês quando você estiver viajando. Press play! Teste o ELSA grátis por 7 dias: bit.ly/ELSAxInglesNuECru   Receba 85% de desconto na compra ou 40% de desconto na assinatura anual do ELSA: https://elsaspeak.com/inf/inglesnuecru/ See omnystudio.com/listener for privacy information.

TSF - Visão de Jogo - Podcast
Vira o disco e ganha o mesmo

TSF - Visão de Jogo - Podcast

Play Episode Listen Later Jan 3, 2022


Edição de 03 Janeiro 2022

Morning Call
03.01.2022 - Consequências da variante Ômicron continuam influenciando mercados

Morning Call

Play Episode Listen Later Jan 3, 2022 3:07


Com uma semana mais curta e com liquidez reduzida devido ao final de ano, o Ibovespa encerrou a semana passada em ligeira queda de -0,1%, aos 104 mil pontos. Em dezembro, o índice alcançou recuperação, fechando em alta de +2,9%. Mesmo assim, o principal índice da Bolsa brasileira terminou o ano com uma desvalorização acumulada de -11,9%, registrando a primeira queda anual desde 2015, em meio à um cenário de instabilidade nos gastos públicos. Adicionalmente, os mercados globais continuaram a repercutir incertezas quanto à variante Ômicron da Covid-19. A boa notícia é que o número de mortes não tem acompanhado o aumento de casos: a variante Ômicron parece ser menos grave do que as cepas anteriores.

Podcast Internacional - Agência Radioweb
Covid-19: menos da metade das vacinas prometidas foram entregues

Podcast Internacional - Agência Radioweb

Play Episode Listen Later Jan 2, 2022 1:28


Mesmo com a circulação da variante Ômicron do coronavírus, o ano de 2022 começa com menos da metade das vacinas prometidas em 2021 entregues em todo o mundo. Segundo dados da Covax reunidos pelo Our World in Data, enquanto países mais e de média renda já aceleram a distribuição da dose de reforço, as nações mais pobres contam com menos de 10% de suas populações com uma dose dos imunizantes disponíveis.

Resposta Pronta
Maioria de esquerda mesmo se PS perder. "Costa tem o mérito", defende Bacelar Vasconcelos

Resposta Pronta

Play Episode Listen Later Jan 2, 2022 6:56


"As eleições não são passagem de modelos. O que interessa é vontade dos eleitores", defende antigo deputado do PS e um dos subscritores da petição que quer maioria de esquerda depois das eleições See omnystudio.com/listener for privacy information.

Actualidade - Renascença V+ - Videocast
"Este 2022 tem de ser mesmo Ano Novo, vida nova", diz Presidente

Actualidade - Renascença V+ - Videocast

Play Episode Listen Later Jan 1, 2022 1:35


"Este 2022 tem de ser mesmo Ano Novo, vida nova", diz Presidente2ecd0df1-4a6b-ec11-94f

Exegese & Exposição
ESPECIAL | Jesus foi mesmo grosseiro com Maria? [Episódio Final da Temporada 3]

Exegese & Exposição

Play Episode Listen Later Dec 31, 2021 13:51


Ouça novos podcasts Exegese e Exposição, exegese sob demanda para você, em seu agregador preferido ou no YouTube, todos os domingos, às 22h. Obrigado por acessar o meu Canal! Aqui você pode acessar podcasts com informações sobre os idiomas bíblicos originais que mudarão a sua vida cristã. # Não clique aqui: https://bit.ly/383Dr57 ## Adquira o livro REVELAÇÕES ORIGINAIS DO SALMO 23: http://www.contextualizar.com.br/ ### Receba estudos exclusivos | FAÇA PARTE DA COMUNIDADE ESPECIAL POR APENAS R$ 10,00 MENSAIS: https://sparkle.hotmart.com/u/deivinsonbignon/subscriptions/9367 Curso A TRINDADE REVELADA NA BÍBLIA HEBRAICA: Judeus Messiânicos acreditam na Divindade do Messias? A crença na Trindade possui fundamento sólido na Bíblia Hebraica? https://amzn.to/364DBek Curso INTRODUÇÃO À EXEGESE BÍBLICA: https://introducaoexegesebiblica.home.blog/ Curso ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO: http://www.contextualizar.com.br/ Curso NOVA HOMILÉTICA: http://www.contextualizar.com.br/ Novo grupo Exegese & Exposição no Telegram: https://t.me/joinchat/LeQZbhpHQZQuebRAItLNSw

Boletim Torre Forte
Boletim 1110 Ano de Daniel seguros mesmo nas adversidades

Boletim Torre Forte

Play Episode Listen Later Dec 31, 2021 5:57


Retrospectiva sobre as ministrações do ano de 2021 e introdução ao ano de 2022

UNITEDcast
UNITEDcast #549 - Só pra você RIR mesmo (Melhores momentos 2021)

UNITEDcast

Play Episode Listen Later Dec 31, 2021 25:43


Olá pessoas do UNITEDcast, este é um podcast só pra você começar o ano com muita risada. Feliz Ano Novo!!   Participantes: Ds, Mayu, Fabio, André, Júlia, Ana, Kurt, Gab, Little, Vitor   Edição: Ana Paula - Compre na nossa LOJA: Use o Cupom: unitedcast https://unitedstore.com.br – CANAL TELEGRAM: https://t.me/unitedcast – Mande seu Email: Mande um audio: Whatsapp Email: podcast@animeunited.com.br – Apoie o UNITEDcast: Manda um PIX!! 0b0503ff-c3fd-4e42-9acd-aba5fb9a83cb Seja um FODEROSO do nosso Apoia-se: https://apoia.se/unitedcast Assista ao vivo no nosso Canal do Youtube! Compre na AMAZON pelo Nosso Link: https://amzn.to/2WjH5kM – Assine o UNITEDcast: Spotify: Segue a gente por lá! iTunes: Adiciona a gente lá! Google Podcasts: Assine Agora! – Links do Episódio: Twitch do DS: https://twitch.tv/dsunited – Nos Siga: Twitter do DS: https://twitter.com/odaltonsilveira Instagram do DS: https://www.instagram.com/odaltonsilveira/ Fabebook da United: https://www.facebook.com/animeunitedoficial Twitter da United: https://twitter.com/animeunitedBR Instagram da United: https://www.instagram.com/animeunitedbr/

Linha Avançada
Mais do Mesmo

Linha Avançada

Play Episode Listen Later Dec 31, 2021 9:54


O rescaldo do Porto-Benfica; a vitória do Braga por 6-0 e uma receita para o fim de ano.

Arena do Futuro – Áudios Novo Tempo

Hebreus 9:27 e 28 – E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-Se oferecido uma vez […], aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que O aguardam para a salvação. Ninguém deseja morrer. Mesmo as pessoas que creem que vão para o Céu no […] O post Meu último dia? apareceu primeiro em Rede Novo Tempo de Comunicação.

Tempo de Refletir
Meu último dia?

Tempo de Refletir

Play Episode Listen Later Dec 31, 2021


Hebreus 9:27 e 28 – E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-Se oferecido uma vez […], aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que O aguardam para a salvação. Ninguém deseja morrer. Mesmo as pessoas que creem que vão para o Céu no […] O post Meu último dia? apareceu primeiro em Rede Novo Tempo de Comunicação.

DreamIsland- Podcast De Cinema
120- Homem Nas Trevas 2 (2021)

DreamIsland- Podcast De Cinema

Play Episode Listen Later Dec 31, 2021 16:05


MELHOR QUE O PRIMEIRO! Mesmo desnecessário, Novo Homem Nas Trevas entende sobre o que quer contar e apresenta uma carta de entrada á uma possível franquia. Stephen Lang Brilha em mais uma produção de grudar os olhos na TV e não sair do sofá. Nos Acompanhe em Nossas Mídias: TWITTER LETTERBOXD CASTBOX SITE YOUTUBE --- Send in a voice message: https://anchor.fm/dreamisland/message

Editorial - Gazeta do Povo
Editorial: Mesmo sem reformas, 2021 teve avanços na pauta econômica

Editorial - Gazeta do Povo

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 6:37


Editorial: Mesmo sem reformas, 2021 teve avanços na pauta econômica

LikeUS Training Brasil - LUST
Ep. 56 - Mesmo Sendo Rico, Por Que Ela Prefere Fazer Sexo com Outro?! | Feedback LikeUS Training

LikeUS Training Brasil - LUST

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 49:55


APRESENTADO POR EDWARD ROSS E D. A. PUPKIN - Suas dúvidas estão cada vez melhores, Extraordinários! Elas podem servir para muita gente, como as que o LikeUs Training recebeu neste Feedback LUST: o Brother do Riquinho Rico, o Viandeiro dos Suvenires e o Indeterminada Amizade ventilam, para o debate entre D. A. e Edward Ross, assuntos tão comuns aos homens quanto andar para frente. O problema é saber como lidar com dinheiro e não ser afobado, ou qual lembrança da viagem dar à crush, ou até mesmo como manter a amizade com uma ficante após não sentir mais tesão nela. Sim, são estes os problemas deles, mas que é - ou já foi - teu também! Então não vacila, baixe para ouvir onde e quando quiser, e compartilhe! Siga nossos perfis!

RBA NEWS
“É possível se infectar pelo vírus da gripe e da covid ao mesmo tempo”, diz pesquisadora da Fiocruz

RBA NEWS

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 3:16


O post “É possível se infectar pelo vírus da gripe e da covid ao mesmo tempo”, diz pesquisadora da Fiocruz apareceu primeiro em RBA NEWS.

Paracatu Rural - Jornal do agronegócio
ALGODÃO Brasileiro Se Destaca Na Exportação, Mesmo Com Redução De Consumo E Custos Altos De Produção

Paracatu Rural - Jornal do agronegócio

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 9:20


O colaborador do Paracatu Rural, engenheiro agrônomo Lício Pena, diretor executivo da Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), fez uma retrospectiva do mercado do ALGODÃO neste ano 2021, onde segundo ele, houve recuo de área e de produção devido a redução de consumo pela pandemia de coronavírus, e custos de produção bastante altos. Mesmo assim, as exportações foram maiores que no ano anterior e o Brasil se destaca no setor. Em 2022 esperam-se números ainda melhores e produtores aumentam a área plantada.

Reportagem
Retrospectiva América Latina 2021: ano marcado pela pandemia, disputas ideológicas e fraudes eleitorais

Reportagem

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 14:46


O ano de 2021 na América Latina foi marcado pelas consequências políticas das campanhas de vacinação contra o coronavírus, pelas disputas ideológicas no mapa político da região e pelo avanço de regimes autoritários com fraudes eleitorais. Márcio Resende, correspondente da RFI na Argentina O primeiro turno das eleições no Equador aconteceu em fevereiro e o segundo turno em abril. Nessa altura, a campanha de vacinação contra a Covid-19 ainda engatinhava. Mas ela foi fundamental para aumentar o capital político do novo governo do presidente Guillermo Lasso. Como candidato, ele tinha prometido que, se eleito, vacinaria metade da população nos primeiros 100 dias de governo. "Com 50 vacinados em média por cada centro, chegaremos a nove milhões de equatorianos nos primeiros 100 dias", declarou Lasso. Quando assumiu o poder no final de maio, apenas 3% da população equatoriana estava imunizada. Mas 100 dias depois, tal como tinha prometido, 52% dos equatorianos já estavam vacinados. A popularidade do novo presidente chegou aos 74%. Mas logo depois, com três motins penitenciários que deixaram centenas de mortos e com o seu nome envolvido na investigação Pandora Papers, a popularidade de Guillermo Lasso despencou. O ano termina com o Equador como primeiro país das Américas a tornar obrigatória a vacinação contra covid-19. A decisão é sanitária, mas também política: Guillermo Lasso quer recuperar em 2022 a popularidade que uma campanha de vacinação bem-sucedida lhe deu em 2021. Peru: desvio de vacinas No Peru, um escândalo com vacinas acabou com as chances do candidato do então presidente Francisco Sagasti. Centenas de privilegiados tiveram acesso à vacina antes mesmo do começo da campanha de imunização. As doses foram usadas por altos funcionários públicos. O escândalo ajudou a fragmentar ainda mais a disputa eleitoral, levando à vitória a extrema-esquerda de Pedro Castillo, um desconhecido professor rural e sindicalista. Pedro Castillo foi eleito no dia 6 de junho por apenas 44 mil votos de diferença com a segunda colocada, a candidata Keiko Fujimori. Mas ela não aceitou a derrota e apresentou dezenas de impugnações. Durante 43 dias, até julho, o país ficou sem saber quem ganhou as eleições. Logo no quarto mês de mandato, neste mês de dezembro, Pedro Castillo enfrentou um processo de impeachment por incapacidade moral, mas acabou vitorioso e evitou a destituição. Jovem esquerda vence no Chile Em novembro, quatro meses antes do final do seu mandato, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, também foi alvo de um processo de impeachment, mas também conseguiu se livrar da destituição. Mas essa foi a única votação em que Piñera saiu vitorioso. A sua coligação de direita foi derrotada nas eleições para constituintes em maio, para governadores em maio e junho, nas presidenciais e nas legislativas de novembro. Na esteira das grandes manifestações iniciadas há dois anos contra a desigualdade, os chilenos preferiram uma maioria de esquerda na Assembleia Constitituinte que começou a redigir uma nova Constituição em julho. Na América Latina, o Chile é o país que mais vacinou a sua população contra a Covid-19 e Sebastián Piñera quis usar o sucesso da campanha de imunização para melhorar a sua baixa popularidade. Não conseguiu. O conservador também tentou melhorar a imagem ao impulsionar o debate sobre o casamento homossexual. A medida foi aprovada em dezembro, mas a aprovação de Piñera, em torno de 15%, não melhorou. O envolvimento do presidente chileno nas investigações reveladas pelo Pandora Papers foi a tiro de misericórdia na sua coligação. Desde que o Chile recuperou a democracia em 1990, o país foi governado pelo centro, ora a centro-esquerda, ora a centro-direita. Mas, neste ano, pela primeira vez, o Chile teve uma eleição presidencial disputada pelos extremos. O segundo turno foi disputado entre um adepto do socialista Salvador Allende, o candidato Gabriel Boric, e um adepto do ditador Augusto Pinochet, o candidato José Antonio Kast. No Brasil, Boric tinha o apoio de Lula enquanto Kast, de Bolsonaro. Com apenas 35 anos, Boric tornou-se o mais jovem e o mais votado presidente da história do Chile. "Vocês já sabem. Venho de Magalhães, no extremo Sul do Chile, quase tocando a Antártida. Tenho 35 anos. Compatriotas, serei o presidente de todos os chilenos e chilenas", declarou. A dúvida que se abre é se a América do Sul está diante de uma nova onda de esquerda. A resposta só virá em 2022, depois das eleições na Colômbia em maio e no Brasil, em outubro. Argentina: vacinas para amigos do poder   Na Argentina, o governo também pretendia usar a campanha de vacinação como um trunfo eleitoral. Por isso, para dar mais tempo de avançar com a vacinação, adiou as eleições legislativas de outubro para novembro. Mas o tiro saiu pela culatra. Ainda em fevereiro, foi revelado um esquema de privilegiados que furaram a fila para se vacinarem antes do pessoal da Saúde e dos idosos. O esquema, apelidado de Vacinação VIP, beneficiava membros do governo, políticos amigos e até empresários aliados. Alguns chegaram a ser vacinados numa sala anexa ao gabinete do ministro da Saúde, improvisada como sala de vacinação para os amigos do poder. Em setembro, os argentinos ficaram estarrecidos com fotos e vídeos de uma festinha de aniversário clandestina da primeira-dama Fabíola Yañez, da qual participou o presidente Alberto Fernández. A festa aconteceu na residência presidencial em julho de 2020, quando o país vivia o mais estrito e prolongado confinamento do mundo. "No dia 14 de julho, dia do aniversário da minha querida Fabiola, ela convocou uma reunião com os seus amigos para brindar que não devia ter acontecido. Lamento que tenha acontecido", declarou Fernández. Nas eleições de novembro chegou a conta: o governo sofreu a maior derrota eleitoral da história do peronismo. Pela primeira vez desde a recuperação da democracia há 38 anos, o peronismo perdeu o controle do Senado. Colômbia: poucas vacinas e muitos impostos O atraso na campanha de vacinação devido à falta de vacinas somada ao anúncio de uma reforma tributária do governo para arrecadar mais em plena pandemia levou os colombianos novamente às ruas no final de abril. Foi uma reedição das grandes marchas de novembro de 2019. Grupos de vândalos se infiltraram nas manifestações, provocando confrontos com a polícia e com o exército. Mesmo com toque de recolher, os protestos continuaram durante 49 dias. A violência deixou mais de 80 manifestantes mortos. A reforma tributária não avançou. O projeto incluía aumentos nos produtos da cesta básica e nos serviços públicos. O governo pretendia arrecadar o equivalente a 2% do PIB para garantir o pagamento da dívida pública. Cubanos vão às ruas Os protestos aconteceram também nas ditaduras. Os cubanos ousaram desafiar o regime autoritário em 2021. Foram os maiores protestos populares em mais de 60 anos desde a revolução cubana. Em julho, a crise sanitária provocada pela pandemia levou os cubanos a se manifestarem contra o governo em todo o país. Os outros motivos para os protestos foram os constantes apagões, a escassez de alimentos e de medicamentos e a falta de liberdade de expressão. O governo tentou impedir a onda de manifestações cortando a rede de Internet e impedindo as comunicações através dos celulares. A resposta contra os manifestantes chegou com repressão, cerca de 500 presos e um morto. A maioria continua na prisão, apesar dos pedidos da União Europeia e da comunidade internacional. Nicarágua: farsa de ex-guerrilheiro  Em novembro, na Nicarágua, Daniel Ortega foi reeleito para um quarto mandato consecutivo com 75% dos votos numa eleição sem opositores e considerada uma farsa pela União Europeia e pela comunidade internacional. Os sete candidatos que seriam opositores nas eleições tornaram-se presos políticos. Sem opções e com medo, 80% dos nicaraguenses preferiram ficar em casa numa abstenção de protesto, segundo organismos independentes. Só em 2021, foram mais 39 presos entre políticos, empresários, camponeses, jornalistas, estudantes e ativistas. A socióloga e reconhecida defensora dos Direitos Humanos, María Teresa Blandón, conversou com a RFI mesmo com medo de ser presa por dar uma entrevista. "Não podemos fazer nada. Não podemos dar entrevistas. Alguns ativistas foram presos por darem entrevistas como esta que estou dando. Tenho medo, sim. Mas não tenho alternativa. Se eu me calar, sei que morrerei de vergonha. É provável que não me matem, mas poderia incrementar a lista de presos. É uma possibilidade real. Não estou dramatizando. É uma possibilidade realíssima", alertou Blandón. Venezuela: abstenção de 82% reelege Maduro Ainda entre os regimes autoritários, a Venezuela foi às urnas para eleições legislativas no começo de dezembro. Ir às urnas é maneira de dizer porque 82% dos eleitores se abstiveram. O regime de Nicolás Maduro ganhou em 20 dos 23 estados da Venezuela, além da capital Caracas. Cerca de 50 países, incluídas as principais democracias do mundo, não reconheceram o resultado. A União Europeia considerou o pleito na Venezuela como uma farsa eleitoral. Haiti: sangue eleitoral  O presidente do Haiti, Jovenel Moïse, de 53 anos, foi assassinado a tiros na sua própria casa na madrugada de 7 de julho por uma quadrilha de mercenários colombianos. Durante sua gestão, iniciada em fevereiro de 2017, Moïse conviveu com protestos populares contra o seu governo, mas, apesar da baixa popularidade, o seu assassinato indignou a população, que protestou. Moïse não podia ser candidato nas eleições de setembro e tinha convocado um referendo para uma nova Constituição no mesmo dia das eleições. Os opositores viam nessa consulta popular uma manobra do presidente para eliminar o artigo que proíbe a reeleição e, assim, continuar no poder. Com a morte do chefe de Estado, o primeiro-ministro Ariel Henry assumiu o poder. As eleições foram canceladas, ainda sem nova data. E Henry também quer uma nova Constituição. Para piorar o panorama, em agosto, o Haiti estremeceu com um terremoto. Mais de 2.200 mortos e 50 mil casas destruídas. China e Rússia aumentam influência  A dificuldade de acesso às vacinas dos laboratórios europeus e norte-americanos por parte da maioria dos países da América Latina facilitou que a Rússia e a China aproveitassem para expandir as suas zonas de influência. Nessa região da qual os Estados Unidos se ausentaram durante o período Donald Trump, China e Rússia usaram as vacinas como instrumento de geopolítica. Uma silenciosa ampliação da presença comercial, de prestígio internacional e de poder. Mas a chegada da variante delta em meados do ano e da ômicron em seguida expuseram os limites dessa chamada "Diplomacia das Vacinas". A insuficiente produção da russa Sputnik, sobretudo da segunda dose, e a menor eficácia das vacinas chinesas permitiram aos Estados Unidos de Joe Biden recuperarem parte do terreno perdido na era Trump. Para reforçar essa estratégia, no segundo semestre, os Estados Unidos começaram a doar vacinas à região. Antagonismo no Mercosul Em todas as eleições houve um ponto em comum: a polarização entre direita e esquerda, com propostas de governo completamente antagônicas. Esse confronto ideológico também foi levado ao Mercosul, que completou 30 anos em março. Governados pela direita, Brasil, Uruguai e Paraguai defendem o livre comércio. Governada pela esquerda, a Argentina resiste a mudanças, preferindo o protecionismo. Brasil e Uruguai querem flexibilizar as regras do bloco para facilitar a negociação individual com terceiros países. Argentina e Paraguai preferem negociações em conjunto. Em março, o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, deixou claro que está insatisfeito. "Temos de avançar nas negociações com outros blocos. Nós não estamos satisfeitos. Comunicamos que o Uruguai pretende avançar em acordos com outros países", disse. Como no Mercosul qualquer mudança requer o consenso entre todos os seus membros, a Argentina exerceu o seu poder de veto com o objetivo de ganhar tempo, apostando numa mudança de governo no Brasil em 2022. Trinta anos depois do seu nascimento, o Mercosul está num ponto de inflexão. E um dos seus maiores desafios será durar outros 30 anos.

Rádio Bandeirantes Entrevista
Rede hoteleira ainda está no vermelho, mesmo com retomada do turismo e alta ocupação no réveillon

Rádio Bandeirantes Entrevista

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 33:29


Rabino Avraham Stiefelmann
Como no mesmo judaísmo há tantas divergências e costumes?

Rabino Avraham Stiefelmann

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 35:11


B´´H Dedicado à Refua Shlemá de David ben Sara

Amorosidade Estrela da Manhã
TEVE UMA MANIFESTAÇÃO DO GERADOR QUE TINHA O PROPÓSITO DE SER ANTAGÔNICO A ELE MESMO

Amorosidade Estrela da Manhã

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 3:54


Conversas com as Entidades sobre temas diversos

Buenas Ideias
A história da iluminação no Brasil - Buenas Ideias #87

Buenas Ideias

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 12:43


O Brasil vive numa eterna luta entre a luz e as trevas, e às vezes parece que as trevas estão vencendo, né? Dos seus 500 anos de história, o Brasil passou 300 deles no escuro. Quem disse “faça-se a luz” e a luz foi feita foi D. Pedro II, pena que para fazer isso ele tirou o gás do Barão de Mauá. Só depois do óleo de baleia e do gás é que viria a energia elétrica, que agora anda escassa e está cara. Mesmo assim, fique ligado em mais um eletrizante episódio do canal Buenas Ideias e descubra a história da energia no Brasil, de um jeito luminoso que só mesmo Eduardo Bueno poderia te contar. Ah, o último a sair, apaga a luz! Inscreva-se no canal: http://bit.ly/YTBuenasIdeias

Meu tempo com Deus
Não confie em si mesmo - Retrospectiva 2021

Meu tempo com Deus

Play Episode Listen Later Dec 30, 2021 6:37


Episódio de 8 de março de 2021.

Leo Eler
Devocional Diário - "Depois de tudo..." - Quarta-feira - 29/12/21

Leo Eler

Play Episode Listen Later Dec 29, 2021 16:24


Maratona bíblica - 2 Crônicas 31 a 33: "Depois de tudo..." Depois de tudo o que Ezequias fez com tanta fidelidade, Senaqueribe, rei da Assíria, invadiu Judá e sitiou as cidades fortificadas para conquistá-las. 2 Crônicas 32:1 NVI Ezequias mostrou-se fiel ao Senhor. Buscou a Deus, restaurou o culto e convocou a nação para a adoração. Mesmo assim, sofreu revezes na vida. Porque pessoas fiéis sofrem na vida? 1) nossa existência é marcada pela presença do pecado. 2) os planos de Deus são maiores e soberanos. 3) Deus não abandona os seus. Por tudo isso o rei Ezequias e o profeta Isaías, filho de Amoz, clamaram em oração aos céus. E o Senhor enviou um anjo, que matou todos os homens de combate e todos os líderes e oficiais no acampamento do rei assírio, de forma que este se retirou envergonhado para a sua terra. E certo dia, ao adentrar o templo do seu deus, alguns dos seus filhos o mataram à espada. 2 Crônicas 32:20‭-‬21 NVI Deus é poderoso para livrar seu povo.

Genial Podcast
Mesmo com recorde de casos de Covid-19 no mundo, bolsas mantém tom positivo - 28/12/2021

Genial Podcast

Play Episode Listen Later Dec 28, 2021 10:52


Casos diários de Covid-19 batem novo recorde global cerca de dois anos após o início da pandemia, mas não impedem as bolsas de renovarem suas máximas.

Devocionais Pão Diário
Devocional: Jamais esquecido - 28/12

Devocionais Pão Diário

Play Episode Listen Later Dec 28, 2021 2:49


Mesmo que isso fosse possível, eu não me esqueceria de vocês! Isaías 49:15 Nossa missão é tornar a sabedoria da Bíblia acessível a todos! Siga-nos no Instagram (@paodiariooficial), Facebook (/paodiariooficial) e YouTube (/paodiariobrasil). Devocional, Pão Diário, reconfortante, amado, amor, Deus

Estadão Notícias
A pandemia em seu 3º ano: lockdowns estão superados?

Estadão Notícias

Play Episode Listen Later Dec 28, 2021 27:34


Mesmo com o avanço da vacinação e a melhoria nos índices de internação e morte, o cenário da pandemia de covid-19 segue ainda incerto. A cada nova variante que surge, especialmente se conseguem driblar imunizantes, governos precisam se debruçar sobre os meios de conter a disseminação do vírus. “Tem muitas questões sobre essa nova variante que ainda não sabemos”, destaca a microbiologista Nathalia Pasternak, entrevistada no nosso podcast, ao falar sobre a Ômicron. Não bastasse os mistérios que rondam o comportamento de uma nova cepa, o mundo precisa travar uma batalha contra os negacionistas que são contra tudo, desde o lockdown até os imunizantes. Muitas vezes, por causa dessa parcela da população, países se veem obrigados a adotar novamente medidas restritivas rigorosas. “É pouco provável que teremos novos lockdowns conforme a vacinação vai crescendo”, afirma a especialista. A polêmica da vez é a vacinação de crianças, entre 5 e 11 anos, no Brasil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso da vacina Pfizer contra a Covid para este público. No entanto, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a imunização de crianças contra a Covid-19 não é um “assunto consensual”. Apesar do aval da agência reguladora, cabe ao Ministério da Saúde decidir se inclui ou não o imunizante para crianças no Programa Nacional de Imunizações (PNI). “É uma faixa importante, em que vai dar uma tranquilidade para os pais, já que vão poder retornar às suas atividades com riscos menores”, esclarece Nathalia Pasternak. O Estadão Notícias está disponível noSpotify,Deezer,Apple Podcasts,Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência. Apresentação: Emanuel Bomfim Produção/Edição:  Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Ana Paula Niederauer. Montagem: Moacir Biasi See omnystudio.com/listener for privacy information.

Café Brasil Podcast
Cafezinho 450 - O óbvio para o ano novo-

Café Brasil Podcast

Play Episode Listen Later Dec 27, 2021 7:04


Há tempos saquei que grande parte dos que me leem são jovens (na faixa dos 24 a 35 anos) buscando conhecimento que os ajude a pavimentar seu caminho no universo profissional. E para gente jovem poucos assuntos são óbvios. E mesmo os óbvios precisam ser revistos sob óticas diferentes ou simplesmente relembrados. É nos detalhes óbvios que mora a diferença. Portanto, vamos ao óbvio. Minha carreira me coloca diante de situações e pessoas diferentes e com histórias de vida quase sempre fascinantes e únicas. Mesmo quando encontro pessoas parecidas que agiram de forma parecida, quase nunca o resultado é igual. A única coisa comum entre os que obtiveram o sucesso que verdadeiramente importa é que todos trabalharam pra valer. E com o tempo a gente vai juntando umas reflexões que, se não garantem o sucesso, ajudam de montão. Lá vão então as dicas óbvias de ano novo: Você percebe que chegou a hora de mudar quando levanta da cama pela manhã e diz: Que saco! Tenho que ir trabalhar. O mundo acontece fora de sua sala, de seu departamento, de sua empresa, de seu círculo de amizades. Vá onde os outros não vão. Leia o que os outros não leem. Ande com gente de fora. Arrume uns amigos esquisitos. A vida é feita de encontros, especialmente os imprevisíveis. Exponha-se a eles. Se sua vida é casa-trabalho-escola-casa, seus encontros são previsíveis. Busque novos encontros. Deles surgem as oportunidades. Ao levantar pela manhã você pensa na sua proposta de valor? Naquilo que você quer que as pessoas sintam quando encontram você? Se você não pensa, outras pessoas pensam. E constroem sua imagem à sua revelia. Tome conta de sua imagem. Chegará o dia em que seu maior patrimônio será seu círculo de amizades. A maioria das soluções para seus problemas surgirá de um contato com um conhecido. Portanto alimente esse círculo, plante, regue e retribua. Como diz Rubem Alves: é no espanto que o pensamento acontece. Se sua vida é uma rotina, não há mais inteligência nela. Fuja da rotina. Procure o novo. Aprendi como cartunista: para poder fazer uma caricatura, você tem que saber desenhar. Aprendendo bem o básico, é possível criar sobre ele. Portanto, antes de inventar moda, enriqueça seu repertório. Falar português errado é como ter unha suja, cabelo ensebado ou cheiro de corpo. Seja culturalmente asseado. Quem, tendo a oportunidade de estudar, fala “problema” e “nóis vamo”, dá uma pista sobre suas prioridades. E se acha que isso é preconceito linguístico, não entendeu nada de nada. Esforce-se para se colocar em situações em que seu estômago congele na hora de tomar uma decisão. Se seu estômago não gela, é porque não há risco. E qual é o retorno de atividades que não tem risco? Por fim, uma frase deliciosa do escritor francês Charles Lemesle: “Os homens são como os vinhos: com a idade, só os melhores lucram em doçura o que perdem em força. Os outros azedam.” Que seu 2022 seja nutritivo. É óbvio. No Youtube: https://youtu.be/pydquPPj87w Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Acesse http://mundocafebrasil.com

Cafezinho Café Brasil
Cafezinho 450 - O óbvio para o ano novo-

Cafezinho Café Brasil

Play Episode Listen Later Dec 27, 2021 7:04


Há tempos saquei que grande parte dos que me leem são jovens (na faixa dos 24 a 35 anos) buscando conhecimento que os ajude a pavimentar seu caminho no universo profissional. E para gente jovem poucos assuntos são óbvios. E mesmo os óbvios precisam ser revistos sob óticas diferentes ou simplesmente relembrados. É nos detalhes óbvios que mora a diferença. Portanto, vamos ao óbvio. Minha carreira me coloca diante de situações e pessoas diferentes e com histórias de vida quase sempre fascinantes e únicas. Mesmo quando encontro pessoas parecidas que agiram de forma parecida, quase nunca o resultado é igual. A única coisa comum entre os que obtiveram o sucesso que verdadeiramente importa é que todos trabalharam pra valer. E com o tempo a gente vai juntando umas reflexões que, se não garantem o sucesso, ajudam de montão. Lá vão então as dicas óbvias de ano novo: Você percebe que chegou a hora de mudar quando levanta da cama pela manhã e diz: Que saco! Tenho que ir trabalhar. O mundo acontece fora de sua sala, de seu departamento, de sua empresa, de seu círculo de amizades. Vá onde os outros não vão. Leia o que os outros não leem. Ande com gente de fora. Arrume uns amigos esquisitos. A vida é feita de encontros, especialmente os imprevisíveis. Exponha-se a eles. Se sua vida é casa-trabalho-escola-casa, seus encontros são previsíveis. Busque novos encontros. Deles surgem as oportunidades. Ao levantar pela manhã você pensa na sua proposta de valor? Naquilo que você quer que as pessoas sintam quando encontram você? Se você não pensa, outras pessoas pensam. E constroem sua imagem à sua revelia. Tome conta de sua imagem. Chegará o dia em que seu maior patrimônio será seu círculo de amizades. A maioria das soluções para seus problemas surgirá de um contato com um conhecido. Portanto alimente esse círculo, plante, regue e retribua. Como diz Rubem Alves: é no espanto que o pensamento acontece. Se sua vida é uma rotina, não há mais inteligência nela. Fuja da rotina. Procure o novo. Aprendi como cartunista: para poder fazer uma caricatura, você tem que saber desenhar. Aprendendo bem o básico, é possível criar sobre ele. Portanto, antes de inventar moda, enriqueça seu repertório. Falar português errado é como ter unha suja, cabelo ensebado ou cheiro de corpo. Seja culturalmente asseado. Quem, tendo a oportunidade de estudar, fala “problema” e “nóis vamo”, dá uma pista sobre suas prioridades. E se acha que isso é preconceito linguístico, não entendeu nada de nada. Esforce-se para se colocar em situações em que seu estômago congele na hora de tomar uma decisão. Se seu estômago não gela, é porque não há risco. E qual é o retorno de atividades que não tem risco? Por fim, uma frase deliciosa do escritor francês Charles Lemesle: “Os homens são como os vinhos: com a idade, só os melhores lucram em doçura o que perdem em força. Os outros azedam.” Que seu 2022 seja nutritivo. É óbvio. No Youtube: https://youtu.be/pydquPPj87w Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Acesse http://mundocafebrasil.com

Megamatte MegaCast
Megacast #33 | Papo de Megas | Dê votos de natal mas queira mesmo é transformar vidas.

Megamatte MegaCast

Play Episode Listen Later Dec 24, 2021 10:12


Mais um episódio Papo de Megas especial no ar!

Notícias Agrícolas - Podcasts
Apesar de entraves internacionais e poucas opções de financiamento, vendas de máquinas agrícolas crescem 40% e setor prevê 2022 desafiador

Notícias Agrícolas - Podcasts

Play Episode Listen Later Dec 23, 2021 16:08


Indústrias de máquinas agrícolas sofreram com falta de insumos, enquanto que recursos do Plano Safra foram todos consumidos no segundo semestre do ano. Para 2022, o desafio será a comercialização de maquinários com poucas opções de financiamento. Mesmo assim, o setor prevê avanço de 5% nas negociações

Igreja do Amor
PROFETIZE NOS SEUS RELACIONAMENTOS - PR. FELIPE NASCIMENTO - IGREJA DO AMOR

Igreja do Amor

Play Episode Listen Later Dec 23, 2021 53:54


Todos nós, como seres humanos, deveríamos ser os mais compreensivos possíveis em relação aos outros quando eles erram conosco. Mas, infelizmente, mesmo recebendo tanta misericórdia de Deus, algumas vezes não tratamos as pessoas dessa forma. Mesmo recebendo encorajamento de Deus, algumas vezes não as encorajamos. Mesmo recebendo amor incondicional de Deus, algumas vezes não as amamos. E é justamente sobre isso que vamos falar nesta mensagem. Aprendemos com as cartas de Paulo a Filipos, a Tito e a Corinto que precisamos fortalecer uns aos outros; precisamos exortar uns aos outros e amar uns aos outros.

Notícias Agrícolas - Podcasts
Mesmo com ano desafiador, setor de aves e suínos batem recorde de produção e exportação, diz ABPA

Notícias Agrícolas - Podcasts

Play Episode Listen Later Dec 22, 2021 19:18


Presidente da entidade pontua que setor produtivo foi resiliente, trabalhando no prejuízo em muitos momentos devido aos altos custos de produção

Vertente Tecnológica
Ep#176: A fabricante Audi dá a conhecer ao mundo um novo conceito de carregamento para elétricos

Vertente Tecnológica

Play Episode Listen Later Dec 22, 2021 14:16


Após ver imagens e ter percebido melhor este conceito, existe de facto, inúmeras possibilidades que podem ser criadas a partir daqui. Mesmo que num futuro próximo este serviço possa vir a ter um custo associado, é preferível pagar por algo pelo qual nós como utilizadores possamos ter parte do retorno. Usar de todas as condições premium enquanto carregamos os nossos veículos elétricos, muda completamente o paradigma que tínhamos em relação a este assunto. Contactos e Redes Sociais: Site: vertentetecnologica.wordpress.com Email: vertente_tecnologica@Outlook.pt Email: vertente.tecnologica.podcast@Gmail.com Instagram: vertente_tecnologica Twitter: Vertente_Tecno Facebook: vertente.tecnologica YouTube: https://youtube.com/channel/UCWeLI9cWYQbPVDxlfKM7Ppg Sites de pesquisa: https://4gnews.pt https://pplware.sapo.pt https://www.tecmundo.com.br https://tecnoblog.net https://techcrunch.com https://macmagazine.com.br https://updated.pt Lista de reprodução de música no Apple Music: https://is.gd/MZyzdD Para aceder ao iTunes Store (Apple Podcast): https://is.gd/XayFsF --- This episode is sponsored by · Anchor: The easiest way to make a podcast. https://anchor.fm/app --- Send in a voice message: https://anchor.fm/vertentetecnologica/message Support this podcast: https://anchor.fm/vertentetecnologica/support

45 Graus
#113 Magda Nico - Mitos e simplificações no modo como olhamos para os jovens

45 Graus

Play Episode Listen Later Dec 22, 2021 88:24


A convidada é socióloga, actualmente Investigadora Integrada do CIES-IUL e Professora Auxiliar no ISCTE-IUL. A sua investigação segue uma perspectiva crítica ao longo do tempo e das gerações, e dedica-se a estudar as transições para a vida adulta dos jovens, analisando vários aspectos, como os padrões na saída de casa dos pais, a precariedade de longa duração, a reprodução das desigualdades sociais, e sentimentos de pertença geracional.  -> Inquérito aos ouvintes -> Apoie este projecto e faça parte da comunidade de mecenas do 45 Graus em: 45graus.parafuso.net/apoiar Conheci a convidada recentemente no Encontro “Juventudes” que foi organizado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, onde estive a moderar um painel de debate. O encontro serviu, como o nome indica, para debater os jovens e a juventude, e a convidada foi consultora do evento. Aproveitando a oportunidade, e uma vez que a Magda é uma das principais investigadoras nestas áreas em Portugal, convidei-a para o 45 Graus, para conversarmos sobre estes temas. Na nossa conversa discutimos vários aspectos do modo como a Sociologia olha e estuda os jovens e a juventude. Falámos sobre como tem evoluído a transição para a vida adulta nos jovens, e os desafios associados ao emprego e à saída de casa. Discutimos também o que é diferente na condição dos jovens actuais, mas também a nossa tendência para exagerar este aspecto e desvalorizar os aspectos que são comuns aos jovens desde sempre. Mesmo com esta advertência em mente, não deixámos de falar de algumas características distintivas das gerações actuais, como por exemplo a maior sensibilização para causas globais ou os efeitos do uso de redes sociais. E falámos também da realidade portuguesa, em particular de porque é que os jovens portugueses são, na Europa, dos que saem mais tarde de casa dos pais? -- um tópico no qual a convidada tem uma opinião original. _______________ Índice da conversa: (2:28) O que distingue o olhar da Sociologia? (07:20) O que é que na transição para a vida adulta dos jovens de hoje é diferente e igual a gerações anteriores?   (11:24) A armadilha de acharmos que a nossa geração é excepcional. “Geração rasca” | Efeito idade vs geração vs período histórico (15:02) A importância de ter um duplo olhar na Sociologia: para os desafios de sempre & para os desafios do presente (17:04) A destandardização da transição para a vida adulta que ocorreu a partir dos anos 1950. | Mas a normalidade do passado também escondia aspectos da juventude que são perenes (26:33) Porque é que os jovens portugueses são, na Europa, dos que saem mais tarde de casa dos pais? Artigo de opinião da convidada. (41:08) O debate dentro da Sociologia entre as perspectivas da “agência” e “estrutura”. | “Falácia epistemológica da modernidade tardia” (54:30) Meritocracia (58:19) O que é, apesar de tudo, distintivo nos jovens actuais face a gerações anteriores? | Preocupações globais. | Os jovens de hoje assinam muito petições; mas o que é que isso realmente nos diz? Estudo da FFMS “Os Jovens em Portugal, Hoje” (1:14:27) Efeitos negativos das redes sociais. Efeitos sobre a saúde mental das raparigas. (1:18:47) A importância para a Sociologia de fazer mais estudos longitudinais (1:24:31) Livros recomendados: Children of the Great Depression, de Russell Freedman | Young People And Social Change, de Andy Furlong e Fred Cartmel (livro que refere a “Falácia epistemológica da modernidade tardia”) | Normal People, de Sally Rooney _______________ Obrigado aos mecenas do podcast: Julie Piccini, Ana Raquel Guimarães Miguel van Uden, José LuÍs Malaquias, João Ribeiro, Francisco Hermenegildo, Nuno e Ana, Nuno Costa, Galaró family, Salvador Cunha, JoÃo Baltazar, Miguel Marques, Corto Lemos, Carlos Martins, Tiago Leite Luis, Maria Pimentel, Rui Amorim, RB, Pedro Frois Costa, Gabriel Sousa, Mário Lourenço, Arune Bhuralal, Isabel Oliveira, Ana Teresa Mota, Filipe Bento Caires, Luí­s Costa, Manuel Martins, Diogo Sampaio Viana, Francisco Fonseca, João Nelas, Tiago Queiroz, Ricardo Duarte, António Padilha, Rita Mateus, Daniel Correia, João Saro, Tomás Costa Rui Baldaia, Joana Margarida Alves Martins, Luis Marques, Hugo Correia, Duarte , Francisco Vasconcelos, Telmo , Jose Pedroso, MANNA Porto, José Proença, Carlos Manuel Lopes de Magalhães Lima, Maria Francisca Couto, joana Antunes, Nelson Poças, Francisco López Bermúdez, Carlos Silveira, Diogo Rombo, Bruno Lamas, Fábio Mota, Vítor Araújo, João Pereira, Francisco Valente, Nuno Balsas, Jorge Amorim, Rui Vilão, João Ferreira, Luís Elias, José Losa, Hélder Moreira, Diogo Fonseca, Frederico Apolónia, André Abrantes, Henrique Vieira, João Farinha, Paulo Fernandes, Nuno Lages, João Diamantino, Vasco SÁ Pinto, Rui Carrilho, Luis Quelhas Valente, Tiago Pires, Mafalda Pratas, Renato Vasconcelos, João Raimundo, Francisco Arantes, Francisco dos Santos, Mariana Barosa, Marta Baptista Coelho, João Castanheira, Pedro , rodrigo Brazão, Nuno Gonçalves, Pedro Rebelo, Tomás Félix, Vasco Lima, Joao Pinto, João Moreira, José Oliveira Pratas, João Diogo Silva, Marco Coelho, Joao Diogo, Francisco Aguiar , Tiago Costa da Rocha, João Crispim, Paulo dos Santos, Abílio Mateus, João Pinho , Andrea Grosso, Miguel Lamela, Margarida Gonçalves, Afonso Martins, João Barbosa, Luis Filipe, Renato Mendes, António Albuquerque, Francisco Santos, juu-san, Fernando Sousa, Pedro Correia, MacacoQuitado, Paulo Ferreira, Gabriela, Nuno Almeida, Francisco Manuel Reis, Daniel Almeida, Albino Ramos, Inês Patrão, Patrícia Esquível , Diogo Silva, Miguel Mendes, Luis Gomes, Ana Batista, Alberto Santos Silva, Cesar Correia, Susana Ladeiro, Gil Batista Marinho, Filipe Melo, Cheila Bhuralal, Bruno Machado, Miguel Palhas, isosamep, Robertt , Pedro F. Finisterra, Cristiano Tavares, Pedro Vieira, Jorge Soares, Maria Oliveira, Bruno Amorim Inácio, Nuno , Wedge, Pedro Brito, Manuel Botelho da Silva, Ricardo Leitão, Vítor Filipe, João Bastos, Natália Ribeiro, Bernardo Pimentel, Pedro Gaspar, Hugo Domingues _______________ Esta conversa foi editada por: Hugo Oliveira _______________ Bio: Magda Nico é socióloga, actualmente Investigadora Integrada do CIES-IUL e Professora Auxiliar no ISCTE-IUL. Investiga as transições e trajectórias para a vida adulta, numa perspectiva crítica ao longo do tempo e das gerações, na Europa e em Portugal. Os processos de saída de casa dos pais, de precariedade de longa duração, de reprodução das desigualdades sociais, e de sentimentos de pertença geracional saem, desta perspectiva crítica e de maior durée, mais desmontados e contextualizados.    

O Assunto
Pandemia: o que esperar do ano 3

O Assunto

Play Episode Listen Later Dec 20, 2021 24:22


Ao fim de 2020, o trauma de meses dificílimos cedeu lugar à euforia com o início da vacinação. De fato, onde ela avançou mais, o quadro melhorou bastante. Mas a desigualdade na aplicação contrapõe países com mais de 80% da população completamente imunizada a outros, quase sempre pobres, nos quais o percentual não chega a 10%. “Mais do que um imperativo ético e moral, o acesso equitativo às vacinas ainda é a melhor resposta à pandemia”, afirma Jarbas Barbosa, vice-diretor da Opas, braço da OMS nas Américas. Isso porque somente o controle da transmissão do vírus poderá impedir o surgimento sem fim de variantes de preocupação. A ômicron, mais recente delas, embaralhou todos os prognósticos para 2022, ao combinar manifestações aparentemente menos graves da doença à maior transmissibilidade vista até aqui. “Mesmo países com sistemas de saúde fortes poderão enfrentar problemas”. Em entrevista a Renata Lo Prete, o médico brasileiro analisa estudos preliminares sobre a ômicron e a necessidade das doses de reforço. E lança um olhar esperançoso sobre o futuro: “Se tivermos vigilância genômica funcionando, mantivermos a adesão da população às recomendações de saúde pública e avanço da vacinação, acredito que possamos chegar ao final de 2022 com perspectiva de controle”.

Rádio Companhia
#172 - Bate-papo sobre "A pediatra", com Andréa del Fuego e Vera Iaconelli

Rádio Companhia

Play Episode Listen Later Dec 19, 2021 58:11


Primeiro romance de Andréa Del Fuego desde o elogiado "As miniaturas", em "A pediatra" somos conduzidos por Cecília, a protagonista, enquanto ela tenta impedir o colapso de seu mundo. Escrito num ritmo frenético pela autora vencedora do Prêmio José Saramago, o romance é uma crônica divertida sobre maternidade, trabalho e o que fazer quando as ilusões parecem ruir. Pela ótica de Cecília nos aproximamos de temas tabu e mergulhamos nas diversas complexidades que o século 21 nos traz. * Para tentar desvendar os seus segredos, a Rádio Companhia recebe a sua criadora, ANDRÉA DEL FUEGO, e a psicanalista VERA IACONELLI, colunista da Folha de São Paulo. * Saiba mais sobre a obra: Cecília é o oposto do que se imagina de uma pediatra – uma mulher sem espírito maternal, pouco apreço por crianças e zero paciência para os pais e mães que as acompanham. Porém a medicina era um caminho natural para ela, que seguiu os passos do pai. Apesar de sua frieza com os pacientes, ela tem um consultório bem-sucedido, mas aos poucos se vê perdendo lugar para um pediatra humanista, que trabalha com doulas, parteiras e acompanha até partos domiciliares. Mesmo a obstetra cesarista com quem Cecília sempre colaborou agora parece preferi-lo. Ela fará, então, um mergulho investigativo na vida das mulheres que seguem o caminho do parto natural e da medicina alternativa, práticas que despreza profundamente. Em paralelo, vive uma relação com um homem casado, de cujo filho ela acompanhou o nascimento como neonatologista. E é esse menino que irá despertar sentimentos nunca antes experimentados pela pediatra. * Apresentação: Mariana Figueiredo Edição: Paulo Júnior

Brasil-Mundo
Oiapoque : Guiana Francesa libera travessia pela ponte que liga França e Brasil

Brasil-Mundo

Play Episode Listen Later Dec 19, 2021 3:51


As autoridades da Guiana Francesa divulgaram neste sábado (18) um decreto no qual liberam a circulação de pessoas na Ponte Binacional, única ligação terrestre entre o território ultramarino francês e o Brasil. A ponte estava fechada desde o início da pandemia de Covid-19. Silvano Mendes, enviado especial a Saint-Georges de l'Oyapock A medida era esperada e há dias suscitava rumores. Nas ruas de Saint-Georges de l'Oyapock, no lado francês da fronteira, o assunto estava em todas as rodas de conversa. Todos tinham um palpite sobre a abertura ou não da Ponte Binacional. Mesmo assim, muita gente se surpreendeu quando um decreto assinado por Thierry Queffelec, o prefeito da Guiana Francesa (cargo equivalente ao de um governador no Brasil), foi divulgado em pleno fim de semana. Segundo o texto, a partir de agora a travessia passa a ser novamente possível por via terrestre, pela Ponte Binacional. No entanto, os viajantes de mais de 12 anos terão que provar que foram vacinados contra a Covid-19 ou apresentar um teste de Covid-19 com resultado negativo, realizado nas últimas 48 horas. O decreto explica ainda que, caso o viajante não responda a esses critérios, mas que apresente um motivo "imperativo", a travessia também é possível se a pessoa aceitar ser testada ao chegar no seu destino, além de cumprir um período de isolamento de sete dias, seguido de um novo teste.  As medidas anunciadas no decreto devem facilitar a vida dos que vivem na Guiana Francesa e que costumavam fazer a travessia de carro, tanto para fazer compras como para seguir viagem para outras regiões do Brasil. Mas também representa um novo fôlego para os moradores de Oiapoque, do lado brasileiro, onde o comércio vivia principalmente dos euros gastos pelos viajantes provenientes do outro lado da fronteira. “A economia do Estado do Amapá vai dar um pulo muito grande. Com a abertura, todo mundo sai ganhando”, resume o representante associativo José Gomes, que atua dos dois lados rio Oiapoque em ações sociais junto a famílias vulneráveis. “Esta noite todos estão celebrando. Pode ter certeza que a partir de segunda-feira (20) vai ter uma fila gigantesca de carros para atravessar a ponte”, prevê. A novela da Ponte Binacional A reabertura é apenas mais um episódio na novela em torno da Ponte Binacional, projeto que levou 20 anos para sair do papel antes de ser inaugurado, em 2017, com a ambição tirar o norte do Brasil do isolamento por via terrestre. E, de tabela, abrir uma porta direta do país com a União Europeia, já que a Guiana Francesa é um território ultramarino da França. Mas para os moradores transfronteiriços, o decreto não representa uma mudança radical, já que a travessia entre a Guiana Francesa e o Brasil sempre foi possível de maneira informal por meio de canoas, as chamadas catraias, que cruzam o rio Oiapoque por um punhado de reais muito antes da construção da ponte.  Nem mesmo o contexto sanitário mudou essa situação. Se no início da pandemia a polícia tentou limitar a atividade dos barcos para conter a propagação do vírus, logo a circulação voltou a um ritmo quase normal. “Para mim a pandemia não afetou em nada. Eu continuei trabalhando. As vezes fazemos cerca de dez travessias por dia”, relata Osvanil, um dos mais de 200 catraieros, a maioria brasileiros, que atuam nesse trecho do Oiapoque.  “Tem pessoas que moram lá, mas trabalham aqui. Tem alunos que moram do outro lado e estudam aqui. Então eles vêm pela manhã e voltam à tarde. E a gente passa o dia transportando esse povo”, disse à reportagem da RFI, na margem francesa do rio. A travessia entre Saint-Georges e a cidade de Oiapoque leva cerca de 10 minutos nos barquinhos motorizados. Já para a Vila Vitória, pequeno bairro também no lado brasileiro, 4 minutos bastam para mudar de país. Durante a pandemia, o trajeto que custava R$ 20 subiu de preço e pode chegar a R$ 50, dependendo da cara do freguês. Uma inflação que, segundo Osvanil, se deve muito mais ao aumento da gasolina (no lado brasileiro) do que à pandemia. Mas o preço não parece ser um problema, já que cruzar o rio faz parte da vida da população local. Basta ficar alguns minutos na beira do Oiapoque, do lado francês, para ver um desfile interminável de canoas carregando adultos e crianças, muita gente com sacolas e até malas, em um vai e vem ilegal, já que a oficialmente a fronteira estava fechada, mas totalmente tolerado. "Eu moro nos dois lados" “Eu atravesso todos os dias para trabalhar”, conta Deise, que vende açaí na feira de Saint-Georges. “Meus filhos estudam aqui também. Eu moro nos dois lados”, brinca a brasileira, que no passado também pilotava barcos. Ela era uma das únicas mulheres catraieiras no Oiapoque, mas decidiu mudar de atividade no momento em que as autoridades começaram a controlar a movimentação das canoas, no início da pandemia.   Ela temia pela reabertura da Ponte Binacional, assim como Osvanil, que já fazia os cálculos do impacto na atividade das canoas. “Se a ponte reabrir, vai afetar a vida da gente, pois dependemos disso aqui”, avalia o catraieiro. "Somos mais de 200, e cada um dos catraieiros representa uma família".  Mas o representante associativo José Gomes é menos pessimista. “Com a abertura, todo mundo sai ganhando. Sempre vai ter gente que não vai poder atravessar pela ponte”, afirma, fazendo alusão ao fato que a verificação de documentos é rigorosa na viagem terrestre, enquanto que nos barcos os controles são bem mais raros. Dessa forma, com ou sem pandemia, para muitos que estão em situação ilegal, entre eles boa parte dos garimpeiros que atuam nos cerca de 400 acampamentos clandestinos nas florestas da Guiana Francesa, a única maneira de cruzar essa fronteira amazônica entre o Brasil e a França continua sendo a travessia fluvial pelo Oiapoque.

Transformação Digital CBN
Transformação Digital CBN #141 - Crescente retomada feminina na tecnologia

Transformação Digital CBN

Play Episode Listen Later Dec 18, 2021 37:16


Segundo dados do IBGE, mulheres representam somente 20% do mercado de tecnologia, sendo que 79% abandonam cursos de TI ainda no primeiro ano da faculdade, grande parte devido a discriminações de gênero, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Mesmo assim, a presença feminina no setor está crescendo, e aumentou de cerca de 28 mil em 2015 para 44,5 mil mulheres em 2019. E, para falar sobre cursos que incentivam mulheres na tecnologia e a importância da presença feminina no mercado, nós convidamos Alessandra Karine, que é VP de Vendas do Setor Público e Líder de Diversidade e Inclusão da Microsoft Brasil.

ONU News
Receitas de migrantes superam ajuda externa mesmo em meio à pandemia 

ONU News

Play Episode Listen Later Dec 16, 2021 1:07


Sacadas de Empreendedor
NÃO SABIA NADA DE INTERNET E MESMO ASSIM FEZ 6 EM 7 | ERICO ROCHA

Sacadas de Empreendedor

Play Episode Listen Later Dec 16, 2021 6:08


NÃO SABIA NADA DE INTERNET E MESMO ASSIM FEZ 6 EM 7 | ERICO ROCHA by Erico Rocha

Metanoia Lab | Liderança, inovação e transformação digital, por Andrea Iorio
Ep. 80a | Paradoxo do Stockdale: como ter otimismo e realismo ao mesmo tempo? Jim Collins comentado por Andrea Iorio

Metanoia Lab | Liderança, inovação e transformação digital, por Andrea Iorio

Play Episode Listen Later Dec 16, 2021 16:11


Neste segundo episódio da semana dedicado ao Jim Collins, o Andrea explora a fundo o conflito entre realismo e otimismo, e como equilibrá-lo através do Paradoxo de Stockdale, conceito que foi popularizado após a história do Almirante Stockdale, capturado pelos inimigos durante a guerra em Vietnã.

Podcast da CPT
PERGUNTE AO PASTOR O Deus Ruim Do Antigo Testamento, É O Mesmo Do Novo Testamento

Podcast da CPT

Play Episode Listen Later Dec 13, 2021 57:35


PERGUNTE AO PASTOR O Deus Ruim Do Antigo Testamento, É O Mesmo Do Novo Testamento by Rádio CPT

Arena do Futuro – Áudios Novo Tempo

E aí, meu querido irmão em Cristo, você tem lido a Bíblia diariamente? É? Desde quando você está nesse projeto de ler a Bíblia todos os dias, objetivando ler a Bíblia inteira? Isso tem feito bem pra você? Mesmo? Sabe qual é a maior bênção que nós podemos receber de Deus por estarmos empenhados assim […] O post 2º Pedro 02 apareceu primeiro em Rede Novo Tempo de Comunicação.

Podcast MdM – Melhores do Mundo
Podcast MdM #653: Pode escutar tranquilo que não tem spoilers do Homem-Aranha aqui. Ah sim, colocamos a foto da tia May na capa do podcast só pra ilustrar mesmo, não é spoiler não… hehehehehehheheheheh

Podcast MdM – Melhores do Mundo

Play Episode Listen Later Dec 10, 2021 173:22


CONFIA GALERA! PODE ESCUTAR QUE NÃO TEM SPOILER. O ASSUNTO É SOBRE OUTRA COISA. Feed do PODCAST MDMPodcast MdM no Spotify The post Podcast MdM #653: Pode escutar tranquilo que não tem spoilers do Homem-Aranha aqui. Ah sim, colocamos a foto da tia May na capa do podcast só pra ilustrar mesmo, não é spoiler não… hehehehehehheheheheh appeared first on Melhores do Mundo.

História pros brother
Gregos morrendo de forma escrota

História pros brother

Play Episode Listen Later Dec 8, 2021 29:23


Aparentemente os gregos tinham um curioso hábito de morrer de forma curiosa. Pra não falar escrota. O legislador ateniense Drácon, conhecido por criar as "leis draconianas" de Atenas, morreu de uma forma muito curiosa. Em 620 a.C. ele estava no teatro da Ilha de Egina, no litoral da Grécia, quando seus apoiadores o receberam com muitos presentes. Muitos. Mesmo. Vários chapéus, capas e outros itens de vestimenta foram jogados sobre o legislador, de tal maneira que ele acabou sendo sufocado pelos objetos. Pode-se afirmar que a primeira morte por CARINHO registrada, é a de Drácon. Isso mesmo: morreu de carinho. De qualquer maneira, outros gregos morriam de maneiras estranhas. Acidentes com pêras, tartarugas caindo do céu e até por estudar demais, alimentam a bizarra lista de gregos morrendo de forma escrota.

Transformação Digital CBN
Transformação Digital CBN #139 - Varejo e comércio mais tecnológicos e modernos

Transformação Digital CBN

Play Episode Listen Later Dec 3, 2021 22:35


De acordo com uma pesquisa realizada pela Global Web Index em 2021, cerca de 75% dos brasileiros pesquisa sobre uma marca online antes de comprar, o nosso país é o primeiro no ranking em todas as faixas etárias, considerando pessoas entre 16 e 64 anos. Mesmo após a vacinação e o início da retomada das atividades sociais, as compras pela internet cresceram 46,5% no segundo trimestre deste ano, segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito, a ABECs. No episódio de hoje convidamos Gustavo Chapchap, que é Coordenador de Marketing da ABRADi-SP, CMO da JET e Fundador do ZapCommerce para falar como as movimentações do varejo e comércio estão mais digitais, tecnológicas e modernas.

Braincast
Guia Sleeping Giants de Ativismo Digital

Braincast

Play Episode Listen Later Dec 1, 2021 111:05


Nos últimos anos, as constantes revelações de esquemas complexos (e, muitas vezes, potencialmente criminosos) de campanhas políticas na internet podem ter feito as pessoas se desinteressarem do ativismo digital, uma das grandes promessas para a disputa política no século XXI. Aparentemente, sem usina de fake news, gestão massiva de comunidades, investimento pesado em dark posts e controle profundo de comunidades ocultas, pode ser impossível promover suas ideias na internet. Mesmo assim, algumas pessoas e pequenos grupos se organizam para tentar inverter essa lógica. E, mesmo sem dinheiro, conhecimentos avançados ou acesso a dados secretos das pessoas, iniciativas surgem o tempo todo no mundo tentando promover a luta digital. Uma das mais efetivas, sem dúvida, foram os Sleeping Giants, que há pouco mais de um ano impõem perdas milionárias a sites de desinformação, promovendo campanhas de boicote e cobrança a seus patrocinadores nas redes sociais. No Braincast 435, Carlos Merigo, Ana Freitas, Alexandre Maron e Oga Mendonça conversam com Leonardo Leal, um dos fundadores do Sleeping Giants BR, para saber como (e por que) fazer ativismo digital em 2021. _____ VOLVO Há algumas semanas, o minuto da Volvo no Braincast tem sido um mergulho - presencial - no novo XC40 Recharge Pure Electric. Sim, o Carlos Merigo foi até a montanha e conferiu de perto cada detalhe do primeiro carro 100% elétrico da Volvo. Dessa vez, Merigo trouxe Julio Alonso, que é especialista Volvo de produtos, para tirar todas nossas dúvidas sobre a potência dos carros elétricos no dia a dia. Descubra qual é a potência do XC40 elétrico, conheça a estabilidade desse carro e saiba até mesmo quanto tempo ele leva para ir de 0 a 100 km/h. Conheça o XC40 acessando o site volvocars.com e reserve já o seu. A autonomia está em conformidade com os ciclos de condução WLTP e EPA mas pode variar em ambiente real. Os valores são baseados no objetivo preliminar. A aguardar a certificação final do veículo. _____ WHATSAPP Vem cá, você tá cuidando direito da sua segurança online? Proteção de dados nunca é demais. Só que no meio de tantos protocolos e aplicativos, muitas vezes a gente acaba esquecendo de olhar para as formas mais básicas de se proteger na internet. E é por isso que o WhatsApp me convidou para dar uma dica importante aqui. Por exemplo, você já deve ter ouvido falar daquele golpe em que invadem seu WhatsApp e mandam mensagens para seus contatos. Tá certo que, a cada dia, os fraudadores inventam novas técnicas e tecnologias para nos enganar. Mas muita gente ainda cai nesse golpe por causa do código de ativação. O código de ativação é aquele número de 6 dígitos que você recebe por SMS toda vez que faz login no seu WhatsApp em algum outro celular - quando você compra um novo, por exemplo. Regra de ouro: nunca passe esse código para ninguém. Sim, sem perceber, tem muita gente compartilhando o código que dá acesso a todo o seu WhatsApp, agenda e informações pessoais. Os fraudadores se passam por fornecedores, amigos, e inventam uma história qualquer pra te convencer a passar essa sequência de números. Então, se um dia você receber um SMS com um código de ativação, não mande esse número pra ninguém. Pode ser alguém tentando acessar sua conta no WhatsApp. Afinal, todo mundo pode cair em golpes, mas todo mundo pode evitar. Valeu pela dica, WhatsApp! _____ ASSINE O BRAINCAST E FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO FECHADO Assinando o Braincast você pode interagir com a gente em grupos fechados no Facebook e Telegram, além de receber conteúdo exclusivo. Faça download do PicPay para iOS ou Android, clique em “Pagar”e procure pelo Braincast, ou então acesse a URL: picpay.me/braincast _____ QUAL É A BOA Para saber mais informações sobre as indicações dos podcasters da mesa, acesse http://qualeaboa.b9.com.br. _____ O Braincast é uma produção B9 Apresentação: Carlos Merigo 
Coordenação Geral: Ju Wallauer, Cris Bartis e Carlos Merigo 
Produção: Bia Souza 
Apoio à pauta: Hiago Vinicius 
Edição: Mariana Leão, com a supervisão de Alexandre Potascheff e apoio de Angie Lopez 
Identidade Sonora: Nave, com Direção Artística de Oga Mendonça 
Identidade Visual: Johnny Brito 
Coordenação Digital: Agê Barros, Pedro Strazza e Hiago Vinicius
 Atendimento e Comercialização: Rachel Casmala, Camila Mazza e Telma Zennaro