Cinematório Podcasts

Follow Cinematório Podcasts
Share on
Copy link to clipboard

Podcasts do site Cinematório (www.cinematorio.com.br), produzidos e apresentados por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós discutimos filmes recém-lançados, clássicos e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso d…

cinematório


    • May 26, 2022 LATEST EPISODE
    • weekly NEW EPISODES
    • 1h 13m AVG DURATION
    • 357 EPISODES


    Search for episodes from Cinematório Podcasts with a specific topic:

    Latest episodes from Cinematório Podcasts

    Em Foco: ”E.T.: O Extraterrestre” (1982), de Steven Spielberg

    Play Episode Listen Later May 26, 2022 103:51

    Analisamos o clássico "E.T.: O Extraterrestre", de Steven Spielberg, no aniversário de 40 anos de seu lançamento. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema No episódio #33, o podcast Em Foco analisa o filme "E.T.: O Extraterrestre" (E.T. the Extra-Terrestrial, 1982, Estados Unidos). Um verdadeiro clássico do cinema, dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Henry Thomas, Drew Barrymore, Robert MacNaughton, Dee Walace e Peter Coyote. Foi indicado a nove estatuetas no Oscar e venceu quatro: Melhor Trilha Sonora (para John Williams), Melhor Som, Melhores Efeitos Sonoros e Melhores Efeitos Visuais. Além da análise do filme em si, o nosso podcast traz o perfil da roteirista Melissa Mathinson e destaca a participação dos profissionais que deram vida ao E.T. nos sets e a maneira eficaz com que Spielberg dirigiu as crianças. Também comentamos os equívocos da "edição especial" de 2002 e relembramos a tentativa frustrada de fazer uma continuação depois do imenso sucesso do longa nas bilheterias. Participam do podcast sobre "E.T.: O Extraterrestre": Renato Silveira e Kel Gomes, editores do cinematório, Renné França, professor, crítico de cinema e diretor do filme “Terra e Luz”; e Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast: 00:00:00 - Introdução 00:10:11 - Grande Angular: saiba mais sobre o elenco e a equipe do filme 00:19:43 - Close-up: perfil da roteirista Melissa Mathison 00:28:49 - Ponto de Vista: análise sobre os principais aspectos do filme 01:17:18 - Zoom: comentários sobre cenas favoritas 01:27:35 - Fora de Quadro: a tentativa de fazer uma continuação e o jogo de Atari que foi um fracasso de vendas Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: O estranho fenômeno do multiverso

    Play Episode Listen Later May 19, 2022 129:16

    Discutimos o fenômeno do multiverso em Hollywood, de onde surgiu o conceito e como "Doutor Estranho" e outros filmes e séries exploram essa tentadora ideia. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café discute o fenômeno do multiverso. O sucesso do filme "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" é o exemplo mais evidente de como o conceito está sendo aproveitado pela indústria cultural. Mas outros filmes e séries também embarcam na tentadora ideia de explorar realidades paralelas construídas a partir das escolhas que nós fazemos em nossas vidas. Será esta a próxima tendência de Hollywood? Este podcast está dividido em duas partes. Na primeira, exploramos a origem do conceito de multiverso e o momento em que os quadrinhos (da DC Comics e da Marvel) começaram a explorá-lo. Também relembramos filmes e séries que utilizam o conceito de multiverso em suas narrativas e discutimos o que está por trás do interesse de Hollywood por essas histórias. Na segunda parte, nós conversamos especificamente sobre "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" (Doctor Strange in the Multiverse of Madness, 2022) -- com spoilers. O que deu certo e o que deu errado no filme da Marvel que marca o retorno de Sam Raimi (diretor de "Uma Noite Alucinante" e da trilogia original do Homem-Aranha) ao universo dos super-heróis? O uso dos elementos de horror foi uma boa saída? Transformar a Feiticeira Escarlate em antagonista funcionou? O roteirista Michael Waldron abusou do fan service? Sentam-se à mesa conosco neste podcast: Renné França, professor, crítico de cinema e diretor do filme “Terra e Luz”, Larissa Vasconcelos, jornalista e redatora do cinematório, e Karina Amélia, jornalista e uma das criadoras das Shoshannas. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    Impressão Crítica: ”Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”

    Play Episode Listen Later May 12, 2022 24:03

    "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura", dirigido por Sam Raimi, é um filme de super-herói diferente do que a Marvel nos acostumou a ver. Com um espetáculo visual que usa e abusa de recursos cinematográficos e efeitos visuais, o longa-metragem incorpora elementos do cinema de horror e o resultado é entretenimento de qualidade que dá novos ares à franquia. Crítica do filme SEM SPOILERS por Renato Silveira e Kel Gomes, editores do Cinematório. Conteúdo também disponível em vídeo. - Visite o nosso site e confira podcasts de cinema, críticas de filmes, entrevistas, notícias e muito mais - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema - Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br DOUTOR ESTRANHO NO MULTIVERSO DA LOUCURA (Doctor Strange in the Multiverse of Madness, 2022, Estados Unidos) Sinopse: Com a ajuda de aliados místicos antigos e novos, o Doutor Estranho atravessa as realidades alternativas alucinantes e perigosas do Multiverso para enfrentar um novo e misterioso adversário. Elenco: Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Elizabeth Olsen, Benedict Wong, Xochitl Gomez, Michael Stühlbarg e Rachel McAdams Direção: Sam Raimi Roteiro: Michael Waldron Produção: Kevin Feige Direção de fotografia: John Mathieson Montagem: Bob Murawski e Tia Nolan Trilha sonora: Danny Elfman Duração: 2 h 6 min Distribuição: Disney

    cinematório café: ”Medida Provisória” de uma distopia presente

    Play Episode Listen Later May 6, 2022 79:11

    Analisamos "Medida Provisória", filme de Lázaro Ramos que faz forte comentário social e chama para o debate sobre várias questões que envolvem o racismo no Brasil. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Filme adaptado da peça teatral "Namíbia, Não!", de Aldri Anunciação, "Medida Provisória" imagina um Brasil em que um governo autoritário decide expulsar todas as pessoas negras do país. A decisão se dá por meio de uma medida provisória editada para supostamente reparar os séculos de escravidão. Assim, determina-se a devolução compulsória da população negra à África. O elenco encabeçado por Taís Araújo, Seu Jorge e Alfred Enoch traz ainda Adriana Esteves, Renata Sorrah, Mariana Xavier, Pablo Sanábio, Flávio Bauraqui e Emicida. Quem se senta à mesa conosco neste podcast é Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    Impressão Crítica: ”Como Matar a Besta”

    Play Episode Listen Later Apr 29, 2022 19:33

    "Como Matar a Besta", dirigido por Agustina San Martín, um filme de forte carga sensorial que se situa entre o drama e o horror. Crítica do filme por Renato Silveira e Kel Gomes, editores do Cinematório. Conteúdo também disponível em vídeo. - Visite o nosso site e confira podcasts de cinema, críticas de filmes, entrevistas, notícias e muito mais - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema - Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br COMO MATAR A BESTA (Matar a la bestia, 2021, Argentina, Brasil, Chile) Sinopse: Emilia chega a uma cidade religiosa na fronteira entre Argentina e Brasil. Ela busca pelo seu irmão desaparecido, com quem tem assuntos obscuros e mal resolvidos. Ela se hospeda na casa de sua estranha Tia Inés, próxima a floresta onde, de acordo com rumores, uma perigosa besta apareceu uma semana antes. A besta - as pessoas dizem - é o espírito de um homem mau que toma a forma de diferentes animais. Entre realidade e mitologia, humano e animal, e culpa e sexualidade, Emilia terá de confrontar seu passado. Elenco: Tamara Rocca, Ana Brun, João Miguel, Sabrina Grinschpun, Juliette Micolta Direção: Agustina San Martín Roteiro: Agustina San Martín Produção:  Diego Amson Direção de Fotografia: Constanza Sandoval Direção de arte: Agustín Ravotti     Trilha Sonora: O Grivo Montagem: Hernán Fernández, Ana Godoy Duração: 79 min Distribuição: Vitrine Filmes

    cinematório café: Precisamos de um filme do Batman que não é filme do Batman?

    Play Episode Listen Later Apr 12, 2022 102:54

    Analisamos o novo "Batman" e se o filme é feliz em sua abordagem ainda mais sombria e realista sobre o universo do personagem da DC Comics. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa o filme "Batman" (The Batman, 2022), de Matt Reeves. A mais nova aventura do Homem-Morcego no cinema tem o ator Robert Pattinson como protagonista e se assume como gênero policial, com abordagem ainda mais sombria sobre o universo do personagem do que a trilogia "Cavaleiro das Trevas", de Christopher Nolan. Inspirado em HQs como "O Longo Dias das Bruxas", "Ano Um" e "Ego", o novo longa-metragem da DC Comics traz Batman investigando atentados contra políticos de Gotham City. Por trás dos crimes está o Charada (Paul Dano), cujos enigmas guiam a investigação de um Bruce Wayne mais detetive do que nunca. A trama também conta com personagens icônicos dos quadrinhos, como Mulher-Gato (Zoë Kravitz), Pinguim (Colin Farrell), Alfred (Andy Serkis), Gordon (Jeffrey Wright) e Falcone (John Turturro). Porém, todos mostrados de maneira mais realista, como se existissem em nosso mundo. Por isso, a pergunta: precisamos de um filme de super-herói que não é de super-herói? Sentam-se à mesa conosco neste podcast: Renné França, professor, crítico de cinema e diretor do filme “Terra e Luz”, e Larissa Vasconcelos, jornalista e redatora do cinematório.   O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: Conheça o sci-fi brasileiro ”Contos do Amanhã”

    Play Episode Listen Later Apr 8, 2022 28:47

    O diretor e roteirista Pedro de Lima Marques nos conta os bastidores do filme "Contos do Amanhã", ficção científica brasileira. - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Produzido de forma independente pelas produtoras Bactéria Filmes e Druzina Content, "Contos do Amanhã" é um longa-metragem de sci-fi e fantasia brasileiro de baixo orçamento. O filme estreou nos cinemas em dezembro de 2021, após ser selecionado para 27 festivais e conquistar 15 prêmios internacionais. Agora já pode ser visto nas plataformas de streaming. A trama começa em 2165, quando o sequestro de uma jovem coloca em guerra o último reduto da civilização humana. O problema é que, para salvar a humanidade, será necessário contar com a ajuda de um adolescente que vive em 1999. Mas como salvar o futuro com internet discada e um provedor de péssima qualidade? O elenco do filme traz Bruno Barcelos (Jeferson), Duda Andreazza (Bia), Anderson Vieira (Jonathas - "Pezão"), Fernanda Roggia (Luana), Bruno Krieger (Professor), Catharina Conte (Alice), Cláudia Barbot (Andrea), Daiane Oliveira (Michele), Douglas Carvalho (Observador), Simone Telecchi (mãe) e Marcelo Herrera (Comentarista). O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café entrevista: ”Transversais”, com o diretor Émerson Maranhão

    Play Episode Listen Later Mar 31, 2022 15:15

    Diretor fala sobre a escolha das histórias narradas no filme e relembra a censura sofrida pelo projeto quando o governo Bolsonaro tentou impedir a sua realização. - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Disponível na Netflix, "Transversais" é um dos retratos mais comoventes do cinema brasileiro contemporâneo sobre as questões que atravessam a vivência de pessoas trans. Inicialmente pensado como uma série, "Transversais" apresenta de maneira muito humana os depoimentos de quatro pessoas trans que resgatam suas histórias, seus processos de autodescoberta e de trânsitos e jornadas. São elas: a funcionária pública Samilla Marques, a professora  Érikah Alcântara, o enfermeiro Caio José e o acadêmico Kaio Lemos. Eles e elas passaram por um delicado processo de auto-aceitação até compreenderem a sua subjetividade. Também é mostrado no filme o lado de uma mulher cisgênero, a jornalista Mara Beatriz, que é mãe de uma adolescente trans. “Transversais” é o primeiro longa do jornalista e cineasta Émerson Maranhão e foi aclamado pela crítica e pelo público no Festival Mix Brasil, na Mostra de São Paulo e no Cine Ceará. A produção é assinada por Allan Deberton, diretor de “Pacarrete”. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: Na estrada interior de ”Drive My Car”

    Play Episode Listen Later Mar 25, 2022 99:03

    Poético, plácido e existencial. Analisamos "Drive My Car", de Ryûsuke Hamaguchi, produção japonesa que conquistou indicações nas categorias principais do Oscar 2022. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa o filme "Drive My Car" (Doraibu mai kâ, 2021), de Ryûsuke Hamaguchi. A produção japonesa foi uma das mais elogiadas pela crítica em 2021 e conquistou indicações nas categorias principais do Oscar 2022. “Drive My Car” concorre a quatro estatuetas no Oscar 2022: Melhor Filme, Direção, Roteiro Adaptado e Filme Internacional. O longa é uma adaptação do livro de contos "Homens Sem Mulheres", de Haruki Murakami, e acompanha a jornada íntima e pessoal do dramaturgo Yūsuke Kafuku (Hidetoshi Nishijima), que prepara uma encenação da peça "Tio Vânia", de Anton Chekhov, enquanto tenta se recuperar da morte repentina de sua esposa. Neste processo, a relação que ele constrói com sua nova motorista, Misaki Watari (Tōko Miura), revela-se surpreendentemente acolhedora. O filme conquistou o prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Cannes, de onde saiu também com o Prêmio Ecumênico do Júri e o Prêmio da FIPRESCI (Federação Internacional de Críticos de Cinema). Sentam-se à mesa conosco neste podcast:  Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Larissa Vasconcelos, jornalista e redatora do cinematório. Temos também a participação de Renné França, professor, crítico de cinema e diretor do filme “Terra e Luz”. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: As velhas roupas coloridas de ”Amor, Sublime Amor” e ”O Beco do Pesadelo”

    Play Episode Listen Later Mar 17, 2022 97:51

    Dois clássicos, duas refilmagens. Analisamos as novas versões de "Amor, Sublime Amor" e "O Beco do Pesadelo", que concorrem ao Oscar 2022. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa as novas versões do musical "Amor, Sublime Amor" (West Side Story, 2021), dirigida por Steven Spielberg, e do filme noir "O Beco do Pesadelo" (Nightmare Alley, 2021), com direção de Guillermo del Toro. Ambas concorrem ao Oscar 2022. “Amor, Sublime Amor” foi indicado a sete estatuetas no Oscar 2022: Melhor Filme, Direção, Atriz Coadjuvante (Ariana DeBose), Fotografia (Janusz Kaminski), Figurino (Paul Tazewell), Direção de Arte (Adam Stockhausen e Rena DeAngelo) e Som. O longa é uma refilmagem do clássico de 1961, dirigido por Robert Wise e vencedor de 10 prêmios no Oscar, e também uma adaptação do musical criado por Arthur Laurents, Leonard Bernstein e Stephen Sondheim. Na trama, o romance "proibido" entre Tony (Ansel Elgort), um rapaz novaiorquino, e Maria (Rachel Zegler), uma jovem imigrante porto-riquenha, acirra a rivalidade entre duas gangues separadas por suas diferenças étnicas. O elenco também conta com Mike Faist, David Alvarez e Rita Moreno. Já "O Beco do Pesadelo" concorre a quatro estatuetas: Melhor Filme, Fotografia (Dan Laustsen), Figurino (Luis Sequeira) e Direção de Arte (Tamara Deverell e Shane Vieau). O policial é baseado no livro de William Lindsay Gresham, já levado ao cinema em 1947 por Edmund Goulding. O enredo traz um homem assombrado por seu passado tentando recomeçar a vida como ajudante em um circo de atrações bizarras. Ele inicia um número como mentalista, mas acaba usando o novo "dom" para aplicar golpes na cidade grande. O grande elenco conta com Bradley Cooper, Cate Blanchett, Toni Collette, Willem Dafoe, Richard Jenkins, Rooney Mara, Ron Perlman, Mary Steenburgen e David Strathairn. Sentam-se à mesa conosco neste podcast:  Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Renné França, professor e crítico de cinema, diretor do filme “Terra e Luz”. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: As memórias cinematográficas de ”Licorice Pizza” e ”Belfast”

    Play Episode Listen Later Mar 10, 2022 99:16

    Analisamos "Licorice Pizza", de Paul Thomas Anderson, e "Belfast", de Kenneth Branagh, e como suas histórias são ligadas às memórias de seus diretores. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa os filmes "Licorice Pizza" (2021), de Paul Thomas Anderson, e "Belfast" (2021), de Kenneth Branagh. Ambos foram indicados ao Oscar 2022 e narram histórias fortemente ligadas às memórias da juventude de seus diretores. “Licorice Pizza” foi indicado a três estatuetas no Oscar: Melhor Filme, Direção e Roteiro Original. O longa acompanha o florescer de um romance entre dois jovens, na Califórnia dos anos 70: Gary, um rapaz que vive de empreendimentos aleatórios enquanto tenta realizar o sonho de ser ator, e Alana, uma moça dez anos mais velha que ainda tenta encontrar seu caminho na vida adulta. Eles são interpretados pelos estreantes Cooper Hoffman (filho do saudoso ator Philip Seymour Hoffman) e Alana Haim (cantora e compositora do trio Haim). O elenco ainda traz Bradley Cooper, Sean Penn, Tom Waits e Maya Rudolph. Já "Belfast" concorre a sete estatuetas: Melhor Filme, Direção, Roteiro Original, Ator Coadjuvante (Ciarán Hinds), Atriz Coadjuvante (Judi Dench), Som e Canção Original ("Down to Joy", de Van Morrison). O drama se passa na capital irlandesa, em 1969, quando o conflito entre católicos e protestantes obriga o pai de uma família a tomar decisões que irão impactar a infância de Buddy (o estreante Jude Hill). A convulsão social e as mudanças culturais da época são testemunhadas pelo olhar do garoto. O elenco também conta com Jamie Dornan e Caitriona Balfe. Sentam-se à mesa conosco neste podcast:  Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Renné França, professor e crítico de cinema, diretor do filme “Terra e Luz”. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: Assuntos de família em ”No Ritmo do Coração” e ”King Richard”

    Play Episode Listen Later Mar 3, 2022 86:07

    Discutimos mais dois filmes indicados ao Oscar 2022: os dramas familiares "No Ritmo do Coração" e "King Richard: Criando Campeãs". - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa mais dois filmes indicados ao Oscar 2022: os dramas familiares "No Ritmo do Coração" (CODA, 2021), dirigido por Sian Heder e estrelado por Emilia Jones, Marlee Matlin e Troy Kotsur; e "King Richard: Criando Campeãs" (King Richard, 2021), dirigido por Reinaldo Marcus Green e protagonizado por Will Smith. “No Ritmo do Coração” foi indicado a três estatuetas no Oscar: Melhor Filme, Roteiro Adaptado e Ator Coadjuvante (Troy Kotsur, primeiro homem surdo indicado a um Oscar de atuação). O longa é uma refilmagem da produção francesa "A Família Bélier" (2014) e acompanha uma jovem que se vê em um impasse quando tem a oportunidade de mudar de cidade para estudar canto. Para isso, ela terá que deixar seus pais e o irmão mais velho, que são surdos e contam com a ajuda da caçula da família como intérprete. Já "King Richard: Criando Campeãs" concorre a seis estatuetas: Melhor Filme, Roteiro Original (Zach Baylin), Ator (Will Smith), Atriz Coadjuvante (Aunjanue Ellis), Montagem (Pamela Martin) e e Canção Original ("Be Alive", de Beyoncé e Dixson). A cinebiografia retrata o início da trajetória das irmãs tenistas Venus e Serena Williams (interpretadas por Saniyya Sidney e Demi Singleton) pelo ponto de vista do pai delas, Richard Williams, que enfrentou preconceitos e usou de muita disciplina e persistência para colocar as filhas nas quadras. Sentam-se à mesa conosco neste podcast: Larissa Vasconcelos, jornalista e redatora do cinematório, e Karina Amélia, jornalista e uma das criadoras das Shoshannas. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: ”Não Olhe Para Cima” e a catástrofe como sátira

    Play Episode Listen Later Feb 22, 2022 97:44

    Em discussão, a sátira social e política do filme "Não Olhe Para Cima", dirigido por Adam McKey e estrelado por Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa o filme "Não Olhe Para Cima" (Don't Look Up, 2021), dirigido por Adam McKay e estrelado por Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Rob Morgan, Meryl Streep, Jonah Hill, Mark Rylance e Cate Blanchett. Indicado ao Oscar 2022 e disponível na Netflix, o longa é uma sátira social e política que critica o negacionismo em relação à crise climática (mas poderia muito bem ser a pandemia) utilizando como metáfora um cometa destruidor de planetas. O grande elenco ainda traz Timothée Chalamet, Tyler Perry, Ron Perlman e Ariana Grande. “Não Olhe Para Cima” foi indicado a quatro estatuetas no Oscar: Melhor Filme, Roteiro Original (Adam McKay), Montagem (Hank Corwin) e Trilha Sonora Original (Nicholas Britell). Sentam-se à mesa conosco neste podcast: Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, Renné França, professor e crítico de cinema, diretor do filme "Terra e Luz", e Larissa Vasconcelos, jornalista e redatora do cinematório. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: ”Ataque dos Cães” e o mito da virilidade

    Play Episode Listen Later Feb 10, 2022 122:30

    Analisamos a releitura de ícones e códigos do western no filme "Ataque dos Cães", dirigido por Jane Campion e grande destaque do Oscar 2022. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa o filme "Ataque dos Cães" (The Power of the Dog, 2021), dirigido por Jane Campion e grande destaque do Oscar 2022. O título deste episódio é uma referência ao livro da cientista política e filósofa francesa Olivia Gazalé, "Le Mythe de la Virilité", cujo tema é um dos pontos centrais de discussão sobre o longa-metragem lançado pela Netflix e estrelado por Benedict Cumberbatch, Kodi Smit-Mcphee, Kirsten Dunst e Jesse Plemons. Baseado no livro de Thomas Savage, "Ataque dos Cães" é situado nos anos 1920, em Montana, Estados Unidos,  onde um vaqueiro guarda um segredo sobre seu passado. A narrativa se desenvolve nas relações psicologicamente tensas e abusivas entre ele e os membros de sua família: o irmão mais novo, a cunhada recém-chegada e o jovem filho dela. “Ataque dos Cães” foi indicado a 12 estatuetas no Oscar: Melhor Filme, Direção (Jane Campion), Roteiro Adaptado (Jane Campion), Ator Principal (Benedict Cumberbatch), Ator Coadjuvante (duas vezes, com Jesse Plemons e Kodi Smit-McPhee), Atriz Coadjuvante (Kirsten Dunst), Fotografia (Ari Wegner), Montagem (Peter Sciberras), Design de Produção (Grant Major e Amber Richards), Som (Richard Flynn, Robert Mackenzie e Tara Webb) e Trilha Sonora Original (Jonny Greenwood). Sentam-se à mesa conosco neste podcast: Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, Renné França, professor e crítico de cinema, diretor do filme "Terra e Luz", e Daniel Oliveira, jornalista e crítico do Pílula Pop. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: A metarrealidade de ”Matrix Resurrections”

    Play Episode Listen Later Jan 13, 2022 124:09

    Analisamos "Matrix Resurrections", uma continuação metalinguística que questiona a realidade da própria franquia e da indústria do entretenimento, além de atualizar reflexões sobre o nosso cotidiano digital. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema Nesta edição, o podcast cinematório café analisa o filme "Matrix Resurrections" (2021), dirigido por Lana Wachowski. O quarto longa-metragem da franquia traz Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss de volta nos papéis de Neo e Trinity, e apresenta novos personagens. Neste episódio, nós também fazemos uso da metalinguagem: retomamos trechos do nosso podcast Em Foco sobre a trilogia "Matrix" para discutir quais temas e aspectos dos filmes anteriores reverberam e são ressignificados em "Matrix Resurrections". Sim, o buraco do coelho ficou ainda mais profundo. Escolha entre as pílulas azul e vermelha e viaje na nossa conversa. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

    cinematório café: ”The Beatles: Get Back”

    Play Episode Listen Later Dec 23, 2021 102:15

    Como Peter Jackson muda nossa perspectiva sobre o último show dos Beatles? Analisamos a estrutura narrativa do roteiro e o uso da metalinguagem na minissérie. Nesta edição, o podcast cinematório café analisa a minissérie documental "The Beatles: Get Back" (2021), dirigida por Peter Jackson, que mostra os bastidores da gravação do disco "Let It Be" e da última apresentação ao vivo dos Beatles: o inesquecível show no topo do prédio da Apple Corps, em Londres, em janeiro de 1969. Disponível na plataforma Disney+ e dividida em três partes que totalizam quase 8 horas de duração, “The Beatles: Get Back” é um prato cheio para os fãs da banda. Criada inteiramente a partir de filmagens restauradas até então inéditas ao grande público, a produção proporciona um olhar íntimo sobre o processo criativo e o relacionamento entre John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr em um momento crucial de suas carreiras. Dirigida pelo cineasta Peter Jackson (da trilogia “O Senhor dos Anéis”), “The Beatles: Get Back” foi compilada a partir de mais de 150 horas de áudio e quase 60 horas de filmagens -- conduzidas ao longo de janeiro de 1969 pelo diretor Michael Lindsay-Hogg e editadas originalmente por ele no clássico documentário "Let It Be" (1970). No podcast, nós analisamos como Jackson mudou a perspectiva que se tinha até então sobre aquele período, quando os Beatles estavam próximos de acabar com a banda. Também comentamos a estrutura narrativa do roteiro e o uso da metalinguagem, e destacamos os momentos mais marcantes que mostram os músicos criando alguns de seus maiores sucessos, incluindo "Get Back", "Let It Be", "I've Got a Feeling" e "The Long and Winding Road". Quem se senta à mesa conosco para falar sobre "The Beatles: Get Back" são Paulo Henrique Fontenelle, diretor dos documentários “Loki – Arnaldo Baptista”, “Cássia” e “Dossiê Jango”, e Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    De Volta Para o Sofá: ”Marte Ataca!” (1996)

    Play Episode Listen Later Dec 8, 2021 105:04

    Prepare-se para fazer contato imediato e aperte o play para revisitar "Marte Ataca!", a comédia sci-fi de Tim Burton que satiriza Hollywood e os EUA no melhor estilo filme B! Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast: 00:00:00 - Introdução 00:12:50 - Memória Afetiva: relembramos quando vimos o filme pela primeira vez e discutimos seu impacto ontem e hoje 00:48:04 - Deu Tilt: os aspectos que ficaram datados e as cenas que não funcionam mais 01:03:29 - Supra Sumo: nossas cenas favoritas 01:12:11 - Por Onde Anda: saiba o que os atores principais estão fazendo hoje em dia 01:43:05 - Música de Encerramento Neste episódio do podcast De Volta Para o Sofá, nós rebobinamos a fita até o ano de 1996 e revisitamos "Marte Ataca!" (Mars Attacks!), comédia sci-fi dirigida por Tim Burton e estrelada por Jack Nicholson, Sarah Jessica Parker, Michael J. Fox, Glenn Close e grande elenco. Satirizando ficções científicas e filmes-catástrofe, "Marte Ataca!" imagina, com muito sarcasmo, como a sociedade e o governo dos Estados Unidos lidariam com uma invasão marciana. O longa foi realizado por Tim Burton logo após "Ed Wood" e traz toda a inspiração do cineasta no universo dos filmes B. Fazendo graça também com a própria Hollywood e consigo mesmo, o diretor escalou ainda para o elenco: Annette Bening, Natalie Portman, Pierce Brosnan, Pam Grier, Jim Brown, Lukas Haas, Danny DeVito, Martin Short, Rod Steiger, Tom Jones, Jack Black e Sylvia Sidney. No programa, nós relembramos as cenas que são o "supra sumo" do filme, apontamos o que "deu tilt" e descobrimos por onde andam os principais integrantes do elenco. O De Volta Para o Sofá é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. Quer mandar um recado? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Escolha da Audiência: ”Cowboy Bebop”

    Play Episode Listen Later Nov 30, 2021 100:06

    Amigo! "Cowboy Bebop" está em alta novamente e nós analisamos o anime original, de 1998, e o remake live-action, de 2021, lançado pela Netflix. Nesta edição do podcast Escolha da Audiência, atendemos ao pedido do nosso apoiador Pedro Ivo Maia. Um dos mais influentes animes de todos os tempos, "Cowboy Bebop" foi criado pelo estúdio japonês Sunrise, tendo como líder da equipe criativa o diretor Shinichirō Watanabe. Ao lado dele, a roteirista Keiko Nobumoto, o designer de personagens Toshihiro Kawamoto, o designer de mecha Kimitoshi Yamane e a compositora Yoko Kanno apresentaram ao mundo uma série que mistura western, ficção científica, filme noir, ação e aventura, com uma estética futurista e ao mesmo tempo nostálgica, embalada por uma envolvente trilha sonora de jazz. O sucesso das aventuras dos caçadores de recompensas Spike, Jet e Faye, acompanhados da hacker mirim Ed e do cãozinho Ein, levou à série em live-action da Netflix, lançada em novembro de 2021. Estrelado por Jon Cho, Mustafa Shakir e Daniella Pineda, o novo seriado foi desenvolvido por Christopher L. Yost (roteirista de "Thor: Ragnarok" e de várias séries animadas da Marvel). Será que a adaptação ficou à altura da versão original? No podcast Escolha da Audiência, Renato Silveira e Kel Gomes analisam filmes ou séries pedidos por membros do Cineclube Cinematório e que ainda não haviam sido pauta dos nossos podcasts. Quer fazer um pedido? Venha para o Cineclube Cinematório! Você poderá participar do podcast e ainda recebe conteúdo exclusivo preparado especialmente para você. E o principal: você ajuda a gente a manter o cinematório funcionando! Conheça e junte-se a nós! Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: As faces de ”Duna”

    Play Episode Listen Later Nov 18, 2021 104:05

    Falamos sobre as adaptações de "Duna" para o cinema feitas por Denis Villeneuve, David Lynch e Alejandro Jodorowsky.  Clássico da ficção científica e um dos livros mais influentes do gênero, "Duna" foi publicado por Frank Herbert em 1965 e narra a batalha em torno do controle de Arrakis, um planeta desértico conhecido por ser fonte da poderosa especiaria Mélange -- substância alucinógena que proporciona o desenvolvimento de habilidades poderosas e que é considerada vital para a realização de viagens espaciais. No centro da disputa por Arrakis está Paul Atreides, um jovem que acredita-se ser o "Escolhido" para liderar uma revolução contra o imperador Shaddam. No podcast, nós analisamos os prós e contras da superprodução dirigida por Denis Villeneuve ("A Chegada", "Blade Runner 2049") e estrelada por Timothée Chalamet, Rebecca Ferguson, Oscar Isaac, Josh Brolin, Stellan Skarsgård, Dave Bautista, Zendaya, Charlotte Rampling, Jason Momoa e Javier Bardem. Também comentamos a turbulenta adaptação de "Duna" feita por David Lynch ("Cidade dos Sonhos") em 1984 e o ambicioso projeto que Alejandro Jodorowsky ("El Topo") tentou realizar nos anos 1970 e que é tema do documentário "Duna de Jodorowsky" (2014). Quem se senta à mesa conosco é Renné França, professor de cinema do Instituto Federal de Goiás, crítico no Pílula Pop e diretor do longa-metragem “Terra e Luz“. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: Filmes que são uma festa

    Play Episode Listen Later Nov 11, 2021 98:06

    Para celebrar o aniversário de 5 anos do nosso podcast, nós relembramos filmes que se passam em festas e filmes que possuem cenas de festa memoráveis. Listamos uma centena de produções, de diversas épocas e nacionalidades, que possuem festas que ficaram na nossa memória. E olha quem nem todas acabam bem, hein? Quem se senta à mesa conosco para prosear: Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, Renné França, professor de cinema do Instituto Federal de Goiás, crítico no Pílula Pop e diretor do longa-metragem “Terra e Luz“, e Larissa Vasconcelos, redatora do cinematório. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Em Foco: ”Os Inocentes” (1961), de Jack Clayton

    Play Episode Listen Later Oct 28, 2021 99:40

    Analisamos o clássico "Os Inocentes", dirigido por Jack Clayton e protagonizado por Deborah Kerr, um dos melhores filmes de horror de todos os tempos. Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast: 00:00:00 - Introdução 00:06:10 - Grande Angular: saiba mais sobre o elenco e a equipe do filme 00:14:56 - Close-up: perfil da atriz Deborah Kerr 00:20:10 - Ponto de Vista: análise e comentários sobre o filme 01:21:06 - Zoom: cenas ou momentos essenciais do filme 01:27:57 - Fora de Quadro: outras adaptações de "A Outra Volta do Parafuso" para o cinema e para a TV "Os Inocentes" é baseado na novela gótica "A Outra Volta do Parafuso", escrita por Henry James. O roteiro foi adaptado por William Archibald e Truman Capote. O enredo acompanha a Srta. Giddens (Deborah Kerr), uma governanta recém-contratada para cuidar dos irmãos órfãos Flora (Pamela Franklin) e Miles (Martin Stephens), que vivem na Mansão Bly, em Essex, no Leste da Inglaterra. Não demora para que a Srta. Giddens comece a notar comportamentos estranhos nas crianças e a ser assombrada por visões de um casal de ex-funcionários da propriedade que teriam morrido no local. E essas supostas forças sobrenaturais perturbam cada vez mais a rotina da Srta. Giddens e a sua relação com Flora e Miles. Além da análise do filme em si, o nosso podcast também discute a importância da fotografia em CinemaScope dirigida pelo renomado Freddie Francis; destaca a importânica de Daphne Oram, pioneira da música eletrônica, para o design de som do filme; traz o perfil da atriz Deborah Kerr; comenta a prequela "Os Que Chegam com a Noite" (The Nightcomers, 1971), estrelada por Marlon Brando; e relembra outras adaptações de "A Outra Volta do Parafuso" para o cinema e para TV. Participam do podcast sobre "Os Inocentes": Renato Silveira e Kel Gomes, editores do cinematório, Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Heitor Capuzzo, também professor de Cinema, escritor e crítico, autor dos livros “O Cinema Além da Imaginação”, “Alfred Hitchcock: O Cinema em Construção” e “Lágrimas de Luz: O Drama Romântico no Cinema”. No Em Foco, você ouve debates e análises de filmes, sejam eles clássicos, grandes sucessos de bilheteria e de crítica, produções que marcaram época ou que foram redescobertas com o passar dos anos, não importa o país de origem. Além disso, você revisita conosco a filmografia de cineastas que deixaram sua assinatura na história do cinema. Quer mandar um e-mail? Escreva seu recado e envie para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Escolha da Audiência: ”Possessão”, de Andrzej Zulawski

    Play Episode Listen Later Oct 21, 2021 70:12

    Se você viu a minissérie "Cenas de um Casamento", recomendamos fortemente que faça uma sessão dupla com este horror cult. Nesta edição do podcast Escolha da Audiência, o tema é o filme "Possessão" (Possession, 1981, França/Alemanha), dirigido por Andrzej Zulawski e estrelado por Isabelle Adjani e Sam Neill. Pedido do nosso apoiador Raphael Braga. Presente em listas de melhores filmes de horror de todos os tempos, "Possessão" trata do fim de um casamento de maneira muito peculiar, trabalhando os aspectos da dor da separação por meio de elementos sensoriais e cenas de fisicalidade intensa. O longa possui sequências antológicas que vão do terror psicológico ao body horror. No programa, nós também discutimos como o filme se relaciona tematicamente com a minissérie "Cenas de um Casamento". No podcast Escolha da Audiência, Renato Silveira e Kel Gomes analisam filmes ou séries pedidos por membros do Cineclube Cinematório e que ainda não haviam sido pauta dos nossos podcasts. Quer fazer um pedido? Venha para o Cineclube Cinematório! Você poderá participar do podcast e ainda recebe conteúdo exclusivo preparado especialmente para você. E o principal: você ajuda a gente a manter o cinematório funcionando! Conheça e junte-se a nós! Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    De Volta Para o Sofá: ”Super Xuxa Contra o Baixo Astral” (1988)

    Play Episode Listen Later Oct 12, 2021 105:12

    Pegue o seu cristal e aperte o play para revisitar "Super Xuxa Contra o Baixo Astral" conosco e descobrir se o filme ainda é tão marcante quanto na época em que o vimos pela primeira vez! Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast De Volta Para Sofá sobre "Super Xuxa Contra o Baixo Astral": 00:00:00 - Introdução 00:07:47 - Memória Afetiva: relembramos quando vimos o filme pela primeira vez e discutimos seu impacto ontem e hoje 00:50:20 - Deu Tilt: os aspectos que ficaram datados e as cenas que não funcionam mais 01:03:18 - Supra Sumo: nossas cenas favoritas 01:22:15 - Por Onde Anda: saiba o que os atores principais estão fazendo hoje em dia 01:36:01 - Música de Encerramento Neste episódio do podcast De Volta Para o Sofá, nós rebobinamos a fita até o ano de 1988 e revisitamos "Super Xuxa Contra o Baixo Astral", um grande sucesso do cinema infantil brasileiro e o primeiro filme protagonizado pela apresentadora Xuxa Meneghel. Dirigido por Anna Penido, e escrito por ela ao lado de Antonio Calmon, "Super Xuxa Contra o Baixo Astral" coloca Xuxa em uma jornada fantástica para resgatar seu cachorro Xuxo. Porém, ela descobre que por trás do sequestro do cãozinho está o perverso Baixo Astral (papel de Guilherme Karam), cujo plano é aprisionar Xuxa e impedir que ela espalhe alegria pelo mundo. Também estrelado por Jonas Torres e com produção executiva de Lael Rodrigues, "Super Xuxa Contra o Baixo Astral" levou 2 milhões 800 mil pessoas aos cinemas e sua trilha sonora ganhou o Disco de Ouro. Apesar desse sucesso, o filme ganhou a fama de ser "um dos piores de todos os tempos" nas décadas seguintes. Mas será que é ruim mesmo? No programa, nós relembramos as cenas que são o "supra sumo" do filme, apontamos o que "deu tilt" e descobrimos por onde andam os principais integrantes do elenco. O De Volta Para o Sofá é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. Quer mandar um recado? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: Passos lentos em ”Um Lugar Silencioso Parte II”

    Play Episode Listen Later Oct 8, 2021 54:41

    Analisamos o filme "Um Lugar Silencioso Parte II" (A Quiet Place Part II, 2021), continuação do terror dirigido por John Krasinski e estrelado por ele ao lado de Emily Blunt, Millicent Simmonds e Noah Jupe. No segundo filme, a família Abbott continua sua jornada de sobrevivência em um mundo dominado por criaturas monstruosas e hipersensíveis ao som. Cillian Murphy e Djimon Hounsou se juntam ao elenco. Quem se senta à mesa conosco para discutir "Um Lugar Silencioso Parte II" é Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: Questões do ”Tempo”

    Play Episode Listen Later Oct 8, 2021 78:45

    Analisamos o filme "Tempo" (Old, 2021), de M. Night Shyamalan. O cineasta dirige e assina o roteiro, adaptado da graphic novel "Castelo de Areia", de Pierre-Oscar Lévy e Frederik Peeters. Neste terror psicológico, hóspedes de um resort são surpreendidos ao visitarem uma praia onde as pessoas misteriosamente envelhecem rápido. Anos se passam em horas e uma vida inteira pode durar não mais que um único dia. No elenco, Gael García Bernal, Vicky Krieps, Rufus Sewell, Alex Wolff, Thomasin McKenzie, Abbey Lee, Nikki Amuka-Bird, Ken Leung, Aaron Pierre e Eliza Scanlen. Quem se senta à mesa conosco para discutir "Tempo" é Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Escolha da Audiência: ”O Rei da Comédia”, de Martin Scorsese

    Play Episode Listen Later Sep 30, 2021 41:48

    E se Rupert Pupkin vivesse na era dos influenciadores digitais? Qual é a proximidade dele com o Coringa? O tema deste episódio é o filme "O Rei da Comédia" (The King of Comedy, 1982, EUA), dirigido por Martin Scorsese e estrelado por Robert De Niro, Jerry Lewis e Sandra Bernhard. Pedido da nossa apoiadora Mariana Oliveira. Com roteiro escrito por Paul D. Zimmerman, "O Rei da Comédia" traz De Niro no papel de Rupert Pupkin, um aspirante a comediante que tem uma obsessão por seu ídolo e apresentador de talk show Jerry Langford (papel de Lewis). Ao lado de Masha, outra fã obcecada por Langord, Rupert faz de tudo para conseguir viver o seu momento de fama. Selecionado para competir pela Palma de Ouro em Cannes, premiado no BAFTA e eleito pela Cahiers du Cinéma como um dos melhores filmes do ano, "O Rei da Comédia" é um estudo de personagem que se mostra muito atual se o inserirmos no contexto dos influenciadores digitais. Este e outros aspectos do longa são discutidos no programa, incluindo a sua proximidade com o filme "Coringa". No podcast Escolha da Audiência, Renato Silveira e Kel Gomes analisam filmes ou séries pedidos por membros do Cineclube Cinematório e que ainda não haviam sido pauta dos nossos podcasts. Quer fazer um pedido? Venha para o Cineclube Cinematório! Você poderá participar do podcast e ainda recebe conteúdo exclusivo preparado especialmente para você. E o principal: você ajuda a gente a manter o cinematório funcionando! Conheça e junte-se a nós! Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    De Volta Para o Sofá: ”Segundas Intenções” (1999)

    Play Episode Listen Later Sep 23, 2021 85:24

    Revisite conosco "Segundas Intenções", sucesso da "geração MTV" do final dos anos 90, estrelado por Sarah Michelle Gellar, Ryan Phillippe e Reese Witherspoon. Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast De Volta Para Sofá sobre "Segundas Intenções": 00:00:00 - Introdução 00:07:22 - Memória Afetiva: relembramos quando vimos o filme pela primeira vez e discutimos seu impacto 00:41:34 - Deu Tilt: os aspectos que ficaram datados e as cenas que não funcionam mais 00:48:45 - Supra Sumo: as cenas mais marcantes 00:59:30 - Por Onde Anda: saiba o que os atores principais estão fazendo hoje em dia 01:21:38 - Música de Encerramento Neste episódio do podcast De Volta Para o Sofá, nós rebobinamos a fita até o ano de 1999 e revisitamos "Segundas Intenções" (Cruel Intentions), adaptação moderna de "Ligações Perigosas" estrelada por Sarah Michelle Gellar, Ryan Phillippe, Reese Witherspoon, Selma Blair e Sean Patrick Thomas. Escrito e dirigido por Roger Kumble, "Segundas Intenções" foi um sucesso no final dos anos 90, principalmente entre a "geração MTV". Transportando a clássica trama do jogo de poder e manipulação da aristocracia francesa do século 18 para a Nova York contemporânea, o filme transborda hormônios enquanto discute tabus sexuais e convenções sociais, embalado por uma trilha sonora com bandas de rock da época, incluindo The Verve, Blur, Placebo, Couting Crows e Marcy Playground. No programa, nós relembramos as cenas que são o "supra sumo" do filme, apontamos o que "deu tilt"  e descobrimos por onde andam os principais integrantes do elenco. Capriche na sensualidade e aperte o play para revisitar "Segundas Intenções" conosco e descobrir se o filme ainda é tão marcante quanto na época em que o vimos pela primeira vez! O De Volta Para o Sofá é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. Quer mandar um recado? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Cinema e Ciência: Relações Internacionais e Meio Ambiente

    Play Episode Listen Later Sep 17, 2021 77:53

    Neste episódio, nós discutimos filmes que falam sobre o meio ambiente. O nosso recorte é na poluição e na crise climática, e como esses temas tão urgentes são tratados do ponto de vista das relações internacionais. O Cinema e Ciência é fruto da parceria entre o cinematório e o MM Gerdau -- Museu das Minas e do Metal. Devido às restrições de funcionamento do museu por causa da pandemia do novo coronavírus, esta edição foi realizada online, através de uma live transmitida pelo canal do museu no YouTube. O bate-papo ao vivo aconteceu no dia 9 de setembro de 2021 (a gravação em vídeo pode ser vista aqui). Entre os filmes comentados estão os documentários “Uma Verdade Inconveniente", “Oceanos de Plástico” e "Lixo Extraordinário", além de ficções como “O Menino que Descobriu o Vento” e “O Impossível”. A partir dessas obras, discutimos assuntos como aquecimento global, exploração florestal, acúmulo e destinação de resíduos, incluindo a poluição da água. Para conversar sobre os filmes e outros tópicos relacionados ao tema, Renato Silveira e Kel Gomes recebem Letícia Britto, pesquisadora e doutora em Relações Internacionais. E a apresentação da conversa é de Marina Andrade, coordenadora do Programa CoMciência, do MM Gerdau. Confira no nosso site as imagens dos filmes exibidas durante o debate.

    cinematório café: ”Mare of Easttown” e os traumas por trás do crime

    Play Episode Listen Later Sep 6, 2021 113:16

    Analisamos a minissérie "Mare of Easttown" (2021), protagonizada por Kate Winslet e disponível na HBO Max. Criada e roteirizada por Brad Ingelsby, e com direção de Craig Zobel, a produção recebeu 16 indicações ao Emmy. Em "Mare of Easttown", a personagem-título é uma detetive encarregada de investigar o assassinato de uma adolescente em uma pequena cidade. O crime pode estar relacionado ao desaparecimento de uma outra jovem, o que levanta suspeitas sobre os habitantes da comunidade. O fato de todos se conhecerem dificulta ainda mais a resolução do caso. Quem se senta à mesa conosco para comentar "Mare of Easttown" são Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Daniel Oliveira, jornalista e crítico do Pílula Pop. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: "Homem Onça" e as feridas das privatizações | Entrevista com o diretor Vinícius Reis

    Play Episode Listen Later Aug 28, 2021 25:58

    O filme “Homem Onça” é o terceiro longa de ficção do cineasta Vinícius Reis, que antes dirigiu “Praça Saens Peña” e “Noites de Reis”. Com carreira também no documentário e na televisão, Vinícius nos fala sobre este novo trabalho, lançado nos cinemas logo após de participar do Festival de Gramado. Lá, o filme ganhou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante para a Bianca Byington. Situado no final dos anos de 1990, “Homem Onça” investiga como a história das privatizações no país interfere na vida pessoal de Pedro, personagem do ator Chico Diaz, que retoma a parceria de “Praça Saens Peña” com Vinícius. O diretor usou uma experiência pessoal como inspiração para o roteiro do longa: a história do seu próprio pai, que era gerente da mineradora Vale do Rio Doce e foi forçado a se aposentar após a privatização da empresa. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Em Foco: "The Rocky Horror Picture Show" (1975)

    Play Episode Listen Later Aug 18, 2021 99:31

    Analisamos o musical "The Rocky Horror Picture Show", seu fenômeno social e sua representatividade para a comunidade LGBTQIA+. Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast: 00:00:00 - Introdução 00:06:52 - Grande Angular: saiba mais sobre o elenco e a equipe do filme 00:13:44 - Close-up: perfil do ator Tim Curry 00:22:09 - Ponto de Vista: análise e comentários sobre o filme 01:29:06 - Fora de Quadro: a "continuação", o remake e as encenações brasileiras de "The Rocky Horror Show" No episódio #31, o podcast Em Foco analisa o filme "The Rocky Horror Picture Show" (1975, Reino Unido,EUA), dirigido por Jim Sharman e baseado no espetáculo musical "The Rocky Horror Show", criado por Richard O'Brien. “The Rocky Horror Picture Show“ é um musical, mas também é comédia, terror e ficção científica. Um grande liquidificador de gêneros que resulta em uma obra kitsch e queer que se transformou em um verdadeiro fenômeno social ao longo das décadas. O enredo gira em torno de um jovem casal de noivos, Janet e Brad (papéis de Susan Sarandon e Barry Bostwick), que se vê em apuros quando o carro deles quebra durante uma tempestade. Os dois resolvem pedir ajuda em um castelo perto da estrada e lá conhecem e são seduzidos por Frank N. Furter (vivido por Tim Curry), que faz com que Brad e Janet confrontem convenções sociais e tabus sexuais. Além da análise do filme em si, o nosso podcast também aborda a representatividade de “The Rocky Horror Picture Show“ para a comunidade LGBTQIA+, traz informações dos bastidores da produção e, ainda, o perfil do ator Tim Curry. Participam do podcast sobre "The Rocky Horror Picture Show": Renato Silveira e Kel Gomes, editores do cinematório, Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Juarez Guimarães Dias, professor do Departamento de Comunicação Social da Fafich-UFMG. No Em Foco, você ouve debates e análises de filmes, sejam eles clássicos, grandes sucessos de bilheteria e de crítica, produções que marcaram época ou que foram redescobertas com o passar dos anos, não importa o país de origem. Além disso, você revisita conosco a filmografia de cineastas que deixaram sua assinatura na história do cinema. Quer mandar um e-mail? Escreva seu recado e envie para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Escolha da Audiência: Série "It's a Sin"

    Play Episode Listen Later Aug 6, 2021 69:10

    Nesta edição, o tema é a série britânica "It's a Sin", disponível na HBO Max. Pedido do nosso apoiador Hugo Zamith. Criada por Russell T. Davies (de "Years and Years", "Queer as Folk", entre outras), a série "It's a Sin" se passa durante os anos 80 e acompanha o cotidiano de cinco jovens amigos que dividem um apartamento em Londres e veem seus sonhos serem ameaçados pelo início da epidemia de AIDS. A direção dos cinco episódios da minissérie são de Peter Hoar ("Doctor Who", "Demolidor", "O Último Reino") e o elenco principal é formado por Olly Alexander, Omari Douglas, Lydia West, Callum Scott Howells e Nathaniel Curtis. No podcast Escolha da Audiência, Renato Silveira e Kel Gomes analisam filmes ou séries pedidos por membros do Cineclube Cinematório e que ainda não haviam sido pauta dos nossos podcasts. Quer fazer um pedido? Venha para o Cineclube Cinematório! Você poderá participar do podcast e ainda recebe conteúdo exclusivo preparado especialmente para você. E o principal: você ajuda a gente a manter o cinematório funcionando! Conheça e junte-se a nós! Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    De Volta Para o Sofá: "Os Goonies" (1985)

    Play Episode Listen Later Jul 27, 2021 109:29

    Pegue a sua mochila, suba na bicicleta, coloque o tapa-olho e aperte o play para revisitar "Os Goonies" conosco e descobrir se o filme ainda é tão divertido quanto na época em que o vimos pela primeira vez! Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast De Volta Para Sofá sobre "Os Goonies": 00:00:00 - Introdução 00:05:47 - Memória Afetiva: relembramos quando vimos o filme pela primeira vez e discutimos seu impacto 00:48:07 - Deu Tilt: os aspectos que ficaram datados e as cenas que não funcionam mais 00:58:28 - Supra Sumo: as cenas mais marcantes 01:19:07 - Por Onde Anda: saiba o que os atores principais estão fazendo hoje em dia 01:45:36 - Música de Encerramento Neste episódio do podcast De Volta Para o Sofá, nós rebobinamos a fita até o ano de 1985 e revisitamos "Os Goonies" (The Goonies), filme de aventura que marcou os anos 80 e é considerado por muitos a definição pefeita de "sessão da tarde". Nós relembramos "Os Goonies" em memória do diretor Richard Donner, que nos deixou em 5 de julho de 2021, aos 91 anos. São dele outros clássicos que marcaram gerações, como "Superman - O Filme", "Máquina Mortífera", "O Feitiço de Áquila", "Os Fantasmas Contra-Atacam", entre outros. Com argumento de Steven Spielberg e roteiro de Chris Columbus, "Os Goonies" acompanha um grupo de amigos de infância que descobre um mapa do tesouro escondido pelo pirata Willy Caolho, na cidade costeira de Astoria, em Oregon, EUA. Eles embarcam em uma aventura cheia de perigos com o objetivo de encontrar o tesouro e salvar suas casas de serem demolidas por uma grande empresa. No programa, nós relembramos as cenas mais memoráveis desse grande sucesso estrelado por Sean Astin, Corey Feldman, Jeff Cohen e Ke Huy Quan. Também apontamos o que "deu tilt" no filme e descobrimos por onde andam os principais integrantes do elenco, que também traz Josh Brolin, Kerri Green, Martha Plimpton, John Matuszak, Anne Ramsey, Robert Davi e Joe Pantoliano. O De Volta Para o Sofá é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. Quer mandar um recado? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: "Luca" e Pixar além da superfície

    Play Episode Listen Later Jul 20, 2021 67:55

    Analisamos o filme "Luca" (2021), animação da Pixar dirigida por Enrico Casarosa e disponível na Disney+. Em "Luca", o personagem-título é um garoto-peixe que vive no fundo do mar com sua família, ao lado na costa italiana. Curioso e explorador, Luca se depara certo dia com Alberto, um menino como ele, mas que descobriu um segredo: quando sai da água e vai para a superfície, sua espécie se transforma em um ser humano. Luca fica maravilhado com a descoberta e decide fugir com Alberto para a cidade de Portorosso, onde os dois amigos se juntam a Giulia em uma competição, na esperança de vencerem para poderem ir para muito longe, viver a liberdade. Quem se senta à mesa conosco para comentar a animação da Pixar "Luca" é Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: Trilogia do Rock Brasileiro dos Anos 80

    Play Episode Listen Later Jul 16, 2021 88:36

    Celebramos o Dia Mundial do Rock com cinema brasileiro! Relembramos e analisamos os filmes "Bete Balanço", "Rock Estrela" e "Rádio Pirata", todos dirigidos por Lael Rodrigues nos anos 80. Confira abaixo a minutagem em que cada filme é comentado no podcast: 00:00:00 - Intro: Lael Rodrigues, rock e cinema nos anos 80 00:19:44 - Bete Balanço 00:44:06 - Rock Estrela 01:00:38 - Rádio Pirata Nesta edição especial, em celebração pelo Dia Mundial do Rock, o podcast cinematório café relembra e analisa os filmes que compõem a Trilogia do Rock Brasileiro dos Anos 80: "Bete Balanço" (1984), "Rock Estrela" (1986) e "Rádio Pirata" (1987), todos dirigidos por Lael Rodrigues e inspirados no espírito do rock oitentista, com muita música e participações de artistas como Cazuza, Marina, Léo Jaime, Metrô, entre outros. No elenco, nomes como Débora Bloch, Diogo Vilela, Lauro Corona, Maria Zilda, Hugo Carvana, Malu Mader, Andréa Beltrão, Guilherme Karam, Vera Mossa, Lídia Brondi, Jayme Periard, entre outros. Quem se senta à mesa conosco para comentar os filmes é o pesquisador Adilson Marcelino, do site Mulheres do Cinema Brasileiro. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Em Foco: Bong Joon-ho

    Play Episode Listen Later Jul 8, 2021 169:40

    Analisamos a filmografia do cineasta sul-coreano Bong Joon-ho, diretor de filmes como "Memórias de um Assassino", "O Hospedeiro", "Mother: A Busca Pela Verdade", "Expresso do Amanhã" e "Parasita". Confira abaixo a minutagem em que cada filme é comentado no podcast: 00:00:00 - Introdução 00:04:55 - Curtas-metragens de Bong Joon-ho 00:42:33 - Cão que Ladra Não Morde 00:56:57 - Memórias de um Assassino 01:22:37 - O Hospedeiro 01:42:22 - Mother: A Busca Pela Verdade 02:03:17 - Expresso do Amanhã 02:20:47 - Okja 02:31:07 - Parasita Nesta edição, o podcast Em Foco percorre a filmografia do cineasta sul-coreano Bong Joon-ho, responsável por filmes como "Memórias de um Assassino", "O Hospedeiro", "Mother: A Busca Pela Verdade", "Expresso do Amanhã" e "Parasita".  Analisamos toda a obra do diretor, dos curtas ao mais recente longa, explorando temas recorrentes e aspectos do seu estilo. Participam do podcast sobre "Thelma & Louise": Renato Silveira e Kel Gomes, editores do cinematório, Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Carlos Quintão, crítico, professor e realizador do podcast Cabine Cine Rádio. Quer mandar um e-mail? Escreva seu recado e envie para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    De Volta Para o Sofá: "A Outra Face" (1997)

    Play Episode Listen Later Jun 24, 2021 88:05

    Travolta vs. Cage ou Cage vs. Travolta? Acione a suspensão da descrença e aperte o play para revisitar "A Outra Face" conosco e descobrir se o filme resistiu ao teste do tempo! Confira abaixo a minutagem em que cada filme é comentado no podcast: 00:00:00 - Introdução 00:08:42 - Memória Afetiva: relembramos quando vimos o filme pela primeira vez e o impacto que ele causou 00:33:21 - Deu Tilt: os aspectos que ficaram datados e as cenas que não funcionam mais 00:49:47 - Supra Sumo: as cenas mais marcantes 01:05:17 - Por Onde Anda: saiba o que os atores principais estão fazendo hoje em dia 01:25:06 - Música de Encerramento Neste episódio do podcast De Volta Para o Sofá, nós rebobinamos a fita até o ano de 1997 e revisitamos "A Outra Face" (Face/Off), filme de ação e ficção científica que marcou os anos 90 ao colocar John Travolta e Nicolas Cage um contra o outro -- e mais que isso, trocando de rostos! Dirigido pelo mestre John Woo ("O Matador") e escrito pela dupla Mike Werb e Michael Colleary, "A Outra Face" acompanha a caça do agente federal Sean Archer (Travolta) ao terrorista Castor Troy (Cage). Quando o criminoso fica em coma após finalmente ser capturado, Archer precisa descobrir onde ele instalou uma bomba em Los Angeles. Para isso, o plano é perigoso, ousado e... absurdo: através de um procedimento cirúrgico, Archer usa literalmente o rosto de Troy para se passar por ele e conseguir a informação. No programa, nós relembramos as cenas mais memoráveis desse sucesso de bilheteria. Também apontamos o que "deu tilt" no filme e descobrimos por onde andam os principais integrantes do elenco, que também traz Joan Allen, Dominique Swain, Alessandro Nivola e Gina Gershon. O De Volta Para o Sofá é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. Quer mandar um recado? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: A Mulher na Janela e Cruella

    Play Episode Listen Later Jun 11, 2021 78:51

    Analisamos os filmes "A Mulher na Janela", suspense protagonizado por Amy Adams, e "Cruella", produção da Disney estrelada por Emma Stone. Confira abaixo a minutagem em que cada filme é comentado no podcast: 00:00:00 - Introdução 00:07:05 - A Mulher na Janela 00:39:17 - Cruella Nesta edição, o podcast cinematório café analisa os filmes "A Mulher na Janela" (The Woman in the Window, 2021), suspense lançado pela Netflix, dirigido por Joe Wright ("Desejo e Reparação") e protagonizado por Amy Adams, e "Cruella" (2021), produção da Disney que narra a juventude da vilã de "Os 101 Dálmatas", interpretada por Emma Stone, com direção de Craig Gillespie ("Eu, Tonya"). O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    De Volta Para o Sofá: "Um Robô em Curto-Circuito" (1986)

    Play Episode Listen Later May 27, 2021 103:33

    Insira os dados e aperte o play para revisitar "Um Robô em Curto-Circuito" conosco e descobrir se o filme resistiu ao teste do tempo! Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast: 00:00:00 - Introdução 00:06:16 - Memória Afetiva: relembramos quando vimos o filme pela primeira vez e o impacto que ele causou 00:38:17 - Deu Tilt: os aspectos do filme que ficaram datados e cenas que não funcionam 01:01:25 - Supra Sumo: as cenas mais marcantes 01:17:58 - Por Onde Anda: saiba o que os atores principais estão fazendo hoje em dia 01:40:05 - Música de Encerramento Neste episódio do podcast De Volta Para o Sofá, nós rebobinamos a fita até o ano de 1986 e revisitamos o filme "Um Robô em Curto-Circuito" (Short Circuit), comédia sci-fi que apresentou ao mundo o carismático robô Johnny 5. Desenvolvido como uma arma militar, ele ganha vida própria, consciência e sentimentos após ser atingido por um raio. Mas para sobreviver, ele precisa que fugir das autoridades que querem desmontá-lo. O longa original tem direção de John Badham ("Os Embalos de Sábado à Noite", "Jogos de Guerra") e traz no elenco Ally Sheedy ("Clube dos Cinco"), Steve Guttenberg ("Loucademia de Polícia") e Fisher Stevens ("Hackers: Piratas de Computador"). Quem faz a voz de Johnny 5 é Tim Blaney. No programa, nós relembramos as cenas mais memoráveis desse sucesso dos anos 80 e também de sua continuação, "Um Robô em Curto-Circuito 2", lançada em 1988 e dirigida por Kenneth Johnson. Também apontamos o que "deu tilt" nos dois filmes e descobrimos por onde andam os principais integrantes do elenco. Insira os dados, recarregue a bateria, prepare um drink e aperte o play para revisitar "Um Robô em Curto-Circuito" conosco e descobrir se o filme resistiu ao teste do tempo! O De Volta Para o Sofá é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. Quer mandar um recado? Escreva para contato@cinematorio.com.br. - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Em Foco: "Thelma & Louise" (1991), de Ridley Scott

    Play Episode Listen Later May 20, 2021 108:15

    Analisamos o filme "Thelma & Louise", dirigido por Ridley Scott e estrelado por Geena Davis e Susan Sarandon, que completa 30 anos de lançamento. Confira abaixo a minutagem dos quadros do podcast: 00:00:00 - Introdução 00:04:20 - Grande Angular: ficha técnica do filme e perfil do diretor Ridley Scott 00:17:38 - Close-up: perfil da atriz Geena Davis 00:26:19 - Ponto de Vista: análise e comentários sobre o filme 01:21:43 - Zoom: análise do ato final do filme e sua relação com o western 01:37:58 - Fora de Quadro: a influência de "Thelma & Louise" na música Nesta edição, o podcast Em Foco analisa o filme "Thelma & Louise" (1991, EUA), dirigido por Ridley Scott e estrelado por Geena Davis e Susan Sarandon. Completando 30 anos de lançamento em 20 de maio de 2021, o longa-metragem escrito por Callie Khouri venceu o Oscar de Melhor Roteiro Original. Na trama, Thelma (Davis) e Louise (Sarandon) são duas amigas que decidem fazer uma viagem de férias e deixar seus trabalhos e companheiros para trás. Elas caem na estrada para se libertarem das opressões que vivem no dia a dia, sem imaginar que acabariam sendo perseguidas pela polícia como criminosas. O elenco também conta com Harvey Keitel, que interpreta o detetive Hal Scolumb; Michael Madsen, que vive Jimmy, namorado de Louise; Christopher McDonald, que faz Darryl, marido de Thelma; e Brad Pitt, que faz o papel de J.D., um ladrão de beira de estrada a quem Thelma e Louise dão carona. "Thelma & Louise" estreou no Festival de Cannes, fora de competição, e só foi lançado no Brasil em 15 de novembro de 1991. No Oscar, além de ter venceido a estatueta de Roteiro Original, o longa concorreu como Melhor Direção para Ridley Scott, Atriz para Geena Davis e Susan Sarandon, Fotografia para Adrian Biddle e Montagem para Thom Noble. Além da análise do filme em si, o nosso podcast também traz informações dos bastidores e os perfis de Geena Davis e Ridley Scott. Participam do podcast sobre "Thelma & Louise": Renato Silveira e Kel Gomes, editores do cinematório, Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG, e Carlos Quintão, crítico, professor e realizador do podcast Cabine Cine Rádio. Quer mandar um e-mail? Escreva seu recado e envie para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    Escolha da Audiência: "A Chegada", "Fonte da Vida" e "A Nossa Espera"

    Play Episode Listen Later May 12, 2021 100:13

    Atendendo aos pedidos dos ouvintes, comentamos três filmes que ainda não haviam sido pauta dos nossos podcasts. Nesta edição do podcast Escolha da Audiência, Renato Silveira e Kel Gomes falam sobre os seguintes títulos indicados por membros do Cineclube Cinematório: - "A Chegada" (Arrival, 2016, EUA, Canadá), de Denis Villeneuve, drama sci-fi estrelado por Amy Adams, Jeremy Renner e Forest Whitaker que gira em torno da misteriosa chegada de 12 naves alienígenas gigantescas ao nosso planeta, um fato de repercussão mundial e, principalmente, pessoal para a protagonista. Pedido por Patrícia Rocha; - "Fonte da Vida" (The Fountain, 2006, Canadá, EUA), de Darren Aronofsky, outro drama sci-fi, este mais meditativo e polêmico, sobre um cientista (Hugh Jackman) que tenta encontrar uma forma de impedir a morte da esposa (Rachel Weisz), "viajando" entre diferentes realidades e dimensões astrais. Pedido por Bruno Luciano; - "A Nossa Espera" (Nos Batailles, 2018, Bélgica, França), de Guillaume Senez, drama familiar sobre um pai (Romain Duris) que se vê obrigado a ter que cuidar dos filhos quando sua esposa decide abandonar a família, sem dizer seu paradeiro. Pedido por Anderson Ribeiro de Castro. Quer fazer um pedido? Venha para o Cineclube Cinematório! Você poderá participar do podcast e ainda recebe conteúdo exclusivo preparado especialmente para você. E o principal: você ajuda a gente a manter o cinematório funcionando! Conheça e junte-se a nós! Quer mandar um e-mail? Escreva para contato@cinematorio.com.br. Hyperlinks: - Conheça o trabalho da Patris - Siga o Anderson e participe do Cinema e Piano

    cinematório café: Nomadland e Minari | Oscar 2021

    Play Episode Listen Later Apr 22, 2021 100:41

    Discutimos os filmes "Nomadland", de Chloé Zhao, e "Minari", de Lee Isaac Chung, ambos indicados ao Oscar 2021. Confira abaixo a minutagem em que cada filme é comentado: 00:00:00 - Introdução e comentários gerais 00:04:54 - Nomadland 00:57:20 - Minari 01:25:35 - Balanço e favoritos entre os indicados a Melhor Filme Nesta edição, o podcast cinematório café discute os filmes "Nomadland" (2020), road movie sobre uma mulher que decide se tornar uma nômade, escrito, dirigido e montado por Chloé Zhao, produzido e protagonizado por Frances McDormand, e "Minari" (2020), drama sobre uma família de imigrantes coreanos nos EUA dos anos 80, dirigido por Lee Isaac Chung e estrelado por Steven Yeun, Yeri Han e Youn Yuh-Jung. Neste episódio, nós também fazemos um balanço dos indicados a Melhor Filme no Oscar 2021 e apontamos os nossos favoritos. "Nomadland" concorre ao Oscar 2021 nas categorias Melhor Filme, Direção (Chloé Zhao), Roteiro Adaptado (Chloé Zhao), Atriz (Frances McDormand), Montagem (Chloé Zhao) e Fotografia (Joshua James Richards). "Minari" foi indicado às estatuetas de Melhor Filme, Direção (Lee Isaac Chung), Roteiro Original (Lee Isaac Chung), Ator (Steven Yeun), Atriz Coadjuvante (Youn Yuh-Jung) e Trilha Sonora Original (Emile Mosseri). Quem se senta à mesa conosco para comentar os dois filmes é Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva seu recado e envie para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!

    cinematório café: Bela Vingança e Judas e o Messias Negro

    Play Episode Listen Later Apr 19, 2021 101:31

    Discutimos os filmes "Bela Vingança" (Promising Young Woman) e "Judas e o Messias Negro" (Judas and the Black Messiah), ambos indicados ao Oscar 2021. Confira abaixo a minutagem em que cada filme é comentado: 00:00:00 - Introdução e comentários gerais 00:08:41 - Bela Vingança 01:03:05 - Judas e o Messias Negro Nesta edição, o podcast cinematório café discute os filmes "Bela Vingança" (Promising Young Woman, 2020), um filme de vingança feminista escrito e dirigido por Emerald Fennell e protagonizado por Carey Mulligan, e "Judas e o Messias Negro" (Judas and the Black Messiah, 2021), uma mistura de drama histórico e thriller político dirigido por Shaka King, com LaKeith Stanfield e Daniel Kaluuya nos papéis principais. "Bela Vingança" concorre ao Oscar 2021 nas categorias Melhor Filme, Direção (Emerald Fennell), Roteiro Original (Emerald Fennell), Atriz (Carey Mulligan) e Montagem (Frédéric Thoraval). "Judas e o Messias Negro" foi indicado às estatuetas de Melhor Filme, Roteiro Original (Shaka King, Will Berson, Kenneth Lucas e Keith Lucas), Ator Coadjuvante (Daniel Kaluuya e LaKeith Stanfield), Fotografia (Sean Bobbitt), Canção Original ("Fight For You", de H.E.R., D'Mile e Tiara Thomas). Quem se senta à mesa conosco para comentar os dois filmes é Ana Lúcia Andrade, professora de Cinema da Escola de Belas Artes da UFMG. O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia. Quer mandar um e-mail? Escreva seu recado e envie para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast! - Visite a página do podcast no site e confira material extra sobre o tema do episódio! - Junte-se ao Cineclube Cinematório e tenha acesso a conteúdo exclusivo de cinema!