Podcasts about custo

  • 653PODCASTS
  • 1,035EPISODES
  • 22mAVG DURATION
  • 5WEEKLY NEW EPISODES
  • Jan 1, 2023LATEST

POPULARITY

20152016201720182019202020212022

Categories



Best podcasts about custo

Latest podcast episodes about custo

DBAOCM Podcast
EP572 - Qual o custo de uma certificação Oracle?

DBAOCM Podcast

Play Episode Listen Later Jan 1, 2023 11:02


EP572 - Qual o custo de uma certificação Oracle?   Entre no nosso canal do Telegram para receber conteúdos Exclusivos sobre Banco de dados Oracle:   https://t.me/joinchat/AAAAAEb7ufK-90djaVuR4Q

Filosoficamente Incorreto
Celebrando a mente humana: Tirando conclusões precipitadas; O custo de pensar rapidamente

Filosoficamente Incorreto

Play Episode Listen Later Dec 31, 2022 5:31


Celebrando a mente humana: Tirando conclusões precipitadas; O custo de pensar rapidamente: Daniel Kahneman; Rápido e devagar: Duas formas de pensar --- Send in a voice message: https://anchor.fm/pedro-mendes-ju00fanior/message

Consciência Cristã
O CUSTO DE UMA FÉ PÚBLICA | Paulo Junior

Consciência Cristã

Play Episode Listen Later Dec 31, 2022 53:37


Vivemos em uma sociedade pluralista que não aceita valores absolutos e muitas vezes temos nos calado e nos omitido de nossa função como sal da terra e luz do mundo. Em uma sociedade que nos pressiona a tornar nossa fé privada, devemos aprender com Sadraque, Mesaque e Abede-Nego e viver a verdade independentemente do custo. O Rev. Paulo Junior é um dos preletores confirmados para a 25ª edição da Consciência Cristã durante os dias 16 a 21 de fevereiro. Visite nosso site conscienciacrista.org.br para ver a programação completa e se inscreva gratuitamente! #fé #privatizaçãodafé #sofrimento #pregação #consciênciacristã #CC25anos Temos feito a diferença na vida de vocês? Se sim, gostaríamos muito que você investisse um tempinho para conhecer mais sobre a Consciência Cristã e a VINACC (responsável por esse projeto). Você pode fazer isto desta forma: -- Inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC3By_53BcJK-GZaqQePUrLQ?sub_confirmation=1 -- Inscreva em nossa lista de e-mails. https://cc.org.br/email -- Entre em nossos grupos de WhatsApp Consciência Cristã: https://cc.org.br/zap Devocional Diário: https://cc.org.br/devocional -- Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/consciencia.crista/ O que é a Consciência Cristã? Somos um movimento interdenominacional que existe já há mais de 20 anos e desde o inicio nosso foco tem sido de ajudar os cristãos a terem plena consciência da sua identidade e da sua missão. Nós entendemos que somente pessoas conscientemente cristãs são capazes de glorificar a Deus e transformar vidas através do evangelho. Tem sido um grande desafio, principalmente nesses últimos anos, onde o secularismo tem invadido nossas igrejas e as mentes de muitos dentro de nossas comunidades. Como ajudar a manter e expandir este projeto? Acesse o site da nossa organização: https://vinacc.org.br Conheça mais sobre os projetos e veja como você pode nos ajudar.

The Nonlinear Library
AF - Internal Interfaces Are a High-Priority Interpretability Target by Thane Ruthenis

The Nonlinear Library

Play Episode Listen Later Dec 29, 2022 12:12


Welcome to The Nonlinear Library, where we use Text-to-Speech software to convert the best writing from the Rationalist and EA communities into audio. This is: Internal Interfaces Are a High-Priority Interpretability Target, published by Thane Ruthenis on December 29, 2022 on The AI Alignment Forum. tl;dr: ML models, like all software, and like the NAH would predict, must consist of several specialized "modules". Such modules would form interfaces between each other, and exchange consistently-formatted messages through these interfaces. Understanding the internal data formats of a given ML model should let us comprehend an outsized amount of its cognition, and allow to flexibly interfere in it as well. 1. A Cryptic Analogy Let's consider three scenarios. In each of them, you're given the source code of a set of unknown programs, and you're tasked with figuring out their exact functionality. Details vary: In the first scenario, the programs are written in some known programming language, e. g. Python. In the second scenario, the programs were randomly generated by perturbing machine code until it happened to end up in a configuration that, when ran, instantiates a process externally indistinguishable from a useful intelligently-written program. In the third scenario, the programs are written in a programming language that's completely unfamiliar to you (or to anyone else). In the first scenario, the task is all but trivial. You read the source code, make notes on it, run parts of it, and comprehend it. It may not be quick, but it's straightforward. The second scenario is a nightmare. There must be some structure to every program's implementation — something like the natural abstraction hypothesis must still apply, there must be modules in this mess of a code that can be understood separately, etc. There is some high-level structure that you can parcel out into tiny pieces that can fit into a human mind. The task is not impossible. But suppose you've painstakingly reverse-engineered one of the programs this way. You move on to the next one, and... Yup, you're essentially starting from zero. Well, you've probably figured out something about natural abstractions when working on your first reverse-engineering, so it's somewhat easier, but still a nightmare. Every program is structured in a completely different way, you have to start from the fundamentals every time. The third scenario is a much milder nightmare. You don't focus on reverse-engineering the programs here — first, you reverse-engineer the programming language. It's a task that may be as complex as reverse-engineering one of the individual programs from (2), but once you've solved it, you're essentially facing the same problem as in (1) — a problem that's comparably trivial. The difference between (2) and (3) is: In (3), every program has a consistent high-level structure, and once you've figured it out, it's a breeze. In (2), every high-level structure is unique, and you absolutely require some general-purpose tools for inferring high-level structures. (2) is a parallel to the general problem of interpretability, different programs being different ML models. Is there some interpretability problem that's isomorphic to (3), however? I argue there is. 2. Interface Theory Suppose that we have two separate entities with different specializations: they both can do some useful "work", but there are some types of work that only one of them can perform. Suppose that they want to collaborate: combine their specializations to do tasks neither entity can carry out alone. How can they do so? For concreteness, imagine that the two entities are a Customer, which can provide any resource from the set of resources R, and an Artist, which can make any sculpture from some set S given some resource budget. They want to "trade": there's some sculpture sx the Customer wants made, and there are some resources rx the Artist needs to make it. How can they carry out such exchanges? The Custo...

Momento Agrícola
2022.12.24- Bloco 3 As Perspectivas 22-23 do IMEA parte 1

Momento Agrícola

Play Episode Listen Later Dec 24, 2022 11:41


A Coordenadora de Inteligência de Mercado do IMEA, Monique Kempa, fala sobre as perspectivas para a soja na Safra 22-23. Área plantada, produção, Mercado, Custo de Produção e Funding.

Rádio Panorama Agrícola Epagri.
4 de janeiro – Biodigestor de baixo custo

Rádio Panorama Agrícola Epagri.

Play Episode Listen Later Dec 22, 2022 9:58


Panorama Agrícola é o programa de Rádio da Epagri voltado para a agricultura familiar e a pesca artesanal. O programa existe desde 1978, Historicamente o Panorama Agrícola acompanha as mudanças no mundo e principalmente no setor agrícola catarinense, buscando tecnologia e dinamismo.

Outro lado da história
Aumento no número de Ministérios com Lula. Qual motivo e o custo disso

Outro lado da história

Play Episode Listen Later Dec 22, 2022 3:17


Aumento no número de Ministérios com Lula. Qual motivo e o custo disso Lula confirmou que vai ter 37 Ministérios. O número chama a atenção e levanta algumas críticas. Porém, são reclamações sem detalhar exatamente os motivos dessas queixas. Entenda o impacto dos novos Ministérios do Lula e o objetivo do novo Presidente. Veja mais Outro Lado da História em: https://www.instagram.com/canaloutroladodahistoria

Podcast Empresa Autogerenciável | Marcelo Germano
#171 - Como vender mais sem dar desconto? → Equipe de vendas campeã - Com Marcelo Caetano da Venda Mais

Podcast Empresa Autogerenciável | Marcelo Germano

Play Episode Listen Later Dec 21, 2022 74:34


Como vender mais sem dar desconto? A cultura de sempre baixar preço para poder vender está totalmente enraizada na cabeça de muitos empresários. Mas como vemos a seguir, na verdade, nada mais é que uma crença limitante acrescida da falta de gestão. Neste episódio do Podcast Empresa Autogerenciável, nosso comandante, Marcelo Germano e nosso gerente comercial, João Rosa, recebem o empresário Marcelo Caetano, que resultou numa baita aula de como vender mais sem dar desconto e como ter uma equipe de vendas campeã.

Governo do Estado de São Paulo
Boletim: Ribeirão Preto inaugura Farmácia de Alto Custo e Bom Prato - 21/12/2022

Governo do Estado de São Paulo

Play Episode Listen Later Dec 21, 2022 2:10


O governador Rodrigo Garcia inaugurou nesta quarta-feira (21) o restaurante Bom Prato e a Farmácia de Alto Custo do Hospital das Clínicas. Além disso, foram entregues equipamentos do Programa Nova Frota e diversos municípios receberam novos postos e totens do Poupatempo.

os agilistas
#208 - Falácia do custo irrecuperável e outros vieses: como ponderar nossas decisões? Com Diulia Almada

os agilistas

Play Episode Listen Later Dec 15, 2022 26:36


Você já se deixou levar pelo emocional ao fazer escolhas? Como identificar e driblar os vieses que podem interferir na tomada de decisões do negócio? No episódio de hoje, convidamos a Head de Design Diulia Almada para falar sobre os fatores humanos que podem acabar intervindo no futuro de soluções e da organização. Dá o play!  Quer conversar com Os Agilistas? É só mandar sua dúvida/sugestão para @osagilistas no Instagram ou pelo e-mail osagilistas@dtidigital.com.br que nós responderemos em um de nossos conteúdos!See omnystudio.com/listener for privacy information.

Igreja Batista Franciscadriângela
PodCast PIBF #243 / O custo do discipulado

Igreja Batista Franciscadriângela

Play Episode Listen Later Dec 13, 2022 3:33


O custo do discipulado

Biologia In Situ
076 - Bionews - O custo do clima e a economia no DNA

Biologia In Situ

Play Episode Listen Later Dec 9, 2022 9:21


Olá, bio-ouvintes! E chegou o nosso episódio 76, trazendo dois bio News que você já deve ter acompanhado aqui nas nossas redes: - Quanto custam as mudanças climáticas? - Como a crise de 1929 moldou o DNA da geração seguinte nos EUA? Dois temas super interessantes, não é?!   TRANSCRIÇÃO do episódio!   CONTATOS cartinhas@biologiainsitu.com.br Instagram, Facebook e LinkedIn: @biologiainsitu Twitter e TikTok: @bioinsitu   APOIO padrim.com.br/biologiainsitu Picpay: @biologiainsitu Pix: cartinhas@biologiainsitu.com.br   CRÉDITOS Roteiro: Natã Rahhal. Locução: Ricardo Gomes. Edição e mixagem de áudio: Klaus Heinz. Arte de capa: Madjorie Castilho. Transcrição de áudio: Cristianne Santos, Karina Laskawski, Luiza Ferreira e Mariana Tigano.

JR 15 Minutos com Celso Freitas
Medicamentos de alto custo: como ter acesso?

JR 15 Minutos com Celso Freitas

Play Episode Listen Later Dec 9, 2022 15:47


Conhecido como o “remédio mais caro do mundo”, o Zolgensma, que custa cerca de R$ 6 milhões, foi incorporado na lista de medicamentos distribuídos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O remédio é usado no tratamento de crianças com Atrofia Muscular Espinhal (AME), e deverá estar disponível na rede pública em até 180 dias, prazo estipulado pelo Ministério da Saúde. Seja por uma doença genética rara ou por outra condição clínica, como determinados tipos de câncer, muitos pacientes precisam de medicamentos extremamente caros e até difíceis de encontrar. E nesses casos, como o paciente pode obter os remédios de alto custo pelo sistema público de saúde? Há uma maneira de facilitar esse acesso? O direito é válido para todos? E quais são os critérios? Celso Freitas e o repórter Fábio Menegatti conversam com o advogado especialista em direito médico, Washington Fonseca.

Jogo Rápido
Paulo Bengston (PTB/PA) - Projeto prioriza compras públicas de baixo custo de consumo de energia

Jogo Rápido

Play Episode Listen Later Dec 7, 2022


Podcast Economia - Agência Radioweb
Custo da cesta básica aumenta em 12 capitais do País

Podcast Economia - Agência Radioweb

Play Episode Listen Later Dec 6, 2022 1:59


Segundo o Dieese, as altas mais expressivas ocorreram em Belo Horizonte, Florianópolis, São Paulo e Goiânia. A batata e o tomate foram os vilões dos preços entre outubro e novembro,

IPB Rio Preto
O custo do testemunho [Am 7.10-17]

IPB Rio Preto

Play Episode Listen Later Dec 2, 2022 43:01


O testemunho de Amós foi deturpado. O testemunho de Amós foi ameaçado. O testemunho de Amós foi autenticado.

A Voz do Brasil
Plenário pode prorrogar prazo para microgeração de energia sem custo de distribuição

A Voz do Brasil

Play Episode Listen Later Nov 28, 2022


Radioagência
Plenário pode votar mais prazo para microgeração de energia sem custo de distribuição

Radioagência

Play Episode Listen Later Nov 25, 2022


Pastéis de Marketing's Podcast
O custo por lead no Google Ads, 4 tendências para 2023 e o mercado de videoconferência – e96s01

Pastéis de Marketing's Podcast

Play Episode Listen Later Nov 25, 2022


Neste episódio número 96 falamos do custo por lead no Google Ads, 4 tendências para 2023 e o mercado de videoconferência Episódio de: Download do podcast MIGUEL Benchmark de custos por lead https://ignitevisibility.com/digital-marketing-news/ https://searchengineland.com/new-report-shows-google-cost-per-lead-has-increased-for-91-of-industries-389593 https://www.wordstream.com/blog/ws/2022/11/10/search-advertising-benchmarks   Na semana passada falámos sobre benchmarks e aquelas estatísticas que temos no bolso que nos ajudam a tomar algumas […] O conteúdo O custo por lead no Google Ads, 4 tendências para 2023 e o mercado de videoconferência – e96s01 aparece primeiro em Marketing por Idiotas.

Produtor Com Valor
Piscicultura: tecnologia reduz custo de análise de ração

Produtor Com Valor

Play Episode Listen Later Nov 22, 2022 2:55


Siga: @produtorcomvalor (Instagram)

Brasil-Mundo
Para bióloga italiana, custo de preservação da Amazônia não deve recair apenas sobre o Brasil

Brasil-Mundo

Play Episode Listen Later Nov 19, 2022 7:58


A bióloga italiana Emanuela Evangelista trabalha no Brasil desde o ano 2000. Ela vive há mais de 10 anos na comunidade de Xixuaú, na divisa entre os estados de Amazonas e Roraima. Como presidente da organização italiana Amazônia Onlus, ela está na linha de frente da defesa ambiental e ajudou a criar a Reserva Extrativista Baixo Rio Branco Jauaperi. Nesta imensa área, a floresta e os habitantes estão protegidos. Gina Marques, correspondente da RFI em Roma A reportagem da RFI conversou com Emanuela Evangelista no Parque da Caffarella, em Roma. “Nossa organização se dedica à Amazônia brasileira com o intuito de preservar o [meio] ambiente e lutar por esse grande desafio de manter a floresta em pé. A gente faz isso trabalhando em regiões remotas distantes do desmatamento, longe de degradação, em áreas que são ainda de floresta primária intacta e que são habitadas por populações tradicionais. Nosso trabalho é de aliança, de união com as populações tradicionais”, diz ela. Ela explica que seu trabalho consiste em ampliar, junto com os habitantes, alternativas de renda. “Nosso objetivo é o desenvolvimento sustentável para que as pessoas possam manter esse precioso tesouro que elas têm, a floresta Amazônica, sua biodiversidade, sua cultura e também suas tradições.” Na avaliação de Evangelista, é preciso ter vontade política e econômica de preservar a Amazônia. A responsabilidade, na opinião da italiana, não deve ser só do Brasil, mas sim "do mundo". “Acreditamos que a falta de recursos econômicos esteja ligada à vontade política. Os órgãos institucionais foram, de alguma forma, enfraquecidos nos últimos anos, e não houve grande disponibilidade econômica para a Amazônia”, estima a pesquisadora. Ela ressalta que zerar o desmatamento é um desafio complexo, principalmente neste momento em que a taxa de destruição da floresta está muito elevada. Segundo Evangelista, o novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva poderá inserir a proteção da Amazônia entre as prioridades. “Lula pode ter a vantagem de reabrir o diálogo com os países desenvolvidos para atrair ajuda internacional, que eu acredito ser fundamental por dois motivos: em primeiro lugar, porque a Amazônia é um bioma que fornece benefícios ao mundo inteiro. Em segundo lugar, porque boa parte do mundo, inclusive os países industrializados, são responsáveis e participam de alguma forma do desmatamento, da destruição, do que estamos fazendo à Amazônia”. Ela salienta que é necessário reconhecer a responsabilidade europeia e dos países desenvolvidos, e participar de forma ativa da proteção da Amazônia. “Não é possível continuar dizendo que é um bioma que oferece benefícios ao mundo inteiro, e deixar que caia nos ombros e no bolso do Brasil, exclusivamente, o custo da preservação e de proteção da floresta", argumenta. Difíceis condições de vida Mesmo com riquezas naturais inestimáveis, as condições de vida dos ribeirinhos e povos indígenas da Amazônia são difíceis. Muitas vezes faltam estruturas básicas necessárias, como escolas e hospitais. De acordo com a bióloga, “mais da metade das pessoas residentes na Amazônia vive abaixo da linha da pobreza. Ela constata que há uma necessidade de desenvolvimento econômico importante na região. "Os povos tradicionais vivem isolados das regiões onde existe trabalho e pagam o preço por esse isolamento", observa. "Por um lado é bom, porque se preservam os recursos naturais; mas, por outro lado, torna tudo muito complicado”, destaca a italiana. Ela cita o exemplo de um quebrador de castanha, que deve vender seu produto nos mercados que ficam distantes do local de colheita. “Além disso, se você quer que seus filhos estudem e continuem após o quinto ano, que é o que normalmente você encontra nessas comunidades remotas, é preciso se deslocar ou mandar seus filhos para a cidade", explica. As necessidades sanitárias também são importantes, assim como as de educação e geração de renda. "O isolamento dificulta a vida de alguma forma", afirma Emanuela Evangelista. Amor à primeira vista A italiana fez a sua primeira viagem ao Brasil no ano 2000 para trabalhar como pesquisadora em um projeto do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), com sede em Manaus. Como bióloga, ela é especialista em mamíferos aquáticos. Segundo Evangelista, a Amazônia foi "paixão à primeira vista". “Vim ao Brasil para estudar uma espécie de mamífero que é chamada Lontra Gigante, que em português a gente chama de Ariranha. Aí foi amor à primeira vista, né? Eu me apaixonei pela biodiversidade da floresta, pela magia das águas. Essas regiões remotas da Amazônia são únicas. É muito difícil para quem não nasceu no Brasil imaginar tanta beleza.” Sabedoria dos povos nativos A bióloga alerta que muitos pesquisadores internacionais não reconhecem a importância da sabedoria dos povos nativos. Segundo ela, a destruição da floresta poderá acarretar a perda de conhecimentos ancestrais das populações locais.   “O conhecimento dos povos nativos não recebe o justo valor nos países industrializados. Muitas vezes um cientista anuncia ao mundo a descoberta de uma nova espécie, e um ribeirinho diz que ela já era conhecida havia muito tempo”, ressalta. Reserva Extrativista Baixo Rio Branco Jauaperi Por iniciativa da Amazônia Onlus e de outras organizações da sociedade civil, a Reserva Extrativista Baixo Rio Branco Jauaperi foi criada em junho de 2018. O território fica na divisa entre os estados de Roraima e Amazonas. São quase 600 mil hectares de floresta, 14 comunidades e 1.500 moradores protegidos para sempre. Mas a luta pelo reconhecimento oficial como área de preservação durou quase duas décadas. Em 2009, o Ministério do Meio Ambiente emitiu uma avaliação favorável à criação da área para proteger as comunidades da região “de uma série de ações criminosas” feitas por invasores “que buscam a região para a prática de pesca e caça predatórias e grilagem de terras públicas”. De acordo com o texto, a reserva, localizada nos municípios de Rorainópolis (RR) e de Novo Airão (AM), vai “proteger os meios de vida e garantir a conservação e a utilização sustentável dos recursos naturais renováveis utilizados pelas comunidades tradicionais”. O espaço natural foi então dividido em três áreas. A primeira delas constitui uma zona de preservação, na qual não é permitida a ocupação nem a utilização direta ou indireta dos recursos naturais ali presentes. Uma segunda zona de uso restrito serve de moradia para as comunidades tradicionais e a tribo indígena Waimiri-Atroari, que podem utilizar a área. A terceira parte da reserva é voltada para atividades de recreação e turismo. A ocupação e o uso direto de recursos naturais, nesses casos, são definidas em um plano de manejo. O Instituto Chico Mendes administra toda a reserva e é responsável por sua proteção. A ONG Amazônia Onlus trabalha há mais de 20 anos na região do Jauaperi. "A organização contribuiu e participou de uma luta muito importante que foi, em primeiro lugar, a luta do povo residente da região, da população ribeirinha que mora nessa região, porque a demanda partiu deles”, destaca a bióloga italiana. “Conseguimos realizar o sonho da população, que era de criar uma área protegida de forma legal e robusta", acrescenta Evangelista. Segundo ela, a Reserva Extrativista do Baixo Rio Branco Jauaperi permite às populações tradicionais de continuar a viver na região e usar todos os recursos locais de forma sustentável. "É uma fórmula muito interessante, porque protege ao mesmo tempo a floresta, a cultura e as tradições das populações residentes”, explica. Emanuela Evangelista recebeu vários prêmios internacionais pela defesa da Amazônia. Em 2020, ela foi condecorada pelo presidente italiano, Sergio Mattarella, com a medalha de Oficial da Ordem do Mérito da República Italiana.

Brasil-Mundo
Para bióloga italiana, custo de preservação da Amazônia não deve recair apenas sobre o Brasil

Brasil-Mundo

Play Episode Listen Later Nov 19, 2022 7:58


A bióloga italiana Emanuela Evangelista trabalha no Brasil desde o ano 2000. Ela vive há mais de 10 anos na comunidade de Xixuaú, na divisa entre os estados de Amazonas e Roraima. Como presidente da organização italiana Amazônia Onlus, ela está na linha de frente da defesa ambiental e ajudou a criar a Reserva Extrativista Baixo Rio Branco Jauaperi. Nesta imensa área, a floresta e os habitantes estão protegidos. Gina Marques, correspondente da RFI em Roma A reportagem da RFI conversou com Emanuela Evangelista no Parque da Caffarella, em Roma. “Nossa organização se dedica à Amazônia brasileira com o intuito de preservar o [meio] ambiente e lutar por esse grande desafio de manter a floresta em pé. A gente faz isso trabalhando em regiões remotas distantes do desmatamento, longe de degradação, em áreas que são ainda de floresta primária intacta e que são habitadas por populações tradicionais. Nosso trabalho é de aliança, de união com as populações tradicionais”, diz ela. Ela explica que seu trabalho consiste em ampliar, junto com os habitantes, alternativas de renda. “Nosso objetivo é o desenvolvimento sustentável para que as pessoas possam manter esse precioso tesouro que elas têm, a floresta Amazônica, sua biodiversidade, sua cultura e também suas tradições.” Na avaliação de Evangelista, é preciso ter vontade política e econômica de preservar a Amazônia. A responsabilidade, na opinião da italiana, não deve ser só do Brasil, mas sim "do mundo". “Acreditamos que a falta de recursos econômicos esteja ligada à vontade política. Os órgãos institucionais foram, de alguma forma, enfraquecidos nos últimos anos, e não houve grande disponibilidade econômica para a Amazônia”, estima a pesquisadora. Ela ressalta que zerar o desmatamento é um desafio complexo, principalmente neste momento em que a taxa de destruição da floresta está muito elevada. Segundo Evangelista, o novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva poderá inserir a proteção da Amazônia entre as prioridades. “Lula pode ter a vantagem de reabrir o diálogo com os países desenvolvidos para atrair ajuda internacional, que eu acredito ser fundamental por dois motivos: em primeiro lugar, porque a Amazônia é um bioma que fornece benefícios ao mundo inteiro. Em segundo lugar, porque boa parte do mundo, inclusive os países industrializados, são responsáveis e participam de alguma forma do desmatamento, da destruição, do que estamos fazendo à Amazônia”. Ela salienta que é necessário reconhecer a responsabilidade europeia e dos países desenvolvidos, e participar de forma ativa da proteção da Amazônia. “Não é possível continuar dizendo que é um bioma que oferece benefícios ao mundo inteiro, e deixar que caia nos ombros e no bolso do Brasil, exclusivamente, o custo da preservação e de proteção da floresta", argumenta. Difíceis condições de vida Mesmo com riquezas naturais inestimáveis, as condições de vida dos ribeirinhos e povos indígenas da Amazônia são difíceis. Muitas vezes faltam estruturas básicas necessárias, como escolas e hospitais. De acordo com a bióloga, “mais da metade das pessoas residentes na Amazônia vive abaixo da linha da pobreza. Ela constata que há uma necessidade de desenvolvimento econômico importante na região. "Os povos tradicionais vivem isolados das regiões onde existe trabalho e pagam o preço por esse isolamento", observa. "Por um lado é bom, porque se preservam os recursos naturais; mas, por outro lado, torna tudo muito complicado”, destaca a italiana. Ela cita o exemplo de um quebrador de castanha, que deve vender seu produto nos mercados que ficam distantes do local de colheita. “Além disso, se você quer que seus filhos estudem e continuem após o quinto ano, que é o que normalmente você encontra nessas comunidades remotas, é preciso se deslocar ou mandar seus filhos para a cidade", explica. As necessidades sanitárias também são importantes, assim como as de educação e geração de renda. "O isolamento dificulta a vida de alguma forma", afirma Emanuela Evangelista. Amor à primeira vista A italiana fez a sua primeira viagem ao Brasil no ano 2000 para trabalhar como pesquisadora em um projeto do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), com sede em Manaus. Como bióloga, ela é especialista em mamíferos aquáticos. Segundo Evangelista, a Amazônia foi "paixão à primeira vista". “Vim ao Brasil para estudar uma espécie de mamífero que é chamada Lontra Gigante, que em português a gente chama de Ariranha. Aí foi amor à primeira vista, né? Eu me apaixonei pela biodiversidade da floresta, pela magia das águas. Essas regiões remotas da Amazônia são únicas. É muito difícil para quem não nasceu no Brasil imaginar tanta beleza.” Sabedoria dos povos nativos A bióloga alerta que muitos pesquisadores internacionais não reconhecem a importância da sabedoria dos povos nativos. Segundo ela, a destruição da floresta poderá acarretar a perda de conhecimentos ancestrais das populações locais.   “O conhecimento dos povos nativos não recebe o justo valor nos países industrializados. Muitas vezes um cientista anuncia ao mundo a descoberta de uma nova espécie, e um ribeirinho diz que ela já era conhecida havia muito tempo”, ressalta. Reserva Extrativista Baixo Rio Branco Jauaperi Por iniciativa da Amazônia Onlus e de outras organizações da sociedade civil, a Reserva Extrativista Baixo Rio Branco Jauaperi foi criada em junho de 2018. O território fica na divisa entre os estados de Roraima e Amazonas. São quase 600 mil hectares de floresta, 14 comunidades e 1.500 moradores protegidos para sempre. Mas a luta pelo reconhecimento oficial como área de preservação durou quase duas décadas. Em 2009, o Ministério do Meio Ambiente emitiu uma avaliação favorável à criação da área para proteger as comunidades da região “de uma série de ações criminosas” feitas por invasores “que buscam a região para a prática de pesca e caça predatórias e grilagem de terras públicas”. De acordo com o texto, a reserva, localizada nos municípios de Rorainópolis (RR) e de Novo Airão (AM), vai “proteger os meios de vida e garantir a conservação e a utilização sustentável dos recursos naturais renováveis utilizados pelas comunidades tradicionais”. O espaço natural foi então dividido em três áreas. A primeira delas constitui uma zona de preservação, na qual não é permitida a ocupação nem a utilização direta ou indireta dos recursos naturais ali presentes. Uma segunda zona de uso restrito serve de moradia para as comunidades tradicionais e a tribo indígena Waimiri-Atroari, que podem utilizar a área. A terceira parte da reserva é voltada para atividades de recreação e turismo. A ocupação e o uso direto de recursos naturais, nesses casos, são definidas em um plano de manejo. O Instituto Chico Mendes administra toda a reserva e é responsável por sua proteção. A ONG Amazônia Onlus trabalha há mais de 20 anos na região do Jauaperi. "A organização contribuiu e participou de uma luta muito importante que foi, em primeiro lugar, a luta do povo residente da região, da população ribeirinha que mora nessa região, porque a demanda partiu deles”, destaca a bióloga italiana. “Conseguimos realizar o sonho da população, que era de criar uma área protegida de forma legal e robusta", acrescenta Evangelista. Segundo ela, a Reserva Extrativista do Baixo Rio Branco Jauaperi permite às populações tradicionais de continuar a viver na região e usar todos os recursos locais de forma sustentável. "É uma fórmula muito interessante, porque protege ao mesmo tempo a floresta, a cultura e as tradições das populações residentes”, explica. Emanuela Evangelista recebeu vários prêmios internacionais pela defesa da Amazônia. Em 2020, ela foi condecorada pelo presidente italiano, Sergio Mattarella, com a medalha de Oficial da Ordem do Mérito da República Italiana.

Minuto da Economia
Anac autoriza companhias aéreas de baixo custo

Minuto da Economia

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022


SBQast
SBQast 97 - Eletrodos de baixo custo com impressoras 3D

SBQast

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022 15:57


O professor Rafael Dornellas, do Laboratório Peter Sorensen de Química Analítica (UFF) está desenvolvendo eletrodos para análises eletroquímicas com o auxílio de impressoras 3D. Essa linha de pesquisa é difundida no País. A novidade neste caso é que o Prof. Dornellas busca criar novos materiais para os eletrodos em vez de usar os que já são conhecidos e comercializados. A estratégia tem o objetivo de criar eletrodos de baixo custo. Saiba mais: @labpetersorensen

Minuto da Economia
Anac autoriza companhias aéreas de baixo custo (NOVO)

Minuto da Economia

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022


Argus Media
Falando de mercado: Brasil terá menor custo de produção de hidrogênio verde do mundo

Argus Media

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022 18:34


O Brasil pode se tornar um grande exportador de hidrogênio verde nos próximos anos, com os menores custos de produção do mundo.  Rebecca Gompertz, repórter da publicação Argus Brazil Gas & Power, conversa com Armando Juliani, diretor executivo de Serviços e Soluções na Siemens Energy Brasil, sobre o potencial do país nesse novo mercado que está se desenvolvendo.   Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado de hidrogênio? Acesse: https://www.argusmedia.com/pt/net-zero/hydrogen 

MT Cast
MT News #34 - IRONMAN aumenta o custo para os profissionais

MT Cast

Play Episode Listen Later Nov 15, 2022 23:02


Os atletas profissionais foram surpreendidos recentemente com o aumento da taxa cobrada anualmente para a categoria competir dentro do circuito da marca: de $900 para $1250. Essa decisão vai na contramão de outros organizadores que tem colocado o atleta profissional no centro das suas decisões, como é o caso da PTO e do Super League. E o que vocês acham: o aumento é válido? Patrocinadores A WE:ON Nutrition acaba de desembarcar aqui no Mundo Tri trazendo os melhores suplementos para sua performance. E com o cupom MUNDOTRI15 você aproveita 15% de desconto em todo o site. Conheça mais em https://www.weonnutrition.com.br/ Uma das melhores marcas do Triathlon mundial acaba de chegar no Brasil, a Orca. Você encontra toda a linha de produtos na Tri Designs a importadora oficial da marca. Saiba mais em https://www.tridesigns.com.br/? tracking=6312303cb4819 e aproveitem o cupom MUNDOTRI com 10% de desconto para todos os produtos Orca! Bananinha Santa Lídia é uma marca de Doces de Banana 100% artesanais, produzidos com bananas premium de altíssima qualidade muito macio e saboroso. Os doces estão disponíveis em 3 opções de sabores e seguidor Mundo Tri tem 10% de desconto com o cupom MUNDOTRI10. Entre agora em https://www.bananinhasantalidia.com.br/ e peça já o seu. Camisetas Mundo Tri: https://www.reserva.ink/mundotri MT Descontos: https://www.mundotri.com.br/mt-descontos/

Notícias Brasil de Fato MG
Dieese: em outubro, custo da alimentação subiu em 12 capitais

Notícias Brasil de Fato MG

Play Episode Listen Later Nov 9, 2022 1:56


Em BH, cesta encareceu 1,88% em outubro e 10,62% em um ano. Mínimo necessário deveria ser R$ 6.458,86. Foto: Governo de São Paulo

UOL Entrevista
Sabatina Fernando Haddad (governo SP): 'Não faltou aceno ao centro, mas não quero ganhar a qualquer custo'

UOL Entrevista

Play Episode Listen Later Oct 28, 2022 66:07


Candidato ao governo de São Paulo, Fernando Haddad (PT) é sabatinado nesta quarta-feira (26). A sabatina é conduzida por Fabíola Cidral e pelos jornalistas Leonardo Sakamoto, do UOL, e Carolina Linhares, da Folha de S. Paulo

Notícia no Seu Tempo
Em ação inédita, Cade quer investigar empresas de pesquisa

Notícia no Seu Tempo

Play Episode Listen Later Oct 14, 2022 8:37


No podcast ‘Notícia No Seu Tempo', confira em áudio as principais notícias da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo' desta sexta-feira (14/10/22): Numa decisão inédita, o presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Alexandre Cordeiro, determinou abertura de inquérito para investigar as empresas de pesquisa Ipec, Datafolha e Ipespe. Segundo Cordeiro, elas podem ter atuado como cartel para interferir nas eleições. Cordeiro foi indicado para o Cade pelo ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), coordenador da campanha de Jair Bolsonaro. E mais: Economia: Preço do gás de cozinha está 25% acima da média internacional Política: Custo de plano de Haddad é de R$ 57 bi; Tarcísio não dá detalhes Internacional: Comitê da Câmara que apura invasão do Capitólio intima Trump a depor Metrópole: Médicos fazem alerta sobre risco de saúde cardiovascular em mulheres Esportes: Seleção feminina de vôlei tenta ouro inédito Caderno 2: Incêndio do Museu Nacional inspira peça sobre memóriaSee omnystudio.com/listener for privacy information.

MVP StartSe
Agora em 10 #86 - Queda na Meta, Peloton e o fim do crescimento a qualquer custo

MVP StartSe

Play Episode Listen Later Oct 7, 2022 8:47


As startups cresceram pautadas no crescimento a qualquer custo, alimentadas pelas rodadas milionárias de investimento. Agora, o mercado mudou radicalmente e já tem CEO colocando data de validade para as empresas que não estão lucrando. Neste episódio do podcast Agora em 10, a gente te explica a queda da Peloton (startup que chegou a valer US$ 50 bilhões no auge da pandemia) e como a Meta está encolhendo aos poucos. Além disso, trazemos também os outros fatos mais relevantes da semana no ecossistema de inovação e startups. Aperte o play para conferir! Ainda neste episódio... Frase da semana: Elon Musk irá comprar o Twitter (agora parece sério!) e pode criar super app Agora na StartSe: cupom "AGORAEM10" para 65% de desconto pro SVWC Termômetro: Quente: novo fundo de investimentos da Amazon Morno: Tesla Bot Frio: Ex-chefe de segurança da Uber é condenado --- Os episódios do Agora em 10 estão disponíveis toda sexta-feira, às 11h. A apresentação é de Tainá Freitas, com roteiro de Alberto Cataldi, Tainá Freitas, Sabrina Bezerra, Camila Feiler, Victor Marques e edição de Aerolitos. StartSe, a plataforma da educação do agora. #Meta #Peloton #crescimento #lucro #startups

Ari Global Show
Custo Barcelona- Entrevista exclusiva

Ari Global Show

Play Episode Listen Later Oct 6, 2022 13:24


Custo barcelona --- Support this podcast: https://anchor.fm/ari-global-show/support

Notícias Agrícolas - Podcasts
Goiás inicia plantio da soja 22/23 esperando margens bastante apertadas aos produtores

Notícias Agrícolas - Podcasts

Play Episode Listen Later Oct 4, 2022 10:22


Custo de produção está ao redor dos R$ 10 mil por hectare e produtores seguram vendas observando as movimentações do mercado. Ifag estima aumento de 3,5% na área cultivada e mais de 18 milhões de toneladas colhidas

Notícias Agrícolas - Podcasts
Diante de custo de produção de R$ 12 mil por hectare, RS deve perder mais de 100 mil hectares de arroz em 22/23

Notícias Agrícolas - Podcasts

Play Episode Listen Later Oct 3, 2022 13:39


Federarroz alerta para relação oferta x demanda mais apertada no próximo ciclo e destaca importância do produtor apostar em outras culturas como soja e milho para ter mais rentabilidade

Anuncie no Google com Sucesso | Tiago Tessmann
#1117 - O Que é o Custo por Conexão?

Anuncie no Google com Sucesso | Tiago Tessmann

Play Episode Listen Later Sep 29, 2022 4:51


O Que é o Custo por Conexão?

Notícias Agrícolas - Podcasts
Uso de drone em áreas de cafeicultura de montanha ajuda no manejo sem desperdício de produto, reduz custo de produção e é tecnologia viável também par

Notícias Agrícolas - Podcasts

Play Episode Listen Later Sep 29, 2022 5:39


Segundo especialista, cafeicultor já tem investido em compras de drones, principalmente os que estão em áreas de difícil mecanização e os que mais sentiram a alta nos custos de produção

UROCast ABC
UROCast ABC - S03E22 - ECIRS: Avaliação Custo Beneficio

UROCast ABC

Play Episode Listen Later Sep 26, 2022 55:56


Notícias Agrícolas - Podcasts
Tapurah/MT começa plantio da soja esperando produtividade acima de 65 sacas por hectare

Notícias Agrícolas - Podcasts

Play Episode Listen Later Sep 20, 2022 6:59


Custo de produção foi elevado e agora produtividade terá que ser boa para dar rentabilidade ao produtor, que deve intensificar plantio após as chuvas desta semana

Notícias Agrícolas - Podcasts
Com custo de produção pelo menos 50% mais caro, Matiello explica como o produtor pode melhorar a rentabilidade nas lavouras de café

Notícias Agrícolas - Podcasts

Play Episode Listen Later Sep 20, 2022 23:36


Produtividade elevada, racionalização dos produtos e administração financeira efetiva podem ajudar produtor a ter boas margens de rentabilidade no café

Projeto #747 | Erico Rocha
DEDICAÇÃO, LINHA DE MONTAGEM E CUSTO - Episódio 179 | ERICO ROCHA

Projeto #747 | Erico Rocha

Play Episode Listen Later Sep 15, 2022 49:43


No episódio de hoje eu falo sobre dedicação, zona de conforto, ambiente e longevidade. Não deixe de comentar sua parte favorita!

SBS Portuguese - SBS em Português
Governo de Portugal mete 2,4 milhões de euros nas mãos dos cidadãos para que enfrentem alta do custo de vida

SBS Portuguese - SBS em Português

Play Episode Listen Later Sep 8, 2022 2:17


Todos os cidadãos cujo rendimento mensal não ultrapasse 2700€, portanto incluindo a classe média, de facto cerca de 90% da população portuguesa, vão receber individualmente, um cheque de 125€, mais 50€ por cada filho até 24 anos.

Padre Alberto Gambarini
O custo de seguir Jesus! - Lucas 14, 25-33

Padre Alberto Gambarini

Play Episode Listen Later Sep 4, 2022 9:43


Evangelho do dia 04.09.2022

Jornal da USP
Saúde Sem Complicações #96: Cirurgias minimamente invasivas têm custo benefício maior para o paciente e para o sistema de saúde

Jornal da USP

Play Episode Listen Later Aug 25, 2022 0:09


Com um tempo de recuperação mais curto e chances menores de complicações, o procedimento é realizado através de pequenos cortes com a ajuda da tecnologia

Jornal da USP no ar: Medicina
Saúde Sem Complicações #96: Cirurgias minimamente invasivas têm custo benefício maior para o paciente e para o sistema de saúde

Jornal da USP no ar: Medicina

Play Episode Listen Later Aug 25, 2022 0:09


Com um tempo de recuperação mais curto e chances menores de complicações, o procedimento é realizado através de pequenos cortes com a ajuda da tecnologia

Anuncie no Google com Sucesso | Tiago Tessmann
#1096 - Como Entender o Real Custo de Cada Funcionário

Anuncie no Google com Sucesso | Tiago Tessmann

Play Episode Listen Later Aug 25, 2022 5:06


Como Entender o Real Custo de Cada Funcionário

MAP Curitiba
A GRAÇA E O CUSTO DO PERDÃO

MAP Curitiba

Play Episode Listen Later Aug 10, 2022 39:33


Mensagem ministrada no MAP - Movimento Adoração em PráticaAgosto/2022

O Antagonista
Jair Bolsonaro provoca Lula e mostra hospedagem a "custo zero"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Jul 14, 2022 1:32


Jair Bolsonaro (PL) publicou um vídeo nas redes sociais para mostrar o quarto em que ficou hospedado durante visita a Imperatriz, no Maranhão, nesta quarta-feira (13). Em provocação a Lula (PT), o presidente exibiu o alojamento militar onde passou à noite, afirmando que a acomodação teve "custo zero". “Preço da diária aqui: zero. É o gabinete do comandante do batalhão [...] quase toda a segurança dorme comigo aqui no quartel também, o custo é quase zero. Estamos fazendo a nossa parte”, afirmou. Em visita a Brasília nesta semana, Lula ficou hospedado na suíte presidencial do hotel de luxo Meliá. Segundo o Estadão, cada noite custou ao PT mais de R$ 6 mil. Cadastre-se para receber nossa newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

The 1% Podcast
024 - Having a Strong Why, Ironman Training, and Being a Realtor with Inas Custovic (Custo)

The 1% Podcast

Play Episode Listen Later Jul 8, 2022 32:32


Inas Custovic (Custo) is a first generation American who refuses to make any excuses for why he can't accomplish all of his goals. He speaks on his parents being refugees in Bosnia and immigrating to America to give him and his brother a better life, his "Why" and Ironman training. Custo is a young realtor making a name for himself by working hard, being determined, and having a bulletproof mindset. He discusses all of these things on the podcast and gives great insight on how to forge a mindset that is unbreakable, no matter what challenges you may face. 

TV 247
Live do Conde! Tensão Máxima - Custo PSB é principal problema para Lula

TV 247

Play Episode Listen Later Jul 6, 2022 65:02


Live do Conde! Tensão Máxima - Custo PSB é principal problema para Lula by TV 247

E Tem Mais
Conta de luz: os fatores que afetam o custo da energia e as bandeiras tarifárias

E Tem Mais

Play Episode Listen Later Jun 29, 2022 21:10


Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta um balanço dos fatores que influenciam o custo da energia no Brasil e a decisão da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) de reajustar o valor das bandeiras tarifárias da conta de luz. A partir de julho, a taxa cobrada de forma adicional quando o país enfrenta dificuldades na geração de energia terá um aumento de 59,5% para a bandeira amarela, 63,7% para a vermelha patamar 1 e 3,2% para a vermelha patamar 2. O sistema foi criado em 2015, para custear o uso de usinas térmicas, mais caras, durante um período de estiagem prolongada. De acordo com a Aneel, como os reservatórios das hidrelétricas se encontram em níveis elevados, a expectativa é de que a tarifa extra não seja cobrada nos próximos meses. Mas os custos da energia no país também sofrem a pressão da inflação e da alta dos combustíveis. Em São Paulo, a agência aprovou um reajuste anual médio de 12% na conta de luz. Para descrever o cenário da geração de energia no Brasil e as expectativas sobre os rumos dos preços da conta de luz, participam deste episódio o presidente da Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e Consumidores Livres), Paulo Pedrosa, e o gerente de energia da consultoria EY Brasil, Evandro Romanini. Com apresentação de Carol Nogueira, este podcast é produzido pela Maremoto para a CNN Brasil. Você também pode ouvir o E Tem Mais no site da CNN Brasil. E aproveite para conhecer os nossos outros programas em áudio. Acesse: cnnbrasil.com.br/podcasts.