Podcasts about Supremo

  • 843PODCASTS
  • 4,634EPISODES
  • 22mAVG DURATION
  • 2DAILY NEW EPISODES
  • Nov 11, 2022LATEST

POPULARITY

20152016201720182019202020212022

Categories



Best podcasts about Supremo

Show all podcasts related to supremo

Latest podcast episodes about Supremo

La Brújula
Elías Bendodo, sobre la renovación del CGPJ: "Sánchez ha dinamitado todos los puentes"

La Brújula

Play Episode Listen Later Nov 11, 2022 6:23


El coordinador general del PP, Elías Bendodo, censura en 'La brújula' sobre la reforma del delito de sedición propuesta por los grupos parlamentarios PSOE y Unidas Podemos. Y asegura que "Sánchez ha dinamitado todos los puentes" que habían construido para la renovación del CGPJ.

Bajo las Capuchas RGX
Podcast 83: Descanse en paz el Supremo

Bajo las Capuchas RGX

Play Episode Listen Later Nov 9, 2022 121:24


En este Capítulo: Descanse en paz el Supremo. Ademas la WWE, Televisa y Foro Tv nos visitan. Esto y mucho más Programas producidos por Cine en linea y retransmitidos en homenaje a la memoria de El Testigo Redes sociales: facebook.com/bajolascapuchas

Con Los Editores
¿Envió un mensaje el Supremo en caso de fuentes periodísticas?

Con Los Editores

Play Episode Listen Later Nov 3, 2022 35:04


Esta semana el Tribunal Supremo de Puerto Rico revocó una determinación del Tribunal de Apelaciones que hubiese tenido el efecto de obligar a lo periodistas Yesenia Torres Figueroa y Alex Delgado a divulgar sus fuentes como parte de un descubrimiento de prueba en una demanda civil por libelo y difamación. El máximo foro devolvió la controversia al Tribunal de Primera Instancia en Ponce para que se determine pertinencia de la petición y —de encontrarse pertinente— evaluar la defensa de privilegio del periodista. Hay quienes han interpretado la acción del Tribunal Supremo como una oportunidad perdida para que abordara el asunto del privilegio del periodista en el manejo de sus fuentes y el balance entre los derechos constitucionales de la libertad de expresión y libertad de prensa versus el derecho a la intimidad. Sin embargo, hay quien también interpreta que los jueces enviaron un mensaje sobre este tipo de casos. En este episodio del podcast Con Los Editores dialogamos sobre la controversia de derecho y la acción de los jueces del Supremo con la presidenta de la Asociación de Periodistas de Puerto Rico (ASPPRO), Damaris Suárez, el periodista Alex Delgado y el licenciado José Efraín Hernández Acevedo, Catedrático Auxiliar en los programas de Bachillerato en Ciencia Política y Maestría en Gobierno y Director del Departamento de Ciencias Sociales de la Universidad Interamericana de Puerto Rico, Recinto Metro. Aquí puedes escuchar la discusión.

Durma com essa
Os poderes ampliados do TSE validados pelo Supremo

Durma com essa

Play Episode Listen Later Oct 25, 2022 16:49


O Supremo formou maioria nesta terça-feira (25) para chancelar a resolução do TSE que ampliou os poderes da corte eleitoral no combate à desinformação na reta final da campanha. O Durma com Essa explica quais são esses poderes, que a Procuradoria-Geral da República tentou derrubar. O episódio conta também com a participação do redator Marcelo Montanini, que fala sobre a posse do novo primeiro-ministro do Reino Unido, e da professora de finanças públicas da USP (Universidade de São Paulo) Ursula Peres que fala sobre os problemas do orçamento secreto para a gestão pública.

O Assunto
Caso Jefferson: baderna bolsonarista

O Assunto

Play Episode Listen Later Oct 25, 2022 33:48


Depois de desrespeitar seguidas vezes as condições que lhe permitiam cumprir pena em regime domiciliar, o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) recebeu com dezenas de tiros de fuzil e três granadas os policiais federais que foram cumprir a ordem judicial de prendê-lo. De gravidade inédita, o incidente suscita uma série de perguntas ainda sem resposta, começando pela mais flagrante: “como um condenado tinha esse arsenal em casa?”, indaga Andréia Sadi, apresentadora do Estúdio i (GloboNews) e colunista de política do g1. Em conversa com Renata Lo Prete, ela mostra como o evento de domingo desnorteou as milícias digitais a serviço de Jair Bolsonaro. De início, elas formaram uma espécie de corrente de defesa do criminoso - que, ao reagir a bala e desrespeitar o Supremo, nada mais fez do que seguir, de forma literalmente explosiva, a cartilha do presidente. Só que este, ao perceber o risco eleitoral envolvido, procurou se dissociar do aliado. Operação difícil, considera Sadi. “Ele esqueceu de combinar com a turma e deixou o bolsonarismo nu”, diz. Fora os rastros da ligação entre ambos, como o onipresente Padre Kelmon (prestador de serviços para Bolsonaro no primeiro turno, “negociador” na cena da rendição do delator do mensalão). A jornalista avalia ainda as semelhanças com o caso Daniel Silveira, outro petebista de extrema-direita condenado, ao qual o presidente concedeu perdão. Para Sadi, tudo indica que Bolsonaro se inclinava a fazer o mesmo com Jefferson, mas a campanha eleitoral e o atentado contra os agentes inviabilizaram esse caminho.

O Antagonista
Entrevista - Exclusivo: "Impeachment é o recurso mais extremo", diz Mourão sobre ativismo judicial

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 24, 2022 28:29


Vice-presidente defende mandato para ministros do Supremo, critica a falta de renovação na esquerda e descarta concorrer à Presidência do Senado. Inscreva-se e receba a newsletter:  https://bit.ly/2Gl9AdL Confira mais notícias em nosso site:  https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais:  https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista ​https://www.instagram.com/o_antagonista https://www.tiktok.com/@oantagonista_oficial No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

The Listening Post
Elon Musk: Twitter warrior, satellite supremo … diplomat? | The Listening Post

The Listening Post

Play Episode Listen Later Oct 22, 2022 25:20


Not content with manufacturing cars, generating energy, getting into space travel - Elon Musk is in the midst of a $44bn takeover of Twitter. Now he has also been involved in foreign policy conflicts - from Russia-Ukraine to China and Taiwan. Musk clearly considers himself a geopolitical player, but he is entering a world in which he has no expertise, just interests.Contributors:Chris Stokel-Walker - Technology journalist & author, TikTokBoomPeter Micek - General counsel, Access NowJason Jay Smart - Special correspondent, Kyiv PostSiva Vaidhyanathan - Professor of media studies, University of Virginia; author, Anti-social MediaOn our radar:Rupert Murdoch is on the verge of yet another business move, wanting to combine the two halves of his media empire: the TV side - Fox Corp - with the online news business - News Corp. Producer Meenakshi Ravi explores how the merger is much more an exercise in succession planning than a business deal in itself.Striking Back: UK's Unions vs the Media:With the United Kingdom in a state of political disarray, a rare wave of work stoppages has put trade unions – and the media's treatment of them – into the spotlight. Following successive rail strikes, right-wing newspapers have blamed the unions for travel disruptions, but one union leader - Mick Lynch - has flipped the script – putting journalists on the defensive over their habitual anti-union approach. Daniel Turi reports on the coverage of labour issues in the British media.Contributors:Aditya Chakrabortty - Senior economics commentator, The GuardianJulia Langdon - Former political editor, The Sunday Telegraph; former political editor, The Daily Mirror; chairwoman, British Journalism ReviewNicholas Jones - Former industrial correspondent, BBCSubscribe to our channel http://bit.ly/AJSubscribeFollow us on Twitter https://twitter.com/AJEnglishFind us on Facebook https://www.facebook.com/aljazeeraCheck our website: http://www.aljazeera.com/Check out our Instagram page: https://www.instagram.com/aljazeeraenglish/@AljazeeraEnglish#Aljazeeraenglish#News

O Antagonista
Cortes do Talks - "Cumpro mais a Constituição que muitos ministros do STF", diz Bolsonaro

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 20, 2022 1:21


Em entrevista ao Claudio Dantas Talks, podcast de O Antagonista, Jair Bolsonaro disse que espera que as relações suas com o Supremo Tribunal Federal (STF) mudem em um possível segundo mandato. Ele voltou a defender que mantém fiel cumprimento à Constituição: "Com todo o respeito à maioria dos ministros do Supremo, eu cumpro mais a Constituição que muitos deles", disse o presidente. "Tenho poderes, tenho poderes, mas eu não quero extrapolar —porque, depois que você toma uma decisão fora das quatro linhas [da Constituição], a segunda, a terceira e a quarta ficam mais fáceis." Bolsonaro afirmou que quer uma relação melhor com a ministra Rosa Weber, que atualmente preside a Suprema Corte, "mesmo sabendo da posição dela". "Não podemos passar mais quatro anos convivendo da forma que eu passei parte do meu primeiro mandato", continuou o presidente. "E não é chorar, não é querer benefícios — é querer o cumprimento da Constituição." Inscreva-se e receba a newsletter:  https://bit.ly/2Gl9AdL Confira mais notícias em nosso site:  https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais:  https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista ​https://www.instagram.com/o_antagonista https://www.tiktok.com/@oantagonista_oficial No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Cortes do Talks - Bolsonaro defende que maioria do STF bote limite em Moraes: “Todo o Supremo paga a conta”

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 19, 2022 1:47


Em entrevista ao CD Talks, podcast de O Antagonista, o presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a criticar a postura do presidente do TSE, Alexandre de Moraes. Segundo Jair Bolsonaro, o artigo 220 da Constituição — que versa sobre a liberdade de expressão — deve ser preservado a qualquer custo. Para o presidente da República, a maioria dos ministros do STF poderia colocar um “certo limite” no colega presidente do TSE. “Ele é muito independente. Ele julga as coisas de acordo com a sua conveniência. Até mesmo a questão de censura, que está muito ligada a ele por ser presidente do TSE, não sou de acordo com essas desmonetizações, derrubada de páginas, entre outras medidas. Por quê?”, disse o presidente. “Eu vejo o artigo 220 da Constituição como algo sagrado, e ali não carece de regulamentação. Nenhuma lei pode botar limites na liberdade de expressão”, acrescentou Bolsonaro. “Alexandre de Moraes tem a posição própria dele. Entendo que a maioria, pensando de acordo com esse dispositivo constitucional, pode chegar no Alexandre de Moraes e botar algum certo limite. Qualquer um ministro que tem... que tome decisões que extrapolem, todo o Supremo paga a conta”, afirmou o chefe do Poder Executivo. Inscreva-se e receba a newsletter:  https://bit.ly/2Gl9AdL Confira mais notícias em nosso site:  https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais:  https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista ​https://www.instagram.com/o_antagonista https://www.tiktok.com/@oantagonista_oficial No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Cortes do Talks - Eu indico quem toma tubaína comigo, diz Bolsonaro sobre nomeações para o Supremo

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 19, 2022 1:40


O presidente Jair Bolsonaro afirmou que suas indicações para o Supremo Tribunal Federal correspondem a nomes da confiança dele e que defendem o “conservadorismo”. “Eu indico quem toma tubaína comigo, e o que é tomar tubaína comigo? Não é viver comigo em festas, mas pessoas que tenham uma linha de conservadorismo, livre mercado, liberdade de expressão. Os dois [André Mendonça e Kassio Nunes] são nessa linha. Então, caso seja reeleito, os outros dois que eu venha a indicar para o Supremo serão semelhantes a esses”, disse. A declaração foi dada em entrevista ao CD Talks especial (foto) desta quarta-feira (19). Bolsonaro também criticou os nomes do Supremo indicados pelas gestões petistas afirmando que eles se preocupam com defesa do aborto e ideologia de gênero. Inscreva-se e receba a newsletter:  https://bit.ly/2Gl9AdL Confira mais notícias em nosso site:  https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais:  https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista ​https://www.instagram.com/o_antagonista https://www.tiktok.com/@oantagonista_oficial No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
"Não é prudente querer ter ministros do STF como amigos", diz Lula; Bolsonaro cita 'amigo' Fachin

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 17, 2022 4:12


Em debate na Band, ao serem questionados sobre o aumento do número de cadeiras no STF, Jair Bolsonaro e Lula se mostraram reticentes a ideia. Lula desconversou, mas disse que não é bom querer ter ministros do STF como amigos. Bolsonaro assumiu o compromisso de não aumentar o número de cadeiras no Supremo, e atacou Lula lembrando que ele só participava do debate por decisão de um ministro 'amigo', Luiz Edson Fachin Inscreva-se e receba a newsletter:  https://bit.ly/2Gl9AdL Confira mais notícias em nosso site:  https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais:  https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista ​https://www.instagram.com/o_antagonista https://www.tiktok.com/@oantagonista_oficial No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Más de uno
Monólogo de Alsina: "El estropicio supremo"

Más de uno

Play Episode Listen Later Oct 14, 2022 11:32


Carlos Alsina reflexiona en su monólogo de 'Más de uno' sobre los sustitutos de Carlos Lesmes tras dimitir como presidente del Supremo y del CGPJ y la falta de acuerdo del Gobierno con el PP para hacer los nombramientos. Además, comenta las nuevas medidas de Sánchez para paliar las subidas del precio del gas y de la justificación de Isabel Rodríguez al retraso del presidente el 12 de octubre.

O Assunto
Bolsonaro: crônica da autocracia anunciada

O Assunto

Play Episode Listen Later Oct 13, 2022 24:03


Ao retomar a conversa sobre ampliar o número de ministros do Supremo, o presidente explicita o que pretende fazer no eventual segundo mandato. Além de avançar sobre o tribunal, principal muro de contenção das arbitrariedades do Executivo nos últimos 4 anos, trata-se de controlar imprensa, universidades e instituições independentes de maneira geral, até reescrever a Constituição para “tornar ilimitada a possibilidade de reeleição”. Quem expõe a cartilha neste episódio é o cientista político Fernando Abrucio, da FGV-SP. “Esse é o projeto que está na cabeça de Bolsonaro”, afirma o professor, lembrando precedentes em países como Hungria e Venezuela. Em conversa com Renata Lo Prete, ele avalia o saldo de apoios para cada um dos finalistas neste acirrado segundo turno, analisa especialmente o quadro no interior de São Paulo (hoje maior reduto bolsonarista do Brasil) e diz que a história “cobrará um preço” das elites que convalidem, por ação ou omissão, o projeto autocrático.

Historia de Aragón
Diario Económico – 13/10/2022 - ¿Es amortizar hipoteca la mejor opción?

Historia de Aragón

Play Episode Listen Later Oct 13, 2022 15:39


En un contexto de crecimiento imparable del Euribor, en Diario Económico queremos hablar de amortización de hipotecas. ¿Es buena opción ahora mismo? ¿Mejor reducir cuota o plazo? Muchas preguntas que nos contesta José María Jimenez, exdirectivo del sector financiero. Además, con Alejandro Marín, delegado de la OCU en Aragón hablamos de la última sentencia del Supremo sobre tarjetas reovolving.

O Antagonista
Cortes do Talks - "Só deixei o Supremo porque me deram o cartão vermelho"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 11, 2022 12:53


O ex-ministro do STF Marco Aurélio Mello fala sobre sua rotina após 55 anos anos no serviço público: "Na atuação privada não me sobra tempo".  Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Cortes do Talks - “Que juiz criminal não dialoga com procurador?”

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 11, 2022 7:16


O ex-ministro do STF Marco Aurélio Mello critica, na estreia do podcast CD Talks, a decisão de seus antigos colegas de Supremo de declarar a suspeição de Sergio Moro nos processos do ex-presidente Lula. Assista à íntegra da entrevista: https://youtu.be/2QQVB995e00 Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Cortes do Talks - “Se Sergio Moro tivesse permanecido juiz, teria chegado ao Supremo"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 11, 2022 7:16


Ex-ministro do STF Marco Aurélio Mello lamenta, na estreia do podcast CD Talks, o fim da Operação Lava Jato. Assista à íntegra da entrevista: https://youtu.be/2QQVB995e00 Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Jair Bolsonaro agora diz que imprensa "inventou" aumento de ministros do STF

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 11, 2022 0:32


Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (11) que não irá analisar propostas que aumentem o número de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) — dois dias depois de ele mesmo dizer que assim o faria. O presidente tratou do tema ao chegar em Pelotas (RS) para uma agenda com apoiadores. "Vocês [imprensa] que inventaram isso. Vocês é que digam", disse. Em live realizada no domingo (9), o próprio Bolsonaro afirmou que poderia analisar a questão após as eleições se a corte não parar de supostamente atacá-lo. “Se eu for eleito, se o Supremo baixar a temperatura, temos duas pessoas que não têm, não dão voto com sangue nos olhos, tem mais duas vagas para o ano que vem”, disse, referindo-se provavelmente a Alexandre de Moraes e Edson Fachin, alvos constantes de seus ataques. A proposta —aplicada por regimes iliberais, como Polônia e Hungria, e por ditaduras, como o chavismo na Venezuela e o regime militar brasileiro— foi criticada pesadamente por juristas. Já o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), engrossou o caldo de intimidação. “Se o Judiciário permanecer nesse nível de ativismo político (…), isso vai ter reação do Poder Legislativo de forma muito severa. O que estamos discutindo é uma reação a um ativismo político do Judiciário”, afirmou o deputado. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Primeiro Café
#432 Bolsonaro pauta debate da campanha do segundo turno, empurra o nível para o esgoto e Lula apenas reage #Eleições2022

Primeiro Café

Play Episode Listen Later Oct 11, 2022 36:34


TERÇA, 11/10/2022: A campanha eleitoral do segundo turno está sendo pautada pelo bolsonarismo desde o primeiro dia e isso é um perigo. Bolsonaro nada de braçada nas discussões que, aos olhos da elite intelectual, são bobagens. Banheiros unissex e guerra santa, por exemplo, são temas que interessam muito mais ao bolsonarismo do que à democracia - por mais que num primeiro olhar possa parecer o contrário. Apesar da situação econômica terrível que o governo Bolsonaro colocou o país, eles conseguiram dar um nó na oposição e esconder esse debate. Ninguém mais fala dos preços dos alimentos, da fome e do emprego precário. Ao invés disso, a campanha de Lula embarca na grotesca história do canibal ou reage à fake news ligando Lula ao satanismo recuperando a ligação de Bolsonaro com a maçonaria. Ontem, a Damares distraiu a oposição o dia inteiro falando suas loucuras. Já eleita senadora, ela agora cumpre o papel de espantalho na campanha eleitoral. Toda a vez que o assunto virar uma pauta incômoda para Bolsonaro, espantalhos como ela entrarão em ação. E, a julgar pela reação dos defensores de Lula, com sucesso…Além de distrair a oposição, esses espantalhos também conseguem esconder propostas que realmente importam. Ontem Lula prometeu isentar de imposto de renda quem ganha até R$ 5 mil. Você soube? Contou no grupo da família? Ou estava muito ocupado indignado com as loucuras da Damares?Lula vem conquistando apoios importantes, do ponto de vista de repercussão, mas praticamente nulos no que diz respeito a votos. Quantos votos o Marcelo Madureira tem? Quantos votos o sobrinho do John Kennedy tem? Nenhum.Na imprensa, muito destaque para discussões que também não interferem no voto dos brasileiros e brasileiras. Um exemplo é a ameaça de Bolsonaro de aumentar o número de ministros do Supremo. É grave, mas não é eleitoralmente grave. O povo não gosta do Supremo, dos seus privilégios e de suas decisões de cima pra baixo. Defender o Supremo é uma obrigação constitucional, mas também é um tiro no pé, eleitoralmente. Os inúmeros casos de corrupção do governo Bolsonaro também se perdem no caminho por barreiras discursivas. O dinheiro vai para o centrão, dizem, ou o orçamento secreto. São expressões óbvias para quem acompanha política, mas totalmente desconhecidas pela grande massa de eleitores. A senadora Simone Tebet deixou vazar sua insatisfação com os rumos da campanha, afirmando que alguém tem que botar juízo na campanha de Lula. Ela está certa, mas pelos motivos errados. Simone critica o uso de referências ao PT, como a cor vermelha ou a música "vai dar PT", ignorando a realidade porque, talvez, do alto do seu alto padrão de vida, ela não conheça. Os brasileiros e brasileiras não votam por partido, por cor, por musiquinhas ou por propostas. A decisão do voto é pessoal e subjetiva, ainda mais em um segundo turno entre duas celebridades. Por mais que as pesquisas sigam indicando praticamente os mesmos resultados - uma vantagem até confortável para Lula em votos válidos - o resultado da estratégia bolsonarista já é sentido nos pormenores da Ipec de ontem: rejeição de Lula subindo e rejeição de Bolsonaro caindo. Pela primeira vez em meses, menos de 50% dos eleitores que responderam às pesquisas dizem que não votariam em Bolsonaro de jeito nenhum. Ou seja, mais da metade dos eleitores brasileiros ouvidos pelas pesquisas ainda admitem a possibilidade de votar nele.Lula gravou vídeo dizendo ser contra o aborto, a campanha fez publicações dizendo que ele é a favor de banheiros separados, usou a história do canibalismo em seus discursos e ainda prepara uma carta aos religiosos. A militância reage com clichês, dizendo que segundo turno é uma guerra de rejeições. Esquecem que, nesse campo, o bolsonarismo é muito mais competente. Isso porque usam mentiras sem pudor, dominam uma máquina de disparo diretamente para os celulares de grande parte do povo e já têm anos de experiência nisso. Do outro lado, a campanha do Lula começou a articular seus grupos meses antes da eleição. Enquanto isso, as instituições dormem em berço esplêndido. O presidente da Justiça eleitoral, que engrossou a voz há alguns meses dizendo que cassaria sem pestanejar os candidatos propagadores de fake news, se acovardou e até agora não cassou ninguém. O TSE pune as mais grotescas mentiras com multas de valores irrisórios. É quase um incentivo para que continuem fazendo isso.Eu sei que as pesquisas dizem o contrário, que as suas timelines das redes sociais dizem o contrário e que o seu desejo diz o contrário, mas, hoje, 11 de outubro, a dura e desgradável constatação é de que quem está ganhando a campanha é o bolsonarismo. Se isso vai ser suficiente para Bolsonaro ganhar os milhões de votos que precisa para vencer, não sou capaz de opinar. Só digo que é perigoso, principalmente num cenário de voo cego, no qual não podemos confiar totalmente nos resultados das pesquisas eleitorais e nem na percepção viciada dos analistas políticos da grande mídia. SAIBA MAIS: https://primeiro.cafe/APOIE: https://apoia.se/primeirocafe

O Antagonista
Cortes do Talks - “Não entra na minha cabeça o orçamento secreto"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 10, 2022 6:16


Ex-ministro do STF Marco Aurélio Mello critica, na estreia do podcast CD Talks, o subterfúgio encontrado pelo Congresso Nacional para distribuir recursos entre os parlamentares. Segundo Mello, o Supremo pode interferir nesse procedimento, a partir do princípio da publicidade. Assista ao episódio na íntegra: https://youtu.be/2QQVB995e00  Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Damares denuncia exploração sexual de menores: "Seus dentinhos são arrancados"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 10, 2022 2:13


A senadora eleita Damares Alves (Republicanos, foto) disse, durante culto celebrado no sábado, em Goiânia, ter provas de exploração sexual infantil. Um vídeo com o discurso da ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos circula com as informações detalhadas sobre o que teria sido descoberto durante uma investigação na Ilha do Marajó. O discurso foi feito em um contexto de defesa da candidatura à reeleição do presidente: “Bolsonaro se levantou contra todas essas potestades”. “Agora eu posso falar: temos imagens de crianças brasileiras com quatro anos, três anos, que, quando cruzam as fronteiras, sequestradas, os seus dentinhos são arrancados para elas não morderem na hora do sexo oral”, disse Damares, em um templo da Assembleia de Deus, completando: “Essa é a nação que a gente ainda tem, irmãos“. “Eu estou falando com a minha igreja, e eu tenho o manto constitucional para me expressar dentro da minha igreja. Tem coisas que não posso falar lá fora, mas aqui eu tenho a liberdade constitucional de manifestar a minha fé”, destacou a senadora eleita pelo Distrito Federal. Damares seguiu dando detalhes do que teria sido descoberto na investigação. “Descobrimos que essas crianças comem comida pastosa, para o intestino ficar livre para a hora do sexo anal”, acrescentando: “Bolsonaro disse: ‘nós vamos atrás de todas elas'; e o inferno se levantou contra esse homem”. “A guerra contra Bolsonaro, que as imprensa levantou, que o Supremo levantou, que o Congresso levantou, não é política, é uma guerra espiritual”. “Continuei abrindo as gavetas do ministério e descobri que, nos últimos sete anos no Brasil, explodiu o estupro de recém-nascidos. Nós temos imagens lá no ministério, irmãos, de crianças de oito dias sendo estupradas. Descobrimos que um vídeo de estupro de crianças custa de R$ 50 mil a R$ 100 mil. Tem um crime organizado envolvido nisso, tem sangue, tem morte, tem sacrifício”, resumiu. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Cortes do Talks - “O Supremo resolveu ressuscitar politicamente o ex-presidente Lula”

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 10, 2022 6:53


“Como ex-juiz, não poderia jamais votar em alguém que foi presidente durante oito anos, deu as cartas durante seis anos no governo Dilma e que foi condenado em quatro processos por delito contra a administração pública“, disse o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello, em entrevista a Claudio Dantas, na estreia do podcast CD Talks, ao explicar por que votará em Jair Bolsonaro no segundo turno. Durante a conversa, o ex-ministro destaca que Lula não foi absolvido pelo Supremo: “Os processos foram anulados, a partir, a meu ver, de uma visão equivocada: incompetência territorial”. Para Mello, “o Supremo resolveu ressuscitar politicamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Top Expansion

⭕ Hackeo a la televisión estatal iraní. Un ciberataque mostró una imagen del líder supremo, el ayatolá Alí Jamenei, en llamas y en el blanco de una diana. Esto ocurre en el contexto de la cuarta semana de protestas tras la muerte a manos de la policía de la joven Mahsa Amini. ⭕ La jornada laboral de 7 horas en México solo beneficiaría a 4 de 10 trabajadores. Hace unos días, en el Senado de la República se presentó una iniciativa para reformar algunos artículos a la Ley Federal del Trabajo (LFT), la cual propone una jornada laboral de siete horas diarias, en lugar de ocho, y 12 días de vacaciones al año en vez de seis. Pero, ¿realmente están listas las empresas para estos cambios?

Hoy por Hoy
Las 7 de Hoy por Hoy | Carlos Lesmes dimite como presidente del Supremo y del poder judicial

Hoy por Hoy

Play Episode Listen Later Oct 10, 2022 16:49


El presidente del Supremo y del poder judicial va a dimitir hoy en vista de que no hay ningún avance en las negociaciones políticas para una renovación, que lleva cuatro años bloqueada. El Presidente del Gobierno se va a reunir con Núñez Feijóo para abordar la situación. Este lunes también estamos pendientes de la configuración del nuevo gobierno catalán, porque Aragonés va a firmar los nombramientos de los siete nuevos consejeros. Mientras, en Ucrania, los taques en Zaporiyia se intensifican, tras el bombardeo ucraniano al puente que conecta Rusia con Crimea. 

El podcast de Francisco Marhuenda
Lesmes tira la toalla

El podcast de Francisco Marhuenda

Play Episode Listen Later Oct 9, 2022 4:06


La crisis del CGPJ entra en un terreno de mayor incertidumbre, si cabe, con la dimisión de Lesmes. Lo normal sería que los propios vocales eligieran a su sustituto, pero un informe insólito e inconsistente determina que sea el presidente de Sala más antiguo del Supremo.

STF Oficial
#EP48 Supremo na Semana

STF Oficial

Play Episode Listen Later Oct 8, 2022 17:59


Você já sabe, sábado é dia de episódio novo do nosso podcast Supremo na Semana. O #EP48 já está no ar, apresentando o resumo da semana na Corte. Entre os temas abordados, vale destacar as comemorações dos 34 anos da Constituição Federal de 1988 e o início do julgamento de uma ação que questiona a paralisação do Fundo Amazônia. O “Supremo na Semana” é apresentado por Mariana Xavier, coordenadora de Novas Mídias da TV Justiça, e tem comentários de Thaís Faria, consultora jurídica da Rádio Justiça.

O Antagonista
Cortes do Papo - "Interferir no Supremo é um caminho sem volta”

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 8, 2022 11:04


Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Jair Bolsonaro acusa Moraes de “usar a caneta” para interferir nas eleições: “Tenha caráter”

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 7, 2022 1:46


Aos gritos, Jair Bolsonaro voltou a atacar o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, e acusou o magistrado de tentar interferir no processo eleitoral por meio de decisões judiciais: “É o tempo todo usando a caneta usando a caneta para fazer maldade, tentar me tirar de combate”. “Para mim, é muito mais fácil estar do outro lado do balcão. Do lado daquele cara [Alexandre de Moraes] que está no Supremo e no TSE, ‘canetando' tudo contra mim. Acabou de me dar uma multa de R$ 20 mil porque me reuni com embaixadores aqui. A política externa é privativa minha e do Carlos França. Não é do Supremo e do TSE. É o tempo todo usando a caneta usando a caneta para fazer maldade, tentar me tirar de combate, desgastar”, disse o presidente da República em entrevista concedida há pouco. Em seguida, ele também criticou a investigação da Polícia Federal sobre movimentações atípicas envolvendo integrantes de sua família. A investigação da PF foi autorizada por Moraes. “Já desafiei o Alexandre de Moraes [e disse] que [ele] vazou as quebras de sigilo telemático do meu ajudante de ordem, o [coronel Mauro] Cid. O que esse cara fez é um crime. O Cid é um cara de confiança meu”, acrescentou. “Moraes tenha caráter, mostre o valor das movimentações [atípicas]… A minha esposa não tem escritório de advocacia. Mostre a verdade! Você está ajudando a enterrar o brasil por questão pessoal. Para onde irá o brasil com esta quadrilha do PT movimentando o Brasil”, declarou o presidente da República. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Jair Bolsonaro insinua que STF pretende cassar o mandato de Lula, caso ele seja eleito

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 7, 2022 0:56


O presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) apontou contra o candidato à vice na chapa de Lula (PT), Geraldo Alckmin (PSB). Em uma live em frente ao Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira (7) Bolsonaro disse que o Supremo quer Lula eleito para cassar o mandato do petista e colocar no lugar dele Geraldo Alckmin. “Que vontade de caçar o Lula quando ele chegar para o Alckmin amigo íntimo de [Alexandre] Moraes assumir o governo”, disse. Antes de integrar o PSB, Geraldo Alckmin era filiado ao PSDB, partido de centro-direita ao qual pertence ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Nesta semana, economistas que participaram da elaboração do plano real durante a era FHC declararam apoio à Lula. Bolsonaro também resgatou uma acusação antiga contra Geraldo Alckmin para tentar associá-lo ao tema corrupção. “Quando se rouba no Brasil, falta para saúde e educação, falta para fralda geriátrica, falta para farmácia popular, falta para merenda escolar. Por falar em merenda o Alckmin entende muito de desvio de merenda também, que é vice dele” Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Durma com essa
Extratos da semana do início da campanha do 2º turno

Durma com essa

Play Episode Listen Later Oct 7, 2022 9:40


A disputa entre Lula e Bolsonaro. Os resultados das urnas no primeiro turno. A declaração de voto de governadores reeleitos ao atual presidente. O apoio de Tebet e Ciro ao candidato petista. O vale-tudo religioso nas redes sociais. E mais Acesse a Gama Revista e leia a nova edição da Semana a partir de domingo: https://gamarevista.com.br/ Links para as matérias citadas: ‘O bolsonarismo vitorioso em 2022 é muito mais potente'https://www.nexojornal.com.br/entrevista/2022/10/03/‘O-bolsonarismo-vitorioso-em-2022-é-muito-mais-potente'https://www.nexojornal.com.br/grafico/Qual a relevância dos apoios no segundo turno presidencialhttps://www.nexojornal.com.br/expresso/2022/10/04/Qual-a-relevância-dos-apoios-no-segundo-turno-presidencialA centro-direita brasileira em seu pior momentohttps://www.nexojornal.com.br/podcast/2022/10/03/A-centro-direita-brasileira-em-seu-pior-momentoComo o 2º turno força Lula a firmar compromissos à direitahttps://www.nexojornal.com.br/expresso/2022/10/06/Como-o-2º-turno-força-Lula-a-firmar-compromissos-à-direitaA omissão do Supremo diante do uso da máquina na eleiçãohttps://www.nexojornal.com.br/expresso/2022/10/05/A-omissão-do-Supremo-diante-do-uso-da-máquina-na-eleiçãoO vale-tudo religioso no segundo turno presidencialhttps://www.nexojornal.com.br/podcast/2022/10/04/O-vale-tudo-religioso-no-segundo-turno-presidencial

O Antagonista
Cortes do Papo - O impeachment de um ministro do Supremo?

O Antagonista

Play Episode Listen Later Oct 6, 2022 4:00


Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Paredes São de Vidro
Extra: Por trás das paredes de vidro

Paredes São de Vidro

Play Episode Listen Later Oct 5, 2022 47:37


Como foi produzida a segunda temporada da série e o que ficou de fora dos seis episódios sobre as urnas eletrônicas.

Primeiro Café
#427 Chega de luto que é hora da luta! | Campanha de Lula já conversa com Ciro, Tebet e PSDB #Eleições2022

Primeiro Café

Play Episode Listen Later Oct 4, 2022 60:41


TERÇA, 04/10/2022: Foi ruim? Foi ruim. Ficamos tristes e indignados? Ficamos. Mas ainda temos um presidente fascista para mandar para o lixo e uma série de governadores para eleger num cenário que não é tão desfavorável assim. Então, a nossa tristeza e indignação precisam ser o combustível, a partir de agora, de um movimento de luta pela democracia brasileira. Nesse cenário, defender a democracia é conquistar votos para Lula e para os governadores que não são bolsonaristas. E é para isso que estamos aqui.Passadas 24 horas e o choque inicial por constatar que 51 milhões de brasileiros e brasileiras não se importam em ter um presidente insensível, corrupto, machista e miliciano, o nosso luto dá lugar à mais luta! E isso por um motivo muito simples: para entender o tamanho da nossa responsabilidade enquanto democratas, basta imaginar o que pode acontecer com o Brasil em caso de reeleição de Bolsonaro.Com o Congresso mais conservador e bizarro da história, Jair poderá fazer o que quiser. Isso inclui impeachment de ministros do Supremo, proteção para seus filhos bandidos, mais corrupção e, claro, reforma constitucional para permitir que ele concorra a um terceiro mandato. O cenário em caso de vitória do Jair é catastrófico e isso não é exagero. Queria que fosse, mas não é. Reeleição de Bolsonaro significa fim da democracia e início da autocracia, como já está acontecendo na Hungria e na Polônia, países governados por líderes de extrema-direita como Bolsonaro. Por isso tanta gente, mesmo de direita, já está apoiando Lula. Neste segundo turno, votar em Lula não faz do amigo e da amiga de direita um esquerdista, te faz apenas uma pessoa normal. Você deve ter notado o clima de velório em todas as televisões quando o resultado do bolsofascismo nas urnas se confirmou. Os jornalistas e, principalmente, as jornalistas mulheres, mesmo as de direita, estavam num estado horrível - e não era o Paraná. Estavam num estado de constante ameaça porque foram covardemente atacadas pelo presidente e por seus apoiadores nos últimos anos. Todos e todas estão, internamente, torcendo pelo fim dessa distopia. Vamos nessa, massa cheirosa! Agora é hora de defender não o Lula ou o PT, mas defender o Brasil, a democracia e um estado com uma mínima normalidade democrática para que a gente possa criticar quem quiser sem medo de tomar um tiro na próxima esquina.E você progressista, agora que já sofremos o luto, já sabe o que fazer: ergue essa cabeça, mete o pé e vai na fé!SAIBA MAIS: https://primeiro.cafe/APOIE: https://apoia.se/primeirocafe

O Assunto
O novo desenho da Câmara e do Senado

O Assunto

Play Episode Listen Later Oct 4, 2022 31:53


No segundo de dois episódios de resenha dos resultados eleitorais, Renata Lo Prete conversa com Thomas Traumann sobre o desfecho da disputa pelas 513 cadeiras da Câmara e por 27 das 81 do Senado. Na contramão da altíssima taxa de renovação de 2018, agora foram reeleitos 287 deputados – maior número desde 1998. Em comum, afirma o jornalista e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas, ambas votações impuseram ondas conservadoras no Congresso: o PL, partido de Jair Bolsonaro, terá a partir de janeiro de 2023 a maior bancada na Câmara e no Senado. Efeitos de um combo que inclui mudança na legislação eleitoral, financiamento público bilionário de campanha e a imposição do orçamento secreto – que somente este ano liberou R$ 36 bilhões em emendas. “Foi uma reação à antipolítica de 2018, e a tática deu certo”, afirma. Soma-se a isso a consolidação do bolsonarismo como força política-ideológica: “Muitos candidatos só conseguiram votos com o carimbo de Bolsonaro”. Thomas aponta que a avalanche de aliados eleitos no Senado demonstra de forma mais clara este “carimbo presidencial”, mas, no caso da Câmara “o vencedor não é necessariamente ele, mas Arthur Lira (PP-AL)”. Na composição total do Congresso, as demais forças políticas perderam espaço. Para o campo da centro-direita, o cenário é de “terra arrasada” - em especial ao PSDB, que já elegeu presidente da República duas vezes e, agora, fica sem o governo de São Paulo pela primeira vez em 28 anos e com apenas 13 deputados. Na esquerda, o “PT teve uma vitória” ao aumentar sua bancada, mas o resultado da aliança com PSB e demais partidos foi “abaixo do esperado e a legenda ficou mais fragilizada que em 2018”. Renata e Thomas analisam também os cenários em caso de vitória de Lula ou Bolsonaro. Se o petista vencer, afirma o jornalista, precisará entender rápido que o Congresso “mudou muito e tem outra capacidade de pressionar e ser protagonista”. No caso de reeleição, “a prioridade política de Bolsonaro será controlar o Supremo”, avalia. “As questões institucionais brasileiras estariam em risco muito maior do que nos últimos 4 anos”, conclui.

O Antagonista
Jair Bolsonaro repete que Lula não foi absolvido: "Delatores vão pedir dinheiro de volta"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Sep 29, 2022 2:09


Durante live nesta quarta-feira (28), Jair Bolsonaro (PL) repetiu que o também candidato Lula (PT) não foi absolvido pela justiça no caso do triplex do Guarujá. "Mentira, ele não foi absolvido [...]. O Gilmar [Mendes] fez parte daquela votação que descondenou o Lula e o processo voltou para primeira instância. E o Lula já fala, além de não pagar os cartões de milhões, o Lula vai entrar com uma ação de indenização junto ao Estado brasileiro. Ele quer ser ressarcido do tempo que ficou preso. E pode ter certeza que todos os delatores que devolveram dinheiro vão pedir dinheiro de volta, com juros e correções monetárias", disse o presidente aos internautas. Na última terça-feira (27), Gilmar Mendes suspendeu a cobrança de R$ 15 milhões contra Lula por parte da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. O ministro do STF alegou que as provas do processo seriam originárias da Lava Jato e teriam sido anuladas pelo Supremo, o que auditores fiscais contestam. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Silas Malafaia faz campanha contra Alcolumbre: "Jogou pesado para derrubar um verdadeiro cristão"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Sep 29, 2022 1:23


O líder religioso Silas Malafaia (foto) iniciou uma campanha contrária à reeleição do senador Davi Alcolumbre (União-AP). Em um vídeo dirigido aos evangélicos amapaenses, Malafaia lembrou a demora de Alcolumbre em marcar a sabatina de André Mendonça para o Supremo. “Eu apoiei Davi Alcolumbre para presidir o Senado, falando com senadores evangélicos para votar nele. Não tinha nenhuma acusação contra ele, e eu fui uma das primeiras pessoas. Assim que ele venceu, ele me ligou lá de dentro do Senado. O tempo passa, ele vira presidente da CCJ e aí ele joga pesado para derrubar um verdadeiro cristão indicado ao STF, o André Mendonça”, diz Malafaia no vídeo. Mendonça, pastor da Igreja Presbiteriana, foi indicado para a vaga no Supremo pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, que o classificou como “terrivelmente evangélico”. A confirmação dele, no entanto, dependia de uma sabatina no Senado. Alcolumbre, então brigado com Bolsonaro, esquivou-se o quanto pôde de marcar a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça, da qual é presidente. Ainda no vídeo, Malafaia associa Alcolumbre a partidos de esquerda, apesar de o União Brasil, partido do senador, ter sido ser formado pela fusão do PSL, a antiga sigla de Bolsonaro, com o DEM, sigla tradicionalmente de centro. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

O Antagonista
Cortes do Papo - Celso de Mello declara voto em Lula

O Antagonista

Play Episode Listen Later Sep 28, 2022 7:21


O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello (foto) declarou voto em Lula. A manifestação ocorreu em nota divulgada nessa terça-feira (27). No texto, o ex-presidente da Corte afirmou que Jair Bolsonaro é um "político menor, sem estatura presidencial" e que o atual chefe do Executivo integra uma corrente política que nega "reverência" à democracia. "A atuação de Bolsonaro na Presidência da República revelou a uma nação estarrecida por seus atos e declarações a constrangedora figura de um político menor, sem estatura presidencial, de elevado coeficiente de mediocridade, destituído de respeitabilidade política, adepto de corrente ideológica de extrema-direita que perigosamente nega reverência à ordem democrática, ao primado da Constituição e aos princípios fundantes da República", disse Celso de Mello. "Em defesa da sacralidade da Constituição e das liberdades fundamentais, em prol da dignidade da função política e do decoro no exercício do mandato presidencial e em respeito à inviolabilidade do regime democrático, tenho uma certeza absoluta: não votarei em Jair Bolsonaro!!! É por tais razões que o meu voto será dado em favor de Lula no primeiro turno", acrescentou. Além de Celso de Mello, Joaquim Barbosa, outro ministro aposentado do Supremo, também declarou voto em Lula e gravou um vídeo pedindo que eleitores votem no petista no primeiro turno, como mostramos Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo
Randolfe perde mais uma no Supremo

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo

Play Episode Listen Later Sep 28, 2022 6:11


Ministros do Supremo arquivaram, em intervalo de poucos dias, dois pedidos de senador da Rede para investigar Jair Bolsonaro.

O Antagonista
Togas vermelhas - Papo Antagonista com Claudio Dantas

O Antagonista

Play Episode Listen Later Sep 28, 2022 59:27


Campanha de Bolsonaro apreensiva com novas pesquisas, Moraes faz sinal de degola durante julgamento que proibiu presidente de fazer lives nos palácios, Michelle pede jejum às vésperas da eleição, ex-ministros do Supremo, inclusive ex-presidentes, defendem voto em Lula; presidenciáveis na sala secreta do TSE... Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Sin Complejos
Noticias. Carlos Lesmes encarga un informe antes de ultimar su salida

Sin Complejos

Play Episode Listen Later Sep 24, 2022 45:06


El presidente de la Sala Primera, Francisco Marín, ejercerá las funciones de Lesmes al frente del Supremo y también del CGPJ.

24 horas
24 horas - Pascual Sala, expresidente del CGPJ, sobre el método de elección de los jueces: "El sistema mixto es el adecuado"

24 horas

Play Episode Listen Later Sep 23, 2022 14:56


Carlos Lesmes ha anunciado que ultima los detalles de su salida como presidente del Consejo General del Poder Judicial (CGPJ) y del Tribunal Constitucional. En la apertura del año judicial, el magistrado ya amenazó con dimitir si no se desbloqueaba la situación del CGPJ, que permanece en funciones desde 2018. Su sustituto será el vicepresidente del Supremo, Francisco Marín.En el informativo 24 horas de RNE, el expresidente del Consejo General del Poder Judicial, Pacual Sala Sánchez, ha expresado que "la imagen que se está dando ante Europa y el mundo es deplorable" y que "nadie se explica que se haya podido llegar a esta situación". Con todo, cree que el sistema mixto actual es el adecuado: "Las Cortes Generales no pueden elegir a quien quieran, sino solo a los elegidos por los propios jueces". De cara al futuro, propone una modificación de la Ley Orgánica del Poder Judicial que contemple consecuencias "drásticas" ante incumplimientos y retrasos como el actual.Escuchar audio

Sexto Continente por Mons. Munilla
Sexto Continente 2022-09-23 (Guerra en Ucrania - La Reina de la Paz)

Sexto Continente por Mons. Munilla

Play Episode Listen Later Sep 23, 2022 56:32


.- Reflexión sobre la deriva de la guerra en Ucrania desde la expectativa de la Doctrina Social Católica. ¡Reina de la Paz y San Pio de Pietrelcina, alcanzadnos el don de la paz! .- Sentencia del Supremo que reafirma la publicidad engañosa de las clínicas abortistas. .- Preguntas de los oyentes

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo
Chamar Bolsonaro de “genocida” pode; mas vá chamar o STF de “casa da mãe Joana”...

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo

Play Episode Listen Later Sep 22, 2022 4:59


Cármen Lúcia não manda retirar vídeo em que Lula calunia Bolsonaro, mas TRE manda Deltan Dallagnol retirar vídeo em que critica o Supremo.

O Antagonista
Cortes do Papo - Na ONU, Bolsonaro preparava ataque a ministros do TSE

O Antagonista

Play Episode Listen Later Sep 22, 2022 2:15


O discurso original de Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU previa um ataque ao Supremo e ao sistema eleitoral, mas o presidente foi convencido por assessores a retirar o parágrafo da versão final do texto. Logo após citar indiretamente Lula, ao mencionar a gestão temerária e corrupta instalada na Petrobras, Bolsonaro diria: "Lembro que, mesmo não sendo absolvido, os juízes que tiraram o responsável por essa tragédia da cadeia, são os mesmos que conduzem o atual processo eleitoral brasileiro". Ele insistiu em manter a declaração até poucos minutos antes de discursar, mas acabou desistindo. Como registramos ontem, Bolsonaro aproveitou o palanque em Nova York para criticar o período em que "a esquerda presidiu o Brasil", reiterando que o petista foi condenado em três instâncias. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo
Supremo desarmamentista toma lugar do Congresso

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo

Play Episode Listen Later Sep 21, 2022 6:24


PT e PSB foram ao Supremo porque não têm voto no Congresso para derrubar os decretos sobre armas. Mas quem não tem voto não pode pedir enxerto, pedir que o Supremo ponha um dedo na balança do poder e a altere, dando poder à minoria.

O Antagonista
Cortes do Papo - Jair Bolsonaro: “O Supremo interfere demais na vida de todo mundo”

O Antagonista

Play Episode Listen Later Sep 19, 2022 4:39


O presidente Jair Bolsonaro (foto) voltou a criticar neste sábado (17) a decisão do STF suspendendo a lei que determinou um piso salarial da enfermagem no valor de R$ 4.750. Em visita a Caruaru, no Pernambuco, ele afirmou que viu “com tristeza” a sentença. “No meu entender, não caberia ao Supremo decidir essa questão. A Câmara e o Senado aprovaram. Nós sancionamos sem qualquer vício de origem. Caberia apenas, no caso como esse, no meu entender, o relator [ministro Roberto] Barroso simplesmente não conhecer disso”, disse à CNN Brasil. E acrescentou: “Afinal de contas, o Supremo interfere demais na vida de todo mundo no Brasil. Decisão da Câmara, do Senado, do Executivo. Difícil você governar com o Supremo agindo com ativismo judicial, nunca visto na história do Brasil.” Mais cedo, o presidente participou de comício em Caruaru, onde discursou ao lado do ex-ministro Gilson Machado, agora candidato ao Senado, e do ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes Anderson Ferreira, que concorre ao governo de Pernambuco. Leia também a reportagem de capa da nova edição da Crusoé sobre os efeitos da polarização ideológica no país, seja qual for o resultado das eleições de outubro. Inscreva-se e receba a newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo
Ideb ruim não é culpa da pandemia, um homicídio não é culpa do revólver

Alexandre Garcia - Vozes - Gazeta do Povo

Play Episode Listen Later Sep 19, 2022 5:10


Gosta do Alexandre Garcia? A Gazeta do Povo tem uma promoção especial para você sernosso assinante. Mais informações, clique no link: https://leia.gp/promocaopodcast econfira!Na coluna de hoje, Alexandre Garia comenta os resultados da educação básica e movimentações difíceis de entender no Supremo.Escolha seu app favorito e receba uma seleção com as principais notícias do dia no seucelular: http://bit.ly/2WiE0myAcompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais:Facebook: www.facebook.com/gazetadopovoTwitter: www.twitter.com/gazetadopovoInstagram: www.instagram.com/gazetadopovo

O Assunto
PEC 275: como ela muda o Supremo

O Assunto

Play Episode Listen Later Sep 13, 2022 21:22


No 7 de Setembro transformado em comício, Jair Bolsonaro pediu “uma reeleição” para trazer às “quatro linhas” (nas quais jamais se enquadrou) “todos aqueles que ousam ficar fora delas”. Recado nada velado ao tribunal que, em várias ocasiões, conteve o ímpeto autoritário do chefe do Executivo. Nos quatro anos de mandato, várias ideias para inchar o STF, reduzir suas atribuições e facilitar a indicação de amigos foram colocadas para circular. A do momento resgata uma proposta de emenda à Constituição apresentada em 2013, que prevê elevar de 11 para 15 o número de ministros, delegando ao presidente do Senado a tarefa de indicar os 4 novos. Em conversa com Renata Lo Prete, o jornalista Felipe Recondo aponta o casuísmo da iniciativa patrocinada por Bolsonaro e parte do Congresso. “Desde que o Supremo foi criado, em 1891, a forma de indicação é a mesma. Qual a justificativa para essa mudança?" Ele mesmo responde: “É uma tentativa de ingerência”, levada a cabo, com diferentes desenhos, em países onde a democracia foi solapada, como Venezuela e Hungria. Sócio-fundador da plataforma Jota e autor de dois livros sobre a Corte, Recondo lembra quem pela última vez aumentou o número de ministros e quando isso aconteceu: foi o presidente Castelo Branco, na ditadura militar (1965).

Durma com essa
Independência 2022: o evento de Bolsonaro e o evento dos outros

Durma com essa

Play Episode Listen Later Sep 8, 2022 20:44


O Congresso Nacional realizou nesta quinta-feira (8) uma sessão solene de celebração dos 200 anos da Independência, comemorada no 7 de Setembro. Conduzida pelo presidente do Senado e chefe do Legislativo, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), a cerimônia teve participação do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do presidente do Supremo, Luiz Fux. Convidado, Jair Bolsonaro não foi. A sessão ocorre um dia depois das manifestações de apoio ao presidente na quarta (7), às quais as demais autoridades também não compareceram. O Durma com Essa mostra a repercussão dos atos de Bolsonaro e as tensões entre os Poderes a menos de um mês das eleições. O episódio também tem a participação do redator Marcelo Montanini, que fala sobre a morte da rainha Elizabeth 2ª, do redator Cesar Gaglioni, que comenta estudos sobre o uso de telas para crianças, e da editora-executiva da Gama Revista, Isabelle Moreira Lima, que dá dicas culturais na seção “Achamos que vale”, inspirada na newsletter homônima que você pode assinar clicando aqui: https://gamarevista.uol.com.br/assinar-newsletter.Conheça a Ponto Futuro, editoria do Nexo dedicada a refletir sobre os próximos anos: https://www.nexojornal.com.br/pontofuturo.

Historias perdidas
Robert Hansse, espía supremo - Trailer

Historias perdidas

Play Episode Listen Later Aug 23, 2022 2:18


La guerra no sería la guerra sin el trabajo de los espías. Maestros en el arte del engaño, los espías viven vidas dobles, vidas de traición. Entre los espías modernos, nadie como Robert Hanssen. Revive con Historias Perdidas la vida de un hombre siniestro y escurridizo, quizá el mayor espía del siglo XX en Estados Unidos y más allá. Conoce a Robert Hanssen, espía supremo. Our GDPR privacy policy was updated on August 8, 2022. Visit acast.com/privacy for more information.