Fora da Política Não há Salvação

Follow Fora da Política Não há Salvação
Share on
Copy link to clipboard

Este é o podcast do canal do Youtube “Fora da Política Não há Salvação”, produzido pelo cientista político Cláudio Couto. Os programas do YouTube estarão disponíveis aqui em sua versão de áudio. Um podcast voltado à discussão da conjuntura política, em especial a brasileira, com base no conhecimento acadêmico produzido sobre a política, as políticas públicas e o direito público. Novos episódios disponíveis aos sábados de manhã ou quando a política pedir. #ForadaPolíticaNãoháSalvação #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #PolíticasPúblicas #PolíticaInternacional #Política&Direito

Cláudio Couto


    • Dec 24, 2022 LATEST EPISODE
    • weekdays NEW EPISODES
    • 59m AVG DURATION
    • 181 EPISODES


    Search for episodes from Fora da Política Não há Salvação with a specific topic:

    Latest episodes from Fora da Política Não há Salvação

    A sociedade brasileira após Bolsonaro | com Angela Alonso | 159

    Play Episode Listen Later Dec 24, 2022 63:37


    O Brasil é um país com uma tradição de violência política. Nela se inscrevem as recentes manifestações golpistas promovidas por bolsonaristas, inconformados com o resultado da eleição presidencial. Elas são, contudo, apenas uma das manifestações atuais desse problema. A violência política encontrou em nossa sociedade, violenta, um terreno fértil para se desenvolver. E isso seguirá um traço distintivo de nosso país. O que vai ficar na sociedade brasileira depois das eleições e depois que assumir o novo governo, como herança destes anos bolsonarescos? Que tradição violenta é essa e que outros episódios de nossa história são manifestações dela? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Angela Alonso, socióloga, professora do Departamento de Sociologia da USP e pesquisadora do CEBRAP, o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Angela Alonso tem também uma coluna quinzenal na Folha de S. Paulo, na qual discute temas da conjuntura política e social brasileira. Twitter de Angela Alonso: @angelaalonso115 As músicas deste episódio são "God Rest Ye Merry Gentlmen" do DJ Williams, e "Kazoom", de Quincas Moreira. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Vanessita, Cris Souza, Ricardo Teixeira da Silva, e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    O governo em construção | com Maria Rita Loureiro | 158

    Play Episode Listen Later Dec 17, 2022 76:07


    À medida que dezembro avança, o governo eleito de Luís Inácio Lula da Silva ganha contornos mais definidos, com a definição de alguns ministros e mesmo de membros do segundo escalão. Contudo, o caráter de frente ampla, que marcou a campanha eleitoral, não se revelou com a mesma nitidez na formação do ministério em seus passos iniciais. Lula definiu o núcleo central do governo com indicações para a Fazenda, Casa Civil, Justiça, Defesa e Relações Exteriores. Também vazou o nome da indicada para o Ministério da Cultura. Mas e o resto? Em paralelo a esse processo, o governo eleito negocia com o Congresso já em final de mandato a aprovação de uma importante medida para assegurar seu funcionamento: a PEC da Transição. Tudo indica que a negociação da PEC afeta as decisões relativas ao ministério e posterga decisões importantes, como o lugar de Simone Tebet no novo governo e o quinhão de partidos aliados. Para entender esse proceso, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Maria Rita Loureiro, cientista política, professora aposentada da FGV EAESP e da USP. Maria Rita é uma estudiosa do funcionamento dos governos e, em especial, de sua área econômica. As músicas deste episódio são "Clean and Dance" de An Jone e "Come on Out" de Dan Lebowitz. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Vanessita, Cris Souza, Ricardo Teixeira da Silva, e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 15 | Bolsonaristas promovem o caos em Brasília após diplomação de Lula

    Play Episode Listen Later Dec 13, 2022 66:16


    O POLÍTICA NA VEIA é um programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Horas após a cerimônia de diplomação de Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), manifestantes bolsonaristas incendiaram carros e ônibus em Brasília. O grupo tentou invadir o prédio da Polícia Federal, na Asa Norte, após a prisão de um homem por participação em atos golpistas. As cenas de vandalismo seriam uma tentativa (malsucedida) de uma versão brasileira da invasão ao Capitólio, nos EUA, por apoiadores de Donald Trump? Veja também: Em discurso no TSE, Lula afirma que "poucas vezes em nossa história a democracia esteve tão ameaçada" e que "este diploma não é do Lula presidente, mas de uma parcela significativa do povo, que reconquistou o direito de viver em democracia" Após a cerimônia, entretanto, as atenções retornam à formação dos ministérios do novo governo: Com a entrega dos relatórios finais dos grupos de trabalho do Gabinete de Transição, o passo seguinte é a definição da quantidade de pastas e quem vai ocupá-las. Para debater os temas, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #violênciapolítica #violência #bolsonarismo #JairBolsonaro #caminhoneiros #bloqueios #GolpedeEstado #CapitólioRodoviário --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Futebol e Política | com José Paulo Florenzano | 157

    Play Episode Listen Later Dec 10, 2022 65:37


    Em tempos de Copa do Mundo, muitos assuntos acabam sendo relacionados a ela e ao futebol – um deles, a política. E há razões de sobra para isso. Jogadores, técnicos, dirigentes, jornalistas e outras pessoas ligadas ao mundo do futebol se posicionam politicamente. Grandes eventos esportivos, como Olimpíadas e Copas, são instrumentalizados politicamente por governos, sejam democráticos, como Brasil 2014 e 2016 (neste caso, Olimpíada) ou autoritários, como China 2010, Rússia 2018 e Catar 2022. No Brasil, particularmente, há uma longa história de entrelaçamento entre esportes e política, especialmente no caso do futebol: a Copa de 1970, a Democracia Corinthiana, as Diretas Já. Mas há mais do que isso. Que papel têm os grandes atletas em seus posicionamentos políticos? Como avaliar, por exemplo, Pelé, Sócrates, Reinaldo ou Zico. E Neymar? Para discutir tais temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe o antropólogo José Paulo Florenzano, professor da PUC-SP e estudioso das relações entre esportes e política – especialmente o futebol. Florenzano é autor do livro A Democracia Corinthiana: práticas de liberdade no futebol brasileiro, editada pela EDUC e pela FAPESP. As músicas deste episódio são "Up the Steps" do Geographer e "My Peeps" de Aaron Lieberman. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Vanessita, Cris Souza, Ricardo Teixeira da Silva, e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 14 | A PEC da Transição no Senado e o emissário de Joe Biden

    Play Episode Listen Later Dec 6, 2022 64:16


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu nesta segunda-feira com representantes do governo de Joe Biden - entre eles, Jake Sullivan, o conselheiro de segurança nacional dos EUA. Um dos assuntos na pauta do encontro foi a visita de Lula a Washington, que deverá acontecer logo após a posse, em 1º de janeiro de 2023. No mesmo dia, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), marcou para a próxima quarta-feira 7 a votação da PEC da Transição, medida crucial para o governo Lula. Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #transiçãodegoverno #orçamentopúblico #BolsaFamília #TetodeGastos #AuxílioEmergencial --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Tá todo mundo louco? | com Sérgio Freire | 156

    Play Episode Listen Later Dec 3, 2022 73:37


    Após a vitória de Lula no segundo turno das eleições presidenciais, grupos de Bolsonaristas rumaram para estradas e portas de quartéis, questionando o resultado das urnas e demandando um golpe de Estado que impedisse o presidente eleito de tomar posse. Além da pauta golpista desses grupos, o fenômeno chamou a atenção por conta das muitas bizarrices que proporcionou: indivíduo que se agarra a um caminhão, pessoas clamando pelo socorro de extraterrestres, orações num "muro das lamentações", hino cantado para um pneu de trator, choro e ranger de dentes. O que explica tais comportamentos? Seria um surto coletivo? Teria o bolsonarismo se tornado uma seita que mobiliza hordas de fanáticos? Essas pessoas não temem o ridículo? Procurando entender esse fenômeno, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Sérgio Freire, linguista e psicólogo clínico, professor da Universidade Federal do Amazonas, onde integra o LAPCRI (Laboratório de Psicanálise e Criação) e dirige a editora da universidade (EDUA). Sérgio Freire também mantém um blog onde publica algumas de suas reflexões. Nesse espaço ele publicou recentemente um artigo que dá o título deste episódio do #FPNS: "Tá todo mundo louco?". Twitter de Sérgio Freire: @sergiofreire Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Vanessita, Cris Souza, Ricardo Teixeira da Silva, e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 13 | Desembarque de Lula em Brasília vai desatar os nós da transição?

    Play Episode Listen Later Nov 30, 2022 65:28


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou em Brasília na noite do último domingo, 29 de novembro, para tratar assuntos cruciais para seu governo de transição. Já no início da noite da segunda-feira, dia 28, a equipe de novo presidente protocolou no Senado a PEC da Transição, solução para viabilizar o cumprimento de uma das principais promessas de campanha: a manutenção do Auxílio Brasil de 600 reais, programa que voltará a se chamar Bolsa Família a partir de 2023. A proposta prevê um montante de 175 bilhões de reais fora do teto de gastos, a fim de bancar o programa de transferência de renda. Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #transiçãodegoverno #orçamentopúblico #BolsaFamília #TetodeGastos #AuxílioEmergencial --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    O Brasil voltou? | com Dawisson Belém Lopes | 155

    Play Episode Listen Later Nov 26, 2022 70:18


    Os anos de Jair Bolsonaro na Presidência foram marcados pelo crescente isolamento internacional do Brasil, convertido num pária global. Essa situação pode mudar com o novo governo Lula? Os primeiros sinais a tal respeito foram bastante positivos. Antes mesmo da eleição, governantes europeus importantes, como os primeiros ministros de Portugal e Espanha, declararam apoio a Lula. Logo após o anúncio da vitória do ex-presidente, diversos governos se apressaram em reconhecer o novo governante eleito. Destacadamente, Joe Biden, presidente dos EUA, congratulou Lula apenas 38 minutos após o anuncio de sua eleição pelo TSE. O primeiro ato importante do futuro presidente foi ir à COP 27, no Egito, onde foi saudado como pop star por autoridades governamentais e lideranças da sociedade civil. Lula foi ovacionado ao dizer que "o Brasil voltou". Pode-se então afirmar que voltou mesmo? Para discutir o tema este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Dawisson Belém Lopes, professor de política internacional do Departamento de Ciência Política da UFMG e pesquisador visitante na Universidade de Oxford. As músicas deste episódio são "Batuque Bom", de Quincas Moreira e "Getz Me to Brazil", de Doug Maxwell.Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. O Twitter de Dawisson Belém Lopes é: @dbelemlopes Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Maria Beatriz de Camargo Lemos e Beatriz Bracher, e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 12 | Golpismo no ar: o que querem os militares?

    Play Episode Listen Later Nov 22, 2022 59:43


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Um arquivo de áudio enviada por Augusto Nardes a um grupo de empresários do agronegócio reacendeu o sinal de alerta sobre as insinuações golpistas. Na mensagem vazada, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) menciona um "movimento muito forte nas casernas" e afirma que está prestes a ocorrer "um desenlace bastante forte na nação". Dias antes, uma declaração de Walter Braga Netto, vice na chapa de Jair Bolsonaro nas eleições, foi recebida como um recado para os manifestantes nas portas dos quartéis: "Não percam a fé, é só isso o que eu posso falar para vocês agora". Enquanto o golpismo ressurge no ar, a equipe do novo presidente Lula continua os trabalhos do governo de transição. Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #violênciapolítica #violência #bolsonarismo #JairBolsonaro #caminhoneiros #bloqueios #GolpedeEstado #CapitólioRodoviário --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    O Letramento Fascista | com Michel Gherman & Fabio Gentile | 154

    Play Episode Listen Later Nov 19, 2022 78:55


    Após a derrota de Jair Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial, manifestações golpistas tomaram ruas, estradas e outros espaços públicos, contestando o resultado das urnas com base em teorias conspiratórias e fake news. Em algumas delas, como em São Miguel do Oeste, Santa Catarina, os ataques bolsonaristas à democracia se fizeram acompanhar de demonstrações nitidamente fascistas, lançando mão de símbolos do nazifascismo, como o "sieg heil". O que explica não só essas expressões neofascistas recentes, desdobradas do bolsonarismo, mas também o crescimento desse tipo de movimentação no Brasil desde que Jair Bolsonaro ascendeu ao poder? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe dois especialistas no tema. Um é Michel Gherman, sociólogo, professor da UFRJ, onde é também pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Judaicos, além de membro do Observatório da Extrema Direita (OED). O outro é Fábio Gentile, cientista político, professor da UFCE, estudioso do fascismo e membro do Observatório da Extrema Direita (OED). As músicas deste episódio são "808 Door Chimes" do Unicorn Heads e "Arms Dealer" do Anno Domini Beats. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Virgínia Helena Campos Vasconcelos, Janderson Campos, Edson Baeta, Ronaldo F. N. Araújo, bem como a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 11 | O Populismo Militar e as chantagens do 'mercado' contra Lula

    Play Episode Listen Later Nov 15, 2022 60:39


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Duas semanas após sua derrota nas urnas, Jair Bolsonaro segue recluso, enquanto seus seguidores permanecem de prontidão nas portas dos quartéis, clamando por uma "intervenção federal" ou qualquer apoio por parte dos militares a um golpe de Estado. Lula, por sua vez, continua a anunciar nomes para seu governo de transição e se prepara para a viagem ao Egito, onde irá participar da COP27, a cúpula do clima. Enquanto isso, o chamado "mercado" se mostra apreensivo com os planos do futuro presidente para seus programas sociais. Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #violênciapolítica #violência #bolsonarismo #JairBolsonaro #caminhoneiros #bloqueios #GolpedeEstado #CapitólioRodoviário --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    O Novo Governo e o Congresso | com Fabiano Santos | 153

    Play Episode Listen Later Nov 12, 2022 65:26


    Mal decorrida uma semana de sua vitória no segundo turno das eleições presidenciais, Lula iniciou conversações com partidos e congressistas. A montagem de uma coalizão de governo é tarefa indispensável a um presidente no presidencialismo de coalizão brasileiro. Para se desincumbir dela, Lula não tem caminho simples. O Congresso saído das eleições de 2 de outubro se tornou menos fragmentado, porém bem mais à direita. O PL, partido de Bolsonaro, obteve as maiores bancadas na Câmara e no Senado. Como lidar com um Congresso assim? Quais os desafios de Lula neste processo? Será possível construir uma coalizão que dê suporte a suas agendas? Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe o cientista político Fabiano Santos, estudioso do tema. Professor do IESP UERJ, onde coordena o Observatório do Legislativo Brasileiro, integra ainda o Observatório das Eleições do Instituto da Democracia e Democratização da Comunicação Política. As músicas deste episódio são "Here it Comes" e "As you were", do TrackTribe. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Américo Freire, Abaixo o Neoliberalismo, Joá Guimarães, Júlio Gonçalves Rocha, Gabriel Calzavara de Araujo, Angelo Roberto Neia Meneghelo e Marisa, bem como a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 10 | Começou a transição. Quais as prioridades de Lula?

    Play Episode Listen Later Nov 8, 2022 65:27


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Enquanto Jair Bolsonaro caminha para o ostracismo, registrando apenas 3h30 de trabalho desde sua derrota no dia 30, especialistas debatem qual será o destino do ex-capitão: Fuga para o exterior, prisão ou irrelevância política? Ao mesmo tempo, Lula prepara seu governo de transição em Brasília e inicia as negociações para garantir suas promessas de campanha. Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #violênciapolítica #violência #bolsonarismo #JairBolsonaro #caminhoneiros #bloqueios #GolpedeEstado #CapitólioRodoviário --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Lula Eleito. E agora? | com Bruno Reis | 152

    Play Episode Listen Later Nov 5, 2022 99:51


    Após uma disputa apertada e tensa, Luis Inácio Lula da Silva venceu a disputa presidencial, dando início ao término dos quatro anos de bolsonarismo no governo. Contudo, os desafios do novo presidente e de seu governo não se encerraram. Lula terá de lidar com um Congresso de maioria conservadora e com um legado desastroso de desorganização administrativa, aparelhamento das forças de segurança, deterioração do ambiente político e contestação ao resultado das urnas. Que cenário é esse que advirá após a vitória eleitoral? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Bruno Pinheiro Wanderley Reis, cientista político, professor do Departamento de Ciência Política e diretor da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FAFICH) da UFMG. Twitter de Bruno Reis: @brunopwr As músicas deste episódio são "Zula" e "A Kind of Party" dos Mini Vandals. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Maria Carmen Coutinho Cavalcanti e Mariza Rodrigues, bem como a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 09 | Bloqueio de estradas, o último suspiro do Bolsonarismo

    Play Episode Listen Later Nov 1, 2022 69:01


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. O ex-capitão Jair Bolsonaro não se pronuncia nas redes sociais ou por qualquer outro meio desde a sua derrota nas urnas para Luiz Inácio Lula da Silva. Entretanto, desde a noite de domingo, 30, apoiadores do presidente derrotado promovem bloqueios em importantes estradas espalhadas por diversos estados. Movidos por fake news disseminadas em grupos de Telegram e esperanças em uma "intervenção militar", simpatizantes de Bolsonaro ganharam o apoio, também, de caminhoneiros – apesar de representantes da categoria e representantes dos setores do transporte e do agronegócio denunciarem o movimento. Será este o último suspiro do ex-capitão Jair Bolsonaro ou o prelúdio de mais confusão para as próximas semanas? Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #violênciapolítica #violência #bolsonarismo #JairBolsonaro #caminhoneiros #bloqueios #GolpedeEstado #CapitólioRodoviário --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    A Batalha das Redes | com David Nemer | 151

    Play Episode Listen Later Oct 29, 2022 67:25


    A eleição de 2022 chega a seu final com embates nos meios de comunicação tradicional, nas ruas e, principalmente, nas redes sociais. Depois de vencer as eleições de 2018 se valendo fartamente da utilização das redes, em especial do WhatsApp, o bolsonarismo enfrenta um jogo mais equilibrado. Seus adversários, embora ainda em certa desvantagem, aprenderam a utilizar as ferramentas digitais das redes para a disputa eleitoral. Na campanha de Lula, a entrada de André Janones produziu um fato novo. O principal efeito do "janonismo cultural" tem sido produzir ruído e um curto-circuito cognitivo nas hostes bolsonaristas. A equipe de comunicação digital da extrema-direita se vê atarantada com o novo adversário. No seio da campanha bolsonarista, Carlos Bolsonaro perde espaço para políticos tradicionais e marqueteiros, embora siga atuante e próximo ao pai - especialmente nos debates. Como entender esse fenômeno tão complexo e tão relevante para a disputa política contemporânea? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe o antropólogo David Nemer, professor da Universidade da Virgínia e estudioso das mídias digitais. O Twitter de David Nemer é: @DavidNemer As músicas deste episódio são "Side Scroller" do RKVC e "The Computer Has Feelings" do JHS Pedals. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos às novas apoiadoras do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Maria Carmen Coutinho Cavalcanti e Mariza Rodrigues, bem como a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 08 | Roberto Jefferson dá o primeiro tiro. Capitólio Bolsonarista em marcha?

    Play Episode Listen Later Oct 25, 2022 63:45


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Em depoimento nesta segunda-feira 24, o ex-deputado bolsonarista Roberto Jefferson afirmou ter disparado 50 tiros contra agentes da Polícia Federal que tentavam cumprir uma ordem de prisão expedida pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF. Uma audiência de custódia manteve a prisão em flagrante do ex-parlamentar, que deverá responder por quatro tentativas de homicídio. O ataque armado de Roberto Jefferson é um prenúncio para o que pode ocorrer nos próximos dias? Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #lula #bolsonaro #violênciapolítica #violência #armamentismo #bolsonarismo #JairBolsonaro #RobertoJefferson #Lula #PesquisasEleitorais --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Combate à corrupção: que fim levou? | com Rogério Arantes | 150

    Play Episode Listen Later Oct 22, 2022 76:36


    “Queria dizer a essa imprensa maravilhosa, nossa, que eu não quero acabar com a Lava Jato… Eu acabei com a Lava Jato porque não tem mais corrupção no governo”, disse Jair Bolsonaro em outubro de 2020. Essa declaração ocorreu depois que Sergio Moro já havia deixado o Ministério da Justiça, após acusar Bolsonaro de interferir na Polícia Federal. O fato é que desde então, de fato a Lava Jato acabou, bem como deixou de existir uma Procuradoria Geral da República independente, pois Augusto Aras, o PGR, é um serviçal de Bolsonaro. O presidente também nomeou para o Supremo Tribunal Federal dois sabujos - Kássio Nunes Marques e André Mendonça - que decidem sempre de forma a favorecer o Poder Executivo. Qual o tamanho do desmonte bolsonaresco das estruturas de combate à corrupção? De que forma toda a construção institucional pós-1988 e, principalmente, pós-2003 foi desmontada pelo bolsonarismo? Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe o cientista político Rogério Arantes, professor do Departamento de Ciência Política da USP. Rogério Arantes é um dos principais estudiosos brasileiros das relações entre Direito e Política, com pesquisas sobre o Sistema de Justiça, Supremo Tribunal Federal, Ministério Público, Polícia Federal e Constitucionalismo. O Twitter de Rogério Arantes é: @rogeriobarantes As músicas deste episódio são "Lock" e "Baba", ambas de Jeremy Black. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 07 | Guerra Santa na Campanha

    Play Episode Listen Later Oct 18, 2022 65:00


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Faltando menos de duas semanas para o segundo turno das eleições presidenciais, a disputa entre Jair Bolsonaro e Lula continua a se acirrar. O POLÍTICA NA VEIA desta semana irá abordar o debate do último domingo na Rede Bandeirantes, a disputa pelas pautas nas redes sociais, e a 'guerra santa' promovida pelo bolsonarismo. Qual será o peso do voto religioso na segunda fase do pleito? Veja também: As acusações de 'fake news' e a judicialização da disputa. Lula pede ao TSE uma ampla investigação sobre a rede de desinformação de Bolsonaro e aliados. Ao mesmo tempo, o presidente da corte, Alexandre de Moraes, atende a um pedido do ex-capitão e proíbe o PT de veicular um vídeo em que Bolsonaro afirma que "pintou um clima" com meninas venezuelanas em Brasília. Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #lula #bolsonaro #políticaeconômica #economia #mercadofinanceiro --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    As pesquisas erraram? | com Andrei Roman | 149

    Play Episode Listen Later Oct 15, 2022 53:02


    No dia 2 de outubro, no que a apuração das eleições avançava, avançava também a surpresa. Muitos resultados diferiam bastante do esperado. As pesquisas eleitorais erraram? Diante do questionamento, veículos de imprensa e responsáveis por levantamentos de intenção de voto respondiam que não, as pesquisas não erraram. A negativa da resposta se baseava em diversos argumentos. Um era o de que pesquisas mostram apenas um momento da corrida, não prevendo o resultado final. Assim, não teriam como captar a tempo mudanças de última hora. Outro argumento era o da defasagem dos dados do Censo, que atrapalharia a ponderação dos diversos estratos da população. Diante da desconfiança do público, uma voz dissonante se fez ouvir: Andrei Roman, CEO da AtlasIntel, cujas pesquisas mais se aproximaram dos resultados finais nacionalmente e em diversos estados. Cientista político e economista com doutorado em Harvard, Andrei é o convidado deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação. Nessa conversa ele dirá porque considera que, sim, as pesquisas erraram e erraram muito. O Twitter de Andrei Roman é: @andrei__roman As músicas deste episódio são "One Time" e "First of 3", ambas de Jeremy Black. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manter e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Bárbara Mota, Victor Gentilli, Adonei Mota, Flavia Morais, Jéssica Amaral e Marcelo Sevaybricker, e também a todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 06 | As exigências do 'mercado'

    Play Episode Listen Later Oct 11, 2022 60:49


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Na reta final da campanha do primeiro turno, Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com empresários e integrantes do setor financeiro em São Paulo e foi recebido com fortes aplausos pelo 'PIB' brasileiro. Entretanto, nesta segunda-feira 8, setores do chamado 'mercado' voltaram a pressionar o petista: O jornal O Globo, em editorial, afirmou que Lula precisa explicar o que exatamente significa sua política de 'reindustrialização' do Brasil. Já a Folha de São Paulo defendeu que o ex-presidente rompa com suas 'velhas doutrinas estatistas' - ou seja, que Lula abrace a agenda neoliberal. Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe o redator-chefe de CartaCapital, Sérgio Lírio; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #eleiçãopresidencial #segundoturno #lula #bolsonaro #políticaeconômica #economia #mercadofinanceiro --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    O país que sai das urnas | com Jairo Nicolau | 148

    Play Episode Listen Later Oct 8, 2022 83:23


    As eleições de 2 de outubro produziram uma grande vitória eleitoral da direita, inclusive da extrema-direita bolsonarista. Isso ficou patente não só no desempenho acima do esperado de Bolsonaro na eleição presidencial, mas também no aumento da bancada direitista no Congresso e na vitória de governadores bolsonaristas em estados importantes. O bolsonarismo consolidou a direita como nunca antes desde o final da ditadura militar. Deu-lhe não só coesão, mas também maior assertividade ideológica. O Centrão, em vez de moderar Bolsonaro, radicalizou-se com ele. O que explica esse fenômeno? Que país é esse que sai das urnas em 2022? Para compreender o que ocorreu e o que podemos esperar, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe o cientista político Jairo Nicolau, professor do FGV CPDOC e um dos principais pesquisadores brasileiros de partidos e eleições. Jairo Nicolau publicou algo recentemente o livro "O Brasil dobrou à direita: uma radiografia da eleição de Bolsonaro em 2018", editado pela Zahar. O Twitter de Jairo Nicolau é: @JairoNicolau1 As músicas deste episódio são "Batuque Bom" e "Eletrosamba", de Quincas Moreira. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, inclusive a todos e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 05 | O que esperar do segundo turno?

    Play Episode Listen Later Oct 4, 2022 65:32


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. A disputa pela Presidência da República terá um segundo turno: Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro terminaram a primeira fase do pleito, neste domingo 2, com 48,4% e 43,2% dos votos, respectivamente. Com a volta às urnas marcada para o dia 30 deste mês, as duas campanhas se preparam para costurar novas alianças e buscar os votos dos indecisos e dos eleitores da chamada "terceira via". Qual será o tom da corrida eleitoral nas próximas semanas? Para debater o tema, este #PolíticaNaVeia recebe a editora executiva online de CartaCapital, Thais Reis Oliveira; o cientista político Cláudio Couto; e o jornalista Luis Nassif, do portal GGN. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação no YouTube. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #pesquisaseleitorais #eleiçãopresidencial #segundoturno #lula #bolsonaro --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    A religião distrai os pobres? | com Victor Araújo | 147

    Play Episode Listen Later Oct 1, 2022 86:03


    Há um fenômeno político que, ao menos desde a eleição de 2018, tem chamado a atenção de analistas, estudiosos e do público em geral: a força de Jair Bolsonaro no eleitorado evangélico. Naquela eleição estima-se que cerca de 70% do voto evangélico foi para Bolsonaro, tendo um peso importante em sua vitória nas urnas. Em 2022 esse número caiu, mas ainda assim é alto: pouco mais de 50% dos evangélicos declaram que votarão para reeleger o presidente. O fenômeno, contudo, não é tão novo. A tendência conservadora, ou mesmo ultraconservadora, de grande parte do eleitorado evangélico se tem verificado em seguidas disputas eleitorais, nos três níveis de governo. O que explica esse fenômeno? E por que mesmo os evangélicos mais pobres têm esse viés conservador no voto, inclusive ao ponto de rechaçar partidos e políticos mais simpáticos a políticas de redistribuição da riqueza? É sua religiosidade que explica tal comportamento eleitoral? Para entender o fenômeno este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebeu Victor Araújo, cientista político, pesquisador na Universidade de Zurique e autor do livro A religião distrai os pobres? O voto econômico de joelhos para a moral e os bons costumes, publicado pela Editora 70. As músicas deste episódio são "God Fury" do Anno Domini Beats e "Future Renaissance" do Godmode. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, inclusive a todos e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 04 | Voto Útil: fato ou torcida?

    Play Episode Listen Later Sep 27, 2022 70:13


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Nas últimas semanas, a campanha do ex-presidente Lula vem reforçando a ofensiva pelo "voto útil", uma tentativa de garantir a vitória do petista já no primeiro turno. Os principais alvos são os eleitores da chamada terceira via – em especial, os seguidores de Ciro Gomes. Nesta segunda-feira, Lula participou de um ato público com representantes da cultura, um grupo que aderiu em peso à maratona do "vira-voto". Veja também: O debate no SBT - sem Lula mas com Padre Kelson, o "sacerdote fake" do PTB. O "pronunciamento à nação" de Ciro Gomes. E os resultados das pesquisas FSB/BTG e IPEC para presidente. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, José de Arimatéia Dantas, Luiz Aroeira, Gabriel Calvazara de Araujo, Omar di Dio e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    O primeiro turno na reta final | com Lara Mesquita & Rafael Cortez | 146

    Play Episode Listen Later Sep 24, 2022 86:00


    As eleições de 2022 se aproximam de um momento decisivo, entrando na última semana de campanha antes do primeiro turno. Todas as atenções se voltam à disputa presidencial, pois diversas pesquisas apontam a possibilidade de Lula vencer ainda no primeiro turno. A possibilidade aumenta com novos apoios ao ex-presidente vindo até de opositores outrora ferrenhos, como Miguel Reale Jr., autor do pedido de impeachment de Dilma Rousseff. Reiteradas ameaças à democracia perpetradas por Jair Bolsonaro, inconformado com uma provável derrota, alarmam setores políticos e sociais, dentro e fora do Brasil. O que se pode esperar dessa disputa que se avizinha? E as demais eleições, para o Congresso e governos estaduais, que se pode esperar delas? Para discutir esses temas este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe dois cientistas políticos, especialistas em questões eleitorais. Uma é Lara Mesquita, professora da FGV EESP, pesquisadora do FGV CEPESP e do CEBRAP. Outro é Rafael Cortez, consultor da Tendências, professor do IDP e docente convidado da FGV EAESP. As músicas deste episódio são "No Clarity", do Stayloose e "Remembering her Face" do Silent Partner. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, José de Arimatéia Dantas, Luiz Aroeira, Gabriel Calvazara de Araujo, Omar di Dio e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 03 | Quem irá substituir Bolsonaro na liderança da ultradireita?

    Play Episode Listen Later Sep 20, 2022 67:09


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Neste terceiro episódio, a equipe irá discutir as principais pesquisas eleitorais - incluindo os mais recentes levantamentos IPEC e FSB, divulgadas nesta segunda-feira 19. Elas apontam para a derrota de Jair Bolsonaro, com a possibilidade de vitória de Lula ainda no primeiro turno do pleito. Com o ex-capitão fora do Planalto, quem será o "herdeiro" do bolsonarismo? Qual será o papel dos filhos 01, 02 e 03 e de figuras como Tarcísio de Freitas a partir de 2023? Qual será o papel de figuras nacionalistas, como Ciro Gomes e Aldo Rebelo, na construção da oposição a Lula? Participe desta discussão junto do redator-chefe de CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto e do jornalista Luis Nassif, do portal GGN. Veja também: o vexame de Jair Bolsonaro no funeral da rainha Elizabeth em Londres, o encontro de Lula com ex-candidatos à presidência, e a possibilidade de uma "bala de prata" na economia contra a rejeição ao ex-capitão. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira #pesquisaseleitorais #nacionalismo --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Mulheres no centro da disputa | com Camila Rocha | 145

    Play Episode Listen Later Sep 17, 2022 65:27


    Já era sabido há muito tempo que uma das maiores fragilidades eleitorais de Jair Bolsonaro estava no eleitorado feminino, em que sua rejeição é muito alta. Diante dessa vulnerabilidade, a campanha bolsonarista procurou acenar a esse eleitorado, principalmente pelo engajamento da primeira-dama, Michelle. Toda essa estratégia, contudo, foi prejudicada pela misoginia incontrolável de Bolsonaro, externalizada no violento ataque verbal à jornalista Vera Magalhães no primeiro debate presidencial. Não bastasse, ao tentar consertar o problema, o presidente proferiu novas declarações de cunho machista – o que só piorou as coisas. Por fim, um deputado estadual bolsonarista, Douglas Garcia, repetiu os mesmos ataques a Vera Magalhães por ocasião do debate entre os candidatos ao governo paulista. Essa imitação da conduta presidencial prejudicou a imagem do títere de Bolsonaro no Estado, Tarcísio de Freitas, com respingos para a campanha presidencial. Para entender tal situação e seu contexto, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe a cientista política Camila Rocha, doutora pela USP e assessora legislativa na Assembleia Legislativa de São Paulo. Estudiosa da questão feminina, ela é uma das organizadoras do livro "Feminismo em disputa: um estudo sobre o imaginário político das mulheres brasileiras", editado pela Boitempo. As músicas deste episódio são "Real Bad Girl," do Audionautix e "Hey Girl", de Topher Mohr & Alex Elena. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, José de Arimatéia Dantas, Luiz Aroeira, Gabriel Calvazara de Araujo, Omar di Dio e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política Na Veia | 02 | Ataques, ameaças e humilhação

    Play Episode Listen Later Sep 13, 2022 62:03


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Neste segundo episódio, a equipe irá discutir a escalada de violência bolsonarista durante a campanha eleitoral. Após Fernando Haddad, candidato do PT ao governo de São Paulo, cancelar um compromisso de campanha no dia 7 em decorrência de ameaças, o candidato do PSOL a deputado federal, Guilherme Boulos, foi ameaçado com uma arma durante um ato na Grande São Paulo. No dia 9, um apoiador de Bolsonaro matou um defensor de Lula a facadas no interior do Mato Grosso, após uma discussão. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. #eleições #eleições2022 #violênciapolítica #análisepolítica #conjunturapolítica #políticabrasileira --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Populismo Reacionário | com Christian Lynch & Paulo Henrique Cassimiro | 144

    Play Episode Listen Later Sep 10, 2022 87:05


    Vivemos uma era marcada pela ascensão, mundo afora, de lideranças populistas e movimentos reacionários. Por vezes essas duas coisas aparecem combinadas. Um dos exemplares mais vistosos dessa combinação é o bolsonarismo, um movimento ao mesmo tempo populista, reacionário e autoritário. Mas o que caracteriza tanto o reacionarismo como o populismo? De que forma e por que eles se combinam? Como Bolsonaro logrou liderar esse movimento no Brasil e se tornar presidente? Para discutir esses temas este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe os cientistas políticos Christian Lynch e Paulo Henrique Cassimiro, do IESP UERJ. Ambos acabaram de lançar o livro "O Populismo Reacionário: Ascensão e Legado do Bolsonarismo", pela editora Contracorrente, no qual tratam exatamente desses assuntos. As músicas deste episódio são "Sonic Pogo" e "Deep State", ambas do Vans in Japan . Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, Claudia Yukari Asazu, Gilvano Silva, João Paulo e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Política na Veia | 01 | É Jair ou já era?

    Play Episode Listen Later Sep 6, 2022 94:59


    O POLÍTICA NA VEIA é um novo programa semanal no YouTube com a participação do redator-chefe da CartaCapital, Sergio Lirio, do cientista político Cláudio Couto, do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, e do jornalista Luis Nassif, do GGN. Neste primeiro episódio, são discutidos os preparativos para as manifestações do dia 7 de Setembro em todo o país. O que Jair Bolsonaro - e o bolsonarismo - espera dos atos? Por que o ex-capitão, no início da campanha, convocou seus seguidores a tomar as ruas "pela última vez"? O campo progressista deve preparar uma manifestação em resposta às ameaças golpistas? Também: Os resultados das últimas pesquisas IPEC, FSB e Ipespe e o crescimento da terceira via com Simone Tebet e Ciro Gomes. E ainda: Os imóveis da família Bolsonaro, o ataque contra Cristina Kirchner na Argentina e o referendo constitucional no Chile. O programa Política na Veia é transmitido simultaneamente por CartaCapital, pela TV GGN e pelo canal Fora da Política Não há Salvação. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    As eleições e a democracia em perigo | com Fernando Limongi | 143

    Play Episode Listen Later Sep 3, 2022 123:28


    A eleição presidencial de 2022 coloca a democracia brasileira diante de uma situação perigosa. Uma eventual vitória de Jair Bolsonaro pode significar o fortalecimento de um projeto político autoritário que passa pela captura das instituições pelo chefe do Executivo. O principal alvo dessa investida autocrática é o Supremo Tribunal Federal. Como Hugo Chávez na Venezuela, Bolsonaro quer controlar o STF e o tornar uma corte subserviente a seu mando. Mas como chegamos até aqui? O que ocorreu ao longo de diversas eleições e governos para que estivéssemos, hoje, diante desse risco? E o que significaria um novo governo Lula, derrotando Bolsonaro? Para tal discussão este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebeu Fernando Limongi, cientista político, professor da Escola de Economia de São Paulo da FGV, professor titular aposentado da USP e pesquisador do CEBRAP. Limongi é um dos principais cientistas políticos brasileiros e sua reflexão sobre nossa democracia é primordial para entender o que se passa. Twitter de Fernando Limongi: @fplimongi As músicas deste episódio são "Everything you wanted" de Dan Lebowitz e "Out on my skateboard" dos Mini Vandals. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos novos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, Rodrigo Menck, Botafogo A. F., Ary Fortes, Cesar Dantas e Padre Adriano Ferreira Rodrigues, assim como todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Ideologia: uma pra viver | com Juliana Fratini | 142

    Play Episode Listen Later Aug 27, 2022 81:31


    Em meados dos anos 1980, Cazuza eternizou um verso de sua canção, "Ideologia". Era ele: "Ideologia: quero uma pra viver". De fato, ideias a respeito do mundo, em particular acerca da política, dão sentido à vida. Que rumo seguimos como cidadãos e cidadãs? Que rumos seguem aqueles que escolhemos para governar ou que, por vezes, nos são impostos? Esse é o tema deste #ForadaPolíticaNãoháSalvação e também do livro organizado por Juliana Fratini, cientista política, doutoranda na PUC SP e estudiosa da relação entre gênero e política – particularmente a atuação das mulheres, o que é objeto de outra obra que organizou: "As Princesas de Maquiavel". No volume "Ideologia: uma para viver - as teorias que orientam o pensamento político atual", ela reúne trabalhos de diversos pesquisadores sobre variados temas atinentes à questão ideológica: tecnologia, desinformação, latino-americanismo, democracia, partidos políticos, social-democracia, populismo, direita e esquerda, marxismo, socialismo, comunismo, neoliberalismo, corrupção. Twitter de Juliana Fratini: @JFratini As músicas deste episódio são "The Goon's Loose" e "March of the Hares", ambas de Nathan Moore. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos novos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação, Rodrigo Menck, Botafogo A. F., Ary Fortes, Cesar Dantas e Padre Adriano Ferreira Rodrigues, assim como todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Ciência, pseudociência e política | com Ricardo Galvão | 141

    Play Episode Listen Later Aug 20, 2022 61:38


    Ciência e política frequentemente se encontram. O conhecimento científico é primordial para embasar políticas públicas, assim como o incentivo à produção científica é uma política de muitos governos. Contudo, a interação entre ciência e política não se encerra aí. A ciência pode ser instrumentalizada por políticos para fins eleitorais e para o exercício do poder contra seus adversários. Além disso, argumentos pseudocientíficos também são utilizados para persuadir os cidadãos e atingir fins políticos. A pseudociência é traiçoeira justamente porque tem aparência de ciência, sem que realmente seja. Serve para enganar os incautos assim como a sofística, que se faz passar por filosofia. Governantes populistas autoritários têm uma relação problemática com a ciência. Por um lado, tendem a vê-la apenas como um instrumento para ganhos imediatos. Por outro, desdenham dela e a atacam, quando suas descobertas contrariam os interesses dos poderosos e de seus amigos. Além disso, governantes autoritários, por não dar valor de fato ao conhecimento científico, costumam perseguir cientistas e deixar à míngua a pesquisa e a educação. O ambiente universitário, em particular, é visto com hostilidade por esses governantes. No Brasil isso fica claro no governo Bolsonaro. Além de propagar pseudociência (como no caso da pandemia e das mudanças climáticas), ataca pesquisadores, universidades e órgãos governamentais cuja ação se baseia no conhecimento científico. Para discutir esse tema, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebeu Ricardo Galvão, professor titular aposentado do Instituto de Física da USP, ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e um dos mais renomados cientistas brasileiros. Twitter de Ricardo Galvão: @ricardogalvaosp A música deste episódio é "Long Road" do Futuremono. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos novos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    A Sociedade Civil na Trincheira da Democracia | com José Álvaro Moisés | 140

    Play Episode Listen Later Aug 13, 2022 67:03


    No dia 11 de agosto diversos eventos de defesa da democracia ocorreram por todo o país, reunindo milhares de pessoas nas ruas e em escolas de Direito. O cordão foi puxado por uma carta elaborada no âmbito da Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco. Esse documento se inspirou noutro, análogo, elaborado também na São Francisco, sob a liderança do professor Gofredo da Silva Telles, em 1977. À época o país ainda vivia sob a ditadura militar, naquele momento sob o comando do General Ernesto Geisel. Aquela carta contribuiu de forma importante para a mobilização da sociedade civil contra o autoritarismo. O processo ganhou novo impulso no ano seguinte, quando uma greve de metalúrgicos da Scânia deflagrou a emergência dos movimentos paredistas do Novo Sindicalismo. A sociedade reagia energicamente. Nesta quadra histórica o Brasil vive não uma ditadura, mas uma ameaça à democracia, perpetrada pelo presidente da República e seus comparsas. A sociedade se vê na necessidade de reagir e reage novamente, não para retomar, mas para preservar o regime democrático. A sociedade reage novamente. Para discutir esses temas, o contexto em que essa sociedade civil se levanta e as dificuldades da democracia brasileira contemporânea, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe José Álvaro Moisés, professor aposentado do Departamento de Ciência Política e professor sênior do Instituto de Estudos Avançados da USP (IEA). Moisés há anos é um estudioso da ação política da sociedade civil e da democracia. No IEA, lidera o Grupo de Pesquisa sobre a Qualidade da Democracia. http://www.iea.usp.br/pesquisa/grupos-pesquisa/qualidade-da-democracia Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos novos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    Dinheiro e velha política | com Bruno Carazza | 139

    Play Episode Listen Later Aug 6, 2022 73:47


    As eleições de 2022 contarão com o maior montante de recursos públicos disponíveis para disputas eleitorais da história. Ademais, recursos privados também podem ser usados, com poucas limitações. Os muito ricos e aqueles que têm parentes, amigos e apoiadores muito ricos também serão beneficiados pela força da grana nestas eleições. Não apenas verbas de campanha - públicas e privadas - pesarão na corrida, mas também alentados recursos orçamentários da União, sobretudo por meio do "orçamento secreto", controlado pelas presidências das duas casas do Congresso. Que dinheiro é importante na disputa política já é algo sabido, mas qual exatamente essa importância? Que consequências isso traz para a democracia? Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação traz Bruno Carazza, mestre em Economia, doutor em Direito, professor da Fundação Dom Cabral e colunista do Valor Econômico. Carazza entende como poucos as relações entre dinheiro e política, sendo autor do livro "Dinheiro, Eleições e Poder: as engrenagens do sistema político brasileiro", editado pela Companhia das Letras. Twitter de Bruno Carazza: @BrunoCarazza As músicas deste episódio são "The DeLong Incident" de Craig MacArthur e "Oceans", de Text Me Records & Bobby Renz. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos novos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Leila Torres, Márcio Bertelli, Cláudio Garcia e todas e todos que apoiaram por meio do #ValeuDemais!

    O cenário eleitoral ainda muda? | com Antonio Lavareda | 138

    Play Episode Listen Later Jul 30, 2022 64:44


    Seguidas pesquisas eleitorais têm mostrado uma grande estabilidade no cenário das eleições presidenciais, sobretudo quando se consideram as projeções de segundo turno. Quase nada muda. Mesmo se considerando o primeiro turno, em que Bolsonaro apresentou algum crescimento, apenas ele e Lula figuram como candidatos competitivos, indicando que a disputa efetiva será entre ambos. Os candidatos de "terceira via" não crescem. Mas será que está mesmo tudo definido, ao menos no que diz respeito ao primeiro e ao segundo lugar? Ou será que ainda são possíveis reviravoltas na disputa presidencial? Bom lembrar também que nos estados os cenários ainda são bem distintos, com disputas mais abertas, apesar do favoritismo dos governadores que disputam a reeleição. Também os congressistas governistas levam vantagem, beneficiados pelo orçamento secreto. Para discutir tais temas e entender melhor as pesquisas eleitorais, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebeu o sociólogo e cientista político, Antônio Lavareda, diretor científico do IPESPE (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas). O IPESPE é um dos principais institutos que realiza pesquisas periódicas sobre a política nacional, aferindo a avaliação do governo e as preferências eleitorais. Twitter de Antonio Lavareda: @LavaredaAntonio As músicas deste episódio são "Batuque Bom" e "Eletrosamba", de Quincas Moreira. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Agradecemos aos novos apoiadores do #ForadaPolíticaNãoháSalvação: Márcio Bertelli e Cláudio Garcia. Há quatro formas possíveis de apoio. Valeu Demais: Fazendo uma doação pelo botão "Valeu" do vídeo no YouTube. Você determina o valor. Clube dos Canais: Tornando-se membro do canal no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join Benfeitoria: Tornando-se assinante simbólico do #FPNS no Benfeitoria. com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao PIX: Por meio de PIX. Chave PIX: contato@foradapoliticanaohasalvacao.info #Eleições #Eleições2022 #PesquisasEleitorais #Democracia #AnálisePolítica #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira #EleiçãoPresidencial --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Violência Política e Eleições | com Felipe Borba & Vinícius Israel | 137

    Play Episode Listen Later Jul 23, 2022 84:25


    Temos visto que os episódios de violência política relacionada às eleições têm aumentado no Brasil, ultrapassando inclusive o número de eventos em 2020 durante o primeiro semestre. E eleições municipais costumam ter mais violência que as estaduais e nacionais. A grande diferença é que desta feita o próprio presidente da República, no exercício do cargo, estimula a violência contra seus adversários, transformados por ele em inimigos. Isto gera uma mudança não só quantitativa, mas qualitativa, da violência. O episódio mais vistoso foi o assassinato, em Foz do Iguaçu, do dirigente petista, Marcelo Arruda, em sua festa de aniversário. O crime foi perpetrado por um policial bolsonarista que disparou seus tiros contra o inimigo político aos gritos de "aqui é Bolsonaro". Fosse apenas esse o episódio, já seria suficientemente grave, mas há mais coisas. Drone que lança excrementos misturados com veneno contra manifestantes num comício de Lula; bomba caseira, cheia de excrementos, lançada no meio de um comício do candidato petista; intimidação com milicianos armados em passeata em prol do candidato Marcelo Freixo no Rio de Janeiro; excrementos e ovos lançados sobre o carro de juiz que determinou a prisão de ex-ministro bolsonarista. Os casos abundam, sempre promovidos pelo bolsonarismo contra seus desafetos. Em que esses episódios de violência político-eleitoral de 2022 diferem daqueles que usualmente ocorrem no país? Quais as características da violência crônica, de natureza politico-eleitoral, no Brasil? Quem são as principais vítimas? Para entender esse fenômeno, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação conversou dos pesquisadores do tema. Um é Felipe Borba, cientista político e coordenador do GIEL - Grupo de Investigação Eleitoral da UNIRIO, no âmbito do qual funciona o Observatório da Violência Política e Eleitoral. O outro é Vinícius Israel, sociólogo e matemático, também ele professor da UNIRIO e pesquisador do Observatório. Twitter de Felipe Borba: @FelipeB70714377 LinkedIn de Vinícius Israel: @vinicius-israel-a12386100/ As músicas deste episódio são "A Ghost Town" de Quincas Moreira e "Arms Dealer" do Anno Domini. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Há quatro formas possíveis de apoio. Valeu Demais: Fazendo uma doação pelo botão "Valeu" do vídeo no YouTube. Você determina o valor. Clube dos Canais: Tornando-se membro do canal no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join Benfeitoria: Tornando-se assinante simbólico do #FPNS no Benfeitoria. com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao PIX: Por meio de PIX. Chave PIX: contato@foradapoliticanaohasalvacao.info #ViolênciaPolítica #Eleições #Eleições2022 #RedesSociais #Democracia #FakeNews #ExtremaDireita #Bolsonarismo #AnálisePolítica #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Redes Sociais, Política, Eleições | com Pedro Bruzzi | 136

    Play Episode Listen Later Jul 16, 2022 102:57


    Que avaliação se pode fazer do papel das redes sociais na política nos últimos anos, não só no Brasil, mas noutros países? Em particular nas eleições, que impacto as redes podem ter em 2022? Vimos que foram importantes em 2018, com grande vantagem para Jair Bolsonaro e seus aliados; esse cenário pode se repetir neste ano? Para além das eleições, as redes têm importância na definição da agenda pública. Elas influenciam de forma relevante o debate político mais geral, inclusive pautando a imprensa tradicional, que frequentemente vai atrás de algo que surgiu primeiro nas redes. As redes são notícia e influenciam até mesmo a forma de se fazer notícia. Muitas análises sobre o papel das redes na política tomam pelo valor de face os números de seguidores, compartilhamentos e curtidas. Mas será que isso é suficiente para alterar o cenário político? É preciso prestar atenção também no conteúdo do que está sendo difundido para avaliar seu impacto. Outro aspecto interessante da influência das redes na política é a atuação das celebridades, dos influenciadores digitais. Embora frequentemente seguidos por um público interessado noutros temas que não a política, acabam por influenciá-lo politicamente ao enveredar por esse assunto. Para discutir essas questões, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Pedro Bruzzi, sócio da Arquimedes, pesquisador da relação entre redes sociais e política e colaborador frequente da revista Piauí. Pedro desenvolve sua pesquisa de doutorado na FGV EAESP tratando exatamente desse assunto. As músicas deste episódio são "Robots and Aliens" de Joel Cummins e "Digifunk" do DivKid. Além do YouTube, este episódio está disponível em vídeo também no Spotify Podcasts. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Agradecemos aos novos apoiadores do Fora da Política Não há Salvação: Isaías Antônio Novaes Gonçalves, Rodrigo Menck e Sérgio Inácio. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Há três formas possíveis de apoio. Tornando-se membro do canal no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join Tornando-se assinante do #FPNS no Benfeitoria. com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao Por meio de PIX. Chave PIX: contato@foradapoliticanaohasalvacao.info #RedesSociais #Democracia #Eleições #FakeNews #ExtremaDireita #Bolsonarismo #Internet #AnálisePolítica #ConjunturaPolítica #PolíticaBrasileira --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    Desigualdade racial em tempos de recessão democrática | com Márcia Lima | 135

    Play Episode Listen Later Jul 9, 2022 79:22


    Um país já muito desigual, como o Brasil, tem uma de suas desigualdades mais perversas aprofundada durante o período da pandemia e o governo de Jair Bolsonaro: a racial. Isso não é obra do acaso ou do azar, mas decorre das escolhas políticas feitas por esse governo. O ataque a políticas e instituições voltadas a ações afirmativas contribuem para a piora do cenário. O descaso com políticas sociais atinge com maior gravidade quem já é mais vulnerável: a população preta e pobre. Um dos maiores símbolos desse ataque é a entrega da Fundação Palmares – cuja missão é valorizar a memória da luta do movimento negro no Brasil – a um inimigo e detrator desse mesmo movimento. Porém, não é só isso. O incentivo governamental à violência policial tem se refletido na letalidade de ações truculentas das forças de segurança, já que elas têm agora o estímulo e o beneplácito do governo presidencial. Ainda assim, há frutos a se colher do avanço representado pelas políticas de ação afirmativa, como as cotas raciais nas universidades públicas. Outra linha de ação, aliás, à qual o atual governo se opõe com virulência. Para discutir esses temas este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe Márcia Lima, socióloga, professora do Departamento de Sociologia da USP e coordenadora do AFRO - Núcleo de Pesquisa e Formação em Raça, Gênero e Justiça Racial do CEBRAP. Twitter de Márcia Lima: #MarciaLima1971 As músicas deste episódio são "Dub Gun", do Track Tribe e "Mandeville", de Kevin MacLeod. Mandeville de Kevin MacLeod é licenciada de acordo com a licença Atribuição 4.0 da Creative Commons. https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/. Fonte: http://incompetech.com/music/royalty-free/index.html?isrc=USUAN1100809. Artista: http://incompetech.com/ Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Agradecemos aos novos apoiadores do Fora da Política Não há Salvação: Umberto Peluso, Vera Lúcia Alves Sant'Anna Martins e Sérgio Inácio. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Há três formas possíveis de apoio. Tornando-se membro do canal no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join Tornando-se assinante do #FPNS no Benfeitoria. com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao Por meio de PIX. Chave PIX: contato@foradapoliticanaohasalvacao.info #Raça #IgualdadeRacial #Desigualdade #DesigualdadeRacial #Racismo #Democracia #DireitosHumanos #Feminismo #CotasRaciais --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message

    A reação antigênero | com Flávia Biroli | 134

    Play Episode Listen Later Jul 2, 2022 82:35


    O avanço de uma agenda igualitária de direitos relacionados a gênero tem um sentido claramente democrático. Por isso mesmo, a reação ultraconservadora a ela representa mais uma faceta da recessão democrática que marca nosso tempo. Essa agenda democratizante tem diversas dimensões: direitos reprodutivos, casamento igualitário, valorização da diversidade, educação voltada para a tolerância. Pois a reação a essa democratização ataca cada um desses pilares, denunciando uma suposta "ideologia de gênero". No âmbito internacional, um marco desse processo de afirmação de direitos foi a "IV Conferência Mundial sobre a Mulher: Igualdade, Desenvolvimento e Paz" das Nações Unidas. A ele se seguiram outros avanços no âmbito de organismos transnacionais. Não à toa o reacionarismo contemporâneo vê nos órgãos multilaterais um inimigo "globalista", que faz avançar o "marxismo cultural", em que a questão de gênero ocupa papel central. Mas afinal de contas, qual o sentido dessa democratização? E qual o significado dessa reação? Para discutir esses temas, este #ForadaPolíticaNãoháSalvação recebe a cientista política Flávia Biroli, professora da Universidade de Brasília, ex-presidenta da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) e uma das principais referências brasileiras dos estudos de gênero. Twitter de Flávia Biroli: @FlaviaBiroli Músicas deste episódio: "Dakar Flow" e "Love in México", de Carmen María & Edu Espinal. Leia o blog do #ForadaPolíticaNãoháSalvação no site da CartaCapital. Agradecemos aos novo apoiadores do Fora da Política Não há Salvação: Solange Monteiro, Fernanda Loschiavo Noni e Maurício Borges Silva. Apoie o e ajude o canal e o podcast a se manterem e a melhorar! Apoiadores contarão com agradecimentos nos créditos dos episódios (claro, desde que desejem) e terão acesso a brindes digitais relacionados ao tema do canal: a política. Há três formas possíveis de apoio. Tornando-se membro do canal no Clube dos Canais do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbSOn9WtyJubqodDk_nL1aw/join Tornando-se assinante do #FPNS no Benfeitoria. com: https://benfeitoria.com/projeto/ApoioForadaPoliticaNaohaSalvacao Por meio de PIX. Chave PIX: contato@foradapoliticanaohasalvacao.info #Gênero #LGBTQIA+ #DireitosdeGênero #Democracia #Sexualidade #IdeologiadeGênero #Conservadorismo #PânicoMoral #DireitosHumanos #ONU #Feminismo --- Send in a voice message: https://anchor.fm/fpns/message