Podcasts about fiquei

  • 309PODCASTS
  • 516EPISODES
  • 22mAVG DURATION
  • 1EPISODE EVERY OTHER WEEK
  • Apr 7, 2023LATEST

POPULARITY

20152016201720182019202020212022


Best podcasts about fiquei

Latest podcast episodes about fiquei

Espiritismo Brasil Chico Xavier
[PSICOGRAFIA EMOCIONANTE] - MORRI NUM ACIDENTE, FIQUEI REVOLTADO POR TER MORRIDO

Espiritismo Brasil Chico Xavier

Play Episode Listen Later Apr 7, 2023 19:00


[PSICOGRAFIA EMOCIONANTE] - MORRI NUM ACIDENTE, FIQUEI REVOLTADO POR TER MORRIDO --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/espiritismobrasil/message

Podcast Iluminação Diária
#824 - Monge, Fiquei Arrasada Em Ouvir Que Você Não É Vegetariano

Podcast Iluminação Diária

Play Episode Listen Later Mar 22, 2023 16:30


Recebi uma mensagem de uma ouvinte do podcast e resolvi responder. Você vai se surpreender com o que ela disse. Comunidade Online - Tutoria Sobre Budismo: https://tutoriasobrebudismo.com.br/pid Canal do Youtube: https://www.youtube.com/@SobreBudismo1 Instagram do Monge Butsukei: https://www.instagram.com/mongebutsukei/ Instagram Sobre Budismo: https://www.instagram.com/sobrebudismo/

Falar Português Brasileiro
#140 - Carta ao Simon: educação

Falar Português Brasileiro

Play Episode Listen Later Mar 20, 2023 5:23


Profa Ju, por aqui! Seja bem-vindo! O seu podcast 100% em português chegando para desejar uma ótima semana! Uma ótima semana para todos vocês que estão sempre aqui escutando o podcast que ensina muito vocabulário, ensina muita estrutura, fala muito sobre cultura, sobre rotina, sobre estudos e principalmente sobre o quão importante você é para esta professora aqui! Afinal, nós, você e eu, somos o podcast Falar Português Brasileiro. Este episódio é um daqueles presentes que recebo por e-mail. A Yasmin, venezuelana, residente aqui no Brasil há algum tempo, enviou este texto para mim. Fiquei apaixonada pelo texto e pedi autorização para publicá-lo como um episódio do podcast. Também, espero que esta sequência de cartas possa chegar a muitas pessoas que estejam precisando de um pouco de esperança em suas vidas. Neste episódio, eu não farei nenhuma publicidade, para saber sobre o meu trabalho, acesse: falarportuguesbrasileiro.com --- Support this podcast: https://podcasters.spotify.com/pod/show/falar-portuguesbrasileiro/support

Portuguese For Listening With Eli And Friends
Episode 215: Finding Your Soulmate Online

Portuguese For Listening With Eli And Friends

Play Episode Listen Later Mar 17, 2023 62:36


Howdy! If you'd like to have a guide for yourself, consider joining us by going to https://portuguesewitheli.com/school-invitation And here is the monologue for your benefit: Existe um boato de que o amor surge quando menos se espera, mas, no meu caso, ele só vem quando eu menos preciso. Já encontrei toda espécie de gente que você possa imaginar e nada de encontrar minha outra metade da laranja. Por isso, resolvi apelar para tudo que era coisa: mandinga, simpatia e, mais recentemente, tecnologia. Logo no começo, fiquei empolgado com a quantidade de opções disponíveis. Mas era como encontrar uma agulha no palheiro. Tinha cada perfil... teve uma que dizia vir de outro planeta, outra que fazia retratos de moscas, e ainda mais uma que colecionava unhas. E, mesmo fazendo uma triagem cuidadosa, ainda descascava cada abacaxi... no aplicativo, era possível dizer os critérios que o par ideal devia preencher. Era possível afunilar as escolhas e estreitar as opções, para separar aquelas que prometiam das que eram prescindíveis. Era separar o joio do trigo, por assim dizer. Levou tempo e queimei muita pestana na frente do celular lendo as mensagens da minha caixa de entrada, até que... Até que conheci ela – a Juliana. Era uma moça bonita e, em todos os sentidos, normal. Ela realmente mexeu com meu coração. Tinha um sorriso bonito e um jeito afetuoso – me afeiçoei a ela assim que trocamos a primeira mensagem. Por isso, quando marcamos o encontro, eu estava com o coração na mão, na esperança de que ela fosse a pessoa que sempre procurei. Combinamos de nos encontrar em um restaurante, um lugar neutro. Na hora da conversa percebi que tinha sido amor à primeira vista, mas não queria ir com muita sede ao pote – já tinha passado por cada uma e estava vacinado. Então fomos conversar. Apesar de ser mais velha que eu, ela gostava das mesmas séries que eu gostava. Apreciávamos os mesmos cantores... a gente até tinha preferência pela mesma pasta de dentes! Finalmente, encontrei a minha alma gêmea... Mas aí aconteceu um negócio que me deixou cabreiro. Primeiro, ela era adotada – tinha sido deixada numa igreja numa cidadezinha. E minha avó tinha dado uma filha para adoção. E de onde ela era? Era conterrânea de minha avó, lá de Quixeramobim. Não, era coincidência demais para passar assim batido. Então, para tirar a teima, a gente decidiu fazer um exame de DNA, tipo do programa do Ratinho. Mas não ia ter nenhum fuzuê daquele tipo. Se ela fosse minha tia, cada qual ia seguir o seu caminho. Se ela não fosse minha tia, a gente ia deixar a coisa se desenrolar. Entre a data do exame e o resultado, porém, Juliana acabou conhecendo outro cara no mesmo aplicativo que a gente estava usando. Fiquei arrasado – não imaginei que ela fosse tão leviana... mas também pudera: conheci ela num aplicativo e fiquei pensando que ela ia esperar sentada até o resultado sair. O bom é que, pelo menos, ela não era minha tia. Nunca que eu ia querer ter aquela traíra na minha família. --- Send in a voice message: https://podcasters.spotify.com/pod/show/portuguesewitheli/message

Cafezinho Café Brasil
Cafezinho 563 – O ovo ou a galinha?

Cafezinho Café Brasil

Play Episode Listen Later Mar 17, 2023 11:01


Em 2018 fui convidado para palestrar numa reunião mensal de resultados de uma empresa da nova economia. Uma dessas que são “hype”, vivem aparecendo na imprensa, cheia de ideias malucas, dirigida por um visionário aloprado e que teima em se mostrar quebrando regras de negócios. E só fala em milhões, embora todo mundo fique desconfiado de sua capacidade de um dia apresentar resultados. Cheguei para a palestra uma hora mais cedo, como sempre faço, exatamente quando começariam as apresentações dos diversos grupos de funcionários que durante as horas anteriores haviam se debruçado sobre dois ou três problemas fundamentais da empresa. Agora era hora dos grupos apresentarem seus diagnósticos e recomendações. Fiquei curioso para assistir, e minha curiosidade aumentou conforme cada grupo subia no palco para se apresentar. A primeira questão era estética. Eu, que venho do mundo corporativo, acostumado a uma certa estética e ritos das apresentações do mundo dos negócios, me sentia deslocado ali, com a roupa, os cabelos, as tatuagens daquele pessoal. Era evidentemente um outro mundo, muito diferente daquele no qual fui treinado. Mas o que me incomodava mesmo era atitude daqueles grupos. As apresentações não tinham qualquer sinal de respeito ao negócio. Eram sucessões de pregações lacradoras, “temos que isso”, “temos que aquilo”, num idioma parecido com o português, com “tá ligado” e coisas parecidas no final. E em minha mente ficava uma questão: tá certo, mas cadê o compromisso com o resultado da empresa? Com o que chamávamos de botton line? Nada. A lacração era sensacional, mas sobre resultados, nada. E aquilo me acendeu um aviso. Será que era um padrão dessas empresas cheias de frescuras, mas com resultados no mínimo duvidosos? Se era, viriam quebradeiras homéricas pela frente, quando o mercado e os acionistas se cansassem da conversa mole e exigissem resultados. Bem, aquela empresa quase quebrou, quando o mercado percebeu que não entregariam o prometido. Sumiu dos holofotes, trocaram o CEO e foi um pequeno escândalo. Agora quebra o Silicon Valley Bank, que apresenta todas as características que vi naquela reunião: muita festa e resultados questionáveis. Cara, eu devo estar muito velho, viu? Não consigo me desvencilhar de um pensamento retrógrado que diz: primeiro o lucro. Todo o resto é consequência. Mas a turma teima em “primeiro as consequências e depois, se der, o lucro.” Isso não vai dar certo. Continuo a reflexão neste vídeo.     https://www.youtube.com/watch?v=T_oHqsruL9E Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://canalcafebrasil.com

Café Brasil Podcast
Cafezinho 563 – O ovo ou a galinha?

Café Brasil Podcast

Play Episode Listen Later Mar 17, 2023 11:01


Em 2018 fui convidado para palestrar numa reunião mensal de resultados de uma empresa da nova economia. Uma dessas que são “hype”, vivem aparecendo na imprensa, cheia de ideias malucas, dirigida por um visionário aloprado e que teima em se mostrar quebrando regras de negócios. E só fala em milhões, embora todo mundo fique desconfiado de sua capacidade de um dia apresentar resultados. Cheguei para a palestra uma hora mais cedo, como sempre faço, exatamente quando começariam as apresentações dos diversos grupos de funcionários que durante as horas anteriores haviam se debruçado sobre dois ou três problemas fundamentais da empresa. Agora era hora dos grupos apresentarem seus diagnósticos e recomendações. Fiquei curioso para assistir, e minha curiosidade aumentou conforme cada grupo subia no palco para se apresentar. A primeira questão era estética. Eu, que venho do mundo corporativo, acostumado a uma certa estética e ritos das apresentações do mundo dos negócios, me sentia deslocado ali, com a roupa, os cabelos, as tatuagens daquele pessoal. Era evidentemente um outro mundo, muito diferente daquele no qual fui treinado. Mas o que me incomodava mesmo era atitude daqueles grupos. As apresentações não tinham qualquer sinal de respeito ao negócio. Eram sucessões de pregações lacradoras, “temos que isso”, “temos que aquilo”, num idioma parecido com o português, com “tá ligado” e coisas parecidas no final. E em minha mente ficava uma questão: tá certo, mas cadê o compromisso com o resultado da empresa? Com o que chamávamos de botton line? Nada. A lacração era sensacional, mas sobre resultados, nada. E aquilo me acendeu um aviso. Será que era um padrão dessas empresas cheias de frescuras, mas com resultados no mínimo duvidosos? Se era, viriam quebradeiras homéricas pela frente, quando o mercado e os acionistas se cansassem da conversa mole e exigissem resultados. Bem, aquela empresa quase quebrou, quando o mercado percebeu que não entregariam o prometido. Sumiu dos holofotes, trocaram o CEO e foi um pequeno escândalo. Agora quebra o Silicon Valley Bank, que apresenta todas as características que vi naquela reunião: muita festa e resultados questionáveis. Cara, eu devo estar muito velho, viu? Não consigo me desvencilhar de um pensamento retrógrado que diz: primeiro o lucro. Todo o resto é consequência. Mas a turma teima em “primeiro as consequências e depois, se der, o lucro.” Isso não vai dar certo. Continuo a reflexão neste vídeo.     https://www.youtube.com/watch?v=T_oHqsruL9E Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://canalcafebrasil.com

Café Brasil Podcast
Cafezinho 558 - Quem é seu dono

Café Brasil Podcast

Play Episode Listen Later Feb 10, 2023 10:49


Quando eu era jovem, muito jovem, por volta de 16 anos, tive a primeira parte de uma visão que me influenciou pelo resto da vida. Eu era um cartunista iniciante e um dia, desenhando junto com outro garoto que havia recém-chegado de um estágio nos estúdio do Mauricio de Souza, percebi que todos os personagens que ele criava eram iguais ao Cebolinha, a Mônica e o Cascão. Ele havia perdido a personalidade de seu traço. Fiquei horrorizado e decidi que jamais faria o mesmo. Eu queria o meu traço, a minha personalidade. Anos depois, a segunda parte da visão: eu colaborava com textos em um programa de rádio e um dia pedi que tocassem uma música da Elis Regina logo após a leitura de meu texto, pois eu me referia a ela. A resposta: não podemos tocar, temos uma lista aqui com as músicas que devemos tocar e essa não está lá. Fiquei horrorizado com a total falta de independência artística por conta de interesses comerciais. Decidi que jamais ia querer isso para mim. Na sequência, a terceira parte da visão: ao lançar meu primeiro livro, o contato com o mundo das editoras. Eu criei o livro e as editoras começaram a dar pitaco de todo lado. A capa era elas que definiam, queriam mexer no meu texto, que eu mudasse meu estilo, minha abordagem... queriam que eu deixasse de ser eu para ser uma fórmula que, segunda elas, era o que vendia. Fiquei horrorizado e decidi que aquilo não era para mim. Percebi que se eu colocasse o meu trabalho nas mãos de terceiros, que decidissem como eu devia fazer, como distribuir, como chegar ao público, o resultado seria algo que não eu. E então, mais de 20 anos atrás, tomei a decisão de ser orgulhosamente um independente. Com minhas plataformas próprias, usando redes sociais para fazer marketing exclusivamente. Sem depender delas, sem ficar na sombra de uma grande marca, sem depender da estrutura de um terceiro para sobreviver. E tô por aí até hoje, assistindo uma porção de criadores de conteúdos jovens e dinâmicos gritando contra o Youtube, contra o Facebook, contra o Twitter, contra o Instagram, que os cancela a cada vez que eles tentam ser eles mesmos. Agora estou vendo vários indo para o caminho que eu adotei 20 anos atrás. Boa sorte, moçada. Mas saibam que esse caminho é mais íngreme, tem menos visibilidade, menos likes, menos oba-oba e menos brilho que aquele anterior, que vocês pensavam que era de vocês. Mas neste novo caminho, tem liberdade. Continuo a reflexão neste vídeo. https://www.youtube.com/watch?v=1zkMBtqIC7g Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://canalcafebrasil.com

Cafezinho Café Brasil
Cafezinho 558 - Quem é seu dono

Cafezinho Café Brasil

Play Episode Listen Later Feb 10, 2023 10:49


Quando eu era jovem, muito jovem, por volta de 16 anos, tive a primeira parte de uma visão que me influenciou pelo resto da vida. Eu era um cartunista iniciante e um dia, desenhando junto com outro garoto que havia recém-chegado de um estágio nos estúdio do Mauricio de Souza, percebi que todos os personagens que ele criava eram iguais ao Cebolinha, a Mônica e o Cascão. Ele havia perdido a personalidade de seu traço. Fiquei horrorizado e decidi que jamais faria o mesmo. Eu queria o meu traço, a minha personalidade. Anos depois, a segunda parte da visão: eu colaborava com textos em um programa de rádio e um dia pedi que tocassem uma música da Elis Regina logo após a leitura de meu texto, pois eu me referia a ela. A resposta: não podemos tocar, temos uma lista aqui com as músicas que devemos tocar e essa não está lá. Fiquei horrorizado com a total falta de independência artística por conta de interesses comerciais. Decidi que jamais ia querer isso para mim. Na sequência, a terceira parte da visão: ao lançar meu primeiro livro, o contato com o mundo das editoras. Eu criei o livro e as editoras começaram a dar pitaco de todo lado. A capa era elas que definiam, queriam mexer no meu texto, que eu mudasse meu estilo, minha abordagem... queriam que eu deixasse de ser eu para ser uma fórmula que, segunda elas, era o que vendia. Fiquei horrorizado e decidi que aquilo não era para mim. Percebi que se eu colocasse o meu trabalho nas mãos de terceiros, que decidissem como eu devia fazer, como distribuir, como chegar ao público, o resultado seria algo que não eu. E então, mais de 20 anos atrás, tomei a decisão de ser orgulhosamente um independente. Com minhas plataformas próprias, usando redes sociais para fazer marketing exclusivamente. Sem depender delas, sem ficar na sombra de uma grande marca, sem depender da estrutura de um terceiro para sobreviver. E tô por aí até hoje, assistindo uma porção de criadores de conteúdos jovens e dinâmicos gritando contra o Youtube, contra o Facebook, contra o Twitter, contra o Instagram, que os cancela a cada vez que eles tentam ser eles mesmos. Agora estou vendo vários indo para o caminho que eu adotei 20 anos atrás. Boa sorte, moçada. Mas saibam que esse caminho é mais íngreme, tem menos visibilidade, menos likes, menos oba-oba e menos brilho que aquele anterior, que vocês pensavam que era de vocês. Mas neste novo caminho, tem liberdade. Continuo a reflexão neste vídeo. https://www.youtube.com/watch?v=1zkMBtqIC7g Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://canalcafebrasil.com

O Assunto
Natuza Nery entrevista Lula

O Assunto

Play Episode Listen Later Jan 18, 2023 55:43


Na manhã desta quarta-feira (18), o presidente Lula (PT) recebeu Natuza Nery e a equipe da GloboNews no Palácio do Planalto e concedeu sua primeira entrevista exclusiva desde que assumiu a Presidência da República pela terceira vez. Lula falou sobre os atos golpistas de 8 de janeiro, a relação do Executivo com as Forças Armadas, o agrupamento internacional de forças para frear a extrema-direita, as negociações com o novo Congresso eleito e as prioridades do Orçamento federal. Neste episódio especial de O Assunto: - O presidente recorda como foi informado sobre os ataques aos Três Poderes em Brasília e o passo a passo da reação: “Fiquei com a impressão de que era o começo de um golpe de Estado”; - Recusa o tom de “caça às bruxas” contra as forças de segurança, mas diz ter “mágoa” da negligência: “Minha inteligência não existiu”. O presidente, agora, promete punição; - Conta que chamou os comandantes das Forças Armadas para uma conversa e fala sobre “despolitizar” as corporações militares; - Lista as lideranças globais com quem já falou sobre a necessidade de formar uma “unidade” para barrar o “ressurgimento do nazismo e do fascismo”; - Destaca suas discordâncias em relação ao teto de gastos e à independência do Banco Central, mas reforça seu compromisso com a agenda fiscal: “É preciso que haja uma contrapartida social. Nós queremos uma sociedade de classe média”; - Reforça a necessidade de realizar a reforma tributária com a promessa de campanha de isentar salários de até R$ 5 mil no Imposto de Renda. E diz estar otimista em formar maioria no Congresso para aprovar a proposta.

Café Brasil Podcast
Café Brasil 855 - Alguém me avisou

Café Brasil Podcast

Play Episode Listen Later Jan 1, 2023 51:06


No bairro da Vila Madalena vivi uma experiência que me marcou, que tem a ver com brasilidade, com as raízes culturais de meu país. Logo eu, que sou do rock, me vi repentinamente emocionado numa roda de samba. Fiquei impactado a ponto de decidir fazer um episódio do Café Brasil a respeito. Venha comigo, hoje somos samba.

Malhete Podcast
POR QUE RITO ESCOCES ANTIGO E ACEITO? O QUE A ESCÓCIA OU O ESCOCÊS TEM A VER COM ISSO?

Malhete Podcast

Play Episode Listen Later Dec 21, 2022 16:31


Por Tom Lamb Introdução Sempre me interessei por história, originalmente pelo Império Britânico, depois pela Marinha Real e, mais recentemente, pela Maçonaria. Meu interesse pela Maçonaria Escocesa e pelo Rito Escocês foi obviamente intensificado por minha formação escocesa. Além disso, como estava no título, acreditei que deveria haver alguma conexão. Fiquei farto de todos os escritores que se esforçam para dizer que a Escócia não tem nada a ver com a formação do Rito Escocês. Sério? Acredito que se não houvesse Maçonaria Escocesa ou Maçons Escoceses (Jacobitas) exilados na França, não haveria Rito Escocês. Portanto, minha breve história do Rito Escocês Antigo e Aceito da Maçonaria se concentrará nos primeiros dias das atividades que seriam sua fundação e mostrará que havia uma forte influência escocesa. Obviamente, existem pedreiros desde que o primeiro edifício de pedra foi construído. Há documentação dos Maçons Compagnonnage franceses que mostram que eles tinham rituais baseados em um Hiram, o construtor do Templo de Salomão, e usavam muitos dos mesmos símbolos que usamos hoje, como o Esquadro e o Compasso. Acredita-se que alguns deles foram trazidos para a Escócia para construir a Abadia de Melrose no século XI. No entanto, acredito que a Maçonaria como a conhecemos hoje (não operativa) começou na Escócia quando a perna de pedreiro dos Cavaleiros Templários (uma das três formadas por maçons que se juntaram aos Cavaleiros Templários para construir primeiro seus castelos em toda a Terra Santa e depois que precisam desaparecer as magníficas catedrais em toda a Europa e Grã-Bretanha, os outros dois sendo os Guerreiros e os Monges Cistercienses) absorvidos em Lojas Operativas existentes. A maçonaria especulativa (ou como eles preferem na Escócia, não operativa) começou no reinado do rei Jaime II da Escócia, quando as pessoas administrativas que interagiam com os maçons foram encorajadas a ingressar nas Lojas operativas, embora existam referências anteriores à adesão de não operativos. Lojas escocesas antes disso. Havia uma crença comum mantida pelos maçons na Inglaterra e na Irlanda no início de 1700 de que os reis da Escócia eram desde os primeiros tempos grão-mestres hereditários da Loja de Construtores da Abadia de Kilwinning em Aryshire. Essa crença foi promovida por Anderson em suas Constituições de 1723 e por Ramsay em sua Oração de 1737 na seguinte declaração “James, Lord Steward of Scotland foi Grão-Mestre de uma Loja estabelecida em Kilwinning, no oeste da Escócia, (1286), logo após a morte de Alexandre III, rei da Escócia, e um ano antes de John Baliol se tornar rei. Este Senhor recebeu como Maçons em sua Loja os Condes de Glouster e Ulster, um inglês e outro irlandês.” O movimento maçônico não operativo cresceu sob sucessivos reis escoceses, incluindo James VI da Escócia, que se tornou o rei James I da Inglaterra em 1603. Existem muitos outros registros de maçons não operativos que ingressaram em Lojas na Escócia desde o início do século XVII A maçonaria não operativa foi introduzida da Escócia para a Inglaterra em 1608, quando o rei Jaime VI se tornou rei Jaime I da Inglaterra e trouxe muitos de seus funcionários administrativos e da aristocracia escocesa com ele, muitos dos quais eram maçons. A Maçonaria não operativa foi introduzida na França em 1649 pela família exilada do executado Rei Carlos I. A primeira Loja Maçônica na França (Lodge St. Germain, 1649), nomeada da cidade de St. confundido com a pessoa posterior com o nome, era apenas para os exilados jacobitas e NÃO permitia que nenhum francês se juntasse a ele. Depois que o rei Jaime II foi exilado na França em 1688, os jacobitas (apoiadores da causa Stuart e católica romana) usaram a organização maçônica não operativa estabelecida como um meio de sustentar sua causa na Grã-Bretanha e também se tornou uma organização de espionagem. Em 1725, o Conde de Derwentwater, o primo ilegítimo d --- Send in a voice message: https://anchor.fm/malhete-podcast/message

Patricia Acosta Reza Comigo
NOVENA 9 MESES COM MARIA - 18/12

Patricia Acosta Reza Comigo

Play Episode Listen Later Dec 18, 2022 6:26


Rezemos juntos com Nossa Senhora os 9 meses e acompanhemos a gestação do menino Jesus! Peça a sua graça! Reze com confiança! Novena do livro 9 Meses com Maria de autoria do Padre Luís Erlin, publicado pela Editora Ave-Maria Compartilhe esta novena para que mais pessoas possam estar conosco em oração e inscreva-se no canal para que você possa receber mais orações e rezar com a gente! Agradecimento: Autor do Livro: Padre Luís Erlin Editora: Ave Maria Você encontra este livro em: http://bit.ly/novemesescommaria Siga-me no Instagram: @patriciaacostarezacomigo https://www.instagram.com/patriciaacostarezacomigo Página no Facebook: Patrícia Acosta Reza Comigo https://business.facebook.com/patriciaacostarezacomigo Canal no Telegram: https://t.me/patriciarezacomigo 18 de dezembro – Quem é esta que sobe do deserto apoiada em seu bem-amado? – Sob a macieira eu te despertei, onde em dores te deu à luz tua mãe, onde em dores te pôs no mundo tua mãe. (Cântico dos Cânticos 8,5) Enquanto seguimos pelo deserto, senti fortes contrações, cheguei a pensar que eu tinha entrado em trabalho de parto. Mas foi só um susto, depois de um tempo, parada e respirando fundo, as dores passaram. Fiquei bastante apreensiva de Jesus nascer no meio dessa região tão sem vida. Preocupado, porém, ficou José, ele não sabia o que fazer. Depois que os ânimos se acalmaram, seguimos nosso caminho. No final da tarde encontramos uma gruta não muito profunda, que nos garantiu proteção contra o forte vento que fez esta noite. Quem determina é Deus, nossa função é cumprir. Oração da gravidez de Maria Deus Pai, que por obra do Espírito Santo fecundaste o seio virginal de Maria e a escolheste para ser a Mãe de Jesus, nosso Salvador, eu te louvo e te agradeço por teu amor incondicional por mim, por minha família e por toda a humanidade. Sei que minha vida é regida pela tua providência; da mesma forma que chamaste Maria para uma missão tão importante, também me chamas para cumprir teus desígnios. Quero ser fiel a ti, a exemplo de Maria que gerou o Verbo por nove meses; também quero gestar o teu Filho em meu coração até eu poder dizer como o apóstolo Paulo: Já não sou eu quem vivo é Cristo quem vive em mim . Nesta novena em que eu acompanho diariamente os nove meses da Virgem Imaculada grávida eu te peço a graça (... fazer o pedido ...). Eu confio, amo e espero, assim como tua serva, Maria Santíssima, Mãe de Jesus. Amém Para colaborar com este apostolado - doações espontâneas chave pix: patriciaemusica@gmail.com conta corrente Caixa Federal Patrícia A. O. Acosta Agência 0320 conta corrente: 38.496-6 Deus abençoe! * Siga-me no Spotify: Patrícia Acosta Reza Comigo https://open.spotify.com/show/5g3hfEmlT7dFU8fHINzICx?si=SWxA8JBDQCWGMo7OFveStg * Siga também meu canal culinário: PATRÍCIA ACOSTA COZINHA COMIGO https://youtube.com/channel/UCHDY_NbYq67YEpv9QYUL9Gw * Siga-me no Instagram: @patríciaacostarezacomigo https://www.instagram.com/patriciaacostarezacomigo * Página no Facebook: Patrícia Acosta Reza Comigo https://business.facebook.com/patriciaacostarezacomigo * Canal no Telegram: https://t.me/patriciarezacomigo como tua serva, Maria Santíssima, Mãe de Jesus. Amém

O Antagonista
“Ainda tem muita gente para prender”, diz Moraes

O Antagonista

Play Episode Listen Later Dec 14, 2022 0:28


Sem dar detalhes, o ministro do STF e presidente do TSE, Alexandre de Moraes, disse nesta quarta-feira (14) que “ainda tem muita gente para prender e muita multa para aplicar”. A declaração foi dada durante o seminário “STF em ação”, organizado pelo Instituto de Estudos Jurídicos Aplicados, em Brasília. Antes do discurso do presidente do TSE, o ministro Dias Toffoli, do STF, disse que 964 pessoas foram detidas e duas condenadas por conspiração após a invasão ao Capitólio, nos Estados Unidos. “Fiquei feliz com a fala do ministro Toffoli porque, comparando os números, ainda tem muita gente para prender e muita multa para aplicar”, acrescentou Moraes. Na cerimônia de diplomação de Lula, na segunda-feira (12), o presidente do TSE disse que os responsáveis pelos diversos protestos em todo o país serão responsabilizados e prometeu intensificar as investigações que miram a claque bolsonarista. Inscreva-se e receba a newsletter:  https://bit.ly/2Gl9AdL Confira mais notícias em nosso site:  https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais:  https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista ​https://www.instagram.com/o_antagonista https://www.tiktok.com/@oantagonista_oficial No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Arauto Repórter UNISC
Pato ou águia? Você decide

Arauto Repórter UNISC

Play Episode Listen Later Dec 12, 2022 4:43


Estava no aeroporto quando um taxista se aproximou. A primeira coisa que notei no táxi foi uma frase, logo li: - Pato ou águia? Você decide. A segunda coisa que notei foi um táxi limpo e brilhante, o motorista bem vestido, camisa branca e calças bem passadas, com gravata. O taxista saiu, me abriu a porta e disse: "Eu sou João, seu chofer. Enquanto guardo sua bagagem, gostaria que o senhor lesse neste cartão qual é a minha missão." No cartão estava escrito: Missão de João - Levar meus clientes a seu destino de forma rápida, segura e econômica, oferecendo um ambiente amigável. Fiquei impressionado. O interior do táxi estava igualmente limpo. João me perguntou: "O sr. aceita um café?" Brincando com ele eu disse: "Não, eu prefiro um suco". Imediatamente ele respondeu: "sem problema. Eu tenho uma térmica com suco normal e também diet, bem como água" também me disse: "Se desejar ler, tenho o jornal de hoje e também algumas revistas." Ao começar a corrida João me disse: "Essas são as estações de rádio que tenho e esse é o repertórios que elas tocam." Como se já não fosse muito, o João ainda me perguntou se a temperatura do ar condicionado estava boa. Daí me avisou qual era a melhor rota para meu destino e se eu queria conversar com ele ou se preferia que eu não fosse interrompido. Eu perguntei: "Você sempre atende seus clientes assim?" "Não", ele respondeu. "Não sempre. Somente nos últimos dois anos. Meus primeiros anos como taxista passei a maior parte do tempo me queixando. Um dia ouvi um doutor especialista em desenvolvimento pessoal. Ele me ensinou algo simples: quem você é faz a diferença. Ele dizia: e você levanta pela manhã esperando ter um péssimo dia, certamente o terá. Não seja um PATO! Seja uma ÁGUIA! Os patos só fazem barulho e se queixam, as águias se elevam acima do grupo. Eu estava todo o tempo fazendo barulho e me queixando. Então decidi mudar minhas atitudes e ser uma águia. Olhei os outros táxis e motoristas. Os táxis sujos, os motoristas pouco amigáveis e os clientes insatisfeitos. Decidi fazer umas mudanças. Como meus clientes responderam bem, fiz mais algumas mudanças. No meu primeiro ano como águia, dupliquei meu faturamento. Este ano, já quadrupliquei. O senhor teve sorte de tomar meu táxi hoje. Já não estou mais na parada de táxis. Meus clientes fazem reserva pelo meu celular ou mandam mensagem. Se não posso atender, consigo um amigo taxista "águia" confiável para fazer o serviço". João era diferente. Oferecia um serviço de limusine em um táxi normal. João, o taxista, decidiu deixar de fazer ruído e queixar-se como fazem os patos e passou a voar por sobre o grupo, como fazem as águias. Todos nós podemos nos questionar: Como eu me comporto? Me dedico a fazer barulho e me queixar? Ou estou me elevando acima dos demais? A DECISÃO É DE CADA UM. Essa chave só abre pelo lado de dentro! 2023 não terá nada de novo se nós não tivermos atitudes novas! Que possamos ser melhores pais, melhores maridos melhores esposas, melhores mães, melhores filhos, melhores amigos, melhores cristãos! Que não venhamos a repetir os erros do passado! Que possamos abraçar mais, elogiar mais, agradecer mais! Pato ou águia em 2023? Você decide.

Assunto Nosso
Pato ou águia? Você decide

Assunto Nosso

Play Episode Listen Later Dec 12, 2022 4:43


Estava no aeroporto quando um taxista se aproximou. A primeira coisa que notei no táxi foi uma frase, logo li: - Pato ou águia? Você decide. A segunda coisa que notei foi um táxi limpo e brilhante, o motorista bem vestido, camisa branca e calças bem passadas, com gravata. O taxista saiu, me abriu a porta e disse: "Eu sou João, seu chofer. Enquanto guardo sua bagagem, gostaria que o senhor lesse neste cartão qual é a minha missão." No cartão estava escrito: Missão de João - Levar meus clientes a seu destino de forma rápida, segura e econômica, oferecendo um ambiente amigável. Fiquei impressionado. O interior do táxi estava igualmente limpo. João me perguntou: "O sr. aceita um café?" Brincando com ele eu disse: "Não, eu prefiro um suco". Imediatamente ele respondeu: "sem problema. Eu tenho uma térmica com suco normal e também diet, bem como água" também me disse: "Se desejar ler, tenho o jornal de hoje e também algumas revistas." Ao começar a corrida João me disse: "Essas são as estações de rádio que tenho e esse é o repertórios que elas tocam." Como se já não fosse muito, o João ainda me perguntou se a temperatura do ar condicionado estava boa. Daí me avisou qual era a melhor rota para meu destino e se eu queria conversar com ele ou se preferia que eu não fosse interrompido. Eu perguntei: "Você sempre atende seus clientes assim?" "Não", ele respondeu. "Não sempre. Somente nos últimos dois anos. Meus primeiros anos como taxista passei a maior parte do tempo me queixando. Um dia ouvi um doutor especialista em desenvolvimento pessoal. Ele me ensinou algo simples: quem você é faz a diferença. Ele dizia: e você levanta pela manhã esperando ter um péssimo dia, certamente o terá. Não seja um PATO! Seja uma ÁGUIA! Os patos só fazem barulho e se queixam, as águias se elevam acima do grupo. Eu estava todo o tempo fazendo barulho e me queixando. Então decidi mudar minhas atitudes e ser uma águia. Olhei os outros táxis e motoristas. Os táxis sujos, os motoristas pouco amigáveis e os clientes insatisfeitos. Decidi fazer umas mudanças. Como meus clientes responderam bem, fiz mais algumas mudanças. No meu primeiro ano como águia, dupliquei meu faturamento. Este ano, já quadrupliquei. O senhor teve sorte de tomar meu táxi hoje. Já não estou mais na parada de táxis. Meus clientes fazem reserva pelo meu celular ou mandam mensagem. Se não posso atender, consigo um amigo taxista "águia" confiável para fazer o serviço". João era diferente. Oferecia um serviço de limusine em um táxi normal. João, o taxista, decidiu deixar de fazer ruído e queixar-se como fazem os patos e passou a voar por sobre o grupo, como fazem as águias. Todos nós podemos nos questionar: Como eu me comporto? Me dedico a fazer barulho e me queixar? Ou estou me elevando acima dos demais? A DECISÃO É DE CADA UM. Essa chave só abre pelo lado de dentro! 2023 não terá nada de novo se nós não tivermos atitudes novas! Que possamos ser melhores pais, melhores maridos melhores esposas, melhores mães, melhores filhos, melhores amigos, melhores cristãos! Que não venhamos a repetir os erros do passado! Que possamos abraçar mais, elogiar mais, agradecer mais! Pato ou águia em 2023? Você decide.

Podcast Iluminação Diária
#779 - Fiz isso quando fiquei sobrecarregado

Podcast Iluminação Diária

Play Episode Listen Later Dec 8, 2022 14:04


Condição especial - Tutoria Sobre Budismo: https://tutoriasobrebudismo.com.br/pid Manual completo de meditação 100% gratuito: https://forms.gle/HdNrfTkidKLQYZTh8 O mapa completo com os PRIMEIROS PASSOS NO BUDISMO: https://forms.gle/QXZyjuAwpPoXu7Ms9 Conteúdo exclusivo para domar sua mente: https://t.me/sobrebudismo Instagram do Monge Butsukei: https://www.instagram.com/mongebutsukei/ Instagram Sobre Budismo: https://www.instagram.com/sobrebudismo/

Rádio Terra FM
ENTREVISTA: Sobre a volta do feriado em 11 de maio, Benildo afirma que não vai desistir de levar a matéria para votação

Rádio Terra FM

Play Episode Listen Later Dec 8, 2022 14:51


A novela envolvendo o feriado referente ao dia do aniversário de Venâncio Aires teve novo capítulo na segunda-feira, 6, durante sessão da Câmara de Vereadores. Embora não tenha tratado do assunto publicamente, nos bastidores e no fim da reunião, o presidente Benildo Soares (Republicanos), disse estar furioso com a decisão dos integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de baixar o Projeto de Lei número 046, de sua autoria e que prevê que o dia 11 de maio, aniversário do município, seja feriado, e não mais o 25 de julho, Dia do Colono e Motorista e que virou feriado na Capital do Chimarrão. Soares sugeriu que os vereadores Claidir Kerkhoff Trindade (União Brasil), Ana Cláudia do Amaral Teixeira (PDT) e Diego Wolschick (Mais Brasil) – na ordem, presidente e membros da CCJ – teriam sofrido pressão externa para ‘engavetar' a matéria. Citou o prefeito Jarbas da Rosa (PDT), a Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Venâncio Aires (Caciva) e, também, o ex-prefeito Airton Artus (PDT) como sendo os principais responsáveis pela ‘manobra'. Ontem, em entrevista na Terra FM, o parlamentar afirmou que está atendendo à vontade do povo e que não vai desistir de levar a matéria para votação em plenário. “Fiquei sabendo que tinham baixado o projeto quando cheguei à Câmara, segunda à tarde”, declarou. A pressão sugerida por Soares se dá em razão de o comércio ser contra o feriado do dia 11 de maio, uma vez que tem proximidade com o Dia das Mães, a segunda melhor data do ano para as vendas. “É um jogo de interesses, e o meu interesse é defender o que a maioria da comunidade quer”, disse o vereador. Ele sustentou que tem garantias de que a proposta é constitucional. “Fiquei seis meses trabalhando neste projeto. O prefeito mesmo pediu que partisse da Câmara. E consultei o jurídico da Casa e o Igam (Instituto Gamma de Assessoria a Órgãos Públicos) sobre a legitimidade. Sacanagem o que fizeram comigo”, desabafou.

Portuguese For Listening With Eli And Friends

To purchase the guide for this episode, follow this link: https://sowl.co/nrR4N (special launch price until 12/14/2022) And here is the monologue for your benefit: Minha filha está muito mudada, e não sei se acho isso bom ou ruim. Antes, ela era muito preguiçosa. Morava — e ainda mora — comigo porque estava indo para a faculdade, mas o hábito dela sempre foi o mesmo. Ela se acordava perto de meio-dia e, quando se levantava, ia direto para o computador. A gente se preocupava com ela porque hoje em dia os jovens não têm muita resiliência para segurar o rojão, e minha filha não parecia ser do tipo que ia ser alguém na vida. Nem um macarrão ela sabia fazer! Mas as coisas ficaram diferentes com a chegada de um novo vizinho. Era o Adriano, um bricoleiro que tinha minha idade e com quem minha filha tinha desenvolvido uma amizade próxima... demais. E agora ela mudou. Está querendo fazer trabalhos manuais. Um dia desses chegou em casa com uma caixa de ferramentas e outros materiais. Tinha ido a uma loja de construção. A primeira coisa que ela fez foi dar um jeito no encanamento do banheiro para consertarum vazamento antigo. Fiquei com o pé atrás – nunca a conheci pegando no batente. Mas resolvi dar uma chance. E não é que ela consertou? E aí ficou andando pela casa. Dizia que a gente precisava de uma reforma. Embora ela não conseguisse fazer tudo – ainda precisava que o Adriano lhe ensinasse um pouco mais – ia passar um pente-fino na casa para ver o que podia ir adiantando. No jardim, disse que precisava de umas ferragens, uma pá e uma enxada para capinar. Ia preparar um canteirinho para as flores de que a mãe dela tanto gostava em vida. Ia ficar lindo. Na garagem, pegou uma furadeira, uma serra, umas tábuas e um monte de prego e martelo – disse que ia construir uma estante para a gente guardar as peças do carro e deixar tudo mais organizado. Nos quartos, ela planejava pintarcom tinta antimofo, porque ficava muito úmido na época de chuva. Até trouxe umas amostras para que eu escolhesse a cor, e já tinha comprado pincéis e estopa para começar o trabalho. E andava para cima e para baixo, ora com uma chave de fenda, ora com um alicate, fazendo algum reparo ou dando acabamento em algum serviço que tinha começado. A amizade dela com o Adriano foi o estopim dessa mudança, mas acho que aí tem coisa. E estou com medo. O Adriano é quase vinte anos mais velho que ela, mas tem sido uma influência tão boa para minha filha. Agora estou entre a cruz e a caldeirinha. Será que ponho fim a essa amizade e trago de volta minha filha preguiçosa ou deixo a coisa rolar e ver até onde vai? Não sei, mas vou esperar até que ela reforme a varanda para tomar uma decisão. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/portuguesewitheli/message

Patricia Acosta Reza Comigo
NOVENA 9 MESES COM MARIA - 07/12

Patricia Acosta Reza Comigo

Play Episode Listen Later Dec 7, 2022 6:10


Rezemos juntos com Nossa Senhora os 9 meses e acompanhemos a gestação do menino Jesus! Peça a sua graça! Reze com confiança! Novena do livro 9 Meses com Maria de autoria do Padre Luís Erlin, publicado pela Editora Ave-Maria Compartilhe esta novena para que mais pessoas possam estar conosco em oração e inscreva-se no canal para que você possa receber mais orações e rezar com a gente! Agradecimento: Autor do Livro: Padre Luís Erlin Editora: Ave Maria Você encontra este livro em: http://bit.ly/novemesescommaria 7 de dezembro Tende também vós paciência e fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima. (Tiago 5,8) De manhã fizemos nossas orações costumeiras. Tiramos o dia para de fato descansarmos, e fiquei deitada quase todo tempo. Foi um dia especial para José e eu conversarmos. José perguntou-me: “Maria, esse sofrimento que estamos passando terá alguma coisa a ver com o mistério que nos envolve?”. Fiquei um tempo em silêncio e respondi: “Confesso que não sei. Eu estou preocupada, mas também creio que tudo se resolverá”. Depois disso José me abraçou e disse ao meu ouvido: “Eu a admiro muito, mulher”. Nem sempre conseguiremos dar resposta a tudo, é justamente por isso que a grande graça é a confiança em Deus. Oração da gravidez de Maria Deus Pai, que por obra do Espírito Santo fecundaste o seio virginal de Maria e a escolheste para ser a Mãe de Jesus, nosso Salvador, eu te louvo e te agradeço por teu amor incondicional por mim, por minha família e por toda a humanidade. Sei que minha vida é regida pela tua providência; da mesma forma que chamaste Maria para uma missão tão importante, também me chamas para cumprir teus desígnios. Quero ser fiel a ti, a exemplo de Maria que gerou o Verbo por nove meses; também quero gestar o teu Filho em meu coração até eu poder dizer como o apóstolo Paulo: Já não sou eu quem vivo é Cristo quem vive em mim . Nesta novena em que eu acompanho diariamente os nove meses da Virgem Imaculada grávida eu te peço a graça (... fazer o pedido ...). Eu confio, amo e espero, assim como tua serva, Maria Santíssima, Mãe de Jesus. Amém Para colaborar com este apostolado - doações espontâneas chave pix: patriciaemusica@gmail.com conta corrente Caixa Federal Patrícia A. O. Acosta Agência 0320 conta corrente: 38.496-6 Deus abençoe! * Siga-me no Spotify: Patrícia Acosta Reza Comigo https://open.spotify.com/show/5g3hfEmlT7dFU8fHINzICx?si=SWxA8JBDQCWGMo7OFveStg * Siga também meu canal culinário: PATRÍCIA ACOSTA COZINHA COMIGO https://youtube.com/channel/UCHDY_NbYq67YEpv9QYUL9Gw * Siga-me no Instagram: @patríciaacostarezacomigo https://www.instagram.com/patriciaacostarezacomigo * Página no Facebook: Patrícia Acosta Reza Comigo https://business.facebook.com/patriciaacostarezacomigo * Canal no Telegram: https://t.me/patriciarezacomigo

Talitha Lima
Depoimento do meu cliente Baiano Carnes Nobres | Talitha Lima

Talitha Lima

Play Episode Listen Later Nov 22, 2022 7:04


Meu cliente Wesley, da Baiano Carnes Nobres, foi convidado para um podcast para contar um pouco mais sobre o empreendimento dele! Fiquei muito honrada e feliz em saber que ele AMOU o resultado do projeto como um todo! Me siga no meu instagram para ter acesso às melhores dicas para os empreendedores @ talitha.lima

Desabafo
Fiquei VIÚVA e DESCOBRI que o homem estava VIVO!

Desabafo

Play Episode Listen Later Nov 22, 2022 26:20


A Ane estava NOIVA e prontíssima pra CASAR quando um “imprevisto” aconteceu: o noivo faleceu. Depois de um ano se sentindo muito culpada e crente de que era VIÚVA, nossa amiga descobre o impossível: ele estava vivíssimo e bastante saudável. Com a ajuda da irmã, o homem simplesmente armou um plano surreal pra acabar com o noivado.

Patricia Acosta Reza Comigo
NOVENA 9 MESES COM MARIA - 21/11

Patricia Acosta Reza Comigo

Play Episode Listen Later Nov 21, 2022 6:51


21 de novembro É bom louvar ao Senhor e cantar salmos ao vosso nome, ó Altíssimo... (Salmo 91,2) Algumas senhoras da nossa comunidade vieram fazer uma visita e trouxeram um presentinho para Jesus. Uma delas fez um lindo manto que foi entregue em nome do grupo. Fiquei bastante contente e emocionada. Elas passaram grande parte da tarde aqui, conversamos muito sobre filhos, casa, religião e a vida em geral. Elas trouxeram também um lanche. Marta fez um chá quentinho e continuamos nossa conversa ao redor da mesa. Passei um dia agradável. Logo que elas se foram, mostrei o manto para José – ele ficou contente com o carinho dispensado a nós. O dia nunca será tão claro que não possa escurecer nem tão escuro que não possa clarear. Oração da gravidez de Maria Deus Pai, que por obra do Espírito Santo fecundaste o seio virginal de Maria e a escolheste para ser a Mãe de Jesus, nosso Salvador, eu te louvo e te agradeço por teu amor incondicional por mim, por minha família e por toda a humanidade. Sei que minha vida é regida pela tua providência; da mesma forma que chamaste Maria para uma missão tão importante, também me chamas para cumprir teus desígnios. Quero ser fiel a ti, a exemplo de Maria que gerou o Verbo por nove meses; também quero gestar o teu Filho em meu coração até eu poder dizer como o apóstolo Paulo: Já não sou eu quem vivo é Cristo quem vive em mim . Nesta novena em que eu acompanho diariamente os nove meses da Virgem Imaculada grávida eu te peço a graça (... fazer o pedido ...). Eu confio, amo e espero, assim como tua serva, Maria Santíssima, Mãe de Jesus. Amém

Arauto Repórter UNISC
Como é o lugar onde você trabalha?

Arauto Repórter UNISC

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022 2:35


Recém-contratados, Francisco e Jonas participavam do processo de integração, e enquanto visitavam as diversas áreas da empresa, Francisco aproximou-se de Carlos, um antigo funcionário, e perguntou-lhe: – Amigão, que tipo de pessoas trabalha aqui? – Que tipo de pessoas trabalhava na empresa de onde você vem? – replicou Carlos. – Ah! Pra ser sincero, era um grupo de egoístas e folgados. Eu estou muito satisfeito por ter saído de lá. E Carlos respondeu: – Poxa, sinto dizer, mas o mesmo tipo de pessoas você encontrará por aqui. Carlos então olhou para Jonas, que observava calado a conversa, e perguntou: – E você? Que tipo de pessoas trabalhava na empresa de onde você vem? – Ah senhor, um grupo extraordinário de pessoas. Gente amiga, honesta, trabalhadora. Fiquei muito triste por ter que deixá-las, mas a oportunidade de trabalho aqui é bem melhor. E Carlos então respondeu: – Fico feliz por você, porque o mesmo tipo de pessoas você encontrará por aqui! Ao escutar a conversa, Francisco, inconformado, comentou: – Como é possível o senhor dar respostas tão diferentes à mesma pergunta? E Carlos respondeu: – Cada um encontra na vida exatamente aquilo que traz dentro de si mesmo. É claro que cada lugar carrega características diferentes e alguns ambientes podem apresentar condições melhores que outros. Mas esta história é fiel à vida real: quando não se está bem, quando só a erva amarga do queixume é cultivada, nenhum lugar presta. Às vezes, o que precisamos não é mudar de ares, é nos transformarmos de dentro pra fora.

Assunto Nosso
Como é o lugar onde você trabalha?

Assunto Nosso

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022 2:35


Recém-contratados, Francisco e Jonas participavam do processo de integração, e enquanto visitavam as diversas áreas da empresa, Francisco aproximou-se de Carlos, um antigo funcionário, e perguntou-lhe: – Amigão, que tipo de pessoas trabalha aqui? – Que tipo de pessoas trabalhava na empresa de onde você vem? – replicou Carlos. – Ah! Pra ser sincero, era um grupo de egoístas e folgados. Eu estou muito satisfeito por ter saído de lá. E Carlos respondeu: – Poxa, sinto dizer, mas o mesmo tipo de pessoas você encontrará por aqui. Carlos então olhou para Jonas, que observava calado a conversa, e perguntou: – E você? Que tipo de pessoas trabalhava na empresa de onde você vem? – Ah senhor, um grupo extraordinário de pessoas. Gente amiga, honesta, trabalhadora. Fiquei muito triste por ter que deixá-las, mas a oportunidade de trabalho aqui é bem melhor. E Carlos então respondeu: – Fico feliz por você, porque o mesmo tipo de pessoas você encontrará por aqui! Ao escutar a conversa, Francisco, inconformado, comentou: – Como é possível o senhor dar respostas tão diferentes à mesma pergunta? E Carlos respondeu: – Cada um encontra na vida exatamente aquilo que traz dentro de si mesmo. É claro que cada lugar carrega características diferentes e alguns ambientes podem apresentar condições melhores que outros. Mas esta história é fiel à vida real: quando não se está bem, quando só a erva amarga do queixume é cultivada, nenhum lugar presta. Às vezes, o que precisamos não é mudar de ares, é nos transformarmos de dentro pra fora.

Flos Carmeli Podcasts
1100- Agradecimentos por Mostrar os Absurdos da RCC e TL (Orlando Fedeli)

Flos Carmeli Podcasts

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022 5:43


Já escrevi ao senhor por 3 vezes, essa será a quarta vez. Nas três primeiras foram para eu expor toda a minha indignação com os protestantes assumidos e também com esses protestantes disfarçados de católicos carismáticos. A minha última indignação foi quando entrei na internet em uma sala de bate-papo de evangélicos e pude ver a histeria, o desconhecimento, o fanatismo e a cegueira dos seguidores de seitas protestantes. Fiquei assustado com tudo aquilo. Está-se criando um exército de fanáticos religiosos, mas ninguém percebe isso. Políticos que são eleitos sob a alcunha de pastores evangélicos através de votos de eleitores fanáticos, audiência de televisão evangélica só porque o dono é também dono de uma grande seita religiosa, comércio de livros e cds proliferando, disseminação, ou melhor, cerco evangélico nos meios de transportes através de cantorias imcompreensíveis, pelas ruas caixas de som tocando músicas evangélicas alta para influenciar, persuadir as pessoas a serem as mais novas adeptas de seitas e também, o comércio de venda de Cds e propaganda das seitas. 

Portuguese For Listening With Eli And Friends
Episode 192: Talking about Falsity and Insincerity

Portuguese For Listening With Eli And Friends

Play Episode Listen Later Oct 6, 2022 45:55


>> Do you want to understand more of what Brazilians say in Portuguese? Do you consider yourself at the intermediate level? Then grab one of our learning guides for free and see for yourself how much more you can understand after just one week. The grab your guide today, please follow this link: https://social.portuguesewitheli.com/convite And here is the monologue for your benefit: Todo mundo conhece esse tipo: entra na empresa assim como quem não quer nada, de repente começa a se misturar aqui e ali, e de uma hora para outra forma uma panelinha e começa a galgar novos níveis na empresa porque dá rasteira em todo mundo. A minha empresa está cheia de gente assim. Pode parecer até que sou despeitado, mas você vai ver minha razão para ser tão cuidadoso com outras pessoas. No escritório tem uma tal de Helena, que é uma faladeira que chegou faz pouco tempo. Ela foi logo ficando amiga de todo mundo. Na frente deles, é uma santa, mas vez e outra escuto a maledicência dela. Claro, não é ela quem me conta diretamente, porque não é boba. Fiquei sabendo foi por meio da Sônia, do Carlos e do Pedro. Eles me contaram que a Helena já está envolvida num cambalacho na empresa. Ela está burlandoa supervisão fiscal e embolsando uma parcela das compras. Claro, quem me contou, pediu segredo, e eu não vou puxar o tapetede ninguém, porque não sou a Helena. Pior é que a Helena vive se fazendo de simpática. Me dá bom dia, me ajuda no trabalho, e até já me trouxe sobremesa. Se eu não soubesse que ela é uma fingida que usa esses presentes como pretexto para se aproximar de mim e me comprar, até que eu a acharia uma moça muito agradável mesmo. Mas de tanto eu conversar com aqueles três – Sônia, Carlos e Pedro –, algum daqueles linguarudos abriu o bocão e contou para a Helena que eu não gostava dela. Depois a gente ficou num morde e assopra e eu não sabia como dizer para a Helena que não é bem assim como os três pintaram. E então a Helena me chamou outro dia para me confidenciar que os três lá eram mais falsos que nota de três reais – eles falavam sobre mim para ela do mesmo jeito que falavam dela para mim. Eu que caí na arapucadeles e acabei me sujando. Por isso, agora acho que as pessoas têm que ser mais cuidadosas. Se eu tivesse sido mais cuidadoso, esses três não tinham se criado. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/portuguesewitheli/message

Falar Português Brasileiro
#124 - Será que você sabe comprar tecnologia?

Falar Português Brasileiro

Play Episode Listen Later Oct 4, 2022 7:19


E aí? Tudo bem, por aqui? Seja bem-vindo! O seu podcast 100% em português chegando para desejar uma ótima semana. Fiquei alguns dias ausente do podcast. Todos esses dias foram bem difíceis. Pensava no tema do episódio, mas não conseguia elaborar mentalmente o roteiro. Abria o documento para começar a escrever, mas a página em branco permanecia em branco. Fiquei frustrada, me cobrei muito e não conseguia definir nada. Abri uma caixinha de perguntas no Instagram e meu editor “Diego Ramon” mandou aquela pergunta “tem episódio na pasta?” Pois é! Não tinha nada! No dia seguinte um seguidor mandou uma mensagem dizendo que estava no nível básico e que gostava muito do podcast, também sugeriu um tema para o episódio. Eu compartilhei a resposta e agradeci a mensagem, justifiquei a minha ausência e recebi, por mensagem, tanto pelo Instagram e Facebook quanto pelo WhatsApp muito apoio de vocês. Obrigada por me motivarem! Naquele dia eu chorei e entendi a importância do meu conteúdo para você e do quanto você aprende com o meu conteúdo! Obrigada a todos por ouvirem este podcast e por me motivarem! É por tudo isso que trago, para você, mais um conteúdo! Afinal, eu tenho pessoas na minha que me motivam e eu quero motivar você a continuar desenvolvendo a sua língua portuguesa! Será que você sabe comprar tecnologia? --- Support this podcast: https://anchor.fm/falar-portuguesbrasileiro/support

Portuguese For Listening With Eli And Friends
Episode 188: A Major Blackout

Portuguese For Listening With Eli And Friends

Play Episode Listen Later Sep 8, 2022 46:55


If you'd like to support this podcast, please consider buying me a coffee :-) https://www.buymeacoffee.com/elisousa Era uma reuniãozinha de amigos. Tinha convidado todos para darem um pulinho lá em casa, para tomar umas coisitas e jogar conversa fora. E estávamos fazendo exatamente isso quando, do nada, ouvimos um pipoco, um barulho de eletricidade e, zás, ficamos num breu. A primeira coisa que fizeram foi ficar em silêncio. Lá fora, na rua, não ouvíamos nada. Talvez as pessoas tivessem tido a mesma reação que a gente. Então começamos a especular o que poderia ter causado o apagão. Késia disse que tinha visto que uns homens estavam trabalhando na linha de transmissão mais cedo. Onde ela tinha visto isso? “Na TV”, ela respondeu. Mas as linhas ficavam longe da minha casa – não teríamos escutado uma explosão de lá. “Talvez tenha sido um curto-circuito?” disse o Fernando, mas também não. Não achava que um curto-circuito causasse queda de energia assim tão grande. “Pode ter sido por conta do racionamento,” disse Aurélia. “Que racionamento?” perguntei. “Não temos isso desde 2001.” Mas Aurélia contou que viu na TV alguma coisa sobre isso. Bom, fosse racionamento, curto-circuito ou fim do mundo, a gente estava nas trevas e precisava encontrar alguma fonte de luz. “Alguém acenda a lanterna do celular,” eu ordenei. “Não dá,” responderam. Foi mesmo. Quando começamos, prometemos guardar nossos celulares no quarto de cima, para que pudéssemos de fato conversar e não ficar no WhatsApp. Agora o jeito era procurar uma vela. Tinha comprado velas há muito tempo e nunca as utilizei. Sempre ficavam na estante da sala, e agora viriam bem a calhar. “Pronto, temos as velas. Alguém tem palitos de fósforo?” Ninguém respondeu, o que deu a entender que ninguém tinha. Mas tinha na cozinha, perto do fogão – eu achava. Fui tateando o caminho todo para não esbarrar em nada. Quando atravessei o corredor, pensei ter ouvido um passo vindo do quintal. Gelei de medo no mesmo instante. Não tinha ninguém no quintal. Ou tinha? “Tem alguém aí?” perguntei para a escuridão. Nada em resposta. Continuei, mas com medo, para pegar o fósforo. Pronto! Achei a caixinha! Agora era só... E com outro barulho, a energia voltou assim, num piscar de olhos. Fiquei aliviado. Logo corri para o quarto de cima para buscar os celulares, olhamos na internet para ver o que tinha acontecido – foi um problema de abastecimento – e, quando fui pegar mais bebidas, descobri que a geladeira tinha queimado. Bom, com a “economia” desse blecaute, minha conta de energia pode até não disparar, mas vou ter que comprar uma geladeira nova. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/portuguesewitheli/message

O Dono da Verdade
Ep.650 | Eu não tenho nenhum talento

O Dono da Verdade

Play Episode Listen Later Aug 21, 2022 14:44


Fiquei pensando aqui, e cheguei a essa conclusão. Mas, também não é o fim do mundo. hahaha https://picpay.me/odonodaverdade https://apoia.se/petitcomitedodonodaverdade Instagram: @_odonodaverdade Twitter: @_odonodaverdade YouTube: www.youtube.com/odonodaverdade

Portuguese For Listening With Eli And Friends
Episode 185: Long-distance relationships

Portuguese For Listening With Eli And Friends

Play Episode Listen Later Aug 18, 2022 36:34


If you would like to have more information about our Conversation Club, please visit: https://portuguesewitheli.com/cah >> Do you want to understand more of what Brazilians say in Portuguese? Do you consider yourself at the intermediate level? Then grab one of our learning guides for free and see for yourself how much more you can understand after just one week. The grab your guide today, please follow this link: https://social.portuguesewitheli.com/convite And here is the monologue for your benefit: Até me considero um cara de mente aberta, mas tem coisas que não me entram na cabeça. Uma delas tem a ver com meu amigo, Edu. Edu é um homem muito bacana, inteligente e bem-apessoado. Porém, também é viciado em trabalho, e por isso acaba não conhecendo ninguém. Quando quis apresentá-lo a uma amiga, ele me disse que era comprometido. Como? Ele namorava uma mulher da Irlanda – as coisas tinham ficado mais sérias havia uma semana. Fiquei sem saber como reagir. O Edu estava num relacionamento a distância? Todo mundo sabe que esse tipo de relacionamento é para lá de difícil. Se num relacionamento cara a cara já é difícil superar as dificuldades... Imagine num relacionamento que você não vê a pessoa por, sei lá, 10, 11 meses por ano? Até entendo que ele queira se envolver nesse tipo de coisa, mas para mim é primordial o contato físico. É necessário pelo menos ver a pessoa com quem você está. Tudo bem, a pessoa pode fazer uma chamada de videoconferência e conversar, mas não é a mesma coisa, sabe? Primeiro, porque o que os olhos não veem, o coração não sente. Se ela vai a uma festa e encontra um cara bonito, é muito difícil resistir à tentação e não passar um chifreno namorado virtual. Além disso, quando o Eduardo vir as fotografias dela, com certeza vai sentir ciúmes. Ele é bonito, como eu disse, mas talvez ela tenha amigos mais bonitos. Essa constante dúvida de “será que ela tá com outro?” pode desencadear uma crise no relacionamento. Ao que vem o segundo ponto. Como é que eles vão contornar as crises? Uma coisa é você soltar os cachorros em alguém que está na sua frente. Outra coisa é você guardar toda aquela raiva até ter uma chance de fazer uma chamada de vídeo com alguém. Claro que não é necessário ficar naquele grude que esses namorados normalmente ficam. Mas é pelo menos ver a pessoa, tocar nessa pessoa e sentir o companheirismonos momentos difíceis e alegres também. Sem contar que se não vir a pessoa e não puder tocá-la, como é que vai se manter o tesão da relação? Vão se relacionar pelo computador? Como é que isso funciona? Eu entendo que ele queira seguir com essa ideia. E acho que esse relacionamento ainda vai render muita história – só não sei se boa ou ruim. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/portuguesewitheli/message

Portuguese For Listening With Eli And Friends
Episode 181: Talking about Financial Losses

Portuguese For Listening With Eli And Friends

Play Episode Listen Later Jul 21, 2022 43:39


If you would like to have more information about our Conversation Club, please visit: https://portuguesewitheli.com/cah >> Do you want to understand more of what Brazilians say in Portuguese? Do you consider yourself at the intermediate level? Then grab one of our learning guides for free and see for yourself how much more you can understand after just one week. The grab your guide today, please follow this link: https://social.portuguesewitheli.com/convite Quando minha cunhada me convidou para participar de uma reunião de negócios, fiquei alvoroçado: fazia dois meses que tinha perdido o emprego e estava vendo minha poupança sendo corroídapelas despesas da casa. Uma chance de ter alguma receita entrando não podia me escapar pelos dedos, ainda mais quando até a sapatariaestava ameaçando protestar o meu nome. No dia da reunião, fui vestido mais formalmente, de terno, mas tive uma surpresa: todo mundo estava vestido bem casualmente. Tinha algo a ver com o fato de quererem “proporcionar uma atmosfera receptiva” ou coisa que o valha. De todo modo, eu estava dando na vista. Mas aí o figurão lá começou a apresentar a oportunidade de investimento – era para vender suplementos e outros produtos de alimentação equilibrada. Como ele mesmo disse, todo mundo quer perder peso, ganhar peso, ou manter o peso, então tinha cliente em todo lugar. Bom, até fiquei interessado, mas quais eram os termos do investimento? Afinal, não podia colocar meu dinheiro em qualquer lugar e ficar no prejuízo, especialmente agora que o que tinha mal dava para quitar as contas do mês. Depois que falei isso, o “presidente” – era assim que o chamavam – disse que eu sossegasse. Com um investimento módico de dez mil reais, eu adquiriria um estoque inicial de produtos. Poderia abrir um Espaço de Alimentação Saudável, vender tudo rapidinho e faturar até 35% limpossobre o valor de venda. Reinvestindo parte do montante do lucro, podia vender mercadoria suficiente para me garantir pelo menos seis mil reais de lucro líquido todos os meses. Um feito e tanto, concordei. E fui logo assinando. Uma semana depois, chegaram à minha casa vinte e cinco caixas com produtos diversos – potes, frascos e garrafas de suplemento e comida. Duas caixas vieram avariadas e os produtos, danificadose irrecuperáveis. Tudo bem. Já tinha alugado um Espaço e comecei a vender, mas os produtos eram muito caros. Meu bairro era popular. Fiquei triste, mas continuei. Um mês depois, meu negócio foi para o buraco. Tinha despesademais para pagar, e o que arrecadava mal cobria o aluguel do ponto. Agora estou aqui em casa, com quase oito mil reais empatados e um rombo enorme na minha conta. Acho que vou acabar entregando os pontos. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/portuguesewitheli/message

O Antagonista
Abraham Weintraub provoca Jair Bolsonaro: "Ensaio do discurso da derrota"

O Antagonista

Play Episode Listen Later Jul 19, 2022 1:14


O ex-ministro da Educação e pré-candidato a governador de São Paulo Abraham Weintraub (PMB) provocou Jair Bolsonaro (PL) ao falar sobre a reunião do presidente com embaixadores de vários países que ocorreu ontem. Em vídeo transmitido ao vivo nas redes sociais, Weintraub (foto) afirmou que Bolsonaro ensaiou um "discurso da derrota" no encontro. "O que foi essa reunião com os embaixadores? Para mim, foi um ensaio do discurso da derrota. Fiquei chocado com o tom, com a forma, com a substância." Como mostramos, Bolsonaro voltou a atacar o sistema eleitoral brasileiro. O ex-titular do MEC também disse que o presidente repetiu "aquele papo de sempre" sobre as urnas eletrônicas, mas em um tom derrotista. "Falou que as Forças Armadas não vão aceitar uma farsa, mas disse que vai acetar resultado nas urnas, todo esse papo furado", afirmou. Arthur Weintraub, irmão de Abraham, e o editor Paulo Enéas, ambos ex-apoiadores de Bolsonaro, também participaram da live. Cadastre-se para receber nossa newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista No Youtube deixe seu like e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/c/OAntagonista

Alta Definição
Zé Amaro: "Eu sei o que é a morte. Estive mesmo a uns dias de morrer. Fiquei irreconhecível"

Alta Definição

Play Episode Listen Later Jul 17, 2022 46:57


"Menino pobre nasci, eu chorei, eu sofri, lutei muito e cresci", letra de uma música de Zé Amaro que resume as grandes dificuldades financeiras que passou para vingar o sonho de ser cantor. "Sou o sétimo de dez irmãos e nunca comi um iogurte. Não havia", diz. Nesta entrevista intimista, o cantor fala sobre a infância, a família, a carreira e os graves problemas de saúde que sofreu em 2019. O Alta Definição com Daniel Oliveira foi emitido a 16 de julho na SIC. Saiba mais em sic.pt See omnystudio.com/listener for privacy information.

Portuguese For Listening With Eli And Friends
Episode 178: A Toxic Relationship

Portuguese For Listening With Eli And Friends

Play Episode Listen Later Jun 30, 2022 44:00


Test your Portuguese here: https://portuguesewitheli.com/assessment And here is the monologue for your benefit: Todo mundo começa essa história com “tenho um amigo que...”, então vou abrir o jogo com você e dizer que sou eu mesmo. E eu tenho um problema com minha namorada. Eu conheci ela no trabalho. Ela é de um departamento e eu, de outro. A gente não se bicava, mas era porque a gente só se via no trabalho. Eu já gostava dela, mas não me atrevia a chegar perto e levar um fora. Um dia, num happy hour, eu estava meio alto e tive coragem de enfrentar meu derrotismoe falar com ela. Vai que rolava alguma coisa, né? E rolou. No começo fiquei feliz como pinto no lixo, mas coisa de mês e meio de relacionamento e minha paixão já tinha para as cucuias. Não sabia que ela era tão pancada. Primeiro por causa dos livros que ela lê e que me deu: são todos de autoajuda. Ela endeusa esses empresários famosos. Quando eu critico eles, ela diz que eu devia deixar de resmungar, ver pelo lado positivo e tentar ser mais parecido com eles. Quem sabe eu não arranjava coisa melhor que trabalhar numa empresinha de quinta categoria? Essa me pegou em cheio. Posso até não gostar do marasmo da empresa, mas pelo menos eles me pagam na data certa. E sei que, com minhas qualificações, não vou conseguir coisa melhor no curto prazo. E isso não é ser pessimista, é ser realista. Até queria fazer algo por conta própria. Nesse mês que passamos juntos, apresentei trocentasideias de negócio. Mas ela dizia não para cada uma. Até chegou a me vaiaruma vez. Fiquei acabrunhado, num desalento enorme, porque, bem, que balde de água fria... Ela enalteciacada ideiazinha idiota desses empresários, mas as minhas, que até tinham futuro, ela atacava. E quando disse que tenho um problema, pensando bem, acho que não tenho não. Porque, conversando com você, vi que estou com a faca e o queijo na mão. Não vou ficar apagado, junto de alguém que só me bota para baixo. Posso até ser um pouco pessimista, mas ela não é otimista. Ela é tóxica. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/portuguesewitheli/message

Podcast Plenae
Renata Rocha em “Conheci a meditação pela dor, mas fiquei por amor”

Podcast Plenae

Play Episode Listen Later Jun 19, 2022 16:23


Como se perder e se encontrar, tudo ao mesmo tempo? No último episódio da oitava temporada do Podcast Plenae, a empreendedora Renata Rocha, representando o pilar Espírito, conta como os caminhos de sua vida a aproximaram da espiritualidade - e como isso acabou se tornando o seu ofício. Aperte o play e inspire-se!

Inteligência para a sua vida
#699: QUANDO O DIABO FALOU UMA VEZ DEMAIS COMIGO (fiquei desconfiado)

Inteligência para a sua vida

Play Episode Listen Later Jun 6, 2022 10:51


O Antagonista
Vaccari: "Fiquei preso por injustiça de Sergio Moro"

O Antagonista

Play Episode Listen Later May 27, 2022 0:49


Livre da cadeia, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto voltou a atuar nos bastidores das eleições. Hoje, desembarcou no Rio de Janeiro, onde Lula montará um supercomitê no Largo São Francisco da Prainha, na Saúde, para a campanha presidencial. O espaço será compartilhado com o presidente da Alerj, André Ceciliano, pré-candidato ao Senado na chapa de Marcelo Freixo (PSB), que disputará o governo do Estado. O local também servirá à campanha de Benedita da Silva à Câmara dos Deputados. Em março, após ter sua sentença anulada, o homem da mochila gravou vídeo com agradecimento ao partido e à militância. Cadastre-se para receber nossa newsletter: https://bit.ly/2Gl9AdL​ Confira mais notícias em nosso site: https://www.oantagonista.com​ Acompanhe nossas redes sociais: https://www.youtube.com/c/OAntagonista https://www.fb.com/oantagonista​ https://www.twitter.com/o_antagonista​ https://www.instagram.com/o_antagonista

Para dar nome às coisas
S04EP131 - De volta pro sentir

Para dar nome às coisas

Play Episode Listen Later May 25, 2022 38:00


Eu sentei ali, na grama molhada e barrenta, e fiquei olhando aquele verde. Fechei os olhos e fiquei sentindo aquele momento. Por alguma razão, eu comecei me lembrar de todas as vezes em que eu saí de um emprego para entrar no outro. Fiquei lembrando o medo, do frio na barriga, da ansiedade, do 'meu deus do céu e se der tudo errado'. Fiquei lembrando de todas as minhas tentativas meio tortas, meio sujas, meio atrapalhadas, fiquei lembrando de todas as vezes em que eu comecei a fazer algo novo e não saiu exatamente como eu queria, lembrei da Renata dizendo: você vai ter que fazer as pazes com as suas sombras, se quiser ser inteira nas coisas, Natália. Fiquei lembrando ali que às vezes a gente quer higienizar a vida, deixar tudo reto, e limpo, e organizado…quer passar em branco quase tudo…mas não dá para sentir - e viver - sem se sujar. identidade visual @amandafogaca edição @valdersouza1 texto @natyops Learn more about your ad choices. Visit podcastchoices.com/adchoices

Uma estrangeira
Andrea Werner

Uma estrangeira

Play Episode Listen Later May 21, 2022 53:20


No 59º episódio do podcast, a minha conversa é com a Andrea Werner. Ela é mãe do Theo, jornalista, escritora, ativista pela inclusão e acessibilidade, e fundadora do instituto Lagarta vira Pupa. O trabalho dela é muito poderoso, e sou fã do jeito que a Andrea se comunica, da maneira que consegue explicar a importância de pensarmos na inclusão para tantas pessoas que não têm a mesma vivência que ela. Fiquei emocionada escutando-a, aprendi demais e sempre fico honrada com a generosidade de pessoas que topam explicar muito bem e nos dar um pouco do seu tempo para falarmos de assuntos tão importantes. Para encontrar a Andrea: Instagram: https://www.instagram.com/andreawerner_/ Twitter: https://twitter.com/andreawerner_ Facebook: https://www.facebook.com/andreawerneroficial/ Youtube: https://www.youtube.com/user/deawerner/featured Neste episódio foram citados: Instituto Lagarta Vira Pupa: https://www.instagram.com/lagartavirapupa/ Lagarta Vira Pupa: A vida e os aprendizados ao lado de um lindo garotinho autista: https://amzn.to/3wo3T8r Pupanique Campinas, 22/05: https://www.lagartavirapupa.com.br/pupaniquecampinas Eu sou a Gabi Oliveira, antropóloga, mãe de dois e professora, e este é o meu podcast, “Uma estrangeira”. Você também pode me encontrar no meu instagram @gabi_instaaberto. Para contar o que você está achando do podcast, mandar sugestões, perguntas e acompanhar os episódios, é só seguir o instagram @umaestrangeira_podcast ou escrever para o email umaestrangeirapodcast@gmail.com. Este podcast é produzido e editado por Fabio Uehara (@fauehara) e revisado por Tatiana Yoshizumi. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/uma-estrangeira/message

uma voc ela werner fiquei pupa lagarta gabi oliveira
PicciniCast - Professor Piccini
PicciniCast 79 - Como Eu Reduzi O Uso do WhatsApp e Fiquei Mais Produtivo

PicciniCast - Professor Piccini

Play Episode Listen Later May 18, 2022 38:06


Nesse PicciniCast vou contar como eu reduzi o uso do WhatsApp e tornei minha rotina de trabalho e estudo mais produtiva. No episódio tem várias dicas práticas para você usar menos o WhatsApp.

Portuguese For Listening With Eli And Friends
Episode 165: A Driving Test

Portuguese For Listening With Eli And Friends

Play Episode Listen Later Mar 30, 2022 42:25


Grab one free learning guide + free report to improve your vocabulary retention: https://portuguesewitheli.com/school >>> Shall we meet? Follow this link: https://social.portuguesewitheli.com/meetngreet >>> Hey, wise person! Not everybody wants to read the whole description up to this point. And since you have, I've got a small gift for you to show my appreciation. It's a special report that will help you get rid of all frustrations you might have related to the Portuguese verb tenses. To grab it today, follow this link: https://social.portuguesewitheli.com/confianca And here is the monologue for your benefit. Até que enfim! Depois de quase cinco meses de noites mal dormidas pensando nesse exame, chegou o grande dia: vou fazer meu exame prático de direção. Para mim tenho certeza de que vou passar com folga de pontos. Estudei legislação de trânsito e sei tudo de cor e salteado. Já passei nos exames de aptidão e, não conte para ninguém, mas pegava o carro de meu pai na surdina e ia praticar durante a noite no bairro. Tá, não me orgulho disso, mas a gente se vira com o que tem, né? Bom, agora estou aqui; o avaliador está sentado no banco do meu lado. A primeira coisa que tenho de fazer é... é... regular o banco. Claro. Agora vou ajustar os retrovisores e... e... o avaliador pigarreia... bem, acho que é para colocar o cinto de segurança, claro! Certo. Agora embreagem e a marcha. Pisar na embreagem e colocar a marcha no ponto morto. Olho de relancepara o avaliador, que está impassível como uma estátua de pedra. Agora vira a chave... vira meia ou completa? Vou de meia, depois de completa. Pronto. O motor pegou. Agora engatar a primeira e... vamos lá... o que fazer agora mesmo? Dar a seta? Acho que sim. Bom, lá vou eu. Dou a seta e vou saindo. Agora é só fazer as manobras. Controlar a embreagem na descida não é fácil, mas consegui. Encostar o carro alinhado ao meio-fio não foi muito difícil, mas na hora da baliza suei frio. Agora era só correr para o abraço. Dei a ré devagarinho e fui entrando na garagem. E aí nessa hora o avaliador diz com um sorriso maroto: “você não passou, meu camarada.” Fiquei nervoso. Será que ele queria dinheiro? Já tinha ouvido essa história de que avaliadores pedem suborno, mas não pensava que isso fosse acontecer logo comigo. Eu me viro de uma vez e, quando vou dizer umas poucas e boas, ele me interrompe: “calma, jovem, eu só ia dizer que você arrasou nesse exame. Passou e passou bonito.” Fiquei feliz, mas saí de lá me tremendo. --- Send in a voice message: https://anchor.fm/portuguesewitheli/message

Donos da Razão
#146 - “Fiquei mais de 2 horas drenando cocô de um paciente”

Donos da Razão

Play Episode Listen Later Mar 22, 2022 79:38


O Donos da Profissão de hoje é um dos mais pedidos pelos Doninhos: emergências médicas. Chamamos duas doninhas da área da saúde, a Julia e Marilia, para contarem os bastidores e perrengues da profissão. São histórias divertidas e emocionantes! Siga a gente: http://instagram.com/donosdarazaopodcast

Cafezinho Café Brasil
Cafezinho 473 – O paradoxo do Dadinho

Cafezinho Café Brasil

Play Episode Listen Later Mar 18, 2022 7:46


CONHEÇA A VEROO CAFÉS: http://veroo.cafe/cafebrasil Ouvintes do Café Brasil têm 15% de desconto nos primeiros 3 meses de assinatura. Basta acessar o link e aplicar o cupom CAFEBRASIL Assine o Café Brasil em http://mundopodcast.com  Dadinho é aquele docinho à base de amendoim, em forma de cubo, embalado um a um num papel metalizado prateado com o nome e estrelinhas vermelhas. Foi lançado em 1954 para comemorar o 4º Centenário da Cidade de São Paulo. O nome do docinho era 4º Centenário, mas o povo botou o apelido de Dadinho, e a empresa que o lançou, a Dizioli, adotou.  E a molecada ficava doida. Cara, como eu comi Dadinho na minha infância! Depois que cresci, parei. Fiquei dezenas de anos sem comer o Dadinho. Outro dia recebi de presente um pote cheio de guloseimas. Quem é que tem menos de 66 anos de idade e fala “guloseimas”? Tá bom. Vou mudar. Recebi um pote cheio de acepipes (silêncio)… e dentro dele quem? Dadinhos, cara! Dezenas de Dadinhos! Cara, o Lucianinho imediatamente avançou em cima dos Dadinhos. Que satisfação ver aquela embalagem que é muito parecida com a original! A gente desembrulha igual! O tamanho é igual! A cor… mas aí começou. Peraí. A consistência tá meio estranha. Botei na boca… e descobri que o Dadinho de hoje é uma merda. Não tem nada a ver com aquela delícia de 50 anos atrás! É horrível, uma massa sem gosto, parecia que eu estava comendo uma borracha de apagar na escola. É horrível! Destruíram o Dadinho. Esse é o Paradoxo do Dadinho. É a mesma coisa, modernizada, com processos de fabricação mais eficientes, com controles que nem se sonhava 50 anos atrás, com cuidados supremos com a qualidade dos ingredientes, tudo muito mais sofisticado, com técnicas para fabricação, comercialização e distribuição modernas, tudo que há de mais moderno. E o resultado é uma merda. Paradoxo do Dadinho. Alguma coisa se perdeu no caminho.   Esta reflexão continua no vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=NUgTuBVoXjE Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://mundocafebrasil.com

Trip FM
Tati Bernardi: O feminismo é um caminho sem volta

Trip FM

Play Episode Listen Later Mar 18, 2022


A escritora e roteirista fala sobre tudo – até as coisas mais íntimas –, mas também não tem medo de mudar de opinião Desde que deixou a profissão de publicitária para se tornar escritora, Tati Bernardi virou mestre na arte da auto-exposição. Como personagem de suas próprias crônicas, por algumas vezes ela não conseguiu escapar da fúria de seus leitores, mas quando foi preciso, soube ouvir e evoluiu. Nunca deixou, no entanto, de usar o seu dia a dia e os que estão a sua volta como material para escrever. "De criança eu percebi que esse era o meu talento e que talvez fosse o único. Já perdi namorado, fiquei um tempo sem falar com a minha mãe, mas a verdade é que estou nem aí. Escrever me dá muito prazer e me conecta com o mundo, porque escrevo coisas reais".  Quando não está evocando ternura e fúria com suas colunas, a ex-publicitária é roteirista de sucesso, com um currículo que inclui a franquia Meu Passado Me Condena (que rendeu dois filmes blockbuster com Fábio Porchat e Miá Mello, uma série de TV, uma peça e um livro), o programa Amor & Sexo e a novela Sangue Bom. Em um papo sincero com o Trip FM, Tati ainda falou de gravidez, dinheiro, publicidade e psicanálise. Trip. Quando você começou a entrar nesse lugar de olhar para dentro e se expor dessa forma? Tati Bernardi. Eu gosto demais de me expor ao ridículo. Engraçado, minha escolha artística é ficar olhando para os meus furos e meus defeitos. Claramente eu faço isso com tudo: a maior parte do tempo é comigo, mas a tendência é de fazer com qualquer pessoa que eu me relacione. Tomo todo o cuidado do mundo para não expor nome, idade, cidade, mas existe sempre um pouco de tenção. Pessoas que vivem muito de pose, geralmente são pessoas que não conseguem estabelecer um contato comigo, mesmo que superficial. Percebo que ou a pessoa se desmonta e me conta uma coisa ridícula dela ou senta longe de mim. Isso é o que eu dou, então parece que a pessoa que estabelece um contato comigo precisa dar um pouco do defeito também. Eu venho de uma família que ama através do bullying. Acho que sobrevivi a esse ambiente e isso me fortaleceu. Muita gente vai dizer que é mentira, mas gosto quando alguém me critica. Quando a destruída é bonita, tenho até um certo fetiche. O humor é uma demonstração de inteligência. Não tem um pouco disso, das pessoas ficarem incomodadas com a inteligência que você acaba demonstrando?Existe esse pavor de que riam da cara. Quando eu era uma estagiária de publicidade, lembro que fazia sucesso em encontros porque ficava batendo palma para a piada dos outros. A partir do momento em que fui tendo uma força, de rebater a piada, percebi que comecei a perder o jogo da conquista. É um tipo raro de homem o que aceita que uma mulher vá ficar a noite inteira fazendo piada porque o humor é um jogo de poder. Muito homem não aceita perder nesse jogo. É uma coisa sabida de que o humorista tem um lado depressivo. Existe algo disso na sua personalidade? Eu tenho uma tendência a depressão que só descobri na gravidez. Sempre fui ansiosa e eufórica. Existem dois tipos de bipolaridade: a grave e a que é mais próxima da neurose. Eu não vou querer comprar um shopping inteiro, mas tenho um pouco desse exagero, deslumbramento pela vida. Sempre achei que era o oposto da depressão. Há dez anos eu faço tratamento para a ansiedade. Nunca fui a louca do remédio, sempre tomei um antidepressivo, mas em dose baixa. Quando eu fiquei grávida e parei com isso a gravidez me tirou dessa empolgação, me tirou da coisa cerebral e me trouxe para o corpo, o que foi muito diferente para mim. Fiquei muito deprimida, com muito sono, anêmica, sem querer tomar banho, comer. Entendi que na verdade eu sou uma pessoa deprimida. O humor com certeza é uma proteção para o tamanho do medo que eu tenho da minha tristeza. Me separei, estou vendo meus pais envelhecerem. Tenho lidado com alguns problemas pesadas da vida adulta e o tamanho da dor que eu posso sentir é gigantesco. É por isso que trabalho com humor, porque tenho medo da profundidade dessa dor que eu posso chegar.

Café Brasil Podcast
Cafezinho 473 – O paradoxo do Dadinho

Café Brasil Podcast

Play Episode Listen Later Mar 18, 2022 7:46


CONHEÇA A VEROO CAFÉS: http://veroo.cafe/cafebrasil Ouvintes do Café Brasil têm 15% de desconto nos primeiros 3 meses de assinatura. Basta acessar o link e aplicar o cupom CAFEBRASIL Assine o Café Brasil em http://mundopodcast.com  Dadinho é aquele docinho à base de amendoim, em forma de cubo, embalado um a um num papel metalizado prateado com o nome e estrelinhas vermelhas. Foi lançado em 1954 para comemorar o 4º Centenário da Cidade de São Paulo. O nome do docinho era 4º Centenário, mas o povo botou o apelido de Dadinho, e a empresa que o lançou, a Dizioli, adotou.  E a molecada ficava doida. Cara, como eu comi Dadinho na minha infância! Depois que cresci, parei. Fiquei dezenas de anos sem comer o Dadinho. Outro dia recebi de presente um pote cheio de guloseimas. Quem é que tem menos de 66 anos de idade e fala “guloseimas”? Tá bom. Vou mudar. Recebi um pote cheio de acepipes (silêncio)… e dentro dele quem? Dadinhos, cara! Dezenas de Dadinhos! Cara, o Lucianinho imediatamente avançou em cima dos Dadinhos. Que satisfação ver aquela embalagem que é muito parecida com a original! A gente desembrulha igual! O tamanho é igual! A cor… mas aí começou. Peraí. A consistência tá meio estranha. Botei na boca… e descobri que o Dadinho de hoje é uma merda. Não tem nada a ver com aquela delícia de 50 anos atrás! É horrível, uma massa sem gosto, parecia que eu estava comendo uma borracha de apagar na escola. É horrível! Destruíram o Dadinho. Esse é o Paradoxo do Dadinho. É a mesma coisa, modernizada, com processos de fabricação mais eficientes, com controles que nem se sonhava 50 anos atrás, com cuidados supremos com a qualidade dos ingredientes, tudo muito mais sofisticado, com técnicas para fabricação, comercialização e distribuição modernas, tudo que há de mais moderno. E o resultado é uma merda. Paradoxo do Dadinho. Alguma coisa se perdeu no caminho.   Esta reflexão continua no vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=NUgTuBVoXjE Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://mundocafebrasil.com

Rádio Comercial - Momentos da Manhã
Pergunta básica: porque é que não fiquei na cama a dormir?

Rádio Comercial - Momentos da Manhã

Play Episode Listen Later Mar 8, 2022 5:27


SBS Portuguese - SBS em Português
Casal brasileiro em Gold Coast perde metade do patrimônio da empresa devido às enchentes na região

SBS Portuguese - SBS em Português

Play Episode Listen Later Mar 2, 2022 13:49


Claudia e Lucas vendem salgados em Gold Coast há cinco anos. Equipamentos de trabalho e uma van emprestada estavam na garagem do prédio onde moram, que em meia hora encheu de água até o teto na madrugada de segunda-feira devido às fortes chuvas locais. "Fiquei em choque, chorei muito, mas passado um tempo me emocionei com toda a ajuda que recebemos da comunidade brasileira", declarou Claudia. 

Bruno Gimenes - Checklist Para Ficar Rico
#143 - Depois que Fiz isso Fiquei Rico em 2 Anos

Bruno Gimenes - Checklist Para Ficar Rico

Play Episode Listen Later Mar 1, 2022 11:10