Podcasts about FAL

  • 459PODCASTS
  • 1,302EPISODES
  • 52mAVG DURATION
  • 5WEEKLY NEW EPISODES
  • Jan 18, 2023LATEST

POPULARITY

20152016201720182019202020212022

Categories



Best podcasts about FAL

Show all podcasts related to fal

Latest podcast episodes about FAL

45 Graus
#137 Ricardo Costa - Como o jornalismo se adaptou à revolução digital — e o que ainda está por fazer

45 Graus

Play Episode Listen Later Jan 18, 2023 101:13


Ricardo Costa é diretor de informação da SIC e diretor geral de informação do Grupo Impresa. Antes, foi director do Expresso de 2011 a 2016, tendo sido antes editor adjunto. Continua a ser colunista regular do Expresso e autor e co-apresentador do programa da SIC Notícias “Expresso da Meia-Noite” -> Apoie este projecto e faça parte da comunidade de mecenas do 45 Graus em: 45grauspodcast.com _______________ Índice: (5:30) A revolução digital nos media. | Como os jornais hesitaram mas acabaram por apostar nas assinaturas. (que estão a crescer mais nos jovens). | Como o Financial Times foi pioneiro na transição digital | Meta (Facebook) está a deixar de “dar notícias”. (20:32) O caso da televisão (30:36) Porque não há uma «Netflix para jornais»? (32:15) Faz sentido apoios estatais ao jornalismo de qualidade? | O caso das televisões públicas | Proposta de Julia Cagé (43:46) Como a revolução digital forçou os órgãos de comunicação social a funcionar a vários ritmos e em múltiplas plataformas. | Com tantas plataformas e conteúdos, não deveria haver muito mais jornalistas do que no passado? | O caso d'O Independente. A importância da viabilidade económica para a independência jornalística.  (58:08) Porque é que o impacto da revolução digital começou mais tarde na televisão? | Reuters Institute Digital News Report 2022 (1:03:32) Estará a jornalismo (pago) cada vez melhor, mas a chegar a cada vez menos pessoas? (1:06:09) Porque é o nível de tensão com os governos maior no Expresso do que na SIC (entrevista do convidado ao podcast «Deixar o Mundo Melhor») (1:10:32) O que explica que Portugal seja dos países em que mais se confia nas notícias?| As redações dos jornais são tipicamente mais de esquerda, ou de direita? | Como lidam os jornalistas com pressões do poder económico e político (1:26:56) Em que é que os jornalistas têm falhado no modo como lidam com políticos populistas? Artigo de Malu Gaspar na revista Piauí | Como a formação em Antropologia ajudou Gillian Tett a prever a Crise Financeira de 2008 Livros recomendados: As Cruzadas Vistas pelos Árabes, de Amin Maalouf + Aniquilação, de Michel Houellebecq _______________ Os órgãos de comunicação social -- em especial os jornais -- têm sido abalados na última década e meia por uma espécie de «tempestade perfeita» que provocou quebras fortes tanto nas vendas como nas receitas de publicidade. Simplificando, o surgimento da internet começou por tirar leitores aos jornais, e a Google e a Facebook tiraram-lhes a publicidade. Isto porque a internet, ao, de repente, dar-nos acesso acesso livre a um sem-fim de conteúdos, levou a que as pessoas passassem a dedicar menos tempo aos jornais em papel. Os jornais, por seu lado, para não ficarem para trás na ‘onda', criaram também os seus sites onde passaram a disponibilizar os mesmos conteúdos do papel. Mas a internet, para a maioria de nós, foi durante muito tempo sinónimo de »gratuito» -- e, por isso, os internautas não estavam especialmente abertos a pagar por conteúdos online… Acresce que, com o domínio da Google nos motores de busca e, depois, com o surgimento das redes sociais, grande parte das pessoas não chegava às notícias consultando os sites dos jornais mas sim através destas plataformas. Isso fez com que a publicidade --  o elemento que, desde há muitas décadas, permitia aos jornais equilibrar o seu modelo de negócio -- fosse fugindo cada vez mais para as mãos destas gigantes tecnológicas. Esta “tempestade perfeita” de diminuição de receitas quer nas vendas quer na publicidade veio colocar os modelos de negócio dos jornais, em especial, em sérias dificuldades. E isso, claro, traduziu-se em despedimentos e diminuições de salários para os jornalistas -- e também numa diminuição da sua capacidade para agirem enquanto «quarto poder» nas democracias.  Este é um tema que tem sido muito discutido nos últimos anos, e não é a primeira vez que o abordo no 45 Graus. Recomendo que ouçam também o episódio que gravei há quase 4 anos com Gustavo Cardoso, professor e investigador nesta área no ISCTE. De lá para cá, houve progressos importantes, com muitos jornais, inclusive em Portugal, a conseguirem adaptar-se às novas tecnologias e atrair assinantes. E, embora a crise esteja longe de estar ultrapassada, o convidado deste episódio, Ricardo Costa, tem uma visão mais optimista -- ou, como ele diz, “menos fatalista -- do que é norma encontrar no meio jornalístico.  Na nossa conversa, falámos sobre a visão do Ricardo em relação a estes desafios trazidos pelas mudanças tecnológicas, quer nos jornais quer nas televisões -- onde, segundo ele, o impacto só agora está a chegar em força, mas obrigará a uma transição ainda mais rápida. Falámos também sobre o modo como estas alterações obrigam os jornais e televisões a actuar hoje em múltiplas frentes e 24h/24h. Fica a sensação de que, com tantos conteúdos e plataformas, os órgãos de comunicação social deveriam ter hoje mais jornalistas do que no passado (e não menos, como é o caso).  Falámos também do serviço público que os media prestam -- ou devem prestar --, e se faz sentido haver apoios estatais. Ou se, pelo contrário, a independência jornalística só é possível com viabilidade económica. E, claro, discutimos também o caso português. Que compara favoravelmente com outros países em alguns aspectos, como o facto de sermos o 2º em 46 países em que as pessoas mais confiam nas notícias. A experiência do Ricardo é muito rica neste aspecto, porque, embora tenha trabalhado sempre no Grupo Impresa, teve funções de responsabilidade quer no jornal quer na televisão.  houve uma afirmação dele recente que me deixou intrigado, e que pedi para explicar melhor: de que o nível de tensão com os governos foi sempre muito maior no Expresso do que o da SIC. Mais para o fim da conversa, falámos também de outro desafio que o jornalismo actual enfrenta -- de uma natureza completamente diferente: o desafio de lidar com a ascensão de políticos populistas. O convidado tem, como verão, uma visão muito crítica em relação ao modo como os jornalistas têm, muitas vezes, tratado este fenómeno. _______________ Obrigado aos mecenas do podcast: Francisco Hermenegildo, Ricardo Evangelista, Henrique Pais João Baltazar, Salvador Cunha, Abilio Silva, Tiago Leite, Carlos Martins, Galaró family, Corto Lemos, Miguel Marques, Nuno Costa, Nuno e Ana, João Ribeiro, Helder Miranda, Pedro Lima Ferreira, Cesar Carpinteiro, Luis Fernambuco, Fernando Nunes, Manuel Canelas, Tiago Gonçalves, Carlos Pires, João Domingues, Hélio Bragança da Silva, Sandra Ferreira , Paulo Encarnação , BFDC, António Mexia Santos, Luís Guido, Bruno Heleno Tomás Costa, João Saro, Daniel Correia, Rita Mateus, António Padilha, Tiago Queiroz, Carmen Camacho, João Nelas, Francisco Fonseca, Rafael Santos, Andreia Esteves, Ana Teresa Mota, ARUNE BHURALAL, Mário Lourenço, RB, Maria Pimentel, Luis, Geoffrey Marcelino, Alberto Alcalde, António Rocha Pinto, Ruben de Bragança, João Vieira dos Santos, David Teixeira Alves, Armindo Martins , Carlos Nobre, Bernardo Vidal Pimentel, António Oliveira, Paulo Barros, Nuno Brites, Lígia Violas, Tiago Sequeira, Zé da Radio, João Morais, André Gamito, Diogo Costa, Pedro Ribeiro, Bernardo Cortez Vasco Sá Pinto, David , Tiago Pires, Mafalda Pratas, Joana Margarida Alves Martins, Luis Marques, João Raimundo, Francisco Arantes, Mariana Barosa, Nuno Gonçalves, Pedro Rebelo, Miguel Palhas, Ricardo Duarte, Duarte , Tomás Félix, Vasco Lima, Francisco Vasconcelos, Telmo , José Oliveira Pratas, Jose Pedroso, João Diogo Silva, Joao Diogo, José Proença, João Crispim, João Pinho , Afonso Martins, Robertt Valente, João Barbosa, Renato Mendes, Maria Francisca Couto, Antonio Albuquerque, Ana Sousa Amorim, Francisco Santos, Lara Luís, Manuel Martins, Macaco Quitado, Paulo Ferreira, Diogo Rombo, Francisco Manuel Reis, Bruno Lamas, Daniel Almeida, Patrícia Esquível , Diogo Silva, Luis Gomes, Cesar Correia, Cristiano Tavares, Pedro Gaspar, Gil Batista Marinho, Maria Oliveira, João Pereira, Rui Vilao, João Ferreira, Wedge, José Losa, Hélder Moreira, André Abrantes, Henrique Vieira, João Farinha, Manuel Botelho da Silva, João Diamantino, Ana Rita Laureano, Pedro L, Nuno Malvar, Joel, Rui Antunes7, Tomás Saraiva, Cloé Leal de Magalhães, Joao Barbosa, paulo matos, Fábio Monteiro, Tiago Stock, Beatriz Bagulho, Pedro Bravo, Antonio Loureiro, Hugo Ramos, Inês Inocêncio, Telmo Gomes, Sérgio Nunes, Tiago Pedroso, Teresa Pimentel, Rita Noronha, miguel farracho, José Fangueiro, Zé, Margarida Correia-Neves, Bruno Pinto Vitorino, João Lopes, Joana Pereirinha, Gonçalo Baptista, Dario Rodrigues, tati lima, Pedro On The Road, Catarina Fonseca, JC Pacheco, Sofia Ferreira, Inês Ribeiro, Miguel Jacinto, Tiago Agostinho, Margarida Costa Almeida, Helena Pinheiro, Rui Martins, Fábio Videira Santos, Tomás Lucena, João Freitas, Ricardo Sousa, RJ, Francisco Seabra Guimarães, Carlos Branco, David Palhota, Carlos Castro, Alexandre Alves, Cláudia Gomes Batista, Ana Leal, Ricardo Trindade, Luís Machado, Andrzej Stuart-Thompson, Diego Goulart, Filipa Portela, Paulo Rafael, Paloma Nunes, Marta Mendonca, Teresa Painho, Duarte Cameirão, Rodrigo Silva, José Alberto Gomes, Joao Gama, Cristina Loureiro, Tiago Gama, Tiago Rodrigues, Miguel Duarte, Ana Cantanhede, Artur Castro Freire, Rui Passos Rocha, Pedro Costa Antunes, Sofia Almeida, Ricardo Andrade Guimarães, Daniel Pais, Miguel Bastos, Luís Santos _______________ Esta conversa foi editada por: Hugo Oliveira _______________ Bio: Ricardo Costa é diretor de informação da SIC e diretor geral de informação do Grupo Impresa desde março de 2016. Foi diretor do Expresso de 2011 a 2016 e editor adjunto entre 2009 e 2010. Antes, foi diretor de informação da SIC Notícias, o primeiro canal de notícias 24 horas em Portugal, de 2003 a 2008. Editor-adjunto da SIC entre 2001 e 2007. Colunista regular do Expresso.  Criador de opinião sobre assuntos políticos e económicos na SIC Televisão e na SIC Notícias. Autor e co-apresentador do “Expresso da Meia-Noite”

Pausa Técnica
Antevisão à Taça Hugo dos Santos

Pausa Técnica

Play Episode Listen Later Jan 12, 2023 53:37


No episódio de hoje recebemos novamente o José Pedro Barbosa - comentador da FPB TV para antevermos a Taça Hugo dos Santos. Falámos da história desta competição, dos 2 jogos que teremos no fim-de-semana (3 a contar com a final por definir), bem como do contexto atual de cada uma das equipas. Sigam-nos nas redes sociais: https://instabio.cc/3102109RAFOwL

Divã de CNPJ
Tornando o terror lucrativo

Divã de CNPJ

Play Episode Listen Later Jan 11, 2023 72:13


Quem não é fã de atrações imersivas? Facundo conversa com Cadu Dib, empresário e criador do Abadom, uma experiência de terror imersiva que está rolando em São Paulo. Eles conversam sobre o leque de opções que existe para este tipo de aventura. Contou como surgiu tudo isso e as expectativas para as novas atrações. É de arrepiar né? Vem ouvir!Temas do episódio:0:00 Introdução03:59 O que é Airsoft?07:00 Seleção brasileira de Airsoft NO Taiwan09:00 Falência empresarial 15:00 Criação campo de Airsoft18:00 Abertura de negócios durante a Pandemia20:00 Campo de Airsoft em um convento abandonado24:20 GOD OF WAR o jogo do momento27:00 Escape game em shoppings29:50 O começo do ABADOM36:10 O terror é lúdico para os adultos38:45 A Importância em fazer o terror parecer real41:40 Sociedade entre Cadu e Facundo45:47 O que é o Nível 3?49:50 O Nível 3 é um grande “psicólogo”57:35 Vendendo memórias1:01:30 Expansão e inovação do ABADOM1:09:36 EncerramentoDivã de CNPJ é um Original da Pod360Apresentador: Facundo GuerraDireção Executiva: Marcos Chehab e Tiago BiancoDireção de Conteúdo: Felipe LobãoProdução: Débora Wajnberg SardelliEngenheiro de vídeo: Guilherme Diaz Edição e Sound design: Doriva Rozek

Alegria de viver
Episódio em directo 29 (c/ Luís Pedro Pinto)

Alegria de viver

Play Episode Listen Later Jan 3, 2023 57:11


No último episódio do ano contámos com a presença de Luís Pedro Pinto, programador, personalidade das redes sociais e única pessoa que comenta o directo do Alegria de Viver. Falámos sobre Andrew Tate, encontros com políticos famosos, pizza, gelados fálicos, etc. A equipa do Alegria de Viver deseja um bom ano a todos! Sigam o alegria de viver: https://www.instagram.com/alegriadeviverpodcast/

Alegria de viver
Episódio em directo 28 (c/ Pedro Santo e Tiago Alves)

Alegria de viver

Play Episode Listen Later Dec 26, 2022 56:30


Neste episódio especial contámos com a presença de Pedro Santo, co-autor de Bruno Aleixo e do jornalista e crítico Tiago Alves, do Shortcutz Ovar. Falámos sobre vários assuntos, mas sobretudo sobre o filme "Natal do Bruno Aleixo". A grande estreia deste Natal que poderá ser vista no dia 29 de Dezembro no Centro de Artes de Ovar, com organização do Shortcutz Ovar e presença dos autores e realizadores João Moreira e Pedro Santo. Sigam o shortcutz: https://www.instagram.com/shortcutzovar/ E este podcast: https://www.instagram.com/alegriadeviverpodcast/

Em busca da FantaCiência
Em Busca da FantaCiência - ep. 112 - Navegantes das estrelas

Em busca da FantaCiência

Play Episode Listen Later Dec 15, 2022 22:56


No último episódio de 2022 voltamos a um escritor que lemos na nossa adolescência, Christopher Paolini, mas desta vez numa abordagem sci-fi com o seu "Dormir num mar de estrelas". Falámos também de: - Circe de Madeline Miller; - To Sleep in a Sea of Stars de Christopher Paolini; - Baptism of Fire de Andrzej Sapkowski ; e ainda de uma lista ranks de livros, aqui vai o link: https://www.reddit.com/r/Fantasy/wiki/lists/#wiki_2022

Vamos Falar de FUm
Vamos Falar de FUm Especial: Filipe Albuquerque

Vamos Falar de FUm

Play Episode Listen Later Dec 15, 2022 218:03


Esta semana viajámos pelo WEC, e pelo IMSA, embalados pelas histórias do Filipe Albuquerque. Falámos, também, de F1, e muito, mas mesmo muito, de corridas.   Com Filipe Albuquerque, Pedro Filipe, Vasco Pinheiro, Guilherme Nunes, João Carlos Costa, João Amaral, e João Salviano.   Guitarra Portuguesa: João Miranda   Podem apoiar o podcast em https://www.patreon.com/vff1   Onde falamos apaixonadamente de F1

45 Graus
#135 [EN] Dale Martin - An historical look at the New Testament and early Christianity

45 Graus

Play Episode Listen Later Dec 15, 2022 82:41


Dale B. Martin is a New Testament scholar and historian of Christianity, currently Woolsey Professor Emeritus of Religious Studies at Yale University. Professor Martin specializes in New Testament and Christian Origins, including attention to social and cultural history of the Greco-Roman world.  -> Apoie este projecto e faça parte da comunidade de mecenas do 45 Graus em: 45grauspodcast.com _______________ Index: (5:57) [Beginning of the conversation] How an historian studies the Bible and early Christianity (Historical criticism). | Gospel of Thomas. | Q source (21:36) How separate true from fiction in the gospels? Criteria: multiple attestation, dissimilarity (see also this book) Jesus saying in all four gospels that “a prophet has no honor in his own country” [e.g. Mark 3:33-35: «Who are my mother and my brothers?” he asked. Then he looked at those seated in a circle around him and said, “Here are my mother and my brothers! Whoever does God's will is my brother and sister and mother.»  How Christianity changed Jesus from being the «Son of Man» (Mark) to becoming «God the Son, the second Person in the Trinity | Council of Nicea |  A puzzling passage in the Bible - Mark 14:51: “A young man, wearing nothing but a linen garment, was following Jesus. When they seized him, he fled naked, leaving his garment behind.» (32:14) The historical Jesus. Was Jesus literate? Archeological findings in Nazareth. Miracles and the resurrection. | Science vs myth | Similarities between Asclepius and Christ. (49:24) What did really Jesus believe in? How Jesus was influenced by the Book of Isaiah. And Jeremiah. |  The puzzle of Jesus's speech in the Sermon on the Mount in Mathew 5 (1:05:25) The message of Paul the Apostle (St Paul). | The role of James (Jesus's brother). | The role of Mary. (1:12:43) How the Christian message on death evolved from the resurrection of the body to the resurrection of the soul.  Book recommendation: Demon Copperhead by Barbara Kingsolver _______________ O convidado deste episódio é Dale Martin, professor na Universidade de Yale, e tem uma especialidade académica tão incomum no nosso país que nem temos (que eu saiba) uma expressão corrente para ela. O convidado é aquilo a que em inglês se designa por “New Testament scholar” -- ou seja, um investigador que se decida ao estudo histórico do Novo Testamento e das origens do Cristianismo, combinando análises histórica, cultural e linguística.  Dale Martin tem uma longa carreira de investigador sobre o Novo Testamento, com vários livros publicados. E podem encontrar também no Youtube os vídeos de uma cadeira sua dada em Yale sobre precisamente a História do Novo Testamento e do Cristianismo. E foi precisamente com essa cadeira que esta conversa surgiu. As ditas aulas --  a leitura da Bíblia -- deixaram-me com muitas dúvidas que não tinha a quem perguntar, por isso decidi que estava na altura trazer Dale Martin ao 45 Graus.  Foi, como vão ver, uma conversa fascinante, em que falámos da Bíblia, da figura de Jesus e do Mundo antigo em que Jesus e os primeiros cristãos viveram. O convidado, além disso, tem uma perspectiva interessante, porque, embora seja um historiador de pleno direito, que fala dos textos cristãos com uma frieza implacável quando usa o chapéu de historiador, é também crente, o que é uma combinação invulgar neste meio dos estudos bíblicos, onde, normalmente, sobretudo nos Estados Unidos, há uma espécie de diálogo de surdos entre teólogos e historiadores agnósticos.  Nesta conversa -- porque o tempo não chega para tudo -- acabámos por abordar sobretudo a figura de Jesus, pelo que nos focámos mais nos quatro evangelhos -- ou cinco, porque também falámos do “Evangelho de Tomé”, um dos muitos evangelhos apócrifos (não incluídos na Bíblia) a que os historiadores também dão muita importância.  Comecei a nossa conversa por perguntar ao convidado como é que um historiador aborda o estudo da Bíblia e dos escritos religiosos. Isso levou-nos aos evangelhos, e que critérios os historiadores usam para tentar separar o que há neles de histórico do que é …criatividade literária ou religiosa. Falámos também, inevitavelmente, da figura de Jesus: do que podemos dizer sobre quem era, se sabia ler, o que pensava realmente, e o modo como o entendimento que o Cristianismo faz de Jesus foi galgando terreno nos primeiros séculos do Cristianismo, começando como o “filho da Humanidade”, em Marcos, e culminando no Deus-Filho, na Santíssima Trindade. No final, tivemos ainda tempo para falar um pouco do Apóstolo Paulo, de Tiago (irmão de Jesus -- pouco relevante nos evangelhos mas que se tornou uma figura relevante no início do Cristianismo) e, claro, de Maria, mãe de Jesus (em quem o contraste entre o papel que tem no Novo Testamento e o papel importantíssimo que veio a assumir no Cristianismo é ainda maior). Espero que gostem. Para mim, foi uma conversa muito interessante e destas que puxam pela cabeça -- embora, deva dizer, que talvez tenha saído com mais dúvidas ainda do que tinha antes.  _______________ Obrigado aos mecenas do podcast: Julie Piccini, Ana Raquel Guimarães Galaró family, José Luís Malaquias, Francisco Hermenegildo, Nuno Costa, Abílio Silva, Salvador Cunha, Bruno Heleno, António llms, Helena Monteiro, BFDC, Pedro Lima Ferreira, Miguel van Uden, João Ribeiro, Nuno e Ana, João Baltazar, Miguel Marques, Corto Lemos, Carlos Martins, Tiago Leite Tomás Costa, Rita Sá Marques, Geoffrey Marcelino, Luis, Maria Pimentel, Rui Amorim, RB, Pedro Frois Costa, Gabriel Sousa, Mário Lourenço, Filipe Bento Caires, Diogo Sampaio Viana, Tiago Taveira, Ricardo Leitão, Pedro B. Ribeiro, João Teixeira, Miguel Bastos, Isabel Moital, Arune Bhuralal, Isabel Oliveira, Ana Teresa Mota, Luís Costa, Francisco Fonseca, João Nelas, Tiago Queiroz, António Padilha, Rita Mateus, Daniel Correia, João Saro João Pereira Amorim, Sérgio Nunes, Telmo Gomes, André Morais, Antonio Loureiro, Beatriz Bagulho, Tiago Stock, Joaquim Manuel Jorge Borges, Gabriel Candal, Joaquim Ribeiro, Fábio Monteiro, João Barbosa, Tiago M Machado, Rita Sousa Pereira, Henrique Pedro, Cloé Leal de Magalhães, Francisco Moura, Rui Antunes7, Joel, Pedro L, João Diamantino, Nuno Lages, João Farinha, Henrique Vieira, André Abrantes, Hélder Moreira, José Losa, João Ferreira, Rui Vilao, Jorge Amorim, João Pereira, Goncalo Murteira Machado Monteiro, Luis Miguel da Silva Barbosa, Bruno Lamas, Carlos Silveira, Maria Francisca Couto, Alexandre Freitas, Afonso Martins, José Proença, Jose Pedroso, Telmo , Francisco Vasconcelos, Duarte , Luis Marques, Joana Margarida Alves Martins, Tiago Parente, Ana Moreira, António Queimadela, David Gil, Daniel Pais, Miguel Jacinto, Luís Santos, Bernardo Pimentel, Gonçalo de Paiva e Pona , Tiago Pedroso, Gonçalo Castro, Inês Inocêncio, Hugo Ramos, Pedro Bravo, António Mendes Silva, paulo matos, Luís Brandão, Tomás Saraiva, Ana Vitória Soares, Mestre88 , Nuno Malvar, Ana Rita Laureano, Manuel Botelho da Silva, Pedro Brito, Wedge, Bruno Amorim Inácio, Manuel Martins, Ana Sousa Amorim, Robertt, Miguel Palhas, Maria Oliveira, Cheila Bhuralal, Filipe Melo, Gil Batista Marinho, Cesar Correia, Salomé Afonso, Diogo Silva, Patrícia Esquível , Inês Patrão, Daniel Almeida, Paulo Ferreira, Macaco Quitado, Pedro Correia, Francisco Santos, Antonio Albuquerque, Renato Mendes, João Barbosa, Margarida Gonçalves, Andrea Grosso, João Pinho , João Crispim, Francisco Aguiar , João Diogo, João Diogo Silva, José Oliveira Pratas, João Moreira, Vasco Lima, Tomás Félix, Pedro Rebelo, Nuno Gonçalves, Pedro , Marta Baptista Coelho, Mariana Barosa, Francisco Arantes, João Raimundo, Mafalda Pratas, Tiago Pires, Luis Quelhas Valente, Vasco Sá Pinto, Jorge Soares, Pedro Miguel Pereira Vieira, Pedro F. Finisterra, Ricardo Santos _______________ Esta conversa foi editada por: Hugo Oliveira _______________ Bio: Dale B. Martin is a New Testament scholar and historian of Christianity, currently Woolsey Professor Emeritus of Religious Studies at Yale University. Professor Martin specializes in New Testament and Christian Origins, including attention to social and cultural history of the Greco-Roman world. Before joining the Yale faculty in 1999, he taught at Rhodes College and Duke University. His books include: Slavery as Salvation: The Metaphor of Slavery in Pauline Christianity; The Corinthian Body; Inventing Superstition: from the Hippocratics to the Christians; Sex and the Single Savior: Gender and Sexuality in Biblical Interpretation; Pedagogy of the Bible: an Analysis and Proposal; New Testament History and Literature; and most recently, Biblical Truths: The Meaning of Scripture in the Twenty-First Century. He has edited several books, including (with Patricia Cox Miller), The Cultural Turn in Late Ancient Studies: Gender, Asceticism, and Historiography. He was an associate editor for the revision and expansion of the Encyclopedia of Religion, published in 2005. He has published several articles on topics related to the ancient family, gender and sexuality in the ancient world, and ideology of modern biblical scholarship, including titles such as: “Contradictions of Masculinity: Ascetic Inseminators and Menstruating Men in Greco-Roman Culture.” He currently is working on issues in biblical interpretation, social history and religion in the Greco-Roman world, and sexual ethics. He has held fellowships from the National Endowment for the Humanities, the Alexander von Humboldt Foundation (Germany), the Lilly Foundation, the Fulbright Commission (USA-Denmark), and the Wabash Center for Teaching and Learning in Theology and Religion. He is a fellow of the American Academy of Arts and Sciences (elected 2009).

LIVRA-TE
#55 - Diversidade na Literatura com Elga Fontes (Quem Me Lera)

LIVRA-TE

Play Episode Listen Later Dec 14, 2022 94:07


Já tinham saudades de episódios com convidados? Esperamos que sim, porque esta hora e meia com a Elga Fontes (@quemmelera no Instagram) foi muito necessária e soube a pouco. Falámos essencialmente sobre literatura diversa e da necessidade de ler histórias sobre pessoas não-brancas, mas também aproveitámos para falar sobre o papel de uma tradutora no meio disto tudo. Livros mencionados neste episódio: - Legendborn, Tracy Deonn (23:07) - Firekeeper's Daughter, Angeline Boulley (24:45) - Girl, Woman, Other, Bernardine Evaristo (29:54) - Beloved, Toni Morrison (30:00) - Aristotle and Dante Discover the Secrets of the Universe, Benjamin Alire Sáenz (30:16) - Burnt Sugar, Avni Doshi (30:34) - A Thousand Splendid Suns, Khaled Hosseini (30:40) - Such a Fun Age, Kiley Reid (33:48) - The Vanishing Half & The Mothers, Brit Bennett (35:58) - The Final Revival of Opal & Nev, Dawnie Walton (38:00) - Open Water, Caleb Azumah Nelson (39:28) - The Hate U Give, Angie Thomas(41:23) - Black Flamingo, Dean Atta (41:52) - Last Night at the Telegraph Club, Malinda Lo (44:04) - O Avesso da Pele, Jefferson Tenório (54:22) - Kim Jiyoung: Born 1982, Cho Nam-Joo (55:49) - Queenie, Candice Carty-Williams (56:18) - The People in the Trees, Hanya Yanagihara (58:28) - Somebody's Daughter, Ashley C. Ford (1:00:22) - O País dos Outros, Leïla Slimani (1:02:21) - Kindred, Octavia E. Butler (01:04:00) - The Sun is Also a Star, Nicola Yoon (1:20:04) ________________ Enviem as vossas questões ou sugestões para livratepodcast@gmail.com. Juntem-se ao nosso Discord em: https://discord.gg/aRR7B2dfBT. Encontrem-nos nas redes sociais: www.instagram.com/julesdsilva www.instagram.com/ritadanova/ twitter.com/julesxdasilva twitter.com/RitaDaNova [a imagem do podcast é da autoria da maravilhosa, incrível e talentosa Mariana Cardoso, que podem encontrar em marianarfpcardoso@hotmail.com]

The Brewing Network Presents |  Brew Strong
Brew Strong | Historic Beer styles With Fal Allen

The Brewing Network Presents | Brew Strong

Play Episode Listen Later Dec 13, 2022 59:31


Historical beers have never received the attention they deserve. On today's show, Jamil and Fal talk about some of the old styles that have fallen out of favor over the years, and why that might be. Fal talks about his experiences brewing ancient beer styles, and why he's committed to making more. Learn more about your ad choices. Visit megaphone.fm/adchoices

Vida em França
“Entrelinhas” da criação teatral em cena em Paris

Vida em França

Play Episode Listen Later Dec 7, 2022 16:59


Até 17 de Dezembro, o actor português Tónan Quito sobe ao palco da sala Christian-Bérard do Théâtre de l'Athénée, em Paris, com a peça “Entrelinhas”, de Tiago Rodrigues. Sozinho em palco e com a cumplicidade do público, Tónan Quito põe a nu, numa aparente simplicidade, a essência da criação teatral. Uma matriosca de histórias que parte de uma “grande amizade” entre um actor e um autor e que mostra que errar talvez seja a melhor das histórias. Oiça aqui a entrevista a Tónan Quito. RFI: “Logo no início da peça, o Tónan Quito dirige-se ao público e pergunta, em francês ‘Quando é que a gente perdeu as palavras? Quando é as palavras se tornaram tão difíceis para nós ou quando é que se tornaram tão fáceis que deixaram de ser nossas?' Esta peça é afinal uma homenagem à palavra e ao texto. Durante hora e meia, está num palco quase vazio que enche apenas com a sua presença e com a palavra. É isto a essência do teatro?” Tónan Quito, Actor: “A essência do teatro é haver uma pessoa que comunica com outras. O teatro é feito destes dois espaços, o espaço do público e o espaço do actor ou dos actores que supostamente deveria funcionar como uma grande assembleia, como se fosse só um espaço e, lá está, com duas dimensões que se encontram no mesmo espaço. Foi assim, com esta simples ideia, quer dizer com outras ideias, que eu e o Tiago nos fomos atirando para este falhanço que foi construir este espectáculo.” “Ou suposto falhanço… Inicialmente, era suposto a peça ser um monólogo em torno de Édipo Rei, de Sófocles, mas vai bem mais longe. Consegue dizer-nos em poucas linhas do que fala ‘Entrelinhas'?” “O ‘Entrelinhas' é uma peça de uma grande amizade entre um autor e um actor que juntos tentam construir um espectáculo que não é possível acontecer, que falhou. Há muitas coisas dentro da peça, mas aquilo que realmente faz a peça é este encontro de duas pessoas que têm dois ‘métiers' diferentes, que querem construir um espectáculo e aquilo que acaba por ser revelado é esta ligação muito forte entre estas duas pessoas que vai originar uma criação, um objecto artístico.” “A história começa com um projecto de peça entre o Tónan e o encenador, Tiago Rodrigues, que se atrasa a entregar o texto e, a dada altura, fica com problemas de visão que o impedem de terminar o texto. Depois, tudo fica nas mãos do actor, Tonan Quito, que vai ter de criar a peça...” “É! É um clássico do Tiago, não é? Estou a brincar! Quer dizer, ele atrasa-se a entregar os textos, mas depois a coisa acaba a correr bem [Risos].” “Falámos há quase meio ano em Lisboa, quando encenou uma peça de Molière, nos 400 anos do dramaturgo francês. Molière tem outra peça, “O Impromptu de Versalhes”, sobre a criação de uma obra que nunca fica terminada. Este espectáculo também fala sobre a impossibilidade de se terminar uma peça, mas é uma peça em si. Este espectáculo é o próprio processo de criação dramatúrgica e teatral a ser encenado?” “Sim, foi uma coisa que descobrimos ao início, sobre o que é que seria a peça. Havia esta ideia, que o Tiago já tinha, de uma carta escrita nas entrelinhas do Édipo e depois todo o processo de encenação e de escrita do texto - porque com o texto começou a surgir logo a encenação do que é que seria o espectáculo. Mas interessava-nos muito colocar em cena o erro que é criar, a impossibilidade que é construir um espectáculo e expor isso. Nós criámos o espectáculo em 2013, já lá vai algum tempo e às vezes a memória também cria, portanto, já nem sabemos bem o que é que foi verdade e o que é que foi mentira neste processo. Mas a ideia, se calhar, nem passava por um espectáculo, passava só por uma espécie de conversa com o público sobre o processo de criação e como é que podemos expor o erro que é uma coisa que nas criações tentamos sempre esconder para estar tudo perfeito ali para apresentar ao público. Como é que podíamos mostrar as imperfeições e como é que nos podemos permitir errar - que é uma coisa que é comum aos dois na nossa maneira de trabalhar. O ‘Entrelinhas' acabou por surgir dessa necessidade nossa de falar sobre como é que nós trabalhamos, como é que nos relacionamos, o que é que nos inquieta na criação dos espectáculos e, sobretudo, esta possibilidade de nos atirarmos mesmo para o erro e falar sobre isso.” “Nesta peça, em que tempos, espaços, textos se confundem, questiona-se o próprio acto de criação. Quem cria é apenas quem escreve? Mas o criador é também o actor. Tanto é que a dada altura, não se sabe quem é o autor da peça: se o dramaturgo/encenador que fica cego e não pode escrever, se o actor obrigado a continuar a peça. O objectivo é também questionar a própria autoria de uma peça de teatro?” “Eu acho que essa não foi tanto uma preocupação, ou seja, se calhar a preocupação é realmente o esbater dessas fronteiras.” “Dinamitar as fronteiras?” “Exactamente, porque aquilo que nós queremos fazer, e que fizemos, era uma co-criação. O Tiago tem esta característica dele: ele escreve para os actores. Já tinha trabalhado com ele, antes de criarmos esta peça, e ele escolhe as pessoas com quem quer trabalhar e depois escreve para elas. Ele não está em casa a escrever e depois ‘toma, toma, toma tu fazes isto, tu fazes aquilo'. Não. Ele traz o texto, vê-nos a trabalhar e nós vamos discutindo as ideias que vêm no texto. Esta, tratando-se da nossa relação e quando surgiu a ideia de fazermos esta peça juntos, só teria interesse se nós falássemos de nós: como é que eu e o Tiago trabalhamos juntos. Claro que depois ficcionámos uma quantidade de coisas, mas aquilo que interessa ao Tiago trabalhar e a mim ao trabalhar com ele também é este diálogo em que o texto chega, pensamos, mastigamos, está bom, não está bom, podemos ir para aqui, podemos ir para acolá, o Tiago vai para casa escrever, depois cancela os ensaios porque precisa ainda de mais tempo para escrever e depois telefona à noite a dizer ‘Já sei o que é que vou fazer'. No outro dia encontramo-nos e continuamos sempre assim. E aqui é que as coisas se tornam indefinidas. Para mim, é muito claro que é o Tiago quem escreve e eu não escrevo. Eu trabalho assim em criação e com o Tiago também. É uma mútua provocação. Depois, o que é que cada um faz, isso não interessa tanto.” “Na peça avisa que este é o seu primeiro monólogo, que nunca quis fazer um monólogo porque para si o teatro é estar em palco com outros. Diz que o Tiago Rodrigues o convenceu com a frase ‘Vai ser uma descoberta para ti', mas admite que a descoberta é apenas pessoal porque somos simplesmente ‘exploradores que mais parecem turistas a pisar terrenos que outros já descobriram'… Como tem sido esta descoberta e porque é que ‘o medo e a dúvida nos fazem sentir que vale a pena'?” “Para nós, para mim e para o Tiago, sim, a gente gosta sempre de se colocar em situações desconfortáveis e das quais não vamos saber sair. Eu próprio também nos meus trabalhos procuro isso, mas sempre que trabalhei com o Tiago era muito evidente colocarmo-nos em situações de desconforto. Aqui, a gente sabia que íamos fazer um monólogo. Para mim, realmente dá-me muito medo porque não há jogo, portanto, o jogo é sempre comigo e com o público, não há defesas, não havia uma personagem a que me agarrar, não havia nada. Mas tem sido mais surpreendente e mais prazeroso do que eu pensava. Mas, pronto, medo tenho sempre.” “O medo alimenta?” “O medo alimenta e, sobretudo, o que é incrível é sempre este diálogo constante que temos com o público, como é que à medida que o espectáculo vai avançando - e, neste caso, estou a falar numa língua que não é minha, é o francês - há aqui uma grande necessidade também minha de sobreviver e de conseguir comunicar a história com o público. Eu tenho que estar sempre a alimentar-me do público e precisar dele para construir o próprio espectáculo. Às vezes falho, outras vezes acerto, outras vezes faço parvoíces. Há sempre aqui um lado que não é controlável dentro deste espetáculo, apesar de eu saber o texto, apesar de saber mais ou menos o que é que vou fazer, mas há sempre aquelas pessoas que naquele dia estão lá que são sempre diferentes das do dia anterior.” “Além de um jogo de actor já louvado pela crítica francesa, fala em francês durante a peça, a não ser quando lê excertos do livro… Porque esta opção e de onde vem esse francês tão bem falado?” “Bem falado mais ou menos [risos]! Acho que foi em 2014 quando fomos convidados para ir a um festival, que é o Terre de Paroles, na Normandia, e o Tiago já tinha uma coisa que era fazer, em peças mais simples, uma versão na língua para onde a gente vai, francês ou inglês, que são as línguas que nós estudamos em Portugal e poderemos saber melhor para comunicar e para o espectáculo poder circular mais e poder ir a mais sítios. E foi assim que surgiu a questão de fazer em francês. Em Portugal temos até ao nono ano de francês. Eu ainda eu estive na Alliance Française também três anos e depois foi a Cristina Vidal, que era ponto no teatro Nacional que me ajudou....” “A personagem principal de ‘Sopro'...” “Do ‘Sopro', exactamente. Tenho que estar eternamente grato à Cristina Vidal porque realmente foi ela quem me pôs a fazer o espectáculo em francês.” “Uma das principais histórias das tantas histórias que estão em palco gira em torno de uma carta de um prisioneiro à mãe, escrita entre as linhas de um volume de Édipo Rei a partir de uma cela de prisão. Como nasceu esta ideia? E também a ideia de que o livro não é apenas a história que conta mas também a história pessoal de todos os que o lêem?” “Pois, isso é uma pergunta complicada. A ideia da carta do prisioneiro nas entrelinhas do Édipo já existia. O Tiago já tinha escrito essa pequenina história que foi a partir daí que nós começámos a trabalhar. Eram três, quatro páginas, não sei, que ele tinha escrito para um encontro de novas dramaturgias em Lisboa. Portanto, acho que interessava ao Tiago essa fricção daquela história do Édipo, que é uma história fundadora da nossa cultura ocidental e que é um marco do teatro, e depois essa história pessoal de um prisioneiro que, por coincidência, matou o pai e que está a escrever a carta à mãe. Depois, a partir daí, como é que isso se reflecte na história pessoal de cada um, eu acho que foi o que ficou por descobrir, que foi o que nós criámos à volta, a partir de coisas autobiográficas - que é uma coisa que é comum nos trabalhos do Tiago que é  partir sempre de histórias verdadeiras – tentar partir da nossa história pessoal e que isso possa vibrar nas outras pessoas. E quantas histórias é que nós não escrevemos nas entrelinhas da nossa própria história, não é? Acho que a ideia veio um bocado daí, das várias camadas:  como é que poderíamos complicar ainda mais.” “E criar uma nova camada em palco junto do público e ter todas as noites uma história, se calhar, diferente. Justamente, estamos a falar de um clássico, Édipo Rei. O Tónan também diz na peça que acha completamente estúpido perguntarmo-nos se um texto antigo ainda faz sentido hoje em dia, se é oportuno ou pertinente porque, na verdade, no caso dos grandes clássicos, dos grandes textos como Édipo deveria funcionar no sentido inverso. Ou seja, ‘somos nós que nos devemos questionar se a nossa época faz sentido à luz destes textos'. Porquê levantar esta questão tão política e tão actual?” “Eu lembro-me desse dia. Estávamos nas nossas manhãs de ensaios, sentados à mesa a falar sobre tudo e mais alguma coisa.” “São tertúlias filosóficas, imagino...” Sim, era basicamente isso, e falar de coisas da vida que não tinham nada a ver com o teatro. Eu enceno clássicos sobretudo e gosto muito de ler romances e o Tiago também gosta e falámos do que é que gostávamos e não gostávamos. Houve um dia que realmente começámos a pensar nisso. Fazemos peças com 300 ou 400 anos e as questões de hoje em dia acabam por ser mais ou menos as mesmas: o amor, o poder, a ambição, os conflitos, a violência. Começamos a pensar: o que é que a gente aprendeu há 400 anos quando lemos Shakespeare, por exemplo, e agora olhamos para o nosso mundo no estado das coisas e, quando lemos essas peças, há sempre aquela tendência de dizer ‘é muito actual esta peça ainda'. Claro que é actual, está publicado, está nas livrarias, portanto existe hoje. E o Tiago saiu-se com essa um dia: ‘Não devíamos estar a pegar neste texto e ver o nosso mundo através disto'. E é uma coisa que ainda nos continua a fazer sentido e é uma coisa que eu tenho sempre na minha cabeça sempre que estou a ler um texto só por ler ou a pensar qual é o sentido de o encenar hoje em dia. E, às vezes, parece que a realidade é toda uma grande encenação a partir ainda destes grandes textos.” “A história de ‘Entrelinhas' é uma história que deveria acontecer mas não aconteceu - enfim, aconteceu muito mais do que isso. Você pergunta ao público se ‘uma coisa que não aconteceu pertence ao passado da mesma forma que uma coisa que aconteceu'? Ou se ‘fica eternamente no futuro, condenada a nunca pertencer ao passado'? Ou seja, a tal peça - que não aconteceu no passado nem no futuro - gera a peça que acontece no presente. Então, a encenação é a invenção do real?”  “Pois, é isso tudo e aquilo que ainda está por descobrir porque o suposto monólogo sobre o Édipo que o Tiago deveria ter escrito para mim não aconteceu. Mas por que é que isso não há-de pertencer ao passado? Por que é que esse espectáculo não terá acontecido? A peça torna-se muito ‘borgiana', de uma grande ficção que se torna realidade e que passa para outras coisas e é esta nossa prisão de ‘Ok, não aconteceu, então não aconteceu, mas por que é que não aconteceu? Só por não ter acontecido?' Claro que é uma questão filosófica...” “Mas está a acontecer porque estamos a vê-la...” “Mas está a acontecer, estamos a vê-la e estamos a construir e estamos a falar sobre ela. Eu acho que essa pergunta, no final do espectáculo, abre muitas possibilidades. O espectáculo no final já é tudo, já é uma matriosca, e eu acho que essa pergunta no final é só mais uma explosão que atira as coisas um bocado para o universo e depois quem quiser que apanhe as partículas...” “Uma matriosca porque é um texto dentro de um texto dentro de um texto, nas entrelinhas… Porquê este jogo de levar o espectador para um labirinto? Para mostrar que somos ‘os exploradores de terras já descobertas?' ou ainda há coisas a descobrir?” “Claro que há coisas a descobrir. Acho que em cada um de nós há muita coisa a descobrir e enquanto nos conseguirmos espantar uns com os outros, como seres humanos que somos, há muito para descobrir dentro das coisas que nos atormentam ou que nos fascinam. E como acho que ainda está tudo por fazer, em diversas áreas, enquanto houver esta nossa curiosidade e a nossa vontade de avançar, há muita coisa por descobrir.”

Alegria de viver
Episódio em directo 26 (c/ Laura Rui)

Alegria de viver

Play Episode Listen Later Dec 2, 2022 57:10


Tivemos a honra de receber a nossa conterrânea e cantora super talentosa Laura Rui. Falámos sobre música (como é óbvio), mas também sobre os disparates habituais. Alguns relacionados com música, outros não. Mas a sério, vale a pena conhecer os vários projectos em que a Laura está envolvida (modulatos project, projeto ferver e canções difíceis fáceis) e mantenham-se atentos ao lançamento do seu EP a solo. Sigam a Laura em: https://www.instagram.com/laurarui14/ Modulatos project: https://www.instagram.com/modulatusproject/ Projeto Ferver: https://www.instagram.com/projeto.ferver/ Canções difíceis fáceis: https://www.instagram.com/cancoesdificeisfaceis/ E sigam também o alegria de viver: https://www.instagram.com/alegriadeviver podcast/ Relembramos que poderão ver os nossos alter egos ao vivo no espectáculo 2022: Odisseia do Doutor. Os bilhetes estão disponíveis em: https://ticketline.sapo.pt/evento/2022-odisseia-do-doutor-o-doutor-68694

Em busca da FantaCiência
Em Busca da FantaCiência - ep. 111 - Entre golpes e contra-golpes!

Em busca da FantaCiência

Play Episode Listen Later Dec 1, 2022 35:07


Terminámos "O tempo do Desprezo" da coleção Witcher, onde aprofundámos a história de Geralt e Siri assim como divergimos na nossa opinião. Falámos ainda de : - Emperor of Thorns de Mark Lawrence - Senlin Ascends de Josiah Bancroft - One Piece Vol.2 de Eiichiro Oda - Circe de Madeline Miller

Chillbooks: Audiobooks with Chill Music
The Nature of Man, Love, The Universe and God by Al-Ghazali

Chillbooks: Audiobooks with Chill Music

Play Episode Listen Later Dec 1, 2022 98:40


In this second year's anniversary special, we bring to you “The Nature of Man, Love, The Universe and God”: a collection of moral and religious teachings by Imam Al-Ghazali, translated by Syed Nawab Ali in 1921 (except the bonus section at the end). Abu Hamid A-Ghazali was a 11th century Persian theologian, philosopher, and prolific Muslim author, often regarded as one of the greatest systematic thinkers and mystics of Islam. Enjoy this complete audiobook/videbook with captions, relaxing music and visuals to help you stay engaged. #philosophy #audiobook #islam

Falsos Lentos
Falsos Lentos - T3 E13

Falsos Lentos

Play Episode Listen Later Nov 30, 2022 47:04


Neste episódio, por incrível que pareça, falámos de bola. É verdade. Mas não só de bola, atenção. Falámos também de múltiplas outras coisas variadas.

CBN Vitória - Entrevistas
Trecho da rodovia ES-010 segue interditado em São Mateus

CBN Vitória - Entrevistas

Play Episode Listen Later Nov 30, 2022 11:41


O Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) informou que um dos trechos da rodovia ES-010, entre os quilômetros 186 e 188, está totalmente interditado devido às fortes chuvas que atingiram o Estado. O DER-ES orienta aos motoristas a realizarem uma rota alternativa pela ES-429, pela Fazenda Palmital, com entrada pela ES-010, no trevo do Fal, para a BR 101. Em entrevista à CBN Vitória, o diretor-presidente do DER-ES, Luiz Cesar Maretto, fala sobre a situação do local. Maretto também detalha a atual situação da Avenida Leitão da Silva, em Vitória.

Pausa Técnica
A NBA já é dominada pelos europeus?

Pausa Técnica

Play Episode Listen Later Nov 29, 2022 97:32


No episódio desta semana foi vez de lançar o tema para cima da mesa: a NBA já é dominada pelos europeus? Falámos obviamente de jogadores como Giannis, Luka e companhia, bem como da atenção dada ao Eurobasket este ano muito devido a estes jogadores. Neste episódio olhámos para a jornada da Liga Betclic e também para os pódios da semana, claro está. Sigam-nos nas redes sociais: https://instabio.cc/3102109RAFOwL

Terapia de Casal
TdC #153 - Sobre mimos depois do sexo

Terapia de Casal

Play Episode Listen Later Nov 28, 2022 37:22


O caos. O horror. A total confusão que foi este episódio. Tudo por causa do nosso gato de 11 quilos, chamado Risotto. No fundo é isso, este episódio tem convidado. Forçado, mas tem. Falámos de homens inseguros, de mimos depois do sexo e ajudámos com mais uma prenda de Natal. Isto tudo enquanto a Rita falava do seu ódio a palmas e o Guilherme mostrou alívio por já terem as prendas de Natal todas compradas. Não se esqueçam de continuar a enviar as vossas questões, dúvidas e problemas para terapiadecasalpodcast@gmail.com, tal como os vossos pedidos de ajuda com prendas de natal. Por ho, ho, ho... je está feito, voltamos para a semana. ________________ Terapia de Casal é o podcast que pode acabar com o casamento do Guilherme Fonseca e da Rita da Nova. Enviem as vossas questões/inquietações/dúvidas amorosas para terapiadecasalpodcast@gmail.com que nós respondemos. Sigam-nos nas redes: @guilhermefon @ritadanova Música de Vitor Carraca Teixeira. Imagem de Carolina Costa. Fotografia de Inês Costa Monteiro. Obrigado por ouvirem.

Alegria de viver
Episódio em directo 25 (c/ Catarina Valadas)

Alegria de viver

Play Episode Listen Later Nov 26, 2022 57:14


Neste episódio recebemos a simpática e muito talentosa Catarina Valadas, vocalista e flautista de múltiplos projectos. Falámos sobre música, os desafios logísticos da flauta, etiqueta de supermercados, etc. Sigam e acompanhem o trabalho da Catarina: https://www.instagram.com/catarina.valadas/ E o alegria de viver: https://www.instagram.com/alegriadeviverpodcast/

Falsos Lentos
Falsos Lentos - T3 E12

Falsos Lentos

Play Episode Listen Later Nov 23, 2022 52:22


Um podcast matinal que fica marcado por uma situação de bad vibe entre Manuel Cardoso e Diogo Batáguas. Falámos também da nossa pátria no Mundial.

Podcaliptus Bonbon
PODCALIPTUS 9 X 14 Religiones no tan conocidas: El Bahaísmo - Acceso anticipado

Podcaliptus Bonbon

Play Episode Listen Later Nov 21, 2022 53:11


Agradece a este podcast tantas horas de entretenimiento y disfruta de episodios exclusivos como éste. ¡Apóyale en iVoox! Hoy abordamos una religión que no es tan conocida, al menos en el ámbito Judeo-cristiano, nacida en el siglo XIX en Persia y que defiende la igualdad entre todos los seres humanos y la superación de los nacionalismos y, aunque tiene ciertas contradicciones que también comentamos, también elementos pioneros en el ámbito socio-político dignos de resaltar. Como siempre, esperamos que os guste :-) Foto del Templo del Loto Bahaí en Nueva Delhi con licencia FAL en Wikipedia. La música presente en el programa tiene licencia Creative Commons ("Into the Storm" por Brandon Lew) o está cedida (cierre por el gran Almirante Stargazer, director del fantabuloso podcast "Torpedo Rojo").Escucha este episodio completo y accede a todo el contenido exclusivo de Podcaliptus Bonbon. Descubre antes que nadie los nuevos episodios, y participa en la comunidad exclusiva de oyentes en https://go.ivoox.com/sq/157530

Rádio Comercial - Momentos da Manhã
Nena ao fundo da rua - o novo disco

Rádio Comercial - Momentos da Manhã

Play Episode Listen Later Nov 18, 2022 5:54


Falámos de descontos e promoções, música e slot machine

Dar Voz a esQrever: Pluralidade, Diversidade e Inclusão LGBTI
Ep.142 - ESPECIAL AO VIVO PODES: Economia Gay, Qatar e a importância dos Podcasts nas comunidades minoritárias

Dar Voz a esQrever: Pluralidade, Diversidade e Inclusão LGBTI

Play Episode Listen Later Nov 17, 2022 48:01


Em busca da FantaCiência
Em Busca da FantaCiêcia - ep. 110 - A política também cria monstros!

Em busca da FantaCiência

Play Episode Listen Later Nov 16, 2022 31:15


Neste episódio começámos o 2º livro da série The Witcher de Andrzej sapkowski, o "Tempo de Desprezo", onde continuamos a acompanhar Geralt nas suas aventuras de proteção da Ciri. Falámos também de: - Lapvona de Otessa Moshfegh - A Desolation Called Peace de Arkady Martine - Fullmetal Alchemist de Hiromu Arakawa - Senlin Ascends de Josiah Bancroft

Terapia de Casal
TdC #151 - Sobre ser obcecada pelos cães do prédio

Terapia de Casal

Play Episode Listen Later Nov 14, 2022 31:05


E o rabinho dele, que é lindo? Bom, esta vão ter de ouvir para perceber. O que interessa é que esta semana a Rita volta a estar doente e o Guilherme não se cala com o livro dele. Por isso, falaram dos cães do bairro, de lançar livros e de comprar prendas de natal cedo. Obrigado à Lola Paluza e à In Vitro pelos emails. Falámos de oferecer bilhetes para concertos e listámos as melhores razões para não se ter filhos, tudo a pedido das duas. Façam como elas e enviem questões dúvidas e perguntas sobre as vossas relações para terapiadecasalpodcast@gmail.com. Obrigado e as melhoras. Principalmente para a Rita. ________________ Terapia de Casal é o podcast que pode acabar com o casamento do Guilherme Fonseca e da Rita da Nova. Enviem as vossas questões/inquietações/dúvidas amorosas para terapiadecasalpodcast@gmail.com que nós respondemos. Sigam-nos nas redes: @guilhermefon @ritadanova Música de Vitor Carraca Teixeira. Imagem de Carolina Costa. Fotografia de Inês Costa Monteiro. Obrigado por ouvirem.

Alegria de viver
Episódio em directo 23 (c/ Rita Leitão)

Alegria de viver

Play Episode Listen Later Nov 12, 2022 57:13


Neste episódio contámos com a presença da excelente humorista Rita Leitão, que foi obrigada aturar uma conversa demasiado longa sobre esse tema aparentemente fascinantes que são os transportes públicos. Falámos ainda sobre temas mais ligeiros como filmes, o nosso contributo para a sociedade se voltássemos atrás no tempo e sacrifícios humanos. Sigam a Rita: https://www.instagram.com/meiadoseleitao/ E o Alegria de Viver: https://www.instagram.com/alegriadeviverpodcast/

Terapia de Casal
TdC #149 - Sobre medos na relação

Terapia de Casal

Play Episode Listen Later Oct 31, 2022 34:24


Buh! Como hoje é dia das bruxas, resolvemos fazer uma coisa um pouco diferente. Para o episódio desta semana pedimos que vocês mandassem medos que têm nas vossas relações. Falámos de enfiar dedos no rabo, de cair na rotina ou de ser apanhado a fazer a depilação genital. Obrigado a todos os que nos mandaram medos. Enviem questões, dúvidas e inquietações das vossas relações amorosas para terapiadecasalpodcast@gmail.com que responderemos para a semana, sim? Ah. E ouçam até ao fim que no final a Rita até acrescenta uma nova imitação ao seu leque que já conta com cabras e a Cristina Ferreira. ________________ Terapia de Casal é o podcast que pode acabar com o casamento do Guilherme Fonseca e da Rita da Nova. Enviem as vossas questões/inquietações/dúvidas amorosas para terapiadecasalpodcast@gmail.com que nós respondemos. Sigam-nos nas redes: @guilhermefon @ritadanova Música de Vitor Carraca Teixeira. Imagem de Carolina Costa. Fotografia de Inês Costa Monteiro. Obrigado por ouvirem.

Easy Turkish: Learn Turkish with everyday conversations | Günlük sohbetlerle Türkçe öğrenin

En popüler Türk atıştırmalıklarını konuşuyoruz. "Abur cubur" olarak adlandırılan atıştırmalıkların hangilerini sevdiğimizi ve çocukluğumuzdan kalan anıları inceliyoruz. Interactive Transcript and Vocab Helper Support Easy Turkish and get interactive transcripts and live vocabulary for all our episodes: easyturkish.fm/membership Show Notes Yabancıların Türk atıştırmalıklarını denediği videomuz: https://youtu.be/XHkrXyGzxCw Ülker Çikolatalı Gofret: https://www.ulker.com.tr/tr/markalar/ulker-cikolatali-gofret#product-popup-content-88 Çubuk Kraker: https://www.ulker.com.tr/tr/markalar/ulker-cubuk-kraker#product-popup-content-41 Balık Kraker: https://www.etietieti.com/eti-balik-kraker Pizza Kraker: https://www.etietieti.com/eti-krakerler/pizza-kraker Haylayf: https://www.ulker.com.tr/en/brands/haylayf#product-popup-content-8 Eti Cin: https://www.etietieti.com/eti-cin-portakal-joleli-biskuvi Eti Puf: https://www.etietieti.com/eti-puf-kakao-granul-kaplamali-marshmallow-biskuvi Çokokrem Tüp: https://www.ulker.com.tr/tr/markalar/cokokrem#product-popup-content-44 Ece Çikolataları: https://www.ulker.com.tr/tr/markalar/ece Çizi: https://www.ulker.com.tr/tr/markalar/cizi#product-popup-content-63 Ay Çekirdeği: https://www.tadim.com.tr/ay-cekirdegi-siyah Para Çikolata: https://www.melodicikolata.com/sutlu-para-cikolata-250g Sulugöz: https://hepsi90lardan.com/product/sulugoz/ Falım Sakız: https://www.migros.com.tr/falim-damla-sakizi-aromali-sekersiz-sakiz-35-g-5li-p-6cb50e Transcript Intro Müzik Haftanın Konusu Emin: [0:20] Herkese merhaba. Easy Turkish Podcast'in yeni bölümüne hepiniz hoş geldiniz. Bu bölümde her zamanki gibi Cihat'la beraberiz. Nasılsın Cihat? Cihat: [0:30] İyiyim Emin, teşekkür ederim. Sen nasılsın? Emin: [0:33] Ben de iyiyim. Bir kere de "Çok iyiyim." falan dediğini duymak istiyorum. Cihat: [0:38] Ben bunu ezberlemişim. Robot gibi ağzımdan çıkıveriyor sen doneyi verdiğinde. Ben bunu fark ettim az önce. Emin: [0:43] Ya da mesela de ki: "Kötüyüm." de. Ben de "Neden? N'oldu Cihat?" falan... Cihat: [0:49] Yani deneyelim. Kötü olduğum bir gün test ederiz. Ama bugün bayağı iyiyim. Emin: [0:53] Dur bu introyu baştan çekelim o zaman. "Herkese merhaba!" diye giriyorum. Nasılsın Cihat? Cihat: [1:01] Editte burayı keserim bak sonra. Emin: [1:04] Hayır, hayır. Cihat: [1:09] Bugün çok iyiyim. Bomba gibiyim gerçekten. Sen nasılsın? Emin: [1:12] Aaaa! Ben de iyiyim ama neden bomba gibisin? Cihat: [1:16] Bomba gibiyim çünkü bugün çok enerjik bir konumuz var bence. Emin: [1:20] Evet, benim tutkulu olduğun bir konu. Biliyorsun, yeme içmeyi çok seviyorum ve özellikle abur cubursa konu daha da bir seviyorum. Evet, bugünün konusu Türk abur cuburları. Cihat: [1:34] Türkiye'de bizim tükettiğimiz abur cuburlar. Çoğu Türk mü emin değilim ben. Çünkü düşününce isimler hep yabancı gibi geliyor. Support Easy Turkish and get interactive transcripts and live vocabulary for all our episodes: easyturkish.fm/membership

Chillbooks: Audiobooks with Chill Music
The Alchemy of Happiness by Al-Ghazali

Chillbooks: Audiobooks with Chill Music

Play Episode Listen Later Oct 23, 2022 79:27


This weekend we bring to you “The Alchemy of Happiness (Kīmīyā-yi Sa'ādat)” by of Imam Al-Ghazali, a Persian theologian, philosopher, and prolific Sunni Muslim author, often regarded as one of the greatest systematic thinkers and mystics of Islam, in Persian. Enjoy this complete audiobook/videbook with captions, relaxing music and visuals to help you stay engaged.

Chillbooks: Audiobooks with Chill Music
Confessions: Deliverance from Error by Abu Hamid Al-Ghazali

Chillbooks: Audiobooks with Chill Music

Play Episode Listen Later Oct 16, 2022 83:44


This weekend we bring to you “The Confessions of Al-Ghazali: Deliverance from Error”, the autobiography of Imam Ghazali, which is considered a work of great importance in scholarship, religious sciences and philosophy. Enjoy this complete audiobook/videbook with captions, relaxing music and visuals to help you stay engaged.

Podcast BEZ SENSU
Jak zarabiać w młodym wieku

Podcast BEZ SENSU

Play Episode Listen Later Oct 14, 2022 22:59


Wyprowadzam się do Kostaryki. Kto pytał? WY! Skończyłam pisać "Falę", oficjalnie możemy jeść kotlety rękami, a mój kontakt z przyjaciółmi jest 2/10. Zacznijmy od sucharów. Moja książka: https://zwariowani.com/produkt/ksiazka-kurs-spelniania-marzen

45 Graus
#130 Eunice Goes - O que se passa com a política do Reino Unido?

45 Graus

Play Episode Listen Later Oct 6, 2022 80:21


Eunice Goes é doutorada em ciência Política pela London School of Economics e é há quase 15 anos professora na Richmond University em Londres. As suas principais áreas de investigação são a política britânica e o papel das ideias e das ideologias na política e nas decisões políticas. -> Apoie este projecto e faça parte da comunidade de mecenas do 45 Graus em: 45graus.parafuso.net/apoiar _______________ Índice da conversa: (3:40) O Partido Conservador | O Brexit. | Capitalismo de Renânia | Mont Pelerin Society | Institute of Economic Affairs (20:28) Como compara o P. Conservador com os partidos da direita da Europa continental? | As especificidades do sistema eleitoral britãnico.  (29:52) Porque é que o P. Trabalhista não tem conseguido aproveitar? | A imprensa tem um viés de direita? Inquérito Pew Research Center |  (41:00) A crise da identidade do P. Trabalhista -- e a relação com a “crise da Social-democracia europeia” | A “red wall” | Ordoliberalismo | Predistribution |  (57:43) O papel das ideias na política. Peter Hall  (1:04:14) A importância de desenvolver pensamento crítico nos alunos. | Livro: «Está a Brincar, Sr. Feynman!» de Richard P. Feynman  Livros recomendados: Capitalism on Edge, de Albena Azmanova; Anti-System Politics, de Jonathan Hopkin; In the Shadow of Justice, de Katrina Forrester _______________ Festival Folio Uma conversa muito oportuna com Eunice Goes, professora de Ciência Política na Richmond University em Londres, sobre as causas mais profundas da instabilidade da política britânica nos últimos anos. Falámos do Partido Conservador, do Partido Trabalhista, do papel da imprensa, da "crise de identidade da Social-democracia europeia e de... pensamento crítico.  Há já alguns anos que a política do Reino Unido não sai das notícias -- sobretudo desde o referendo do Brexit em 2016. Desde então, a instabilidade instalou-se na política britânica. O Partido Conservador, que tem governado nos últimos 12 anos, já vai, desde 2016, no 4.º líder -- e, consequentemente, o país no 4º Primeiro Ministro. A última mudança aconteceu há menos de um mês, com a saída de Boris Johnson e a vitória de Liz Truss nas eleições internas de um Partido Conservador muito dividido. Mal tomou posse, a nova Primeira-ministra anunciou um conjunto de medidas arrojadas que têm gerado enormes críticas e uma reacção negativa nos mercados financeiros. Para compreender as origens desta instabilidade que a política do Reino Unido tem vivido, o papel dos dois maiores partidos e as particularidades do sistema político britânico dificilmente poderia encontrar pessoa melhor que a convidada.  Nesta conversa, começamos por examinar as causas da instabilidade na política britânica, cujas causas vão desde o Brexit à existência de diferentes facções dentro do PC e mesmo à própria arquitetura do sistema eleitoral, que dificulta a expressão dos restantes partidos.  Mas existe, ao mesmo tempo, um mistério grande: com esta instabilidade, e os 12 anos de governo que o Partido Conservador já leva, como é que o Partido Trabalhista não tem conseguido afirmar-se como alternativa? Isto levou-nos a discutir se os trabalhistas são vítimas do viés de direita de que a imprensa britânica é frequentemente acusada. Com ou sem imprensa difícil, a verdade é que o PT vive hoje uma crise de identidade, a qual pode ser enquadrada na crise da social-democracia europeia que abordei recentemente num episódio com Pedro Magalhães.  Mesmo no final da conversa, abordámos ainda uma iniciativa inovadora que a convidada tem aplicado nas suas aulas para melhorar a aprendizagem e estimular o pensamento crítico entre os alunos. _______________ Obrigado aos mecenas do podcast: Julie Piccini, Ana Raquel Guimarães Galaró family, José Luís Malaquias, Francisco Hermenegildo, Nuno Costa, Abílio Silva, Salvador Cunha, Bruno Heleno, António llms, Helena Monteiro, BFDC, Pedro Lima Ferreira, Miguel van Uden, João Ribeiro, Nuno e Ana, João Baltazar, Miguel Marques, Corto Lemos, Carlos Martins, Tiago Leite Tomás Costa, Rita Sá Marques, Geoffrey Marcelino, Luis, Maria Pimentel, Rui Amorim, RB, Pedro Frois Costa, Gabriel Sousa, Mário Lourenço, Filipe Bento Caires, Diogo Sampaio Viana, Tiago Taveira, Ricardo Leitão, Pedro B. Ribeiro, João Teixeira, Miguel Bastos, Isabel Moital, Arune Bhuralal, Isabel Oliveira, Ana Teresa Mota, Luís Costa, Francisco Fonseca, João Nelas, Tiago Queiroz, António Padilha, Rita Mateus, Daniel Correia, João Saro João Pereira Amorim, Sérgio Nunes, Telmo Gomes, André Morais, Antonio Loureiro, Beatriz Bagulho, Tiago Stock, Joaquim Manuel Jorge Borges, Gabriel Candal, Joaquim Ribeiro, Fábio Monteiro, João Barbosa, Tiago M Machado, Rita Sousa Pereira, Henrique Pedro, Cloé Leal de Magalhães, Francisco Moura, Rui Antunes7, Joel, Pedro L, João Diamantino, Nuno Lages, João Farinha, Henrique Vieira, André Abrantes, Hélder Moreira, José Losa, João Ferreira, Rui Vilao, Jorge Amorim, João Pereira, Goncalo Murteira Machado Monteiro, Luis Miguel da Silva Barbosa, Bruno Lamas, Carlos Silveira, Maria Francisca Couto, Alexandre Freitas, Afonso Martins, José Proença, Jose Pedroso, Telmo , Francisco Vasconcelos, Duarte , Luis Marques, Joana Margarida Alves Martins, Tiago Parente, Ana Moreira, António Queimadela, David Gil, Daniel Pais, Miguel Jacinto, Luís Santos, Bernardo Pimentel, Gonçalo de Paiva e Pona , Tiago Pedroso, Gonçalo Castro, Inês Inocêncio, Hugo Ramos, Pedro Bravo, António Mendes Silva, paulo matos, Luís Brandão, Tomás Saraiva, Ana Vitória Soares, Mestre88 , Nuno Malvar, Ana Rita Laureano, Manuel Botelho da Silva, Pedro Brito, Wedge, Bruno Amorim Inácio, Manuel Martins, Ana Sousa Amorim, Robertt, Miguel Palhas, Maria Oliveira, Cheila Bhuralal, Filipe Melo, Gil Batista Marinho, Cesar Correia, Salomé Afonso, Diogo Silva, Patrícia Esquível , Inês Patrão, Daniel Almeida, Paulo Ferreira, Macaco Quitado, Pedro Correia, Francisco Santos, Antonio Albuquerque, Renato Mendes, João Barbosa, Margarida Gonçalves, Andrea Grosso, João Pinho , João Crispim, Francisco Aguiar , João Diogo, João Diogo Silva, José Oliveira Pratas, João Moreira, Vasco Lima, Tomás Félix, Pedro Rebelo, Nuno Gonçalves, Pedro , Marta Baptista Coelho, Mariana Barosa, Francisco Arantes, João Raimundo, Mafalda Pratas, Tiago Pires, Luis Quelhas Valente, Vasco Sá Pinto, Jorge Soares, Pedro Miguel Pereira Vieira, Pedro F. Finisterra, Ricardo Santos _______________ Esta conversa foi editada por: Hugo Oliveira

Down the Security Rabbithole Podcast
DtSR Episode 519 - Insights From an Industry Leader

Down the Security Rabbithole Podcast

Play Episode Listen Later Sep 28, 2022 60:51 Very Popular


Prologue This week, Rafal takes the show on the road (literally) to Las Vegas for Fal.Con '22 -- this is CrowdStrike's premier global get-together of customers, partners, and industry experts to showcase some innovation and share ideas and insights. I wanted to say a big thank you to CrowdStrike -- all the folks who helped make this happen and continue to support this podcast and provide access to these fantastic guests. Thank you to Nick Lowe, Geeta Schmidt, Kapil Raina, and Bryan Lee for taking the time to share their unique insights. Guests Nick Lowe LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/nick-lowe-cissp-7751a05b/  Geeta Schmidt LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/geetaschmidt/  Kapil Raina LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/kapilraina/  Bryan Lee LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/obiwanblee/ 

Breaking Analysis with Dave Vellante
How CrowdStrike Plans to Become a Generational Platform

Breaking Analysis with Dave Vellante

Play Episode Listen Later Sep 20, 2022 14:11


In just over ten years, CrowdStrike has become a leading independent security firm. It has more than $2B in annual recurring revenue, nearly 60% ARR growth, a roughly $40B market capitalization, very high retention and a path to $5B in revenue by mid-decade. The company has joined Palo Alto Networks as a gold standard pure play cyber firm.It has achieved this lofty status with an architecture that enables it to go beyond point product. Combine this with outstanding go to market, solid financial execution, some sharp acquisitions and an ever-increasing total available market and you have the formula for a great company.In this Breaking Analysis and ahead of Fal.Con, CrowdStrike's user conference, we take a deeper look into the company, its performance, its platform and customer survey data from our partner ETR.

Explicador
Encontrar casa: Há ajudas para os universitários?

Explicador

Play Episode Listen Later Sep 15, 2022 19:00


João Machado, da FAL, diz que a ministra Elvira Fortunato "disse o óbvio" sobre a insuficiência dos apoios. Ana Gabriela Cabilhas, da FAP, alerta que as universidade vão sofrer com o preço da energia.See omnystudio.com/listener for privacy information.

Sem Barbas Na Língua
Maioritariamente sobre sexo (convidada Tânia Graça)

Sem Barbas Na Língua

Play Episode Listen Later Sep 15, 2022 78:38


No episódio desta semana recebemos a Tânia Graça, conhecida sexóloga e psicóloga clínica. Falámos maioritariamente sobre sexo, não vamos mentir. No episódio de patronos respondemos os três a perguntas dos patronos. Sobre quê? Sexo, ora pois. Spotify - https://spoti.fi/3imdoum iTunes - http://apple.co/2oVupoe Para terem acesso aos episódios para patronos é ver aqui como fazer: www.patreon.com/sembarbasnalingua

45 Graus
#128 Luísa Lopes - Porque é que o nosso cérebro envelhece (e como evitá-lo)?

45 Graus

Play Episode Listen Later Sep 7, 2022 82:53


Luísa Lopes é neurocientista e dedica-se ao estudo dos mecanismos que causam o envelhecimento cognitivo precoce, em particular ao nível da memória. A convidada é actualmente coordenadora do grupo de investigação em “neurobiologia do envelhecimento e doença” no Instituto de Medicina Molecular e Professora Convidada na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.  -> Apoie este projecto e faça parte da comunidade de mecenas do 45 Graus em: 45graus.parafuso.net/apoiar _______________ Índice da conversa: (5:59) Como o nosso cérebro envelhece — e porque não acontece igual em toda a gente. | Mais educação = envelhecimento mais lento | Ressonância magnética funcional | Blue zones | A importância do sono. Estatísticas de sono em Portugal. As crianças. | Diminuição da incidência da demência nas últimas décadas.  (23:29) Relação com o envelhecimento sistémico do corpo. | O papel da oxidação. | Organóides  (39:09) Por onde começa o envelhecimento: neurónios vs sinapses | O hipocampo e o estranho caso dos soldados da guerra do Iraque  (49:07) O que distingue o envelhecimento normal do patológico (neurodegenerativo)? E porque afecta sobretudo o hipocampo? | Parkinson vs Alzeimer (57:52) Tratamentos para doenças neurodegenerativas | Causas últimas: danos no genoma; perda de irrigação sanguínea (1:06:55) Tratamentos de ponta: transfusão de sangue de indivíduos novos (paper). | Patient H.M. (1:15:19) Os benefícios da cafeína. Estudo citado (estudo, notícia) (1:20:04) Livro recomendado: O Homem que Confundiu a Mulher com um Chapéu, de Oliver Sacks _______________ Todos sabemos que, infelizmente, com a idade vamos perdendo gradualmente capacidade cognitiva, desde a memória à capacidade de aprender coisas novas. Mas a experiência diz-nos também que existe muita variabilidade entre as pessoas: há quem numa idade avançada se mantenha grande acuidade intelectual, e continue inclusive a trabalhar, mesmo em trabalhos criativos e desafiantes. E, no sentido contrário, há pessoas em que o envelhecimento cognitivo é acelerado e surge prematuramente, por norma associado a doenças neurodegenerativas. Por isso, é provável que todos nós em algum momento nos tenhamos perguntado: porque é que o nosso cérebro envelhece? É simplesmente uma consequência do envelhecimento geral do corpo? E, já agora, será possível evitar sermos assolados por doenças de envelhecimento cognitivo prematuro e, além disso, abrandar o mais possível o envelhecimento natural?  Foram estas e outras perguntas que fiz à convidada deste episódio, a neurocientista Luísa Lopes. Começámos por falar sobre o que acontece exactamente no nosso corpo (e no cérebro em particular) que causa a diminuição de funções cognitivas. Falámos dos neurónios (as células fundamentais do cérebro, de dendrites (o imenso conjunto de ramos que liga um neurónio a outros neurónios) e de sinapses (a ponta desses ramos, onde ocorre a transferência de informação para o outro neurónio). Falámos também sobre que hábitos devemos ter para retardar esse processo, como dormir bem, fazer exercício, comer bem, manter a mente activa e -- o que pode ser menos óbvio -- socializar. Discutimos também o que distingue as doenças neurodegenerativas do envelhecimento normal, e os tratamentos que existem para elas -- bem como das suas limitações.  Mas dormir bem, comer bem, fazer exercício não só dá trabalho como apenas serve para adiar o problema; o que gostaríamos todos era de poder reverter o envelhecimento. Por isso, no final, falámos também de alguns tratamentos revolucionários (mas também ainda pouco certos e com algumas barreiras éticas, como normalmente acontece); por exemplo, experiências recentes feitas com ratos em que se fez a transfusão de sangue de um animal novo num velho, conseguindo com isso reverter o envelhecimento cognitivo.  Foi uma conversa bem interessante. _______________ Obrigado aos mecenas do podcast: Julie Piccini, Ana Raquel Guimarães Galaró family, José Luís Malaquias, Francisco Hermenegildo, Nuno Costa, Abílio Silva, Salvador Cunha, Bruno Heleno, António llms, Helena Monteiro, BFDC, Pedro Lima Ferreira, Miguel van Uden, João Ribeiro, Nuno e Ana, João Baltazar, Miguel Marques, Corto Lemos, Carlos Martins, Tiago Leite Tomás Costa, Rita Sá Marques, Geoffrey Marcelino, Luis, Maria Pimentel, Rui Amorim, RB, Pedro Frois Costa, Gabriel Sousa, Mário Lourenço, Filipe Bento Caires, Diogo Sampaio Viana, Tiago Taveira, Ricardo Leitão, Pedro B. Ribeiro, João Teixeira, Miguel Bastos, Isabel Moital, Arune Bhuralal, Isabel Oliveira, Ana Teresa Mota, Luís Costa, Francisco Fonseca, João Nelas, Tiago Queiroz, António Padilha, Rita Mateus, Daniel Correia, João Saro João Pereira Amorim, Sérgio Nunes, Telmo Gomes, André Morais, Antonio Loureiro, Beatriz Bagulho, Tiago Stock, Joaquim Manuel Jorge Borges, Gabriel Candal, Joaquim Ribeiro, Fábio Monteiro, João Barbosa, Tiago M Machado, Rita Sousa Pereira, Henrique Pedro, Cloé Leal de Magalhães, Francisco Moura, Rui Antunes7, Joel, Pedro L, João Diamantino, Nuno Lages, João Farinha, Henrique Vieira, André Abrantes, Hélder Moreira, José Losa, João Ferreira, Rui Vilao, Jorge Amorim, João Pereira, Goncalo Murteira Machado Monteiro, Luis Miguel da Silva Barbosa, Bruno Lamas, Carlos Silveira, Maria Francisca Couto, Alexandre Freitas, Afonso Martins, José Proença, Jose Pedroso, Telmo , Francisco Vasconcelos, Duarte , Luis Marques, Joana Margarida Alves Martins, Tiago Parente, Ana Moreira, António Queimadela, David Gil, Daniel Pais, Miguel Jacinto, Luís Santos, Bernardo Pimentel, Gonçalo de Paiva e Pona , Tiago Pedroso, Gonçalo Castro, Inês Inocêncio, Hugo Ramos, Pedro Bravo, António Mendes Silva, paulo matos, Luís Brandão, Tomás Saraiva, Ana Vitória Soares, Mestre88 , Nuno Malvar, Ana Rita Laureano, Manuel Botelho da Silva, Pedro Brito, Wedge, Bruno Amorim Inácio, Manuel Martins, Ana Sousa Amorim, Robertt, Miguel Palhas, Maria Oliveira, Cheila Bhuralal, Filipe Melo, Gil Batista Marinho, Cesar Correia, Salomé Afonso, Diogo Silva, Patrícia Esquível , Inês Patrão, Daniel Almeida, Paulo Ferreira, Macaco Quitado, Pedro Correia, Francisco Santos, Antonio Albuquerque, Renato Mendes, João Barbosa, Margarida Gonçalves, Andrea Grosso, João Pinho , João Crispim, Francisco Aguiar , João Diogo, João Diogo Silva, José Oliveira Pratas, João Moreira, Vasco Lima, Tomás Félix, Pedro Rebelo, Nuno Gonçalves, Pedro , Marta Baptista Coelho, Mariana Barosa, Francisco Arantes, João Raimundo, Mafalda Pratas, Tiago Pires, Luis Quelhas Valente, Vasco Sá Pinto, Jorge Soares, Pedro Miguel Pereira Vieira, Pedro F. Finisterra, Ricardo Santos _______________ Esta conversa foi editada por: Hugo Oliveira _______________ Bio: Luísa Lopes é neurocientista, coordenadora de um grupo de investigação no Instituto de Medicina Molecular e Professora Convidada na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Estudou na Escola Secundária do Bombarral, licenciou-se em Bioquímica na Faculdade de Ciências de Lisboa e mais tarde doutorou-se em Neurociências na Faculdade de Medicina da mesma Universidade. Trabalhou em Cambridge, no Reino Unido, em Estocolmo, na Suécia e em Lausanne, Suiça, antes de regressar a Lisboa, onde a partir de 2008 estabeleceu a sua própria equipa de investigação, tendo em 2013 e 2018 obtido posições de Investigador da Fundação para Ciência e Tecnologia. O seu trabalho centra-se nos mecanismos que causam o envelhecimento precoce das funções associadas à memoria, e o desenvolvimento de modelos animais de envelhecimento para estudar o défice cognitivo e neurodegeneração. Tem múltiplos artigos e capítulos de livros publicados em revistas científicas internacionais, incluindo revistas de referência na área, tal como Nature Neuroscience, Science Immunology ou Molecular Psychiatry e doutorou 8 estudantes na sua equipa. Em 2010, Luísa recebeu um prémio da Dana Alliance for Brain pelas actividades de divulgação científica enquanto coordenadora das actividades da Semana do Cérebro em Lisboa. Pertence a várias sociedades científicas portuguesas e internacionais, destacando-se ter sido membro da Direcção da Sociedade Portuguesa de Neurociências entre 2008 e 2011. É membro Conselho Científico da Faculdade de Medicina e da equipa de cordenação do Mestrado em Investigação Biomédica. Em 2017 recebeu uma menção honrosa da Universidade de Lisboa pelo seu currículo científico na área de Biomedicina, em 2018 o Prémio Mantero Belard – Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, em 2020 o prémio Pfizer em Investigação Biomédica, e em 2022 o Prémio Interstellar Initiative para “Healthy Aging and Longevity” da Academia de Ciências de Nova Iorque. Em 2021 recebeu o seu grau de Agregação na Faculdade de Medicina de Lisboa. 

Dear Albie
Albie got slimed

Dear Albie

Play Episode Listen Later Aug 26, 2022 43:14 Very Popular


Guys, FAL was so messed up he forgot he recorded an episode before the one that aired 2 weeks ago. What a mess. . The Don gives her answers to how she wants to get buried before papa Al chimes in. It's essentially a prequel. Anyway, We get into Lauren's bad manicure job, when its ok to blow off your friends funeral and Al insists he's friends with Justin Bieber again.. Today's show is brought to you by UPSIDE. Download the FREE Upside App and use promo code dearalbie to get $5 or more cash back on your first purchase of $10 or more. Learn more about your ad choices. Visit megaphone.fm/adchoices

Down the Security Rabbithole Podcast
DtSR Episode 514 - Adam Explains Everything

Down the Security Rabbithole Podcast